Legislativo aprova pedido de Meneguzzi sobre poda de árvores

novembro 19, 2019

Requerimento também questiona recolhimento de galhos em via pública

O plenário do Legislativo aprovou, na sessão desta terça-feira (19), o pedido de informações ao Executivo sobre as podas de árvores em via pública urbana e a retirada dos galhos resultantes do serviço. O requerimento é de autoria do vereador Alberto Meneguzzi/PSB. O documento foi motivado pela denúncia de cidadãos e empresários, sobre o transtorno causado pelo material, que fica junto ao passeio público, após as podas preventivas realizadas pela RGE, aguardando a remoção.

O requerimento também foi justificado pela declaração do gerente de Relacionamento da RGE, Rafael Dala Brida, de que a parceria da empresa com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma) havia sido cancelada pelo Município. Pelo acordo a RGE fazia as podas e a prefeitura recolhia os galhos.

Há cerca de três meses, eu denunciei na tribuna, que em alguns pontos da cidade, os galhos estão jogados e nem o motorista consegue ter uma visualização do trânsito em função deles. A imprensa procurou a secretária do Meio Ambiente e ela disse que nunca existiu nenhum tipo de parceria. Eu não vejo nenhuma ação proativa por parte da Secretaria e do governo para procurar a RGE. Não importa quem é que faz a poda, o importante é fazer a poda bem feita e fazer o recolhimento”, afirma Meneguzzi.

De acordo com a Lei Orgânica do Município, o Executivo terá 30 dias para enviar as respostas à Câmara de vereadores.

 

Ouça a notícia em podcast

Meneguzzi pedirá informações ao Executivo sobre poda de árvores

novembro 12, 2019

Parlamentar questiona a morosidade do recolhimento de galhos em via pública

O Vereador Alberto Meneguzzi/PSB se pronunciou na sessão desta terça-feira (12), referindo-se ao não recolhimento dos galhos de árvores abandonados em vias públicas depois das podas realizadas pela RGE Distribuidora. O parlamentar citou como exemplo, a esquina da Avenida Júlio de Castilhos com a Rua Feijó Júnior, onde desde quinta-feira (07), os galhos causam transtorno, principalmente, ao acesso a algumas lojas.

Meneguzzi destacou que é necessário ter um esquema de recolhimento imediato. Ele ressaltou que ouviu do gerente de Relacionamento da RGE, Rafael Dala Brida, na semana passada, que a parceria da empresa com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma) foi cancelada. “De 11 municípios que a RGE atende, o único lugar, a única cidade que a gente não consegue ter uma parceria é Caxias do Sul”, disse Dala Brida.

Ainda conforme Meneguzzi, é necessário diálogo para resolver esta questão. “Pedestres, motoristas e lojistas estão sendo prejudicados com estes galhos que estão espalhados em diversos pontos da cidade e ninguém toma uma providência”, afirmou. Segundo o socialista, é inadmissível que Caxias do Sul não consiga dar uma destinação correta aos galhos que estão sendo deixados nas calçadas.

Tendo em vista a situação, Meneguzzi sugeriu, ironicamente, que seja feita uma espécie de Procuradoria-Geral da Poda, na Câmara de Vereadores para investigar o suposto descaso do Executivo. Diante disso, o parlamentar pedirá informações ao governo municipal. “A RGE diz que faz esse tipo de poda porque não tem alternativa. Ou faz esse tipo de poda, ou os galhos vão ficar nos fios de alta tensão. A Secretaria do Meio Ambiente simplesmente lava as mãos, do tipo: ‘Ah, nós não temos convênio nenhum’. Então que façam um convênio, que tomem uma alternativa para esse tipo de situação que envergonha Caxias do Sul”, concluiu.

Ouça a notícia em podcast

Meneguzzi cobra renovação de convênio da Semma com a RGE

novembro 8, 2019

Parceria visava recolher material resultante da poda de árvores próximas à rede elétrica

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB lamenta que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) não tenha renovado o convênio com a RGE, para o recolhimento de galhos de árvores que resultam das podas realizadas pela distribuidora de energia elétrica. A informação partiu do gerente de relacionamento da RGE, Rafael Dala Brida, durante reunião realizada no gabinete dele, na manhã desta sexta-feira (08).

Brida revelou que o convênio foi encerrado no ano passado. Desta forma, desde janeiro, os galhos têm ficado depositados em via pública, aguardando pelo recolhimento de forma particular. Um exemplo são os galhos que foram deixados por algum tempo na Rua Salle, entre Júlio de Castilhos e Pinheiro Machado.

Meneguzzi acredita que o Executivo deveria renovar a parceria. “Os galhos acumulados pelas ruas e calçadas, depois das podas preventivas, causam transtorno para pedestres e motoristas. Além disso, representam perigo à segurança pública. A Semma não deveria ter cancelado o convênio. Indico que a prefeitura repense essa questão”, afirma Meneguzzi.

Reunião com a RGE define demandas apontadas por Meneguzzi

novembro 8, 2019

Distribuidora revela que casos apontados em audiência pública foram totalmente resolvidos

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB se reuniu, na manhã desta sexta-feira (08), com o gerente de relacionamento da RGE, Rafael Dala Brida. O objetivo foi tratar de demandas de consumidores, encaminhadas pelo gabinete dele à direção da distribuidora.

O encontro também serviu para avaliar uma audiência pública indicada pelo integrante da Comissão de Agricultura, Agroindústria, Pecuária e Cooperativismo (CAAPC),  realizada no último dia 7 de março, sobre a transferência da estrutura funcional da empresa para São Leopoldo. O evento foi promovido pela Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação (CDUTH). Além disso, o encontro serviu para a apresentação de demandas de consumidores da zona rural de Caxias. Segundo Dala Brida, todos os pedidos encaminhados à distribuidora, durante a audiência, foram atendidos.

De acordo com Meneguzzi, o bom nível de relacionamento com a direção da empresa beneficia o atendimento das demandas. “Tenho encaminhado diversos pedidos à RGE e a grande maioria deles tem sido atendida pela empresa. Principalmente, na zona rural, onde se concentram ocorrências, com mais frequência devido às condições climáticas e à vegetação. Com diálogo e boa vontade podemos instituir um ambiente favorável aos consumidores”, ressalta.

Ouça a notícia em podcast

Gabinete de Meneguzzi participa de audiência pública sobre o atendimento da RGE

abril 5, 2019

Ficou acertado que haverá mutirões nos municípios para limpeza de vegetação próxima às redes de transmissão de energia

A partir de mobilizações e reuniões do vereador Alberto Meneguzzi (PSB) e da forte atuação do Procon na fiscalização da distribuição da energia elétrica em Caxias do Sul, o órgão de defesa do consumidor promoveu audiência pública na tarde desta sexta-feira, 05 de abril. O encontro, no auditório da Rio Grande Energia (RGE) reuniu dezenas de agricultores, consumidores, lideranças sindicais e autoridades políticas. O gabinete foi representado pelo assessor, Felipe Padilha.

Entre as principais reclamações dos usuários e lideranças do setor agrícola está a demora no restabelecimento do serviço em casos de chuva forte e, sobretudo, em dias normais em que a rede sofre queda. Também foram pontuados problemas com a comunicação da empresa, sendo que o serviço de 0800 foi criticado por alguns. Entretanto, a situação mais preocupante é o crescimento de vegetação próximo à rede de transmissão.

Do encontro partiu essa diretriz: a RGE fará mutirões com a ajuda dos agricultores para a limpeza da vegetação que cresce nas proximidades da rede. Além disso, em 90 dias haverá nova audiência para que sejam avaliadas as melhorias apontadas pelo Procon e pelos consumidores. Com isso, se o serviço não tiver melhora de qualidade, será aberto processo para que a empresa perca a concessão.

