Meneguzzi 1 comentário

O Vereador Alberto Menenguzzi lamentou a tentativa do Prefeito  Daniel Guerra de barrar  a lei nº 8.448/2019, que determina a gravação de áudio e vídeo e transmissão ao vivo, por meio da internet, dos processos licitatórios do Poder Executivo, administrações direta e indireta, empresa controlada e Câmara de Vereadores no Portal da Transparência. Nesta sexta-feira, 14 de novembro, a Prefeitura  ganhou liminar favorável contra a lei, através de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN).

O parlamentar entende que qualquer tentativa  de não tornar transparente ações de fiscalização da correta utilização dos recursos públicas é um retrocesso e  representa o que há de pior da  velha política. Meneguzzi implementou, quando presidente da Câmara de Vereadores em 2018, a transmissão ao vivo dos processos licitatórios do legislativo. ” A  ideia do projeto neste momento foi a de tornar tornar lei algo que deveria ser óbvio em qualquer poder.

O acompanhamento mais direto dos processos licitatórios, através das transmissões, dá mais segurança de que tudo está sendo feito de forma correta, mais possibilidade de fiscalização e principalmente transparência” O vereador do PSB destaca ainda que a iniciativa de acompanhamento mais direto dos processos licitatórios é uma realidade em vários municípios brasileiros, em legislativos municipais e estaduais, e até em tribunais de justiça. ” Deveria ser uma prática comum, algo óbvio, mas o Prefeito Guerra e sua equipe de governo parecem não gostar de ações de transparência”.

A lei, assinada pelos vereadores Kiko Girardi e Alberto Meneguzzi foi promulgada no dia 31 de outubro pelo Presidente do legislativo Caxiense, Flávio Cassina, após votação em plenário  com um placar de  18 x 1 pela derrubada do veto do Prefeito ao projeto.

 

— Um comentário —

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *