Meneguzzi solicita que Secretaria Municipal da Saúde fiscalize condições de trabalho de funcionários da UPA Zona Norte

março 29, 2020

O Vereador Alberto Meneguzzi/PSB irá encaminhar nesta segunda-feira ( 30), uma solicitação  Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo Ministério do Trabalho) e à Secretaria Municipal da Saúde para que a fiscalização das condições de trabalho dos funcionários da UPA Zona Norte seja ainda mais rigorosa. O parlamentar, que é integrante  da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, também enviará oficio  para o SindiSaúde, sindicato que representa os trabalhadores do setor. No ofício, Meneguzzi relata  algumas denúncias sobre o falta de zelo e cuidado da empresa IGH com os seus funcionários neste período de combate ao Coronavírus
Segundo o  vereador,  “se uma empresa que recebe recursos públicos para atender a população usuária do SUS não trata com profissionalismo e zelo os seus próprios servidores, tem algo errado nisso. Quem cuida, também precisa de cuidados.”

O parlamentar recebeu denúncias de que trabalhadores da UPA, que se enquadrariam no grupo de risco do Coronanvírus,  continuam trabalhando, colocando em risco a própria  saúde, de colegas de trabalho e da população em geral.  “Se dentro de uma UPA há um número considerável de funcionários doentes, porque há resistência em afastar eles do trabalho?” questiona Meneguzzi.  As denúncias também vão desde  a falta de Equipamentos de Proteção Individual ( EPIs)  até de que funcionários que  estariam doentes e apresentam quadro de risco, continuam trabalhando sem a devida atenção da empresa.

O vereador solicita que os gestores da área da saúde façam a devida averiguação das denuncias.  “É bom lembrar que esta empresa recebe R$ 2,2 milhões para fazer a gestão da UPA e já apresenta um histórico de desrespeito ao contrato firmado com a Prefeitura de Caxias do Sul, que venho denunciando e fiscalizando desde 2017”, salienta.

Meneguzzi lembra  que o momento requer cuidados redobrados, principalmente, com quem está na ponta do atendimento da população, como os trabalhadores das duas UPAS, das UBSs e dos hospitais. “Num momento como o que estamos vivendo, os profissionais da área da saúde são os primeiros que precisam ser cuidados, pois eles é que estão na ponta do atendimento da população”, ressalta.

 

 

Coronavirus: Caxias do Sul tem 11 casos confirmados e prefeitura projeta que até agosto 51 mil pessoas devem estar infectadas

março 26, 2020

A prefeitura de Caxias do Sul confirmou uma informação preocupante: até agosto, 51 mil pessoas devem ser infectadas com o coronavírus em Caxias do Sul. Dessas, 41 mil devem apresentar sintomas leves, 7668 serão hospitalizados e 345 serão internados na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Essa projeção de casos de covid-19 no município, até o fim de agosto, foi apresentada em live nas redes sociais da Secretaria Municipal da Saúde na tarde desta quinta-feilra( 26). O estudo, realizado pela equipe da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde, faz parte do Plano de Contingência Municipal.

O número de casos de coronavírus  subiu para 11 (03 curados). Desses, 06 foram confirmados pelo Lacen e 05 pela rede privada. Dos quatro casos positivos que foram divulgados, um deles, um idoso de 62 está internado na UTI. Os demais estão em isolamento domiciliar.

O Município também apresentou o hospital de campanha, no Hospital Virvi Ramos, que tem capacidade para 49 leitos.

Segundo informações reveladas na live de hoje a tarde, desses 7.668 casos possíveis de internação, pelo menos 60% serão atendidos pelo SUS. Desses 7.668 existe a possibilidade real de que pelo menos 300 pessoas precisem ser internadas na Unidade de Tratamento Intensivo. Temos na cidade 100 leitos de UTIs, envolvendo toda rede, particular e privada

*Fonte: site da Prefeitura  de Caxias do Sul ( www.caxias.rs.gov.br)

Governo do RS começa a cadastrar voluntários para reforço do atendimento à Covid-19

março 26, 2020

*Fonte: Site do governo do estado do RS (www.estado.rs.gov.br)

A Secretaria da Saúde abriu um canal para cadastro de voluntários em atividades de enfrentamento à pandemia do coronavírus no Rio Grande do Sul. As inscrições são feitas mediante o preenchimento de um formulário no site https://saude.rs.gov.br/coronavirus-voluntariado.

São oferecidas possibilidades de voluntariado a profissionais da saúde e de outras categorias profissionais. O sistema de voluntariado é regido pela Lei Federal Nº 9.608, de 18 de fevereiro de 1998.

A iniciativa deve-se à situação de calamidade pública decretada no Estado e ao aumento dos casos da doença. Os voluntários atuarão na atenção e no cuidado à saúde da população atingida pelo coronavírus em todo o território gaúcho.

A Secretaria da Saúde entrará em contato com as pessoas inscritas, conforme forem surgindo as necessidades de ampliação de profissionais de saúde e de outras áreas.

