Meneguzzi reitera necessidade de maior fiscalização nos preços dos combustíveis em Caxias

maio 25, 2018

Entre 09 de janeiro e 08 de dezembro de 2017, foram 10 movimentações do gabinete do parlamentar; ele deve se reunir com o coordenador do Procon nos próximos dias

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) reiterou, nesta sexta-feira, 25 de maio, a necessidade de maior fiscalização nos preços dos combustíveis revendidos em Caxias do Sul. O parlamentar, que considera importante a manifestação dos caminhoneiros, paralisados há cinco dias, aponta, no entanto, que os caxienses são atingidos, em sua maioria, pelos reajustes feitos de forma repentina, nas bombas.

A preocupação de Meneguzzi se baseia, sobretudo, pela movimentação dos preços, a partir dos ranqueamentos realizados semanalmente pelo seu gabinete. O parlamentar tem manifestado, desde janeiro de 2017, a problemática instalada nos estabelecimentos que aumentam os preços imediatamente após os anúncios de majoração e não procedem da mesma forma quando a Petrobras anuncia redução no repasse às refinarias. Até o final do ano, foram 10 as movimentações do gabinete com relação ao assunto.

De acordo com os levantamentos realizados semanalmente pelo gabinete de Meneguzzi, de 08 de dezembro de 2017 a 24 de maio de 2018, o preço da gasolina comum variou entre R$ 4,209 e R$ 4,709. A semana em que os valores se mantiveram mais baixos foi entre 22/02 e 1º/03, com R$ 3,758 e o mais alto em 1º/03 e nesta quinta-feira, 24 de maio, com registros de R$ 4,799.

A primeira ação do parlamentar, realizada em 09 de janeiro de 2017, foi uma reunião com o coordenador do Procon, Luís Fernando Del Rio Horn. Durante o ano, Meneguzzi encaminhou quatro documentos o órgão e ao Executivo, onde pedia reforço na fiscalização aos reajustes praticados pelos postos. Ele ainda protocolou o Projeto de Lei Complementar 16/2017, que obrigava as revendas a divulgarem os percentuais e valores a serem reajustados com o mínimo de 36h de antecedência. A medida, no entanto, foi rejeitada pela maioria dos vereadores do Legislativo caxiense.

Nos próximos dias, Meneguzzi deve se reunir novamente com o coordenador do Procon para sugerir ações que combatam os preços abusivos ou propagandas enganosas.

Confere as indicações e projetos desenvolvidos pelo gabinete de Meneguzzi para a fiscalização dos postos de combustíveis em Caxias do Sul

Passos meneguzzi postos

 

Confere variação de preços nos postos de combustíveis em Caxias do Sul

Variação dos preços

Câmara analisa viabilidade de proposição de Meneguzzi que obriga postos a exporem reajustes

dezembro 6, 2017

Vereador argumenta aumento rápido e redução lenta nos preços de derivados de petróleo

O plenário da Câmara irá votar, nesta quinta-feira, 07 de dezembro, a viabilidade do Projeto de Lei Complementar 16/2017. De autoria do vereador Alberto Meneguzzi (PSB), a matéria procura dar mais clareza aos processos de majoração e redução nos preços praticados pelas revendas de derivados de petróleo em Caxias do Sul. A proposta do parlamentar é que os postos de combustíveis exponha, de foma visível, com antecedência mínima de 36h, o percentual e o valor a ser majorado ou reduzido.

“Esses dias, vi uma fila em um dos postos aqui, e pensei: nossa, a gasolina deve estar R$ 3,50. É R$ 4,20 para cima. Por isso, protocolei esse projeto ainda em maio e vamos discuti-lo aqui na Câmara. Vou insistir nele, porque nas reportagens de TV falam que o combustível também baixa o preço, mas não se vê. Os postos não anunciam isso. Mas para elevar os preços sim”, argumenta Meneguzzi.

Ler mais