Em resposta a Meneguzzi, 12º BPM se diz solidário à permanência de novos policiais na região

março 12, 2019

Atualmente, 28 alunos soldados estão em formação no Batalhão de Caxias do Sul

O comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Jorge Emerson Ribas, respondeu, nos últimos dias o ofício 022/2019, de autoria do vereador Alberto Meneguzzi (PSB), no qual o parlamentar sugere que parte dos policiais militares em formação Caxias do Sul permaneçam na cidade, após a formatura, programada para o mês de junho de 2019. No documento, Ribas se diz solidário com a demanda e percebe como positiva a preocupação do legislador.

Meneguzzi considera satisfatória e importante a resposta do comandante, uma vez que reforça as relações institucionais e a resposta dá conta de que o comando da Brigada Militar também está preocupada em garantir a segurança dos caxienses. “Recebemos a informação de que são 28 alunos que devem se formar em junho. O comando regional também recebeu cópia do documento. Esperamos que o governo estadual e os responsáveis pela destinação dos novos solados deem atenção a Caxias e demais cidades da região”, completa.

Em documento à BM, Meneguzzi sugere que parte dos 30 policiais em formação permaneçam em Caxias

janeiro 16, 2019

Ofício foi endereçado ao comandante do 12ºBPM e também será entregue ao governador Eduardo Leite

Desde novembro de 2018, 30 novos policiais estão em formação junto ao Batalhão de Polícia Militar de Caxias do Sul. Eles são parte dos 2 mil sodados que devem concluir o curso no mês de junho, em todo o Rio Grande do Sul. Nesta semana, o vereador Alberto Meneguzzi (PSB) enviou ofício ao comandante do 12º BPM, Jorge Emerson Ribas, sugerindo que parte desse efetivo permaneça em Caxias do Sul. No final de 2018, quando era presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, o parlamentar assinou documento em conjunto com outros Legislativos da Serra, pedindo que alguns deles permanecessem na região.

Segundo Meneguzzi, a intenção na iniciativa é garantir o fortalecimento da corporação para o aumento das operações policiais e demais ações de segurança pública. Ele ainda adianta que deverá encaminhar o pedido também o governador Eduardo Leite (PSDB), com quem já solicitou audiência e aguarda confirmação de data. “Caxias do Sul e a Serra produzem muito, geram muita receita para o Estado e precisam ter suas forças policiais reforçadas. Nesse sentido, entendemos que é importante essa mobilização do poder público e de seus representantes, por isso fizemos esse encaminhamento”, salienta.

Meneguzzi propõe que Parlamento Regional reúna comandantes do CRPO Serra

setembro 12, 2018

Encontro está programado para o dia 23 de outubro, em Nova Roma do Sul

O presidente do Legislativo caxiense, Alberto Meneguzzi (PSB) participou, na tarde desta quarta-feira, 12 de setembro,  da reunião mensal do Parlamento Regional. O encontro, realizado na Câmara Municipal de Veranópolis, reuniu vereadores de 10 cidades da Serra Gaúcha. Na oportunidade, um dos assuntos tratados foi a segurança pública e o processo de cercamento eletrônico das cidades, concebido em parceria com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, com financiamento do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável da Serra Gaúcha (Cisga).

Ao fazer uso da palavra, Meneguzzi explanou sua preocupação com o aumento dos números de mortes violentas em Caxias do Sul e na Serra Gaúcha. A partir disso, sugeriu que no próximo encontro do Parlamento, marcado para 23 de outubro, em Nova Roma do Sul, sejam convidados os comandantes dos Batalhões de Polícia Militar que compõem o Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO) Serra. A acolhida foi unânime, uma vez que grande parte das cidades representadas na reunião possuem as câmeras de segurança já adquiridas via Cisga, mas fora de operação.

Para o presidente do Legislativo caxiense, Alberto Meneguzzi, é fundamental discutir ações práticas de segurança para diminuir a criminalidade. “A situação é preocupante, porque são diversas facções, que brigam entre si e transitam pelos municípios da região. Caxias sozinha não dá conta, porque o cercamento ainda não está em operação e, por isso, acredito ser necessário esse debate em âmbito regional”, salientou.

Meneguzzi citou como exemplo a região do Vale do Rio dos Sinos, que iniciou o projeto de cercamento na metade de 2017 e já figura na imprensa com a redução da criminalidade. Outras pautas também tiveram espaço no encontro, como os projetos de cobertura de internet e telefonia para o interior. Nesse sentido, o Parlamento Regional irá realizar uma visita técnica ao município de Boa Vista do Sul, que está implantando o projeto-piloto.

O Parlamento Regional irá encaminhar documento ao Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem do RS (Daer), para melhoria da sinalização das estradas da Serra, sobretudo a ligação de Nova Roma do Sul e Farroupilha pela ERS-448.