Artigo: a vida é um sopro

setembro 23, 2018

Artigo publicado na coluna Ponto de Vista do Jornal Lourdes – edição de setembro/2018

Perdi recentemente um amigo, que lutou bravamente durante oito anos contra um tumor cerebral. Faz um mês que fui visitá-lo. Tomamos um café juntos e falamos sobre igreja, política e sobre a efemeridade da vida e a fragilidade das relações. Naquele dia, ele já estava com bastante dificuldades de visão e de locomoção. Tomou o café, guiado pela sua esposa, parceira de muitos anos, amiga, companheira.

No fundo no fundo, esse meu já sabia que a sua vida estava chegando ao fim, depois de uma longa batalha contra este tumor terrível que se alojou na sua cabeça. Ainda quando eu trabalhava na Rádio, convidei este meu amigo para ir inúmeras vezes aos programas que eu apresentava para relatar o seu drama e a sua luta contra o tumor. Era uma forma de encorajar quem ouvisse a enfrentar seus dilemas pessoais com a mesma determinação dele. Ele sempre aceitava o convite e dava verdadeiras lições de vida, sempre deixando como palavra final o ensinamento de que devemos lutar pela vida, agradecer cada momento, não nos entregarmos nunca.

Ao vê-lo ali, no seu velório, veio-me cada uma das suas palavras de coragem e fiquei pensando que eu, e tantas outras pessoas, não temos nenhum problema de saúde, e mesmo assim agradecemos tão pouco e reclamamos um bocado de vezes de coisas tão simples.

O café que eu tomei com o meu amigo recentemente, foi o nosso último contato. E ali, refletimos como são poucos os amigos nos momentos de uma doença, mas como são verdadeiros alguns que se apresentam nestas horas, nem que seja para um simples café num sábado a tarde para falar sobre coisas banais.

Ando perdendo meus amigos, pessoas com as quais convivi na escola, na adolescência, ou em algum momento na minha vida. E estas perdas, tem sido cada vez mais doloridas.

Estou aqui mais uma vez escrevendo sobre este sentimento que se apodera de mim quando vejo pessoas próximas partirem. Fico sempre refletindo sobre o óbvio: que a vida é breve, e que devemos aproveitar cada momento como se fosse o último.

Chorei de novo a perda de um amigo e meu dia foi triste, mas sei que devemos todos reagir, lutar contra a maré, enfrentar as dificuldades, e sermos gratos por tudo, mas tudo mesmo.

A vida é um sopro e isso eu aprendo a cada dia!

Vale a pena ser catequista

agosto 19, 2018

“Um catequista é, antes de qualquer coisa, alguém que acredita”

“Vale a pena ir á missa, todo o final de semana, mesmo que nenhuma das suas crianças da catequese apareça por lá. Vale a pena organizar momentos de formação, encontros, celebrações, mesmo que nenhum pai ou mãe de seus catequizandos, apareça por lá. Vale a pena rezar, mesmo que ninguém ao seu redor reze.

Ler mais

A catequese precisa de gente de coragem

agosto 18, 2018

Não é hora de ter medo. É hora de ter coragem. Quem se coloca à disposição na missão de evangelizar, não pode ficar sempre arrumando desculpas para não fazer. Chega de “nhê-nhê-nhê” e de “mi-mi-mi”. Chega de “choramingar” e de ficar reclamando de tudo. Chega de arranjar culpados.

Vamos em busca de aliados para espalhar o projeto de Deus. Um catequista anuncia e denuncia, mas não pode ficar escondido, achando que o caminho deveria ser um “mar de rosas”. Quem te prometeu facilidades, afinal de contas?Não é mais hora de ter medo. É hora, de uma vez por todas, da coragem de enfrentar crianças e jovens desinteressados das coisas de Deus e pais ausentes.

Ler mais

Estamos todos doentes

julho 8, 2018

“Há pessoas que tem o sol dentro de si. Não se abalam com as dificuldades e fazem questão de iluminar os outros.”

Li esta frase no meio de tantas outras que leio diariamente postadas em alguma rede social. Pode parecer simples demais para uma reflexão mais profunda, mas ela tem o seu fundo de verdade.

Ler mais

O instante de trocar as mãos

junho 24, 2018

“Da janela da minha casa acompanhei seus passos subindo tranquilamente a rua Cremona debaixo de um sol escaldante. Chamou-me a atenção por ser uma idosa. Ela carregava uma sacola de compras em cada mão. Depois de alguns passos, ela parou e num breve instante trocou as sacolas de compras de mãos (a que estava na direita passa para esquerda e vice-versa). Fez o que várias vezes cada um de nós faz quando carregamos coisas pesadas. Depois de fazer a troca, a idosa seguiu vagarosamente o seu caminho.

Ler mais

Tanto faz, tanto fez

maio 20, 2018

Artigo publicado na coluna Ponto de Vista do Jornal Lourdes do mês de maio de 2018

Donos do campinho

abril 29, 2018

Texto publicado na coluna Ponto de Vista do Jornal Lourdes – abril/2018

O mundo do “fake”

abril 21, 2018

Temos falado tanto nas tais “fake news”, que se proliferam rapidamente nas redes sociais. São as notícias falsas, que muitos de nós, sem fazer a devida checagem, compartilhamos com outras pessoas, como se fossem verdadeiras. Virou uma epidemia.

Mas de “fakes”, já andamos cheios, não é de hoje: cristãos “fakes”, que apenas dizem que são, mas não fazem nada de diferente daqueles que não são nada. Pais “fakes”, que colocam os filhos no mundo mas não estão nem aí para eles.
Amigos “fakes”, que se dizem amigos, mas nunca conseguem tempo para te ouvir ou te ajudar quando você mais precisar.

Ler mais

O escândalo destrói

abril 15, 2018

Texto publicado na coluna Ponto de Vista do Jornal Lourdes, novembro de 2017, mas que se atualiza a cada dia! O Papa Francisco nos adverte…