Meneguzzi Nenhum comentário

Valor liberado pela Justiça deverá ser repassado mediatamente aos funcionários demitidos

O vereador Alberto Meneguzzi /PSB recebeu confirmação do presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio, Conservação, Limpeza Urbana, Ambiental e Áreas Verdes de Caxias do Sul (Sindilimp), Henrique Silva, sobre as rescisões de contrato dos ex-funcionários da CCS Serviços Terceirizados. A empresa prestava serviços para a Prefeitura de Caxias do Sul, mas teve o contrato rescindido por descumprimento das leis trabalhistas, como atraso e falta de pagamento de salários e benefícios sociais. A informação é de que a entidade sindical receberia a liberação do valor depositado judicialmente pelo Executivo, na tarde desta quarta-feira (15). Com isso, os trabalhadores serão chamados a partir desta quinta-feira (16) para receberem o pagamento de suas rescisões.

“São profissionais que já recebiam um salário baixo e agora com a pandemia, estão precisando muito desse valor. É um direito deles, trabalharam e precisam receber. A conduta dessa empresa já era conhecida da região”, ressalta.
Ainda conforme Henrique Silva, o valor liberado será rateado entre os mais de 20 demitidos. O valor restante das rescisões será cobrado do Município, na Justiça do Trabalho. “A terceirização só tem trazido problemas para o serviço público de Caxias, como ocorreu com o IGH, na UPA Zona Norte. Agora quem vai arcar com as rescisões será o imposto pago pelo contribuinte e o Município terá que correr atrás para ser ressarcido do valor, sem a mínima garantia”, salienta Meneguzzi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *