Estado nega recurso da Amesne e Caxias entra na bandeira vermelha do Coronavírus

julho 13, 2020

Caxias do Sul e região da Serra Gaúcha tiveram recurso da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amensae) negado para permanecerem com as medidas de contenção referentes à bandeira laranja do Coronavírus. A decisão foi anunciada na tarde desta segunda-feira (13), pelo governador Eduardo Leite, durante uma live, direto do Palácio Piratini. Com isso, o Município entra para a bandeira vermelha do Covid-19.

A reclassificação entra em vigor, para fins de avaliação, nesta terça-feira (14) e vale por uma semana. Permanece em vigor o último decreto municipal, que, entre outras medidas, proibiu a abertura dos supermercados e shoppings aos domingos, dia em que a frota do transporte coletivo somente funciona nos horários de pico, no início da manhã e início da noite.

 

Alberto Meneguzzi pede celeridade do Executivo nos pareceres para matérias protocoladas desde fevereiro no Legislativo

julho 10, 2020
Projetos contra o nepotismo e que beneficia a Orquestra de Sopros tramitam em órgãos da administração direta
Na reunião realizada pelo vereador Alberto Meneguzzi/PSB, nesta quarta-feira (08), com a secretária de Governo Municipal, Grégora dos Passos e com o líder de governo no Legislativo, vereador Velocino Uez/PTB, o parlamentar pediu mais celeridade do Executivo na emissão de parecer para duas propostas apresentadas por ele na Câmara de Vereadores. A primeira é a que propõe uma emenda à Lei Orgânica do Município e institui Lei Antinepotismo, que pretende proibir a nomeação de parentes até o terceiro grau do prefeito, vice-prefeito, vereadores, secretários municipais e diretores e presidentes de autarquias e fundações públicas municipais como cargos em comissão (CCs).
O Legislativo recebeu, no dia 24 de junho, os pareceres das IGAM e DPM, que opinaram pela legalidade da matéria, que foi protocolada por meio de autoria coletiva da bancada do PSB e mais 21 vereadores, em fevereiro deste ano. O pedido de parecer ao Executivo foi encaminhado pela Comissão de Constituição, Justiça e Legislação (CCJL), no dia 1º de julho. O prazo é de 30 dias.
“São dois projetos importantes, um deles, sobre o nepotismo, que já é a segunda vez que é protocolado na Casa, tendo em vista o governo cassado ter engavetado ele, durante todo ano passado, e a matéria não pode ser votada. Agora, aguardarei o prazo legal e, se o Executivo não devolver até início de agosto, pedirei a votação por cópia”, afirmou Meneguzzi.
Um outro projeto de autoria de Meneguzzi, também assinado pelo colega Kiko Girardi/PSD, também tramita na administração direta, aguardando emissão de parecer. É o caso da matéria que propõe a transformação da Orquestra Municipal de Sopros em Patrimônio Cultural e Imaterial de Caxias do Sul. A proposta está desde março aguardando o parecer do Conselho Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural de Caxias (Comphac). A alegação pela demora é de que há muitos pedidos anteriores, ainda de novembro do ano passado, e que o grupo de trabalho reduziu o número de reuniões devido à pandemia.
“Este projeto está há quase quatro meses aguardando o parecer do Comphac. Entendo que há um acúmulo de trabalho e prioridades elencadas pelo Executivo, porém, precisamos colocar essa matéria em pauta, a fim de possibilitar a alocação de verba na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021 para que a Orquestra de Sopros possa ter uma segurança financeira para desenvolver suas atividades, que  muito enaltecem a cultura de Caxias do Sul”, salienta.
Ouça a notícia em podcast

Justiça Eleitoral reitera que cadastro de eleitores não será prorrogado devido à pandemia

julho 8, 2020

Mesmo com a transferência das eleições, o prazo encerrou em maio

Conforme o calendário eleitoral, o dia 6 de maio foi o prazo para regularizar a situação cadastral, realizar inscrição, pedir transferência de domicílio ou troca de seção no mesmo município. O chefe da 169ª Zona Eleitoral de Caxias do Sul, Edson Borowisk, informa que, em função do adiamento das eleições municipais de outubro e mudança da data para 15 de novembro, muitos eleitores estão procurado informações sobre o título eleitoral, mas o prazo não será reaberto. Ele destaca que a data-limite está prevista no artigo 91, da Lei 9.504/1997 e não sofreu nenhuma alteração devido à pandemia do Coronavírus nem da transferência das eleições.

Ainda segundo Borowski, as empresas não necessitam do título de eleitor para a contratação de trabalhadores. Ele ressalta também que eventuais problemas com CPFs não estão relacionados com título de eleitor. Nestes casos, as informações devem ser obtidas na Receita Federal.

Ouça a notícia em podcast

 

 

 

 

 

 

 

Estado atende recurso da Amesne e Caxias do Sul permanece na bandeira laranja do Coronavírus

julho 6, 2020

Caxias do Sul e região da Serra Gaúcha foram autorizadas pelo governo estadual, pela segunda semana consecutiva, a permanecerem com as medidas de contenção referentes à bandeira laranja do Coronavírus. A decisão foi anunciada na tarde desta segunda-feira (069), pelo governador Eduardo Leite, durante uma live, direto do Palácio Piratini.

A manutenção do status de zona de risco médio da Covid-19 atendeu a um recurso impetrado pela Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne), em nome dos 49 municípios associados. No documento, foram alegadas inconsistências nas justificativas do Estado para a inclusão na área de alto risco (bandeira vermelha), na última sexta-feira (03).

A reclassificação entra em vigor, para fins de avaliação, nesta terça-feira (07) e vale por uma semana. Permanece em vigor o último decreto municipal, que, entre outras medidas, proibiu a abertura dos supermercados e shoppings aos domingos, dia em que a frota do transporte coletivo somente funciona nos horários de pico, no início da manhã e início da noite.

UBS Cinquentenário já tem novo endereço

julho 3, 2020

A Unidade Básica de Saúde será instalada na Avenida Júlio de Castilhos, em frente ao SENAC

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB, se manifestou em suas redes sociais na noite desta quinta-feira (02), sobre o surto de coronavírus na UBS Cinquentenário. Na manhã desta sexta-feira (03), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informou o novo endereço da Unidade Básica de Saúde, a qual deverá ser reaberta em 30 dias. Será instalada na Avenida Júlio de Castilhos, 3633, em frente ao SENAC.

A SMS já estudava um novo espaço, pois o atual é pequeno para os mais de 25 mil usuários. No total, são 20 servidores e uma higienizadora. Desses, 5 foram afastados imediatamente quando iniciaram os primeiros sintomas gripais e foram testados por meio do método RT-PCR.

Segundo o secretário Municipal da Saúde, Jorge Olavo Hahn Castro, todos os usuários que estiverem com sintomas gripais e foram atendidos na UBS Cinquentenário no período de 11 de junho a 1º de julho serão testados após o 14º dia do início dos sintomas. A Unidade Básica de Saúde entrará em contato para fazer o agendamento.

Em caso de necessidade de atendimento médico, os usuários podem procurar a UPA Central.

Ouça a notícia em podcast

 

Projeto antinepotismo aguarda parecer de órgãos externos para seguir tramitando na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul

maio 23, 2020

Vereador Meneguzzi espera que Projeto seja votado ainda em 2020

Alberto Meneguzzi/PSB foi o principal articulador do novo protocolo do Projeto de Emenda à Lei Orgânica Municipal (PLOM), que regulamenta o Antinepotismo nos poderes Executivo e Legislativo municipal de Caxias do Sul. O documento foi protocolado no dia 17 de março deste ano. No  último dia 13 de maio, a Comissão de Constituição e Justiça ( CCJL) da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, encaminhou o Projeto para análise dos órgãos externos ( IGAM e DPM) para que se manifestem sobre a matéria. O parecer dos dois órgãos deve voltar para a Câmara em 20 dias e depois, será enviado para a executivo para análise.

O projeto antinepotismo teve a assinatura de 22 vereadores. No processo original do ano passado, havia a assinatura do atual presidente da Câmara, vereador Ricardo Daneluz/PDT. Ele foi o único que não assinou a nova versão. Isso porque o Regimento Interno proíbe que o detentor do cargo legisle no ano em que exerce o cargo.

A ideia original foi da bancada do PSB. A matéria foi protocolada em maio de 2019, tramitou nas comissões da Casa durante todo o ano, não sendo possível a votação. O principal entrave no processo foi o engavetamento pela gestão anterior, que deveria emitir parecer sobre a matéria, conforme indicado pelos órgãos de consultoria legislativa Igam e DPM. O novo governo devolveu o projeto em fevereiro deste ano, porém, os proponentes já haviam pedido tramitação por cópia. Mesmo assim, a assinatura de Daneluz impulsionou uma reedição da proposta.