Alta de preços dos combustíveis é criticada por Meneguzzi na tribuna da Câmara

março 20, 2019

Parlamentar ainda falou sobre a RGE e a condenação de policiais militares

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) foi à tribuna da Câmara durante a sessão desta quarta-feira, 20 de março, para discorrer sobre problemas nos serviços da Rio Grande Energia (RGE) e a alta de preços dos combustíveis. Sobre esse tópico, o parlamentar classificou como nefasta a política de preços da Petrobras e criticou que, quando a petrolífera anuncia a redução dos preços, os postos de combustíveis demoram para baixar o valor nas bombas. Mesmo procedimento não acontece quando se anuncia o aumento, constata o vereador. Nesse caso, o acréscimo é repassado imediatamente pelos postos ao consumidor final.

Meneguzzi ainda informou que seu gabinete fez pesquisa de preços dos postos para que a população pudesse ter um acompanhamento, contudo, chamou a atenção que os postos de combustíveis, gradativamente, passaram a se negar a divulgar os valores.

O atendimento da RGE foi criticado por Meneguzzi, que avalia que a transferência de parte da estrutura para São Leopoldo acarretou perda na qualidade do serviço, trazendo prejuízos para moradores do interior. Entre os principais problemas: falta de energia e dificuldades de acesso à telefonia fixa e à internet. Uma fiscalização maior do Procon Caxias do Sul foi cobrada pelo vereador.

O caso do assassinato do jovem Lucas Cousandier, em Caxias do Sul, no ano de 2016, também foi repercutido por Meneguzzi. O parlamentar mencionou que, pelo crime, houve a condenação dos policiais militares Emerson Tomazoni, Gabriel Modesto Ceconi e Devilson Soares, na noite de ontem, 19 de março. Na opinião do socialista, a pena deveria ter sido mais dura e que policiais envergonham a Brigada Militar (BM) por terem matado um inocente e defendeu a expulsão deles.

 

Meneguzzi preside reunião pública e reitera necessidade de melhor atendimento da RGE

março 8, 2019

Moradores reclamaram de constante falta de luz na zona rural de Caxias do Sul; profissionais da Rio Grande Energia (RGE) registraram demandas da comunidade

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB), presidiu reunião pública, na noite de quinta-feira, 07 de março, sobre a situação do atendimento da Rio Grande Energia (RGE) em Caxias do Sul. O encontro foi solicitado por ele à Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação (CDUTH). Inicialmente coordenado pelo presidente do grupo, vereador Elói Frizzo (PSB), o encontro teve uma fala introdutória de Meneguzzi, que questiona a concessionária sobre a transferência do Centro de Operações de Caxias do Sul para São Leopoldo – RS, o que pode incorrer em perda na arrecadação de tributos para o município na casa de R$ 4,5 milhões. Tais dados, segundo o parlamentar, foram mencionados pela Secretaria Municipal da Fazenda.

Além disso, Meneguzzi fez apontamentos sobre as deficiências no atendimento aos clientes. Para ele, a RGE precisa melhorar consideravelmente a qualidade do serviço prestado.  Moradores e parlamentares apresentaram reclamações de falta de luz principalmente em regiões mais rurais de Caxias do Sul. A atividade durou quase três horas e ocorreu no plenário do Legislativo.

Da plateia, agricultores se queixaram da constante queda de luz e demora para restabelecer o abastecimento. Edson Boff, produtor de maçãs na localidade de Santa Justina, relatou que, numa semana, foram três dias intercalados e por longos períodos com falta de energia. Isso tem dificultado a manutenção das câmaras frias e a duração das frutas. “Estamos revoltados”, desabafou. No mesmo lado da cidade, da Linha 40, quem se manifestou foi o servidor público Elias Ferreira, que também reclamou da lentidão do restabelecimento da luz.