Meneguzzi sugere suspensão de cobrança da tarifa social do Samae por 90 dias

março 26, 2020

Vereador também indica que corte de água por atraso no pagamento seja suspenso

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB protocolou, nesta quinta-feira (26), uma Indicação ao Executivo, onde sugere a suspensão imediata da cobrança das contas beneficiadas com a tarifa social do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgotos (Samae). A medida valeria por 90 dias ou enquanto estiver em vigor qualquer decreto municipal de prevenção ao Coronavírus. O parlamentar também sugere que seja suspenso o corte no abastecimento de água dos usuários com contas em atraso. O documento é endereçado ao prefeito Flavio Cassina/PTB e ao diretor-presidente da autarquia, Idair Moschen.
“São mais de 12 mil famílias que pagam a tarifa social que seriam beneficiadas com a suspensão do pagamento. Tratam-se de famílias de baixa renda, muitas delas, com pessoas desempregadas. Fato este que se agrava com as medidas de contenção ao Coronavírus, devido à suspensão das atividades de muitas empresas e a escassez de oferta de trabalho autônomo, por exemplo. Acredito que essas sugestões podem colaborar para minimizar os efeitos dessa crise internacional na vidam das pessoas mais carentes”, afirma Alberto Meneguzzi.
A Indicação irá para análise do Executivo. Entretanto, Meneguzzi considera que é necessária a urgência na avaliação do pedido, a fim de que o benefício seja disponibilizado brevemente aos detentores da tarifa social do Samae.

Transporte coletivo urbano de Caxias opera com 25 % da frota e gratuidades estão suspensas por tempo indeterminado

março 25, 2020

*Fonte Site da Prefeitura de Caxias do Sul ( www.caxias.rs.gov.br)

A Prefeitura de Caxias do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM), informa que os ônibus do transporte urbano coletivo operados pela Visate passarão a operar meia hora mais cedo a partir desta quinta-feira (26). Desta forma, os carros saem da garagem às 5h e não mais às 5h30 como fizeram até esta quarta-feira (25). A medida visa atender usuários do transporte coletivo que precisam se deslocar a locais não afetados pela paralisação, que tem como objetivo de prevenir a transmissão de coronavírus no município.

A SMTTM alerta que a Visate seguirá com frota reduzida, mantendo até máximo 25% dos veículos nas ruas. A prioridade de atendimento será para usuários que trabalhem em áreas de saúde, serviços públicos, abastecimento alimentar e serviços que não serão paralisados. Aos demais usuários, segue a recomendação de que permaneçam em suas residências.

A Visate irá operar com prioridade nos horários de pico das 5h30 às 8h30; das 11h às 13h; e das 17h às 20h. As gratuidades e o passe livre no último domingo do mês estão suspensos por tempo indeterminado, conforme disposto no Decreto nº 20.834, publicado no Diário Oficial do Município na sexta-feira.

Vacinação contra a gripe iniciou nesta segunda-feira e já faltam vacinas em várias UBSs de Caxias do Sul

março 23, 2020

A Vacinação contra a Influenza iniciou nesta segunda-feira, 23 de março e já faltam vacinas em várias UBSs de Caxias do Sul. Segundo a Secretaria Muncipal de Saúde, somente neste primeiro dia,  foram aplicadas 13303 doses em idosos e profissionais da área da saúde. Algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS) como Alvorada, Cruzeiro, Vila Seca, São José, Fazenda Souza e Rio Branco não possuem mais doses. Segundo a Prefeitura de Caxias, as doses  devem ser repostas pelo Governo do Estado na próxima quarta-feira (25).

A orientação da Secretaria de Saúde  às pessoas  é que entrem em contato com a UBS mais próxima e verifiquem se ainda há vacina antes de irem até o local.

*Fonte – Site da  Prefeitura de Caxias do  Sul

*Foto: Andreia Copini/Prefeitura

Combate ao coronavírus em Caxias do Sul: até a BM entra em ação para alertar que as pessoas fiquem em suas casas

março 23, 2020

A Brigada Militar (BM), viaturas da Guarda Municipal e servidores da Secretaria de Transito  de Caxias do Sul estarão envolvidos  numa ação  que visa alertar as pessoas  para quem fiquem em suas casas neste período de combate ao Coronavírus.  A Blitz pela vida, como está sendo denominada a ação promovida pela Prefeitura, vai passar em praças e parques centrais e dos bairros de Caxias do Sul . A ação será realizada por tempo indeterminado e inicia nesta terça-feira, dia 24 de março.

Segundo as autoridades municipais,  ainda há muita circulação de pessoas nas ruas. O decreto publicado na  última sexta-feira, 20 de março, de fechamento de várias atividades, tem o intuito da redução da circulação de pessoas, evitando assim a transmissão do coronavírus.

A Blitz também vai ocorrer em vários pontos da cidade, com barreiras de orientação para motoristas.  Segundo o Secretário  de Trãnsito e Transporte de Caxias do Sul, Alfonso Wullenbrig Junior. “Se não estiver dentro das normas, como trabalhadores de serviços essenciais, ir no supermercado e na farmácia, será orientado a ir para casa, principalmente os idosos, que estão no grupo de risco.”

