Reunião sobre o EJA ocorrerá na próxima segunda-feira no Legislativo

janeiro 24, 2020

Encontro sugerido por Meneguzzi discutirá alternativas para o caso

A Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo do Legislativo marcou para esta segunda-feira (27), a reunião sugerida pelo integrante do grupo de trabalho, vereador Alberto Meneguzzi/PSB, para discutir sobre o fechamento e aglutinação de diversas turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA), nas escolas estaduais de Caxias do Sul. O encontro terá a participação da gestora da 4ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Viviani Devalle e representante da coordenação pedagógica do órgão público.

A convocação dos vereadores que compõem a Comissão ocorreu na manhã desta sexta-feira (24). A reunião está marcada para as 15h, na sala da Comissão de Educação, na Câmara de Vereadores.

 

Ouça a notícia em podcast

Indicação de Meneguzzi ao governo anterior será implantada este ano pela Festa da Uva

janeiro 22, 2020

Em 2017, ele sugeriu a criação da Feira dos Distritos

Quase três anos depois de ter sido sugerida pelo vereador Alberto Meneguzzi/PSB ao Executivo, sob o nome de Feira dos Distritos, a Comissão Comunitária da Festa da Uva irá realizar a Festa das Colheitas. O evento está marcado para os finais de semana 13,14 e 15; 20, 21 e 22; e 27, 28 e 29 de março, nos Pavilhões da Festa da Uva.

A Indicação ao Executivo ocorreu em maio de 2017. O objetivo seria realizar eventos culturais, em fevereiro e março de 2018, nos Pavilhões da Festa da Uva, a fim de valorizar os produtos locais e os agricultores de Caxias do Sul. A ideia surgiu depois que a gestão anterior adiou a 32ª edição da Festa para 2019. Meneguzzi sugeriu eventos como a realização das Olimpíadas Coloniais, anualmente, para celebrar os costumes de cada distrito. “É uma satisfação saber que a ideia que dei há três anos, mesmo tendo sido relegada pelo governo anterior, agora vira realidade, mesmo que sob outra denominação. Importante que os eventos não evidenciem só a uva, mas também todas as demais culturas de frutos, o artesanato, os jogos de ‘quatrilho’, ‘mora’ e outras atividades”, ressalta.

Na Indicação, Alberto Meneguzzi também sugeriu os eventos coincidissem com o “Dia Municipal da Abertura da Colheita da Uva”, que foi instituído pela Lei Municipal 6.848/2008. Além disso, que o espetáculo Som & Luz fosse apresentado, no mínimo quatro vezes durante os meses de fevereiro e março.

Meneguzzi pede agilidade no conserto dos sanitários das EPIs de Caxias do Sul

janeiro 20, 2020

Parlamentar recebeu reclamações que o problema persiste há cerca de dois meses

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB enviou, nesta segunda-feira (20), um ofício ao secretário municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade, Alfonso Willenbring Júnior, onde solicita agilidade no conserto dos sanitários das Estações Principais de Integração (EPIs) Imigrante e Floresta. O pedido foi motivado por mensagens por aplicativos e redes sociais, recebidas neste fim de semana, reclamando da morosidade do poder público na realização do serviço. As informações revelam que os populares “banheiros” estão fechados há cerca de dois meses. A justificativa afixada em cartazes nas portas das unidades é de que falta de água nas tubulações. Além disso, que as reclamações deveriam ser feitas por meio de telefone gratuito 156.

É inadmissível uma demora de tanto tempo para consertar os sanitários. Trata-se de um problema que atinge os milhares de usuários do sistema público de transporte coletivo, que utilizam as EPIs, diariamente. Pedi providências urgentes ao Executivo e também questionei a Visate sobre o caso”, ressalta Meneguzzi.

Uma cópia do documento foi enviada à direção do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) e da Viação Santa Tereza (Visate).

Alberto Meneguzzi articula parceria para a implantação da Agência Municipal de Emprego

janeiro 16, 2020

Cooperação entre Estado e Município é uma das alternativas para implantar o novo órgão público

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB se reuniu, nesta quinta-feira (16), com o coordenador regional da Agência de Desenvolvimento Social (ADS) da Fundação Gaúcha do Trabalho e Assistência Social (FGTAS), Luiz Eduardo Caetano. O objetivo foi tratar de uma alternativa para a implantação da Agência Municipal do Emprego (AME). O projeto de autoria de Meneguzzi foi aprovado e promulgado pela Câmara de Vereadores, em outubro do ano passado, com a finalidade de incrementar a cadeia de captação e divulgação de vagas de emprego.

A proposta é que a AME seja implantada por meio de uma parceria entre o Município e o Governo do Estado. Com isso, a FGTAS cederia o espaço físico, no prédio onde funciona a agência do Sine, na avenida Julio de Castilhos e a Prefeitura disponibilizaria o pessoal necessário para as atividades. Além disso, os dois entes federados poderão, de forma conjunta, buscar recursos públicos nas três esferas governamentais, para a realização de projetos de capacitação profissional e captação de vagas no mercado de trabalho.

A lei que criou a Agência foi promulgada há três meses e o governo anterior não se manifestou em implantá-la. Acredito que a parceria com o Estado será fundamental para o alcance dos objetivos. Estamos com cerca de 30 mil desempregados em Caxias e precisamos adotar ações conjuntas e urgentes, que visem promover o acesso ao mercado formal de trabalho para essas pessoas”, ressalta.

A proposta será levada ao prefeito Flavio Cassina/PTB. Ficou acertada a marcação de uma reunião com o Executivo, com a participação de representantes do Sine/FGTAS, órgão responsável pelo serviço público de intermediação de mão de obra. Caso acolhida pelo Executivo, será firmado um Termo de Cooperação entre a Prefeitura e o governo estadual. No encontro, Meneguzzi ainda apresentou o projeto de lei que cria o Programa Municipal do Primeiro Emprego (PMPE). A matéria tramita nas comissões legislativas e ainda não tem data para entrar na pauta de votação.

Ouça a notícia em podcast

Meneguzzi intermedeia reunião entre Executivo e empresário Tarcísio Michelon

janeiro 10, 2020

Projeto de construção de uma passarela tramita há cinco anos na prefeitura

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB participou, nesta sexta-feira (10), de uma reunião entre o prefeito Flavio Cassina; o vice-prefeito Eloi Frizzo; o secretário de Planejamento, Paulo Dahmer, e o empresário Tarcísio Michelon. Ele é proprietário da rede de hotéis Dall’Onder, com sede em Bento Gonçalves; e do Dall’Onder Axten Hotel, construído em Caxias do Sul, no Bairro Sanvitto, próximo ao shopping Iguatemi.

A reunião foi intermediada por Meneguzzi, que foi procurado pelo empresário e representantes do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria da Serra Gaúcha (SEGH), em 2018, quando ele era presidente da Câmara, a fim de agilizar um encaminhamento junto ao Executivo. Na época, ele havia se reunido com o ex-secretário Fernando Mondadori (Seplan). contudo, nunca foi apresentada uma resposta definitiva para a solicitação do empresário.

O objetivo do encontro foi discutir sobre um pedido de Michelon para que o Município autorize a construção de uma passarela entre o hotel e o shopping. Ainda segundo o empresário, até a metade deste ano, será construído um centro de convenções no hotel. Em contrapartida, o grupo Dall’Onder se propõe a investir em duas escolas municipais, com reforma e construção de salas de aula para a Educação Infantil.

A proposta de Tarcísio Michelon tramita na Secretaria Municipal de Planejamento, desde 2015. O processo já recebeu os pareceres necessários e depende de autorização da Câmara de Vereadores, segundo Dahmer. Ele informou que um projeto de lei será enviado pelo Executivo logo depois do início do ano legislativo, solicitando a autorização para a obra.

Meneguzzi ressaltou que acompanhará a tramitação do projeto no Legislativo. “Um absurdo que um empresário do porte de Tarcísio Michelon não tenha sido sequer recebido pelo ex-prefeito, nos últimos três anos. O investimento no hotel foi de aproximadamente R$ 60 milhões e o processo de autorização para uma simples passarela, esteja tramitando há cinco anos. Foi muita falta de respeito a quem empreende”, afirmou.

Também participaram da reunião, o gerente do Dall’Onder Axten, Everton Staggmaier e o gerente de Patrimônio da Rede Dall’Onder, Samuel Magagnin.

Meneguzzi contesta postura do Executivo na inclusão de Caxias na Rota das Cervejarias

novembro 27, 2019

Parlamentar critica tentativa do prefeito de se apoderar da articulação

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB se manifestou, na sessão desta quarta-feira (27), contra a tentativa do Executivo em assumir a paternidade da mobilização que levou à inclusão de Caxias do Sul e Farroupilha, na Rota das Cervejarias Artesanais do Estado. A matéria foi aprovada na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (26). O projeto de lei é de autoria do deputado estadual Elton Weber/PSB e foi assinada também pelos colegas Carlos Búrigo/MDB e Fran Somensi/Republicanos.

Na tribuna da Câmara, Meneguzzi repercutiu notícia enviada à imprensa e publicada no site da Prefeitura de Caxias. Na manhã desta quarta-feira, a assessoria de comunicação do Executivo informou que o prefeito Daniel Guerra é o autor da iniciativa que levou a reivindicação dos cervejeiros ao parlamento estadual, por meio do projeto de lei aprovado por unanimidade.

O parlamentar criticou o Executivo, afirmando que o prefeito aproveitou o momento para se vangloriar da aprovação da matéria, como se ele fosse o autor da ideia. “Esta é uma vitória da cidade, da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e da população. Destaco a importância do trabalho do deputado estadual Elton e dos deputados Búrigo e Fran Somensi. Este é um exemplo de trabalho em conjunto. Precisamos unir forças, independente da ideologia. É importante que a cidade cresça e tenha outras matrizes econômicas, como é o caso da Rota Cervejeira”, concluiu Meneguzzi.

Ouça a notícia em podcast

 

 

Legislativo de Caxias prestigia entrega do Prêmio ARI Serra Gaúcha

novembro 25, 2019

Destaques da imprensa foram homenageados pela entidade e CIC Caxias

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB representou a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, na reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), nesta segunda-feira (25), quando ocorreu a entrega do 12º Troféu ARI Serra Gaúcha. A realização foi da Associação Riograndense de Imprensa (ARI) – Seccional Serra Gaúcha e da CIC Caxias.

É uma forma de homenagem a todos aqueles que fazem um jornalismo sério, que lutam pela liberdade de expressão; os relações públicas que trabalham nas mais diferentes áreas e aos publicitários. Momento que representa um pedido de socorro, porque vivemos tempos bastante obscuros, também na área da comunicação. Nunca vivemos numa crise tão grande nesta área, com cobrança por parte da sociedade e pelo cerceamento da liberdade de imprensa. É importante para refletirmos sobre as fake news, a produção de conteúdo e o rumo dos comunicadores”, ressaltou.

Meneguzzi lamentou a falta de representatividade do Executivo de Caxias no evento. “Isso demonstra o desrespeito que o prefeito tem com a imprensa e com os profissionais de comunicação do município. Além disso, desmereceu a ARI, como uma entidade de classe comprometida com a seriedade, a ética e a defesa dos princípios democráticos”, salientou o parlamentar.

O evento contou com a presença do presidente da ARI, Luiz Adolfo Lino de Souza. Este ano, o troféu foi entregue para Marcos Fernando Kirst (Jornalismo Digital e Impresso), Juares Franco (Jornalismo Audiovisual), Celso Sgorla (Radiojornalismo), Lucinara Masiero (Assessoria de Imprensa), Gilmar Gomes (Imagem), Jomba Salim (Propaganda e Marketing), Neide Tomazzoni Michelon (Relações Públicas) e Guiomar Chies (Contribuição à Comunicação). A categoria Destaque Nacional ficou para o editor da Revista IstoÉ, Luís Antônio Giron, que palestrou sobre o tema “As redes sociais mataram a verdade?”.

Ouça a notícia em podcast

Projeto que inclui Caxias na Rota das Cervejarias será votado nesta terça-feira

novembro 25, 2019

Matéria encaminhada por Meneguzzi também beneficia Farroupilha

O projeto de lei que altera a Lei 15.098/18, que instituiu a Região das Cervejarias Artesanais no Estado, incluindo os municípios de Caxias do Sul e Farroupilha, será votado na sessão desta terça-feira (26), na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre. A matéria estava na pauta da semana passada, mas não chegou a ser votada por falta de quórum. O projeto é de autoria do deputado estadual Elton Weber/PSB, que confirmou a entrada na pauta de votação ao vereador Alberto Meneguzzi/PSB, na manhã desta segunda-feira (25). A proposição também foi assinada pelos deputados Carlos Búrigo/MDB e Fran Somensi/Republicanos.

A articulação pela inclusão dos dois municípios na Rota começou há dois anos, quando Alberto Meneguzzi encaminhou a reivindicação da Associação dos Produtores de Cerveja da Serra Gaúcha (Aprocerva/Serra). A proposta foi referendada pela diretoria da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC Caxias).

A expectativa é de que o projeto seja aprovado nesta terça-feira. A aprovação dele deverá promover o desenvolvimento das cervejarias dos dois municípios, gerando mais empregos e novas fontes de turismo, pois Caxias é a terceira maior cidade do país em número de cervejarias. São 14 empresas artesanais e mais de 100 produtores caseiros”, ressalta o parlamentar.

Ouça a notícia em podcast

Alberto Meneguzzi cobra mais ações da Coordenadoria de Acessibilidade de Caxias

novembro 20, 2019

O motivo são as péssimas condições das calçadas de vários locais da cidade

Na sessão desta quarta-feira (20), o vereador Alberto Meneguzzi/PSB ressaltou um problema comum em Caxias do Sul: o grande número de buracos nas calçadas. Ele pediu mais ações da Coordenadoria de Acessibilidade com relação ao tema.

O parlamentar enfatizou que além das péssimas condições das calçadas, em alguns pontos, como por exemplo, na Rua Bento Gonçalves, no bairro São Pelegrino, as faixas de segurança estão apagadas. Fato que pode colocar em risco a vida de pedestres. Ele relatou ainda que, no bairro Cidade Nova, uma cidadã caiu em um buraco, nas proximidades de uma escola de educação infantil, onde crianças circulam pelo local.

Meneguzzi lamenta que o Executivo não tome nenhuma providência, pois pessoas estão se lesionando e mostrando sua indignação referente a falta de manutenção nas calçadas. “Eu questiono aqui a Coordenadoria de Acessibilidade, o nosso coordenador Tibiriçá Maineri. Precisamos agir na cidade, vamos cobrar do prefeito. Nós temos acessibilidade zero. Das boas intenções nós já estamos fartos. Agora vai ter um grande evento de acessibilidade, então que mostre na prática o que tem sido feito nas calçadas, nas ruas da cidade, porque há muitos problemas”, salientou.

O vereador também destacou a necessidade de uma sinaleira em frente à Igreja de Nossa Senhora de Lourdes. Isso porque os motoristas costumam trafegar em alta velocidade pelo local, sem obedecer a legislação das faixas de segurança. “A população precisa de ações mais concretas referentes a estas questões que envolvem Acessibilidade e Trânsito,”concluiu.

Meneguzzi fala sobre a vinda de imigrantes para Caxias do Sul

novembro 20, 2019

Parlamentar ressalta o preconceito de muitos caxienses

Nesta quarta-feira (20), é celebrado o Dia da Consciência Negra. Em 2017 quando assumi como vereador de primeiro mandato, enviei um ofício para a Comissão de Direitos Humanos sugerindo a ideia de um plano municipal de políticas para o povo imigrante.

Em Caxias do Sul recebemos senegaleses, haitianos, venezuelanos, colombianos e outras nacionalidades. Meneguzzi ressalta que quando trabalhou em rádio, acompanhou muitas manifestações preconceituosas dos ouvintes e até mesmo da classe política.

Independentemente de qual regime que o país de origem está vivendo, nós temos que acolher estes imigrantes. Ainda existe muito preconceito em relação às pessoas que vêm de fora, por isso que é importante sim uma política municipal de imigrantes. Debater esse assunto, priorizá-los não, mas na medida que estão aqui estão inseridos em nossa sociedade, são cidadãos comuns como nós somos e precisam ser atendidos, ser respeitados na prática também, não apenas no discurso”, conclui.