“Viver e não ter a vergonha de ser feliz” reúne mais de 200 participantes

novembro 29, 2019

Sétima edição do evento uniu arte e confraternização

Na noite desta quinta-feira (28), o vereador Alberto Meneguzzi/PSB participou do evento “Viver e não ter a vergonha de ser feliz”, realizado no salão da Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes. A atividade foi alusiva ao Dia Nacional de Ação de Graças e foi inspirado no programa Turma da Alegria, que Meneguzzi apresentava na Rádio São Francisco AM.

A sétima edição do bate papo teve como palestrantes a integrante da Congregação Irmãs de São José, irmã Apolonia Sulenta; Márcia Benin, Pablo Carlotto e o padre Renato Ariotti. Os convidados conduziram a palestra com palavras de otimismo, alegria, momentos de muita reflexão. Teve música, oração e agradecimento. O bate papo reuniu mais de 200 pessoas de diferentes idades. Adultos, crianças, idosos, participaram e dividiram momentos de grandes aprendizado.

No momento destinado à arte, houve a apresentação do Coral Vozes de Lourdes e do Grupo Girotondo, que tomou conta do espaço levando energia em forma de música. O tradicionalismo foi representado pela declamadora Romila Amaral. A festividade faz parte do calendário de eventos da Paróquia de Lourdes.

Foram momentos de alegria, aprendizado, troca de experiências,descontração, confraternização e, principalmente, de louvor à vida. Esse bem que Deus nos concedeu para praticarmos o amor ao próximo, a caridade e evoluirmos como seres humanos”, avaliou Meneguzzi.

Meneguzzi solicita sinaleira com botoeira na frente da Igreja de Lourdes: “Ninguém respeita a faixa de segurança, é preciso uma outra alternativa para o local”

setembro 14, 2019

O Vereador Alberto Meneguzzi (PSB) esteve na manhã deste sábado, 14 de setembro,  vistoriando ruas e calçadas no Bairro de Lourdes. Ele ouviu mais uma vez,  de diversos moradores e comerciantes da região, o seguinte pedido:  “é preciso uma sinaleira com botoeira na trevo em frente da Igreja de Lourdes, no cruzamento das ruas Angelina Michelon e Os 18 do Forte.”

Segundo Meneguzzi, o local é, de fato, perigoso e extremamente movimentado. “Poucos motoristas respeitam às faixas de sinalização para pedestres.”   O vereador do PSB já levou esta demanda ainda no ano passado para a Secretaria de Trânsito de Caxias do Sul, mas a resposta que obteve das autoridades é que a instalação de um semáforo no local era inviável. “A secretaria achou que apenas colocando placas orientativas era o suficiente, mas o local é muito movimentado. Tem o movimento natural de veículos que acessam a cidade via BR 116, tem o movimento da Escola Madre Imilda, do comércio local e dos frequentadores da Igreja de Lourdes. Não dá para ficar desse jeito” diz Meneguzzi.

O vereador do PSB promete levar mais uma vez a demanda ao secretário de Trânsito de Caxias e ainda coletar assinaturas de  comerciantes, moradores e frequentadores da Igreja para reforçar o pedido. ” O secretário de trânsito é uma pessoa muito sensível a estas questões. Tenho certeza que irá refazer o estudo de impacto no local, e irá reavaliar sobre a necessidade de instalação de um equipamento que ofereça mais segurança às pessoas que circulam por ali”.

 

 

O instante de trocar as mãos

junho 24, 2018

“Da janela da minha casa acompanhei seus passos subindo tranquilamente a rua Cremona debaixo de um sol escaldante. Chamou-me a atenção por ser uma idosa. Ela carregava uma sacola de compras em cada mão. Depois de alguns passos, ela parou e num breve instante trocou as sacolas de compras de mãos (a que estava na direita passa para esquerda e vice-versa). Fez o que várias vezes cada um de nós faz quando carregamos coisas pesadas. Depois de fazer a troca, a idosa seguiu vagarosamente o seu caminho.

Ler mais

Tanto faz, tanto fez

maio 20, 2018

Artigo publicado na coluna Ponto de Vista do Jornal Lourdes do mês de maio de 2018