Meneguzzi participa de debate com os candidatos ao Piratini

agosto 31, 2018

Comissão de Saúde entregou documento aos postulantes pedindo atenção ao HG

O Legislativo caxiense esteve presente no Painel dos Candidatos, que reuniu quatro dos sete candidatos ao governo do Estado do Rio Grande do Sul, na noite desta quinta-feira, 30 de agosto. Promovido pelo Parlamento Regional, em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Subseção Farroupilha, Universidade de Caxias do Sul (UCS) e Câmara de Indústria Comércio e Serviços (CICS) de Farroupilha e CICs Serra, o debate foi proposto pelo presidente da Câmara de Caxias do Sul, vereador Alberto Meneguzzi (PSB). O encontro reuniu mais de 200 pessoas, no campus da UCS em Farroupilha.

Na oportunidade, os parlamentares de Caxias do Sul e das outras 18 cidades que compõem o Parlamento Regional da Serra Gaúcha, advogados e empresários puderam ouvir as propostas dos candidatos Eduardo Leite (PSDB), Jairo Jorge (PDT), Júlio Flores (PSTU) e Roberto Robaina (PSOL). O objetivo do encontro foi propiciar aos eleitores conhecerem as propostas apresentadas pelos concorrentes ao cargo de chefe do Executivo Estadual no pleito de outubro. Os postulantes José Ivo Sartori (MDB), Mateus Bandeira (Novo) e Miguel Rossetto (PT), foram convidados, mas não compareceram ao evento.

Além de Meneguzzi, os vereadores Paula Ioris (PSDB), Renato Oliveira (PCdoB) representaram o Legislativo caxiense no debate. Oliveira, que preside a Comissão de Saúde e Meio Ambiente (CSMA) da Câmara, entregou documento aos candidatos, no qual o grupo parlamentar pede que o novo chefe do Executivo gaúcho possa colaborar com o custeio da parte final da ampliação do Hospital Geral, estimada em R$ 6,5 milhões, sem a inclusão do mobiliário e equipamentos.

Durante o protocolo, a presidente em exercício do Parlamento Regional da Serra Gaúcha, vereadora Patrícia Camassola Tomé (MDB), de São Marcos, enalteceu a iniciativa das Câmaras dos 19 municípios da região e explicou a importância do movimento realizado pelos presidentes dos Legislativos. “Ao longo de um ano e meio já foram enviados diversos manifestos, elaborados diversos documentos, além de encaminhamentos como este que estamos vivenciando. Juntos somos mais fortes”, ressaltou.

Para Meneguzzi, o debate possibilitou conhecer com mais clareza as propostas de cada um dos postulantes, nas diversas temáticas. Foram abordadas questões como saúde, segurança pública, educação, funcionalismo, privatizações e desenvolvimento econômico e tecnológico. “O evento cumpriu as expectativas, que era ouvir propostas maduras dos candidatos para a nossa região. Somos a segunda maior economia do Rio Grande do Sul e precisamos de ações e intenções claras. O Parlamento Regional está de parabéns”, finalizou.

Meneguzzi sugere trabalho conjunto pela regulamentação da Lei Kandir

julho 11, 2018

Presidente da Câmara se encontrou com o prefeito de Garibaldi, que dirige a Famurs

O Legislativo caxiense pediu trabalho conjunto dos Executivos e Parlamentos gaúchos pela regulamentação da Lei Complementar 87/1996, mais conhecida como Lei Kandir. Nesta quarta-feira, 11 de julho, o presidente da Câmara, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), entregou ofício ao prefeito de Garibaldi, recém-empossado presidente da Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), Antônio Cettolin (MDB), no qual sugere três frentes de trabalho, utilizando o órgão como elo entre as mobilizações.

Durante o encontro, Meneguzzi e Cettolin também conversaram sobre a força e a importância da união entre os entes públicos para pressionarem o Congresso Nacional para que coloque a Lei Kandir em votação e que sua posterior regulamentação seja realizada no mês de agosto. Com essa nova medida legal, os estados brasileiros passariam a receber, diretamente dos cofres públicos, os valores referentes ao ICMS das exportações de produtos primários, como a soja. Atualmente, o Rio Grande do Sul recebe somente 17% desse montante.

A regulamentação possibilitaria o retorno de um valor anual de mais de R$ 3 bilhões ao Rio Grande do Sul, essa medida pode ajudar as finanças do Estado gaúcho. Com os valores atrasados desde 1996, quando entrou em vigor, Caxias do Sul receberia mais de R$ 42 milhões. A partir disso, Meneguzzi sugeriu que o trabalho já realizado pelos deputados estaduais e pelo Executivo do RS seja incrementado com uma mobilização das prefeituras municipais. O movimento poderia constar de levantamento econômico dos benefícios do retorno dos recursos às cidades e conter as assinaturas dos prefeitos gaúchos.