Conforme o texto, fica proibida a nomeação de parentes até o terceiro grau de prefeito, vice-prefeito, secretários, presidentes e diretores de autarquias da administração indireta (Samae, FAS e Codeca), e vereadores como cargos comissionados (CCs). “É importante votar essa matéria ainda este ano, pela atual legislatura, deixando esse legado de moralidade, excluindo o nepotismo da Prefeitura e da Câmara de Vereadores” afirma Meneguzzi.

 

Alberto Meneguzzi destaca os 57 anos da UAB Caxias

maio 19, 2020

Parlamentar ressalta a história de luta da entidade pelo movimento comunitário do município

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB parabenizou, nesta terça-feira (19), os 57 anos de fundação da União das Associações de Bairros de Caxias do Sul (UAB). A entidade reúne as Associações de Moradores de Bairros (Amobs). A data também marca o Dia Municipal do Líder Comunitário.

Meneguzzi ressalta a histórica luta da entidade pela garantia dos direitos dos moradores dos bairros da cidade, como a prestação dos serviços comunitários por parte do poder público. “Durante estas quase seis décadas, a UAB tem buscado, por meio do diálogo e da articulação com os governos, que os bairros tenham serviços públicos de qualidade nas áreas da saúde, educação e obras, entre tantos outros. É uma entidade que tem representado com ética e responsabilidade o movimento comunitário de Caxias”, salientou.

O parlamentar também destaca o trabalho das Amobs, que são os canais de voz entre os moradores das diversas regiões da cidade com o poder público e a sociedade. “A história da UAB revela a seriedade e o comprometimento do movimento comunitário de Caxias do sul para com os cidadãos aos quais representam. As Amobs são importantes fóruns de debate e encaminhamento dos problemas de cada bairro. No governo anterior, tivemos uma tentativa de desmantelamento do comunitarismo no município, entretanto, barrado pela força que este segmento representa na comunidade”, afirma.

Ouça a notícia em podcast

Sobre bares que descumprem decreto em Caxias: ” Tem que autuar e fechar” defende Meneguzzi

abril 26, 2020

O vereador Meneguzzi defende uma operação ainda mais rigorosa por parte da Prefeitura de Caxias para fiscalizar e, se for o caso, autuar e fechar estabelecimentos que estão descumprindo o decreto sobre funcionamento em época de pandemia.  O parlamentar lembra que  em cinco horas de operação na noite de sexta e madrugada de sábado (25/04), a Fiscalização da Secretaria do Urbanismo (SMU) fechou oito bares em diferentes bairros da cidade, seis deles com caça níqueis.   ” A prefeitura está agindo certo, e a população precisa ajudar nas denuncias. Além da atividade ilícita, estes locais  descumprem o decreto municipal de permanecerem fechados devido a aglomeração de pessoas e o risco de transmissão do coronavírus.” destaca Meneguzzi

A operação, que contou com o apoio da Guarda Municipal e da Fiscalização de Trânsito da Secretaria de Trânsito, Transporte e Mobilidade notificou cinco estabelecimentos a vender somente alimentação e um posto de combustíveis foi informado que não pode deixar acontecer aglomerações de carros com pessoas bebendo em sua área. “Tudo já foi explicado, os decretos são bem claros. A fiscalização tem que enérgica sim. Inadmissível que alguns comerciantes insistam em funcionar de um jeito que contraria as normas estabelecidas. Defendo uma fiscalização ainda mais rigorosa.” finaliza o Vereador Meneguzzi

Denúncias sobre o descumprimento do decreto podem ser feitas pelo telefone 156 (segunda a sexta) ou pelo email dec[email protected]

 

Foto: Secretaria de Urbanismo da Prefeitura de Caxias do Sul.

Mensagem: “Não é hora de ter medo, é hora de ter coragem”.

abril 25, 2020

Porque a gente insiste, às vezes, de querer andar sozinho, sem ajuda de ninguém?
Por mais que algumas pessoas nos decepcionem, e isso acontece muito e vai continuar acontecendo, ninguém nasceu para ficar sozinho. Precisamos uns dos outros.
Talvez seja a hora, definitiva, de selecionarmos melhor quem queremos como amigos e parceiros de caminhada. Nem todo mundo merece nossa energia, nossa atenção, nossa disposição. Há pessoas que somente sugam nossas forças e tiram a nossa paz. Sim, existem pessoas assim. Mas por causa delas, vamos entristecer, jogar a tolha, desistir de lutar, se isolar em algum quarto escuro e nos privar de viver a vida?
Se a gente observar, temos muito mais motivos para sorrir do que para chorar. Conviver com as pessoas verdadeiramente humanas, com gente do bem, com pessoas da nossa família, com amigos que gostamos e admiramos, é mais importante do que desistir de relacionamentos e de vida social, por causa de gente má, sem índole e invejosa.
Não é hora de nos encolher ou de ter medo.É hora do resgate das verdadeiras amizades, de ter por perto quem nos faz bem, de quem nos eleva, nos indica caminhos e se alegra com a nossa felicidade. A hora da coragem de fazer escolhas, de recomeçar, de pedir ajuda se necessário for. É hora, também, de não esquecermos a nossa vida espiritual, de agradecer a Deus por tudo e pedir a ele, com ardor, com força e fé, rumos diferentes nas nossas vidas.
Ele atende, pode ter certeza, Ele não nos deixa na mão. Lembre-se : ninguém é tão frágil que não possa suportar suas dores sozinho, mas ninguém é tão forte assim que não precise de amor, de amigos, de verdadeiras companhias e de Deus.

Não é hora de ter medo de nada, apesar da situação está do jeito que está. Agora sim, é o momento de mostrarmos força. São Paulo dizia “Quando sou fraco, aí é que sou forte”.

 

Meneguzzi pede que Prefeitura envie de forma urgente projeto de suspensão da cobrança da tarifa social de água por 90 dias em Caxias

abril 25, 2020

Meneguzzi pede que Prefeitura envie de forma urgente projeto de suspensão da cobrança da tarifa social de água por 90 dias em Caxias

Vereador também pede a suspensão do corte de água por atraso no pagamento das contas

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB voltou a cobrar na sessão da última quinta-feira (23.04) da Prefeitura de Caxias do Sul, uma resposta ao seu pedido o sobre a suspensão da cobrança da Tarifa Social de Água por 90 dias aos usuários de baixa renda do município. O pedido do parlamentar do PSB foi feito ainda em 26 de março, em forma de indicação ao executivo. Nele, o vereador sugere  a suspensão imediata da cobrança da tarifa social. A medida valeria por 90 dias ou enquanto estiver em vigor qualquer decreto municipal de prevenção ao Coronavírus. O parlamentar também sugeriu na indicação que seja suspenso o corte no abastecimento de água dos usuários com contas em atraso. O documento foi endereçado ao prefeito Flavio Cassina/PTB e ao diretor-presidente da autarquia na época, Idair Moschen.

Como o vereador não recebeu qualquer resposta do executivo a respeito do assunto, Meneguzzi fez uma cobrança na tribuna da câmara: Em Porto Alegre, um projeto semelhante foi aprovado na última  quinta-feira (23.03). Por lá, a Prefeitura tomou a inciativa e enviou um projeto de isenção ao legislativo. Estou pedindo que por aqui, o executivo envie um projeto o quanto antes para que possamos aprovar.”

Segundo Meneguzzi, são mais de 12 mil famílias que pagam a tarifa social que seriam beneficiadas com a suspensão do pagamento. “Tratam-se de famílias de baixa renda, muitas delas, com pessoas desempregadas. Fato este que se agravam as medidas de contenção ao Coronavírus, devido à suspensão das atividades de muitas empresas e a escassez de oferta de trabalho autônomo, por exemplo. Acredito que essas sugestões podem colaborar para minimizar os efeitos dessa crise internacional na vidam das pessoas mais carentes”, afirma Alberto Meneguzzi que reitera a urgência de uma ação efetiva por parte da Prefeitura de Caxias

 

 

Papa na mensagem de Páscoa: deixar-se contagiar pela esperança de Cristo

abril 12, 2020

*Fonte: Vaticannews.va

O Pontífice presidiu à missa na Basílica Vaticana, na sobriedade que tem caracterizado as celebrações da Semana Santa. No lugar dos fiéis e das flores que enfeitam a Praça São Pedro neste dia, esteve a oração de milhões de pessoas conectadas através dos meios de comunicação. Devido à pandemia, o Santo Padre renunciou ao rito do “Resurrexit” durante a celebração, que recorda o estupor de Pedro ao ver o sepulcro vazio.

Contágio da esperança

Tradicionalmente, o Papa não pronuncia a homilia no domingo de Páscoa e transmite a sua mensagem ao conceder a bênção Urbi et Orbi (à cidade de Roma e ao mundo). Do altar da confissão, o texto de Francisco começa com o anúncio que hoje ecoa em todos os cantos da Terra: “Jesus Cristo ressuscitou; ressuscitou verdadeiramente!”.

“Nesta noite, ressoou a voz da Igreja: ‘Cristo, minha esperança, ressuscitou!’. É um ‘contágio’ diferente, que se transmite de coração a coração, porque todo o coração humano aguarda esta Boa Nova. É o contágio da esperança.”

Não se trata de uma fórmula mágica, explicou, que faz desaparecer os problemas, mas é a vitória do amor sobre a raiz do mal, que  transforma o mal em bem: “marca exclusiva do poder de Deus”.

As chagas da humanidade

O Ressuscitado é o Crucificado. No seu corpo glorioso, estão indeléveis as feridas que se tornaram frestas de esperança. O Papa então citou as feridas abertas hoje da humanidade, começando pelo contagiados com o coronavírus, de modo especial os doentes, os que morreram e os familiares.

“Para muitos, é uma Páscoa de solidão, vivida entre lutos e tantos incômodos que a pandemia está causando, desde os sofrimentos físicos até aos problemas econômicos.”

Esta epidemia não nos privou apenas dos afetos, afirmou Francisco, mas também da possibilidade de recorrer pessoalmente à consolação que brota dos Sacramentos, especialmente da Eucaristia e da Reconciliação. “Mas o Senhor não nos deixa sós!”

O Papa mais uma vez agradeceu aos médicos e enfermeiros, e a todos os profissionais que garantem os serviços essenciais necessários à convivência civil.

Redução de sanções e cancelamento da dívida

O seu pensamento se dirigiu também a quem está preocupado com o futuro e com a falta de emprego, encorajando os políticos a trabalharem em prol do bem comum.

“Este não é tempo para a indiferença, porque o mundo inteiro está sofrendo e deve sentir-se unido ao enfrentar a pandemia”, disse ainda o Pontífice, pedindo que não faltem os bens de primeira necessidade aos que vivem nas periferias, aos refugiados e aos desabrigados.

A propósito, pediu a redução das sanções internacionais que impedem a alguns países de proporcionar apoio adequado aos seus cidadãos e inclusive o cancelamento da dívida que pesa sobre os orçamentos dos mais pobres.

“Este não é tempo para egoísmos, pois o desafio que enfrentamos nos une a todos e não faz distinção de pessoas.”

Fim das guerras e conflitos

Olhando para as regiões que neste momento mais sofrem, o Papa falou da Europa, uma das mais afetadas pelo coronavírus. O continente se recuperou depois da II Guerra Mundial graças à solidariedade, e que seja este o sentimento que prevaleça agora, e o não o ressurgimento de antigas rivalidades.

Francisco voltou a pedir a adesão ao apelo a um cessar-fogo global e imediato de todos os conflitos e repetiu a exortação feita na vigília pascal: “Este não é tempo para continuar a fabricar e comercializar armas, gastando somas enormes que deveriam ser usadas para cuidar das pessoas e salvar vidas.”

O Pontífice mencionou as guerras ainda em andamento na Síria, no Iêmen, no Iraque, bem como no Líbano. Falou também de Israel e da Palestina, da Ucrânia, da crise dos refugiados na Líbia e na fronteira entre a Grécia (“não quero esquecer a ilha de Lesbos”) e a Turquia e de países da Ásia e dos ataques terroristas na África, em especial da crise humanitária que a região de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, está sofrendo. Na América Latina, citou a Venezuela, exortando a soluções concretas e imediatas.

Antes de conceder a bênção Urbi et Orbi, o Papa Francisco concluiu com mais um convite à coragem, a olhar além, para que a humanidade dissipe as trevas que pairam sobre si:

“Palavras como indiferença, egoísmo, divisão, esquecimento não são as que queremos ouvir neste tempo. Mais, queremos bani-las de todos os tempos! Essas palavras prevalecem quando em nós vencem o medo e a morte, isto é, quando não deixamos o Senhor Jesus vencer no nosso coração e na nossa vida. Ele, que já derrotou a morte abrindo-nos a senda da salvação eterna, dissipe as trevas da nossa pobre humanidade e introduza-nos no seu dia glorioso, que não conhece ocaso.”

Auxílio emergencial: aplicativo já está disponível. Saiba aqui mais informações e acesse os links

abril 7, 2020

ATENÇÃO: AUXILIO EMERGENCIAL
– Aplicativo já está disponível

O cadastro para receber o auxílio emergencial do Governo Federal já pode ser feito pelo site ou aplicativo.
Mas tenha calma. Como a demanda é grande, pode ser que o site esteja indisponível em alguns momentos.
Mas, se você se encaixa nos critérios já divulgados aqui, não deixe de se cadastrar:

Linck:
https://auxilio.caixa.gov.br

Neste link consta todas as informações a respeito do auxílio

IOS:
https://apple.co/2xb9D9B

Android

https://play.google.com/store/apps/details…

O que é

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19.

O benefício no valor de R$ 600,00 será pago por três meses, para até duas pessoas da mesma família.

Para as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente será de R$1.200,00.

Quem estava no Cadastro Único até o dia 20/03, e que atenda as regras do Programa, receberá sem precisar se cadastrar no site da CAIXA.

Quem recebe Bolsa Família poderá receber o Auxílio Emergencial, desde que seja mais vantajoso. Neste período o Bolsa Família ficará suspenso.

As pessoas que não estavam no Cadastro Único até 20/03, mas que têm direito ao auxílio poderão se cadastrar no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo APP CAIXA|Auxílio Emergencial.

Depois de fazer o cadastro, a pessoa pode acompanhar se vai receber o auxílio emergencial, consultando no próprio site ou APP.

O que é

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro concedido pelo Governo Federal destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19.

Quem tem direito ao Auxílio

Pode solicitar o benefício o cidadão maior de 18 que atenda a todos os seguintes requisitos:

  • Esteja desempregado ou exerça atividade na condição de:

– Microempreendedores individuais (MEI);

– Contribuinte individual da Previdência Social;

– Trabalhador Informal.

  • Pertença à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo  (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até 3 (três) salários mínimos (R$ 3.135,00).

Quem não tem direito ao Auxílio

  • Tenha emprego formal ativo;
  • Pertence à família com renda superior a três salários mínimos (R$ 3.135,00) ou cuja renda mensal por pessoa maior que meio salário mínimo (R$ 522,50);
  • Está recebendo Seguro Desemprego;
  • Está recebendo benefícios previdenciários, assistenciais ou benefício de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família;
  • Recebeu rendimentos tributáveis acima do teto de R$ 28.559.70 em 2018, de acordo com declaração do Imposto de Renda.

Como receber o Auxílio Emergencial

Desde que atenda às regras do Auxílio, quem já está cadastrado no Cadastro Único (CadÚnico), ou recebe o benefício Bolsa Família, receberá o benefício automaticamente, sem precisar se cadastrar.

As pessoas que não estão cadastradas no Cadastro Único, mas que têm direito ao Auxílio, poderão se cadastrar no aplicativo e site que serão divulgados pela CAIXA.

Como sei se estou no Cadastro Único (CadÚnico)?

​Para consultar o seu cadastro, o Ministério da Cidadania disponibilizou o aplicativo para celular Meu CadÚnico, que está disponível para baixar nas lojas Android, Apple e no site do Ministério da Cidadania.

Inicia desinfecção de espaços públicos em Caxias para o combate ao coronavírus

abril 2, 2020

Iniciou na noite da última terça-feira,  a desinfecção da área central da cidade para auxiliar no combate ao coronavírus. A ação aconteceu em dois momentos: em fase de testes, um caminhão de hidrojateamento do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) e um caminhão-pipa com aspersor da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMMA), foram utilizados para sanitizar a Avenida Júlio de Castilhos. As equipes utilizaram em torno de 11 mil litros de água misturada com peróxido de hidrogênio no ação, que durou em torno de duas horas.

Já na manhã desta quarta-feira (1º), com parceria da iniciativa privada, a desinfecção teve início na Praça Dante Alighieri, seguindo pela rua Sinimbu até a Estação (EPI) Imigrante, sanitizando todas as paradas de ônibus. Após, a equipe retornou pela rua Pinheiro Machado, desinfectou o entorno da UPA Central e, após, os arredores do Hospital Pompeia. Os trabalhos terminaram na Estação (EPI) Floresta.

Também em Vila Oliva,preocupados e bem informados sobre a situação envolvendo o combate ao coronavírus, toda a equipe da Subprefeitura realizou a higienização das ruas do distrito, assim como os pontos mais importantes, como a praça, a Igreja e o Centro Comunitário. Um trator puxou um pulverizador que espalhou a solução com água e água sanitária para a limpeza das ruas.

*Fonte: Site da Prefeitura de Caxias do Sul ( www.caxias.rs.gov.br)

Foto: Andreia Copini

Bispo de Caxias do Sul oferece estrutura do Centro de Pastoral e da Casa de Retiros para ajudar no combate ao coronavirus

março 30, 2020

O  bispo diocesano de Caxias do Sul,  Dom José Gilson esteve na manhã desta segunda-feira ( 30,03) na Prefeitura de Caxias do Sul e se reuniu com o Prefeito e secretários municipais. Dom José Gislon colocou à disposição do município, duas áreas pertencentes  a Mitra Diocesana para possível organização de hospitais de campanha: o Centro Diocesano de Formação Pastoral com 64 leitos, no bairro Colina Sorriso e a Casa de Retiro, localizada no bairro Diamantino, com 45 leitos.

Dom José Gislon também informou que a Igreja Católica fará uma campanha de arrecadação de alimentos que será disponibilizado para a Fundação de Assistência Social ( FAS) que posteriormente, ficará responsável pela distribuição.

O bispo ainda colocou duas áreas da Mitra para possível organização de hospitais de campanha: o Centro Diocesano de Formação Pastoral com 64 leitos, no bairro Colina Sorriso e a Casa de Retiro, localizada no bairro Diamantino, com 45 leitos.

 

Meneguzzi solicita que Secretaria Municipal da Saúde fiscalize condições de trabalho de funcionários da UPA Zona Norte

março 29, 2020

O Vereador Alberto Meneguzzi/PSB irá encaminhar nesta segunda-feira ( 30), uma solicitação  Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo Ministério do Trabalho) e à Secretaria Municipal da Saúde para que a fiscalização das condições de trabalho dos funcionários da UPA Zona Norte seja ainda mais rigorosa. O parlamentar, que é integrante  da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, também enviará oficio  para o SindiSaúde, sindicato que representa os trabalhadores do setor. No ofício, Meneguzzi relata  algumas denúncias sobre o falta de zelo e cuidado da empresa IGH com os seus funcionários neste período de combate ao Coronavírus
Segundo o  vereador,  “se uma empresa que recebe recursos públicos para atender a população usuária do SUS não trata com profissionalismo e zelo os seus próprios servidores, tem algo errado nisso. Quem cuida, também precisa de cuidados.”

O parlamentar recebeu denúncias de que trabalhadores da UPA, que se enquadrariam no grupo de risco do Coronanvírus,  continuam trabalhando, colocando em risco a própria  saúde, de colegas de trabalho e da população em geral.  “Se dentro de uma UPA há um número considerável de funcionários doentes, porque há resistência em afastar eles do trabalho?” questiona Meneguzzi.  As denúncias também vão desde  a falta de Equipamentos de Proteção Individual ( EPIs)  até de que funcionários que  estariam doentes e apresentam quadro de risco, continuam trabalhando sem a devida atenção da empresa.

O vereador solicita que os gestores da área da saúde façam a devida averiguação das denuncias.  “É bom lembrar que esta empresa recebe R$ 2,2 milhões para fazer a gestão da UPA e já apresenta um histórico de desrespeito ao contrato firmado com a Prefeitura de Caxias do Sul, que venho denunciando e fiscalizando desde 2017”, salienta.

Meneguzzi lembra  que o momento requer cuidados redobrados, principalmente, com quem está na ponta do atendimento da população, como os trabalhadores das duas UPAS, das UBSs e dos hospitais. “Num momento como o que estamos vivendo, os profissionais da área da saúde são os primeiros que precisam ser cuidados, pois eles é que estão na ponta do atendimento da população”, ressalta.

 

 

Governo do RS começa a cadastrar voluntários para reforço do atendimento à Covid-19

março 26, 2020

*Fonte: Site do governo do estado do RS (www.estado.rs.gov.br)

A Secretaria da Saúde abriu um canal para cadastro de voluntários em atividades de enfrentamento à pandemia do coronavírus no Rio Grande do Sul. As inscrições são feitas mediante o preenchimento de um formulário no site https://saude.rs.gov.br/coronavirus-voluntariado.

São oferecidas possibilidades de voluntariado a profissionais da saúde e de outras categorias profissionais. O sistema de voluntariado é regido pela Lei Federal Nº 9.608, de 18 de fevereiro de 1998.

A iniciativa deve-se à situação de calamidade pública decretada no Estado e ao aumento dos casos da doença. Os voluntários atuarão na atenção e no cuidado à saúde da população atingida pelo coronavírus em todo o território gaúcho.

A Secretaria da Saúde entrará em contato com as pessoas inscritas, conforme forem surgindo as necessidades de ampliação de profissionais de saúde e de outras áreas.

Vacinação contra a gripe iniciou nesta segunda-feira e já faltam vacinas em várias UBSs de Caxias do Sul

março 23, 2020

A Vacinação contra a Influenza iniciou nesta segunda-feira, 23 de março e já faltam vacinas em várias UBSs de Caxias do Sul. Segundo a Secretaria Muncipal de Saúde, somente neste primeiro dia,  foram aplicadas 13303 doses em idosos e profissionais da área da saúde. Algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS) como Alvorada, Cruzeiro, Vila Seca, São José, Fazenda Souza e Rio Branco não possuem mais doses. Segundo a Prefeitura de Caxias, as doses  devem ser repostas pelo Governo do Estado na próxima quarta-feira (25).

A orientação da Secretaria de Saúde  às pessoas  é que entrem em contato com a UBS mais próxima e verifiquem se ainda há vacina antes de irem até o local.

*Fonte – Site da  Prefeitura de Caxias do  Sul

*Foto: Andreia Copini/Prefeitura

Combate ao coronavírus em Caxias do Sul: até a BM entra em ação para alertar que as pessoas fiquem em suas casas

março 23, 2020

A Brigada Militar (BM), viaturas da Guarda Municipal e servidores da Secretaria de Transito  de Caxias do Sul estarão envolvidos  numa ação  que visa alertar as pessoas  para quem fiquem em suas casas neste período de combate ao Coronavírus.  A Blitz pela vida, como está sendo denominada a ação promovida pela Prefeitura, vai passar em praças e parques centrais e dos bairros de Caxias do Sul . A ação será realizada por tempo indeterminado e inicia nesta terça-feira, dia 24 de março.

Segundo as autoridades municipais,  ainda há muita circulação de pessoas nas ruas. O decreto publicado na  última sexta-feira, 20 de março, de fechamento de várias atividades, tem o intuito da redução da circulação de pessoas, evitando assim a transmissão do coronavírus.

A Blitz também vai ocorrer em vários pontos da cidade, com barreiras de orientação para motoristas.  Segundo o Secretário  de Trãnsito e Transporte de Caxias do Sul, Alfonso Wullenbrig Junior. “Se não estiver dentro das normas, como trabalhadores de serviços essenciais, ir no supermercado e na farmácia, será orientado a ir para casa, principalmente os idosos, que estão no grupo de risco.”

Folderes também serão distribuídos às pessoas para conscientização

 

Prefeitura corrige informação sobre coronavirus: são 7 casos confirmados, 23 suspeitos e outros 39 descartados

março 23, 2020
A Prefeitura de  Caxias do Sul corrigiu uma informação repassada  de forma errada aos veículos de imprensa por volta das  14h. Segundo a assessoria de comunicação , não são 62 casos suspeitos como divulgado anteriormente. “Esse número se refere ao total de casos, somando o que tínhamos até então (confirmados, suspeitos e descartados). O correto são: 7 casos confirmados (2 curados), 23 suspeitos e 39 descartados de coronavírus.” diz a nota enviada pela prefeitura.
Segue o material correto.
 
Coronavírus: atualização correta da situação em Caxias do Sul
A Prefeitura de Caxias do Sul, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informa que, até as 17h desta segunda-feira (23), o município tem 7 casos confirmados (2 curados), 23 suspeitos e 39 descartados de coronavírus. A SMS aguardava um posicionamento do Estado para aceitação desses resultados, visto que os 5 novos casos vieram da rede privada, e os exames não foram feitos pelo Lacen. Além disso, Caxias do Sul tem a primeira transmissão local, isto é, a doença foi contraída por um contato próximo de um caso confirmado que retornou da Espanha.
Caxias do Sul
07 casos confirmados (2 curados)
23 casos suspeitos
39 casos descartados

Mobilização de Meneguzzi reverterá em R$ 125 mil ao Município

março 17, 2020

Legislativo aprovou parceria que vai beneficiar obras em órgãos públicos municipais

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB foi o principal articulador do projeto de lei do Executivo, que visava a autorização à Rede Dall’Onder de Hotéis, para a instalação de passarela sobre a Rua Isadora Sanvitto Andreazza Demore, ligando o Axten Hotel e o Shopping Center Iguatemi Caxias. A matéria foi aprovada, por unanimidade, na sessão desta terça-feira (17).

Em contrapartida pela autorização, o grupo Dall’Onder se comprometeu em investir R$ 125 mil em obras e reformas de imóveis de propriedade do Município. Os projetos ainda não foram definidos. Um detalhe do projeto é de que a passarela não será utilizada como espaço para publicidade.

O pedido do presidente do grupo, Tarcísio Michelon, vinha desde o governo anterior. “O prefeito cassado nem sequer recebeu o empresário para uma audiência. A solicitação emperrou na burocracia e na falta de vontade política daquele governo desastroso, que se manifestou dizendo que a culpa era do Legislativo. Entretanto, este ano, promovemos a aproximação de Tarcísio Michelon com o novo governo e, rapidamente, o projeto veio para a Câmara e foi votado. O Município só tem a ganhar com essa autorização, que vai reverter em benefício para a comunidade”, salientou Meneguzzi.

Ouça a notícia em podcast