Folderes também serão distribuídos às pessoas para conscientização

 

Prefeitura corrige informação sobre coronavirus: são 7 casos confirmados, 23 suspeitos e outros 39 descartados

março 23, 2020
A Prefeitura de  Caxias do Sul corrigiu uma informação repassada  de forma errada aos veículos de imprensa por volta das  14h. Segundo a assessoria de comunicação , não são 62 casos suspeitos como divulgado anteriormente. “Esse número se refere ao total de casos, somando o que tínhamos até então (confirmados, suspeitos e descartados). O correto são: 7 casos confirmados (2 curados), 23 suspeitos e 39 descartados de coronavírus.” diz a nota enviada pela prefeitura.
Segue o material correto.
 
Coronavírus: atualização correta da situação em Caxias do Sul
A Prefeitura de Caxias do Sul, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informa que, até as 17h desta segunda-feira (23), o município tem 7 casos confirmados (2 curados), 23 suspeitos e 39 descartados de coronavírus. A SMS aguardava um posicionamento do Estado para aceitação desses resultados, visto que os 5 novos casos vieram da rede privada, e os exames não foram feitos pelo Lacen. Além disso, Caxias do Sul tem a primeira transmissão local, isto é, a doença foi contraída por um contato próximo de um caso confirmado que retornou da Espanha.
Caxias do Sul
07 casos confirmados (2 curados)
23 casos suspeitos
39 casos descartados

Mobilização de Meneguzzi reverterá em R$ 125 mil ao Município

março 17, 2020

Legislativo aprovou parceria que vai beneficiar obras em órgãos públicos municipais

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB foi o principal articulador do projeto de lei do Executivo, que visava a autorização à Rede Dall’Onder de Hotéis, para a instalação de passarela sobre a Rua Isadora Sanvitto Andreazza Demore, ligando o Axten Hotel e o Shopping Center Iguatemi Caxias. A matéria foi aprovada, por unanimidade, na sessão desta terça-feira (17).

Em contrapartida pela autorização, o grupo Dall’Onder se comprometeu em investir R$ 125 mil em obras e reformas de imóveis de propriedade do Município. Os projetos ainda não foram definidos. Um detalhe do projeto é de que a passarela não será utilizada como espaço para publicidade.

O pedido do presidente do grupo, Tarcísio Michelon, vinha desde o governo anterior. “O prefeito cassado nem sequer recebeu o empresário para uma audiência. A solicitação emperrou na burocracia e na falta de vontade política daquele governo desastroso, que se manifestou dizendo que a culpa era do Legislativo. Entretanto, este ano, promovemos a aproximação de Tarcísio Michelon com o novo governo e, rapidamente, o projeto veio para a Câmara e foi votado. O Município só tem a ganhar com essa autorização, que vai reverter em benefício para a comunidade”, salientou Meneguzzi.

Ouça a notícia em podcast

 

Meneguzzi articula novo protocolo da Lei Antinepotismo

março 17, 2020

Proposta da bancada do PSB visa restringir o favorecimento familiar em cargos no Executivo e Câmara de Vereadores

Alberto Meneguzzi/PSB foi o principal articulador do novo protocolo do Projeto de Emenda à Lei Orgânica Municipal (PLOM), que regulamenta o Antinepotismo nos poderes Executivo e Legislativo municipal de Caxias do Sul. O documento foi protocolado na manhã desta terça-feira (17). O parlamentar conversou com todos os vereadores, que assinaram a proposição em autoria coletiva. No processo original do ano passado, havia a assinatura do atual presidente da Câmara, vereador Ricardo Daneluz/PDT. Ele foi o único que não assinou a nova versão. Isso porque o Regimento Interno proíbe que o detentor do cargo legisle no ano em que exerce o cargo.

A ideia original foi da bancada do PSB. A matéria foi protocolada em maio de 2019, tramitou nas comissões da Casa durante todo o ano, não sendo possível a votação. O principal entrave no processo foi o engavetamento pela gestão anterior, que deveria emitir parecer sobre a matéria, conforme indicado pelos órgãos de consultoria legislativa Igam e DPM. O novo governo devolveu o projeto em fevereiro deste ano, porém, os proponentes já haviam pedido tramitação por cópia. Mesmo assim, a assinatura de Daneluz impulsionou uma reedição da proposta.

Conforme o texto, fica proibida a nomeação de parentes até o terceiro grau de prefeito, vice-prefeito, secretários, presidentes e diretores de autarquias da administração indireta (Samae, FAS e Codeca), e vereadores como cargos comissionados (CCs). “Espero que, desta vez, a tramitação seja célere e possamos votar essa importante matéria ainda este ano, pela atual legislatura, deixando esse legado de moralidade, excluindo o nepotismo da Prefeitura e da Câmara de Vereadores. A assinatura de todos os vereadores reafirma nossa unidade em acabarmos com essa chaga que ainda atinge o setor público de Caxias do Sul”, afirma Meneguzzi.

Ouça a notícia em podcast