Já a terceira mobilização, de acordo com Meneguzzi, poderia ser feita junto às Câmaras Municipais. Ele citou como exemplo o Parlamento Regional, que se reúne mensalmente, e encaminha manifestos e documentos com a assinatura eletrônica dos presidentes. Inclusive, após reunião na tarde desta quarta-feira, o colegiado deliberou pelo encaminhamento urgente de manifesto ao Congresso, à bancada gaúcha e também à Famurs.

Ainda durante a reunião, os presidentes salientaram a necessidade da rediscussão do Pacto Federativo, sobretudo para que os recursos provenientes de impostos das transações financeiras feitas com cartão de crédito sejam aproveitados pelos municípios. Por fim, também conversaram sobre a necessidade de debater o custeio dos hospitais que atendem ao Sistema Único de Saúde (SUS), na Serra. Na opinião de ambos, é preciso que as cidades colaborem financeiramente no custeio de cirurgias e demais procedimentos.

O presidente da Câmara, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), avaliou a reunião como positiva, sobretudo porque revela a preocupação das associações de Executivos e Legislativos com o desenvolvimento da Serra Gaúcha. “Não é saudável pensar somente no seu próprio município. Por isso, pedi que a Famurs pressione e também faremos um documento assinado pelas Câmaras da região. A intenção é ajudar as cidades gaúchas. Cobrar, nesse momento, é pensar e investir recursos que são nossos no nosso futuro”, completou.

Menenguzzi comemora suplementação de verbas para custeio do Hospital Geral

junho 6, 2018

Presidente da Câmara levou situação ao governador do Rio Grande do Sul, em fevereiro

O presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, vereador Alberto Meneguzzi (PSB) comemorou o anúncio da suplementação em R$ 1,4 milhão somados aos R$ 2,8 milhões que o governo do Estado do Rio Grande do Sul irá repassar ao Hospital Geral (HG). A medida diminuirá o impacto do déficit financeiro da instituição, que tinha previsão de R$ 9 milhões para 2018 e anulará momentaneamente, a possibilidade do fechamento de 50 leitos.

Meneguzzi, que em 2017, integrava a Comissão de Saúde e Meio Ambiente (CSMA), se reuniu com o governador José Ivo Sartori (PMDB), em 08 de fevereiro de 2018, e pediu a ampliação de verbas ao HG. Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual havia se comprometido em viabilizar um levantamento para a tentativa de aumento do repasse dos recursos para custeio da instituição hospitalar.

Além disso, como presidente do Legislativo, tem dado todas as condições necessárias para que a CSMA possa desenvolver um trabalho de coesão e debate acerca do custeio dos hospitais Geral e Pompéia. Com isso, a Comissão já esteve em Porto Alegre dialogando com o grupo parlamentar do mesmo tema na Assembleia Legislativa e também em audiência com o secretário estadual da Saúde, Francisco Paz, que garantiu a suplementação para que os leitos não fossem fechados.

De acordo com Meneguzzi, a abertura da Câmara ao diálogo e a realização permanente de debates com os governos estadual e municipal, tem grande peso no emprego de mais verbas por partes do Executivo gaúcho. “É de se comemorar, porque o Legislativo chamou o debate, correu atrás. Agora, esperamos que também a prefeitura reajuste os valores que repassa mensalmente, que segundo o HG, estão defasados”, completou.

Entre outras atividades, propôs a realização de uma audiência pública sobre a situação financeira dos hospitais e assistência dos municípios da 5ª Coordenadoria Regional de Saúde, a ser realizada pelo Legislativo caxiense, em parceria com o Parlamento Regional, na próxima sexta-feira, 15 de junho, às 13h30, no plenário da Câmara.

Legislativo recebe visita do representante do governo gaúcho em Brasília

janeiro 25, 2018

Otaviano Fonseca se reuniu com Meneguzzi e colocou escritório à disposição do Parlamento

A Câmara Municipal recebeu, na manhã desta quinta-feira, 25 de janeiro, o representante do governo Estado do Rio Grande do Sul no Distrito Federal, José Otaviano Fonseca. Na ocasião, ele esteve reunido com o presidente do Legislativo, Alberto Meneguzzi (PSB), e colocou o escritório gaúcho em Brasília à disposição para intermediar assuntos de interesse dos caxienses.

O encontro contou também com a presença do Coordenador Regional de Atuação Pró-Ativa Substituto da Advocacia da União, Vinícius de Azevedo Fonseca, que é natural de Caxias do Sul e está de passagem pela cidade. Na pauta, as relações entre o município de Caxias do Sul e o governo estadual, e o contexto político gaúcho e federal.

Meneguzzi, por sua vez, agradeceu a visita e colocou também o Parlamento caxiense a serviço das relações institucionais com o governo do RS. Ao final, o presidente presenteou ambos com exemplares do livro “Democracia, Memória e Cidadania: 125 anos do Poder Legislativo em Caxias do Sul”.

Diário da Presidência – 25/01/2018

janeiro 25, 2018

Gabinete da Presidência

Vereador Alberto Meneguzzi

25 de janeiro de 2018

Início do período da manhã dedicado às reuniões com as chefias dos setores da Câmara;

10h30 – Recepção à visita de cortesia do representante do governo do Estado do Rio Grande do Sul em Brasília, José Otaviano Fonseca, que colocou o escritório gaúcho no DF à disposição para intermediar assuntos de interesse dos caxienses. O encontro contou também com a presença do Coordenador Regional de Atuação Pró-Ativa Substituto da Advocacia da União, Vinícius de Azevedo Fonseca. Na pauta, as relações entre o município de Caxias do Sul e o governo estadual, e o contexto político gaúcho e federal. Meneguzzi agradeceu a visita e colocou também o Parlamento caxiense a serviço das relações institucionais com o governo do RS. Ao final, o presidente presenteou ambos com exemplares do livro “Democracia, Memória e Cidadania: 125 anos do Poder Legislativo em Caxias do Sul”;

Período da tarde dedicado às reuniões internas.

Diário da Presidência – 12/01/2018

janeiro 12, 2018

Gabinete da Presidência

Vereador Alberto Meneguzzi

12 de janeiro de 2018

08h30 Reunião de pauta com o diretor-geral, Rodrigo Weber e o Chefe da Comunicação Social, Tales Armiliato, sobre os compromissos do dia, prioridades e ações para o bom andamento da Casa.

09h – Recepção ao presidente estadual do Fórum Estadual de Gestores Municipais de Juventude do Rio Grande do Sul, Juliano Baumgarten e ao coordenador da Juventude de Caxias do Sul e 1º secretario da entidade, Lucas Guarnieri. O parlamentar recebeu dirigentes do movimento recém-criado para ouvir seus objetivos e necessidades, e definir como o Legislativo pode colaborar. Juliano também é coordenador do Departamento da Juventude da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude de Farroupilha. Os dois jovens falaram ao presidente do Legislativo sobre a criação do Fórum, em novembro de 2017. Integram o grupo representantes de órgãos e unidades de governo responsáveis pela articulação das políticas públicas de juventude. O objetivo é trocar experiências na construção de ações e projetos, de forma conjunta entre municípios. O presidente da Câmara Municipal abrirá espaço em sessão ordinária, em fevereiro, para que os dirigentes apresentem o Fórum. Alberto Meneguzzi também verá a possibilidade do órgão ser divulgado junto ao Parlamento Regional, grupo formado no ano passado por presidentes de Câmaras Municipais para trabalhar por demandas em comum.

11h – Visita e reunião com o vereador Elói Frizzo (PSB);

11h30 – Visita e reunião com os vereadores Edson da Rosa (PMDB) e Gustavo Toigo (PDT), sobre assuntos gerais;

O período da tarde foi marcado por reuniões de trâmite interno da Casa;

Legislativo ouve Fórum de Gestores de Juventude

janeiro 12, 2018

Presidente Alberto Meneguzzi promoveu audiência com órgão, que busca políticas municipais conjuntas para jovens

O Fórum Estadual de Gestores Municipais de Juventude do Rio Grande do Sul foi apresentado nesta sexta-feira (12/01) ao presidente da Câmara Municipal, Alberto Meneguzzi (PSB). O parlamentar recebeu dirigentes do movimento recém-criado para ouvir seus objetivos e necessidades, e definir como o Legislativo pode colaborar.

Se reuniram com Alberto Meneguzzi o presidente da direção executiva do Fórum, Juliano Baumgarten, e o 1º secretário, Lucas Guarnieri. Juliano também é coordenador do Departamento da Juventude da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude de Farroupilha, e Lucas coordena a Juventude da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Proteção Social de Caxias do Sul.

Os dois jovens falaram ao presidente do Legislativo sobre a criação do Fórum, em novembro de 2017. Integram o grupo representantes de órgãos e unidades de governo responsáveis pela articulação das políticas públicas de juventude. O objetivo é trocar experiências na construção de ações e projetos, de forma conjunta entre municípios.

Juliano e Lucas expuseram a Alberto Meneguzzi a importância do Fórum para ampliar iniciativas aos jovens. Destacaram que, embora a Região Metropolitana da Serra tenha 13 municípios, apenas Caxias e Farroupilha têm órgão de juventude no Poder Executivo, o que dificulta a promoção de ações.

Uma das bandeiras é a criação do Fundo Nacional da Juventude, com dotação orçamentária e possibilidade de doações e outras formas de destinação e captação de recursos federais e estaduais. O grupo também tem por objetivo que os municípios tenham departamento, conselhos, frentes parlamentares, coordenação, seção ou assessoria do Executivo para políticas de jovens.

O presidente da Câmara Municipal abrirá espaço em sessão ordinária, em fevereiro, para que os dirigentes apresentem o Fórum. Alberto Meneguzzi também verá a possibilidade do órgão ser divulgado junto ao Parlamento Regional, grupo formado no ano passado por presidentes de Câmaras Municipais para trabalhar por demandas em comum.