Meneguzzi quer informações sobre regime de sobreaviso de servidores da Secretaria de Obras

agosto 31, 2019

Parlamentar pede que o Executivo remeta as listas e a periodicidade das horas extras, bem como explique se há rotatividade entre os funcionários públicos que atuam em regime de plantão

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) protocolou, na tarde desta sexta-feira, 30 de agosto, pedido de informações ao Executivo, no qual pede esclarecimentos sobre o regime de sobreaviso dos servidores na Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (SMOSP). Ele pede que a prefeitura envie as listas e a periodicidade das horas extras, bem como explique se há rotatividade entre os funcionários que são plantonistas.

Para Meneguzzi, o requerimento é uma forma de garantir a transparência com as informações. “Acompanhamos que após a promulgação da lei que obriga a publicação dos atos de pessoal no Diário Oficial, vários dados vêm surgindo. Precisamos saber como está funcionando o regime de sobreaviso. É recurso público e e precisamos zelar”, explica.

Meneguzzi denuncia más condições de trabalho nas subprefeituras de Caxias do Sul

junho 27, 2019

 

Relatório da Cipa, apresentado pelo vereador, aponta diversas irregularidades e assédio moral

O vereador Alberto Meneguzzi denunciou, durante a sessão ordinária desta quinta-feira, 27 de junho, as más condições de trabalho nas subprefeituras de Caxias do Sul. Durante o espaço do Pequeno Expediente, ele apresentou o relatório da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) e mostrou registros fotográficos do que classificou serem situações insalubres e perigosas. Foram fotografadas as sedes de Forqueta, Criuva, Fazenda Souza e Vila Seca.

Segundo o relatório, em visita aos locais de trabalho ficou constada a falta de interesse, negligência e o abandono por parte das chefias e da gestão da Secretaria de Obras por motivos claros tais como: risco de incêndio, má conservação, telhados esburacados, pisos e paredes em péssimas condições. Além disso, o vereador revelou que os servidores das subprefeituras sofrem assédio moral das chefias. “O servidor não pode se negar a fazer o serviço com risco, porque sofre ameaças. Máquinas e caminhões em estado deplorável sem condições de uso, sem freio, sem cintos, dentre outras irregularidades”, salientou.

Ainda durante a explanação, Meneguzzi recordou da tragédia que vitimou três servidores municipais, em dezembro de 2017, no distrito de Santa Lúcia do Piaí. De acordo com ele, as promessas, que eram de melhorar as condições de segurança dos veículos, não foram cumpridas. “Não é à toa que o nosso interior está abandonado, que as subprefeituras não conseguem trabalhar e quando trabalham é sempre nessas condições deploráveis. Espero que a partir desse relato da Cipa, a Secretaria de Obras definitivamente tome providências para que a vida das pessoas seja preservada”, finalizou.