Meneguzzi Nenhum comentário

Data lembra a morte da menina que se tornou símbolo contra a violência em Caxias

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB se pronunciou na sessão desta quinta-feira (16) sobre o Dia do Ato pela Cultura da Paz Ana Clara Adami, que lembra a morte da menina de 11 anos, que morreu neste dia, em 2015, depois de ser baleada quando chegava para o encontro de catequese, nas proximidades da igreja São Pio X, em Caxias do Sul. Antes da manifestação na tribuna, o parlamentar propôs um minuto de silêncio em memória da jovem. O vereador também distribuiu uma máscara de proteção ao Coronavírus, alusiva à data.

Segundo Meneguzzi, a lei que criou a data tem a intenção de chamar a atenção da sociedade sobre a violência e a construção da paz social. “A ideia é avançarmos um discurso de paz, de família, de políticas públicas e de reflexão. Trilharmos outros caminhos. Ela tinha amor, zelo, carinho e atenção da família. O que muitas dessas crianças com 11 anos não têm na relação com seus pais. Mas é isso que as crianças precisam dos pais e da família”, afirmou.

Alberto Meneguzzi ressaltou que nesta quinta-feira, a menina estaria completando 17 anos e ingressando na universidade. “Ela deixou diversas cartas, condenando, inclusive, a pena de morte. Incrível ler os escritos da Ana Clara, que sempre falava de paz”, destacou.

O parlamentar refletiu sobre a deficiência na segurança pública. “O que mudou de lá para cá. Se formos pensar em efetivo de Brigada Militar, não mudou nada. Até piorou na região do Bairro Pio X. Quantas crianças e jovens são assassinados em Caxias do Sul? Se formos fazer um balanço, vai ver que boa parte dos assassinados aqui são jovens, que morrem no trânsito ou estão no tráfico de drogas”, salientou.

O projeto de lei que instituiu o Dia do Ato pela Cultura da Paz Ana Clara Adami foi aprovado em 2017. Além de Meneguzzi, também assinaram a matéria os vereadores Edi Carlos Pereira de Souza e Elói Frizzo/PSB, e Gustavo Toigo/PDT.

Meneguzzi também foi o autor do projeto de lei que denominou uma rua do Loteamento Villa Di Fillippo, no Bairro São Caetano como Ana Clara Adami. A proposta foi aprovada por unanimidade do plenário, em outubro de 2017. As placas de identificação somente agora estão sendo colocadas nas duas quadras da via pública.

Foto: Fernando Santos

 Ouça a notícia em podcast

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *