16 de julho: Dia Municipal do Ato pela Cultura da Paz – Ana Clara Adami

julho 15, 2019

Proposta por Meneguzzi e pelo vereador Gustavo Toigo, lei tem por objetivo a realização de atividades que falem sobre a cultura de paz

Nesta terça-feira, 16 de julho, Caxias do Sul faz memória do quarto ano de falecimento da menina Ana Clara Benin Adami. Aos 11 anos, ela foi baleada quando chegava para o seu encontro de catequese, na paróquia São Pio X, em julho de 2015. Por iniciativa conjunta dos vereadores Alberto Meneguzzi (PSB) e Gustavo Toigo (PDT), existe a lei 8.254/2019, que institui o Dia Municipal do Ato pela Cultura da Paz – Ana Clara Adami.

Além disso, a proposição pretende estabelecer um dia para que os caxienses se organizem, saiam às ruas e mostrem sua indignação com a violência, mas que aceitem trabalhar, nos seus ambientes de convívio, pela construção de uma cultura de paz. “Quantas crianças são expostas, em Caxias do Sul, diariamente a situações de violência moral, física, sexual e até institucional? Quantas vidas são colocadas em risco no município? Quando o investimento em segurança será suficiente? Talvez a resposta para essas perguntas seja, de fato, a construção de ações de práticas da paz”, justifica Meneguzzi.

Está programada uma missa às 18h desta terça-feira, 16 de julho, na igreja São Pio X, em homenagem à Ana Clara.

Meneguzzi encaminha projeto que regulamenta processo seletivo de estagiários do poder público de Caxias

junho 5, 2019

Proposta visa dar mais transparência, eficiência e impessoalidade à contratação de estudantes

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) protocolou, na tarde desta quarta-feira, 05 de junho, projeto de lei que regulamenta o processo seletivo de estagiários na prefeitura, Câmara Municipal e nos demais órgãos da administração pública de Caxias do Sul. De acordo com o parlamentar, a proposta visa dar mais transparência, eficiência e impessoalidade à contratação de estudantes.

Conforme levantamento feito pelo gabinete de Meneguzzi, o poder público municipal têm795 estagiários e investe mais de R$ 8,1 milhões nesse segmento, a cada ano. Dado esse valor ser considerável para o orçamento da cidade, a realização de um processo seletivo permite aos estudantes a sua melhor preparação, bem como o chamamento dos melhores classificados em cada área. A matéria prevê que a inscrição seja gratuita e os gastos sejam custeados pelo órgão.

Em 2018, quando era presidente do Legislativo, Meneguzzi deliberou pela realização dessa forma de contratação de estagiários. Assim, a seleção foi realizada por meio de prova aplicada no formato de concurso público. “O nosso objetivo é sempre dar transparência e qualificação ao serviço público, para que os investimentos sejam cada vez mais eficientes. É nesse sentido que protocolei esse projeto e espero que seja aprovado quando for ao plenário e implementado pelo Executivo, Câmara e demais órgãos e secretarias”, explica.

 

pl est

Para Meneguzzi, racionalização do transporte coletivo deveria ter sido realizada com diálogo entre poder público e comunidade

junho 2, 2018

Medida passa a valer a partir de segunda-feira, 04 de junho, num acordo entre o Executivo e a Visate

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) considera que a medida acertada entre a prefeitura de Caxias do Sul e a Viação Santa Teresa (Visate), que visa a racionalização de horários e veículos do transporte coletivo urbano, deveria ter sido realizada com diálogo entre o poder público e os caxienses. De acordo com o parlamentar, a ação causará transtornos e afetará muitas pessoas, sem contar que poderá causar redução do quadro funcional da empresa.

Nesse sentido, em 17 de julho de 2017, Meneguzzi protocolou o Projeto de Lei (PL) 109/2017, que dispõe sobre a publicização prévia das alterações nas linhas dos transportes coletivo e seletivo urbanos. A matéria, que está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Legislação da Câmara, prevê a realização de encontros da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM) com as lideranças comunitárias, para a realização de estudos, pesquisas e abaixo-assinados, bem como a divulgação, com o mínimo de 30 dias de antecedência, das mudanças. A proposta, no entanto, não pode será votada em 2018, em virtude do parlamentar ser o presidente do Legislativo caxiense.

“Muitas pessoas são pegas de surpresa com a mudança dos itinerários, horários ou mesmo das paradas de ônibus. Em diversas ocasiões, a comunidade alega que a prefeitura tomou a decisão e não houve a devida comunicação, como é o caso desta próxima segunda-feira, em que só se comunicou as linhas que terão alterações, mas não os horários afetados. A ideia desse projeto é, justamente, evitar mudanças repentinas e que sejam impostas de cima para baixo”, explica Meneguzzi.

O texto do PL prescreve que as alterações e extinções das linhas devam ser publicadas no Diário Oficial Eletrônico do município, bem como nas redes sociais, além de outros meios de comunicação a serem definidos pela administração. Os veículos dos itinerários afetados deverão conter o aviso afixado em local visível, bem como os canais de sugestões e críticas disponíveis para a comunidade.

“Por entender que as mudanças devem ser amplamente debatidas antes de serem implementadas, nós também incluímos a necessidade da realização de duas audiências públicas, amplamente convocadas, em cada região afetada. A primeira delas deve ser feita 15 dias antes das alterações, para a apresentação detalhada e a exposição de seus motivos. A outra deve ser feita três meses depois, com a presença da Secretaria de Trânsito, para avaliar”, justifica o parlamentar.

O Projeto de Lei também foi assinado pela bancada do PSB. Os vereadores Elói Frizzo e Edi Carlos Pereira de Souza são apoiadores da medida.

Confere um infográfico que explica de forma simplificada o Projeto de Lei

info

 

Confere o Projeto de Lei 90/2017, na íntegra

Projeto de Lei 90 -2017 - Transporte Coletivo
Projeto de Lei 90 -2017 – Transporte Coletivo

Meneguzzi reitera necessidade de maior fiscalização nos preços dos combustíveis em Caxias

maio 25, 2018

Entre 09 de janeiro e 08 de dezembro de 2017, foram 10 movimentações do gabinete do parlamentar; ele deve se reunir com o coordenador do Procon nos próximos dias

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) reiterou, nesta sexta-feira, 25 de maio, a necessidade de maior fiscalização nos preços dos combustíveis revendidos em Caxias do Sul. O parlamentar, que considera importante a manifestação dos caminhoneiros, paralisados há cinco dias, aponta, no entanto, que os caxienses são atingidos, em sua maioria, pelos reajustes feitos de forma repentina, nas bombas.

A preocupação de Meneguzzi se baseia, sobretudo, pela movimentação dos preços, a partir dos ranqueamentos realizados semanalmente pelo seu gabinete. O parlamentar tem manifestado, desde janeiro de 2017, a problemática instalada nos estabelecimentos que aumentam os preços imediatamente após os anúncios de majoração e não procedem da mesma forma quando a Petrobras anuncia redução no repasse às refinarias. Até o final do ano, foram 10 as movimentações do gabinete com relação ao assunto.

De acordo com os levantamentos realizados semanalmente pelo gabinete de Meneguzzi, de 08 de dezembro de 2017 a 24 de maio de 2018, o preço da gasolina comum variou entre R$ 4,209 e R$ 4,709. A semana em que os valores se mantiveram mais baixos foi entre 22/02 e 1º/03, com R$ 3,758 e o mais alto em 1º/03 e nesta quinta-feira, 24 de maio, com registros de R$ 4,799.

A primeira ação do parlamentar, realizada em 09 de janeiro de 2017, foi uma reunião com o coordenador do Procon, Luís Fernando Del Rio Horn. Durante o ano, Meneguzzi encaminhou quatro documentos o órgão e ao Executivo, onde pedia reforço na fiscalização aos reajustes praticados pelos postos. Ele ainda protocolou o Projeto de Lei Complementar 16/2017, que obrigava as revendas a divulgarem os percentuais e valores a serem reajustados com o mínimo de 36h de antecedência. A medida, no entanto, foi rejeitada pela maioria dos vereadores do Legislativo caxiense.

Nos próximos dias, Meneguzzi deve se reunir novamente com o coordenador do Procon para sugerir ações que combatam os preços abusivos ou propagandas enganosas.

Confere as indicações e projetos desenvolvidos pelo gabinete de Meneguzzi para a fiscalização dos postos de combustíveis em Caxias do Sul

Passos meneguzzi postos

 

Confere variação de preços nos postos de combustíveis em Caxias do Sul

Variação dos preços

Dois projetos de Meneguzzi serão sancionados na terça-feira, 02 de janeiro

dezembro 29, 2017

Proposições visam a instituição da Semana da Fotografia e do Dia do Ato pela Cultura da Paz – Ana Clara Adami

Duas proposições do vereador Alberto Meneguzzi (PSB) serão sancionadas pelo prefeito Daniel Guerra (PRB) na próxima terça-feira, 02 de janeiro, às 11h20. No mesmo dia, o parlamentar toma posse como presidente da Câmara Municipal para 2018.

Aprovado na sessão de 30 de novembro, o Projeto de Lei 123/2017, que institui a Semana Municipal da Fotografia, será definitivamente regulamentado. A matéria estabelece que a programação seja realizada anualmente, na segunda quinzena do mês de agosto. Apesar de ter sido realizada a 10ª edição do evento em 2017, sem a Lei não havia qualquer garantia de que fosse viabilizada, sobretudo por questões políticas e administrativas. O objetivo da iniciativa é valorizar os profissionais do mercado fotográfico de Caxias do Sul.

Além de expandir as fronteiras da fotografia na cidade, a Semana da Fotografia faz uma reflexão do passado da arte, em Caxias do Sul, ao relembrar e homenagear importantes nomes de fotógrafos caxienses, como Domingos Mancuso, Walter Brugger, Joel Jordani, Mauro de Blanco e Ulysses Geremia. “Fotografia é história e comunicação ao mesmo tempo. Ao longo das edições, a programação foi crescendo e ganhou uma expressão importantíssima. São exposições, cursos, oficinas, workshops, dentre outras atividades, sendo que a maioria possui acesso gratuito à população”, justifica Alberto Meneguzzi.

Concebido em parceria com o vereador Gustavo Toigo (PDT), o Projeto de Lei 84/2017, consolida o dia 16 de julho de cada ano como o Dia Municipal do Ato pela Cultura da Paz – Ana Clara Adami. A data tem por objetivo homenagear a pequena Ana Clara, assassinada em 16 de julho de 2015, quando chegava para o encontro de catequese na Paróquia São Pio X. Além disso, a proposição pretende estabelecer um dia para que os caxienses se organizem, saiam às ruas e mostrem sua indignação com a violência, mas que aceitem trabalhar, nos seus ambientes de convívio, pela construção de uma cultura de paz. “Quantas crianças são expostas, em Caxias do Sul, diariamente a situações de violência moral, física, sexual e até institucional? Quantas vidas são colocadas em risco no município? Quando o investimento em segurança será suficiente? Talvez a resposta para essas perguntas seja, de fato, a construção de ações de práticas da paz”, justifica Meneguzzi.

Meneguzzi encerra o ano legislativo com 100% de presença nas sessões da Câmara

dezembro 15, 2017

Parlamentar votou a totalidade dos 148 projetos e 181 requerimentos apreciados pelo plenário

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) encerra o primeiro ano de mandato com algumas marcas a serem comemoradas. Dentre elas, a presença nas plenárias e votações. Desde a posse, em 1º de janeiro de 2017, o parlamentar participou das 129 sessões ordinárias e 14 extraordinárias. Além disso, esteve presente na totalidade das votações dos 148 projetos e 181 requerimentos do Legislativo caxiense.

Das 1.772 indicações redigidas até esta sexta-feira, 15 de dezembro, 284 foram protocoladas por Meneguzzi. Ele também apresentou 16 pedidos de informações ao prefeito e um à Viação Santa Tereza de Caxias do Sul (Visate). No campo dos projetos, o vereador apresentou 15 proposições, sendo oito Projetos de Lei, dois de Lei Complementar, quatro assinados em conjunto com a bancada do Partido Socialista Brasileiro (PSB) e um feito em coletivo com o vereador Gustavo Toigo (PDT).

De acordo com a assessoria de imprensa da Câmara, que também arquiva as clipagens e desenvolve um ranking com o desempenho dos vereadores, Meneguzzi é o parlamentar mais citado pela imprensa de Caxias do Sul. Até esta sexta foram contabilizadas 403 inserções do nome do parlamentar nos veículos de comunicação.

A efetividade no atendimento e solução das demandas recebidas pelo aplicativo Acredita Caxias, lançado por Meneguzzi em setembro, também mostra a importância da abertura do legislador para um mandato digital. Até então, são mais de 300 downloads, 55 solicitações recebidas, das quais 45 já foram resolvidas ou estão em fase de atendimento/encaminhamento pelo Executivo, remontando a um percentual de 81,8%.

Além disso, Meneguzzi teve presença assídua nas comissões de Saúde e Meio Ambiente e de Educação da Câmara. Durante este ano, foi vice-presidente do Legislativo, onde substituiu o presidente, vereador Felipe Gremelmaier (PMDB) em diversas ocasiões. Participou, também da Comissão Temporária Especial para o Enfrentamento da Violência.

 

Mais informações sobre o primeiro ano de mandato de Alberto Meneguzzi

1 – Presença nas 129 sessões ordinárias e 14 extraordinárias

2 – Presença em todas as votações de projetos e requerimentos;

3 – Autor de 284 indicações ao Executivo e suas secretarias;

4 – Autor de 17 pedidos de informações, sendo 16 deles ao Executivo;

5 – Autor de 15 projetos de lei;

6 – Vereador mais lembrado pela imprensa de Caxias do Sul, com média superior a uma inserção por dia nos veículos de comunicação;

7 – Lançamento do app Acredita Caxias, com 81,8% de efetividade nas demandas;

8 – Lançamento do ranking semanal dos preços praticados pelas revendas de combustíveis de Caxias do Sul;

9 – Lançamento do blog acredita.caxias.br e da Acredita Rádio, segundo passo do mandato digital, em dezembro;

 

Pautas levantadas por Meneguzzi em 2017

1 – Mutirão e pacto pela saúde a fim de reduzir filas de espera para consultas, exames e procedimentos;

2 – Pela manutenção dos valores repassados às entidades assistenciais e projetos sociais;

3 – Manutenção do Fiesporte e contrário à redução de verbas para o edital 2018;

4 – Criação da Central de Atendimento ao Cidadão;

5 – Realização da Feira dos Distritos nos finais de semana em que seria a Festa da Uva 2018;

6 – Aumento do número de conselheiros tutelares;

7 – Criação da Agência Municipal de Empregos;

8 – Proponente do Programa Municipal do Primeiro Emprego;

9 – Troca de endereço do Ponto de Safra da rua Bento Gonçalves para a Praça Dante;

10 – Troca do endereço da Feira do Agricultor do Bairro Santa Catarina;

11 – Defesa das Associações de Moradores, comunidades e clubes de mães que sofreriam ação de despejo da prefeitura;

12 – Melhor atendimento na agência do INSS em Caxias;

13 – Manutenção e não sucateamento da Farmácia do IPAM;

14 – Projeto de Lei para garantir os direitos do consumidor e evitar preços abusivos e propagandas enganosas nos postos de combustíveis;

15 – Em defesa da realização de eventos pedagógicos – Festas Juninas – nas escolas municipais;

16 – Incentivo ao consumo de vinhos, sucos e derivados de uva produzidos em Caxias;

17 – Projeto de Lei que requer estrutura mínima dos CFCs, com água, banheiro e alojamento nos dias de provas práticas;

18 – Denúncias de irregularidades na administração da UPA Zona Norte, pelo IGH;

19 – Manutenção e não sucateamento do Postão 24h para justificar a terceirização;

20 – Projeto de Lei que regulamenta a Semana Municipal da Fotografia.

 

Projetos de Meneguzzi aprovados em 2017

1 – Incentivo do uso de vinhos, sucos e derivados de uva produzidos em Caxias, nos eventos, feiras e festas oficiais;

2 – Denominação de via pública no loteamento Villa Di Fillipo com o nome de Rua Ana Clara Adami;

3 – Institui a Semana Municipal da Fotografia, em agosto de cada ano;

4 – Institui o Dia do Ato pela Cultura da Paz – Ana Clara Adami, em 16 de julho de cada ano.

Câmara analisa viabilidade de proposição de Meneguzzi que obriga postos a exporem reajustes

dezembro 6, 2017

Vereador argumenta aumento rápido e redução lenta nos preços de derivados de petróleo

O plenário da Câmara irá votar, nesta quinta-feira, 07 de dezembro, a viabilidade do Projeto de Lei Complementar 16/2017. De autoria do vereador Alberto Meneguzzi (PSB), a matéria procura dar mais clareza aos processos de majoração e redução nos preços praticados pelas revendas de derivados de petróleo em Caxias do Sul. A proposta do parlamentar é que os postos de combustíveis exponha, de foma visível, com antecedência mínima de 36h, o percentual e o valor a ser majorado ou reduzido.

“Esses dias, vi uma fila em um dos postos aqui, e pensei: nossa, a gasolina deve estar R$ 3,50. É R$ 4,20 para cima. Por isso, protocolei esse projeto ainda em maio e vamos discuti-lo aqui na Câmara. Vou insistir nele, porque nas reportagens de TV falam que o combustível também baixa o preço, mas não se vê. Os postos não anunciam isso. Mas para elevar os preços sim”, argumenta Meneguzzi.

Ler mais

Proposta de Meneguzzi sobre Semana da Fotografia será votada nesta quinta

novembro 29, 2017

Matéria está ligada à cultura caxiense e busca firmar a realização anual do evento

O Projeto de Lei (PL) 123/2017, que institui a Semana Municipal da Fotografia, estará na pauta de discussões e votação do plenário da Câmara nesta quinta-feira (30/11). Idealizada pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB) e protocolada em agosto deste ano, a matéria recebeu parecer favorável das comissões de Constituição, Justiça e Legislação e de Educação, que abrange a área cultural.

Ler mais