O ex-vereador Getulio Demori está preocupado com a perda de alimentos em função das quedas de energia na região leste da cidade, mais pontualmente nas comunidades de Caravaggio e São José da 6ª Légua. Aldonei Machado, do distrito de Criúva, questionou se os agricultores podem fazer as podas das árvores que se encontram em suas propriedades só que próximo à fiação elétrica. Ex-parlamentar Idair Moschen indagou a respeito de fios soltos em diversos bairros e loteamentos.

Também estiveram presentes no encontro o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Rudimar Menegotto; o integrante do Procon Caxias, Pedro Henrique de Souza; e os vereadores Arlindo Bandeira (PP), Gustavo Toigo (PDT), Kiko Girardi (PSD), Ricardo Daneluz (PDT) e Tatiane Frizzo (SD).

Representando a RGE, participaram da atividade o consultor de negócios Serra-Gerência de Relacionamento com o Poder Público e Grupo A , Rafael Dala Brida; o gerente de Operações de Campo, Elvis Gassen; e o coordenador de Obras e Manutenção, Diogo Boff. Eles fizeram uma explanação das ações e planos da empresa, responderam a alguns dos questionamentos e detalharam os meios que a concessionária dispõe para a comunidade contatá-la. Entre essas alternativas, o fone 0800 970 0900, o aplicativo da concessionária, o acesso via SMS pelo número 27350, entre outros.

Os profissionais disseram que os temporais nos últimos meses têm prejudicado o atendimento da empresa. Ao mesmo tempo, garantiram que a concessionaria está aberta a ir até as comunidades dar orientações sobre os serviços ou como proceder para evitar riscos futuros por conta, por exemplo, do plantio de árvores muito próximo à rede de alta tensão. Disseram ainda que a equipe de campo não será reduzida em função da transferência do Centro de Operações para o Vale dos Sinos. Quanto a uma possível perda de arrecadação em função dessa mudança, orientaram que a resposta tem de ser buscada na prefeitura. Ao final da reunião, os três profissionais pegaram dados de alguns dos 35 participantes do encontro, para tentar resolver os problemas principalmente de ausência de energia.

Por fim, o parlamentar Alberto Meneguzzi avaliou positivamente o encontro, tendo em vista o contato direto dos profissionais da RGE com quem está passando por dificuldades com o abastecimento de luz. “Pagamos muito caro pela energia elétrica e precisamos ter um bom serviço prestado. Não foram nem uma e nem duas as reclamações. São dezenas de problemas que a comunidade nos informa, todas as semanas. Esperamos que esse encontro surta efeitos na prática, em todos os setores. Caxias precisa de atendimento de qualidade”, salientou.

A pedido de Meneguzzi, Legislativo irá realizar reunião pública sobre a RGE em Caxias do Sul

fevereiro 19, 2019

Encontro está marcado para o dia 07 de março, às 19h, com transmissão ao vivo pela TV Câmara e redes sociais

A Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação (CDUTH) do Legislativo caxiense, marcou para o dia 07 de março, às 19h, reunião pública solicitada pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB), sobre a atuação da Rio Grande Energia, após a fusão da RGE com a RGE Sul. O encontro, aberto à comunidade, será realizado na Sala das Comissões Vereadora Geni Peteffi, com transmissão ao vivo pela TV Câmara Caxias e redes sociais.

De acordo com Meneguzzi, a reunião pública tem o objetivo de esclarecer aos vereadores e à comunidade caxiense sobre a estrutura da empresa após a fusão e a transferência da sede da concessionária de Caxias do Sul para São Leopoldo, no Vale dos Sinos. “Já me reuni com o Rafael Dalabrida, que é o gerente de operações e ele se colocou à disposição para construir uma ponte de diálogo com a população, para que tudo fique mais claro. Por isso, pedi que a CDUTH desse seguimento ao assunto e fomos atendidos. Esperamos que a comunidade compareça”, salienta.

A CDUTH é presidida pelo vereador Eloi Frizzo (PSB). A Câmara Municipal de Caxias do Sul está localizada na rua Alfredo Chaves, 1323, bairro Exposição.

Meneguzzi se reúne com responsável da RGE sobre manutenção do atendimento em Caxias

janeiro 14, 2019

Consultor de negócios, Rafael Dala Brida, garantiu a melhoria dos serviços prestados na região

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) esteve reunido, na manhã desta segunda-feira, 14 de janeiro, com o responsável pelo atendimento da Rio Grande Energia (RGE), em Caxias do Sul e região. Na oportunidade, ele e o consultor de negócios, Rafael Dala Brida, falaram sobre a manutenção dos serviços prestados pela concessionária de energia elétrica a partir da notícia da fusão com a RGE Sul e a saída da administração da empresa da cidade.

Após a aprovação do pedido de informações apresentado por Meneguzzi, que segundo Dala Brida, será respondido formalmente, o servidor da empresa garantiu que o atendimento será melhorado em Caxias do Sul e demais cidades da região. De acordo com o parlamentar, o requerimento foi motivado pela falta de informações claras sobre o futuro da RGE diante das notícias veiculadas pela imprensa. “Nossa preocupação é que os serviços prestados não percam qualidade”, salientou o vereador.

Dala Brida ressaltou que a estrutura de atendimento será mantida e a macrorregião antes formada por oito municípios, hoje já opera somente com Caxias do Sul, Canela, Gramado e Vacaria. Ainda segundo ele, os setores operacionais e de relacionamento com o cliente permanecerão no prédio localizado na rua Mário De Boni, no bairro Floresta. Durante o encontro, Meneguzzi colocou o mandato à disposição para promover o diálogo entre a RGE e a comunidade, além de apresentar demandas do interior.

Segundo o servidor da concessionária, um dos maiores problemas enfrentados durante os temporais e demais ocorrências são as árvores de grande porte plantadas próximas às redes de transmissão. Dala Brida reforçou que conta com o apoio de Meneguzzi sobretudo na divulgação de uma campanha que será lançada, com a finalidade de orientar os consumidores de energia sobre os riscos desses vegetais nas proximidades da fiação.

Meneguzzi avaliou como positivo o encontro e sugeriu que a RGE procure articular melhor as informações que são repassadas à imprensa, justamente para que a população fique despreocupada quanto à prestação de serviços após a fusão. “Também vou sugerir à Comissão de Desenvolvimento Urbano aqui da Câmara que faça uma reunião pública com o próprio Rafael e o gerente regional, com a finalidade de dar as devidas explicações para os demais vereadores e tirar as dúvidas da comunidade”, finalizou.

Dúvidas sobre o atendimento da RGE após fusão motivam pedido de informações de Meneguzzi

janeiro 4, 2019

No requerimento estão perguntas sobre a estrutura, a quantidade de pessoal e o contato de referência

“Com a fusão das concessionárias de energia RGE e RGE Sul, como será o atendimento à população de Caxias do Sul e região? Haverá telefone exclusivo? Site? Aplicativo? Quais as outras ferramentas de contato?”, esse é um dos itens que compõem o pedido de informações protocolado pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB). O requerimento deve ser votado na sessão representativa do dia 08 de janeiro.

De acordo com Meneguzzi, a falta de clareza de algumas das informações divulgadas pela concessionária à imprensa, nos últimos dias de 2018, deixaram dúvidas que precisam ser sanadas. Ele acredita que, de forma oficial, as respostas poderão ajudar a comunidade caxiense a assimilar melhor os canais de comunicação com a empresa após a mudança. “Estamos pedindo sobre a estrutura, a quantidade de pessoal e suas funções, se o atendimento será mantido na rua Mário de Boni e também quem será a pessoa de referência. Muitas pessoas nos procuram pedindo sobre postes, novas redes e sempre tentamos intermediar”, salienta.

O requerimento é composto de quatro questões e, caso aprovado pelos vereadores, será enviado à superintendência da RGE para que encaminhe as respostas num período de trinta dias.