Meneguzzi participa de inauguração do posto de emissão do certificado de vacinação da febre amarela

junho 12, 2018

Câmara foi uma das entidades que encaminhou a demanda pela retomada do serviço no município

O presidente do Legislativo caxiense, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), prestigiou, na tarde desta terça-feira, 12 de junho, o ato de inauguração do posto de emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP), em Caxias. A solenidade aconteceu no 2º andar do Centro Administrativo, onde funcionará o serviço, com o atendimento de dois servidores.

A Câmara Municipal foi uma das entidades que encaminhou a demanda pela retomada do serviço, interrompido em setembro de 2017. Em 05 de fevereiro deste ano, Meneguzzi se reuniu com o secretário de Governo, Luiz Eduardo Caetano, para solicitar que o município voltasse a emitir o documento, uma vez que sua falta obrigava dezenas de caxienses a procurarem o Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre.

Além do Legislativo, as agências de turismo e a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) também pediram a atenção do Executivo. De acordo com a prefeitura, a solicitação foi encaminhada pelo prefeito Daniel Guerra (PRB) à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ainda em fevereiro, na ocasião em que o então ministro da Saúde, Ricardo Barros, esteve no município.

Conforme Meneguzzi, o serviço é essencial não somente para o turismo, mas sobretudo para as viagens de negócio, uma vez que Caxias do Sul é o segundo maior polo metalmecânico do Brasil. Para ele, a Câmara fez a sua parte. Denunciou a deficiência no serviço, chamou para o diálogo e se colocou à disposição para intermediar a demanda. “Precisamos comemorar, porque é uma vitória de Caxias e que também foi pautada pelo Legislativo, junto com outras entidades. Foi importante participar o ato de inauguração, porque foi um pedido de muitas mãos, inclusive com a Comissão de Saúde da Casa”, completa.

Funcionamento do posto

O posto funcionará às segundas, quartas e sextas-feiras, das 12h às 16h. No entanto, para fazer a emissão, o usuário deverá fazer alguns procedimentos via internet. Para receber o certificado é necessário, primeiramente, fazer a vacina em qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS), que entregará um comprovante de vacinação ao usuário. A aplicação é feita nas quartas-feiras, com exceção da UBS Parque Oásis, que realiza esse trabalho nas sextas. Após, o morador deverá realizar um pré-cadastro no site da Anvisa (www.anvisa.com.br/viajante). Em caso de dificuldade, é possível ligar no telefone da Agência (0800 642 9782).

Somente depois de 10 dias da aplicação da vacina e após ter feito o pré-cadastro, o usuário poderá procurar o serviço na prefeitura para emissão do certificado. É preciso apresentar: documento original com foto, comprovante de vacinação e comprovante de residência em Caxias do Sul. Esse último comprovante deverá estar em nome do interessado na emissão do certificado.

Solicitação de Meneguzzi para retomada de emissão de certificado internacional de vacinação é atendida pelo Executivo

junho 7, 2018

Presidente da Câmara e Comissão de Saúde encaminharam pedido ao prefeito em fevereiro

O presidente do Legislativo caxiense, vereador Alberto Meneguzzi (PSB) recebeu, com alegria, na tarde desta quinta-feira, 07 de junho, o anúncio da retomada da expedição do Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP), em Caxias – o termo “profilaxia” envolve medidas para prevenir ou amenizar doenças. Encaminhado pelo parlamentar ao Executivo no dia 05 de fevereiro deste ano, o pedido para que o município voltasse a fornecer o documento recebeu a atenção das secretarias de Governo e da Saúde, que refizeram o processo, interrompido em setembro de 2017.

Na época, o serviço de emissão do CIVP foi interrompido por problemas técnicos com um computador e uma impressora cedidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A situação obrigava dezenas de caxienses a se deslocarem até Porto Alegre para retirar o documento, obrigatório para viagens internacionais.

De acordo com Meneguzzi, a Câmara fez a sua parte. Denunciou a deficiência no serviço, chamou para o diálogo e se colocou à disposição para intermediar a demanda. “Precisamos comemorar, porque é uma vitória de Caxias e que foi pautada pelo Legislativo. Lá em fevereiro, chamamos a prefeitura para expor uma situação causada por um ofício em que o gabinete do prefeito concordava com o cancelamento da emissão e pedimos que o caminho fosse refeito”, completa.

O município passará a expedir o documento na próxima semana. A solenidade de reabertura do posto emissor, que estará localizado no Centro Administrativo, será realizada na terça-feira, 12 de junho. A demanda também foi acompanhada pela Comissão de Saúde e Meio Ambiente, presidida pelo vereador Renato Oliveira (PCdoB).

Meneguzzi recebe presidente do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria

junho 4, 2018

Encontro institucional também tratou sobre agenda propositiva para a gestão da empresa Festa da Uva

O chefe do Legislativo caxiense, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), recebeu, na tarde desta segunda-feira, 04 de junho, o presidente do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria da Região Uva e Vinho, Vicente Perini. Durante o encontro institucional, trataram sobre a importância da abertura de diálogo entre o poder público e os diversos setores da sociedade caxiense, tendo em vista o desenvolvimento econômico da cidade e da região.

Na oportunidade, Perini citou como exemplo a província de Mendoza, na Argentina. Relatou, que em visita ao país vizinho, percebeu a existência de uma estrutura conjunta, das autoridades e dos empresários, que permite o melhor atendimento, seja nos hotéis, no comércio e restaurantes. Ponderou, no entanto, que Caxias do Sul precisa de investimentos na área do turismo, com a implementação de políticas do setor. “Ou a gente encampa as lutas e pautas juntos, ou nada segue”, resumiu.

A reunião também tratou de agenda propositiva para a gestão da empresa Festa Nacional da Uva Turismo e Empreendimentos S/A. Para o dirigente sindical, o complexo da Festa da Uva precisa de uma gestão que o torne viável, uma vez que, por ser empresa de economia mista, as licitações tornam a manutenção mais demorada e onerosa.

De acordo com Meneguzzi, o encontro tratou de ouvir o principal dirigente sindical de um dos setores mais notáveis da economia caxiense. Ambos puderam conversar sobre a importância do Legislativo caxiense para o fortalecimento da democracia e da participação cidadã. “Agendamos essa reunião com o objetivo de fortalecer o diálogo, porque a Câmara deve estar aberta aos diversos setores da comunidade. E com muita humildade, pedi que o presidente Perini sugerisse pautas e demandas, além de avaliar o andamento da Casa”, completa.

Entre outros encontros, Meneguzzi tem estabelecido diálogo com diversas entidades, como a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC), os sindicatos Rural e dos Trabalhadores, Agricultores Familiares (STR), além das forças políticas e entidades sociais de Caxias do Sul. Ao final do encontro, ele presenteou Perini com o livro “Democracia, memória e cidadania: 125 anos do Poder Legislativo em Caxias do Sul”.

Meneguzzi questiona Smed sobre designação de professora municipal

março 7, 2018

Parlamentar recebeu demanda da docente, que sofre de doença degenerativa e segue sem definição sobre possível transferência

O presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), utilizou o espaço de líderes da plenária desta quarta-feira, 07 de março, para questionar a Secretaria da Educação (Smed) a respeito da designação de uma professora municipal. O parlamentar também se manifestou sobre as queixas do vereador Arlindo Bandeira (PP) em razão de deboches que estaria sofrendo na Casa.

Em relação à docente, Meneguzzi explicou que está lotada na Escola Municipal Teotônio Vilela e tem uma doença degenerativa, com problema nas cartilagens, uma prótese no quadril, uma prótese em um dos joelhos e terá que colocar prótese em outro joelho, além da situação de obesidade. Essa condição tem dificultado alguns deslocamentos, como ir à sala dos professores e aos banheiros, que ficam no andar superior. Por isso, a educadora gostaria de ser transferida para um colégio que propicie acessibilidade, informa Meneguzzi. “Ela quer continuar dando aulas e trabalhar numa escola em que ela possa não ficar isolada na hora do intervalo”, exemplifica o parlamentar.

No entendimento de Meneguzzi, há demandas que deveriam ser agilizadas pela Smed. No caso dessa docente, ele trouxe o assunto ao plenário para solicitar auxílio do líder de governo na Casa, vereador Chico Guerra (PRB). “Faço sempre esses pedidos pelas vias normais, mas estou cansado de mandar ofício para o secretário de Governo (Luiz Caetano) e as coisas demorarem. Então, eu me utilizo do senhor como interlocutor do governo para que tente agilizar isso. Não é dar jeitinho, não. É resolver um problema do município”, argumentou o parlamentar”.

Meneguzzi listou também outras demandas que, na sua avaliação, deveriam ser solucionadas pela prefeitura com urgência na Escola Teotônio, onde esteve recentemente e também no ano passado. De acordo com ele, as crianças não podem brincar na quadra de esportes porque tem um buraco. Há, ainda, problema de esgoto e um muro por cair.

Sobre a manifestação do vereador Arlindo Bandeira, minutos antes, no Grande Expediente, Meneguzzi disse que fazer economia não é uma questão pequena, inclusive a Mesa Diretora deste ano e a do ano anterior vêm olhando para esse aspecto. “Uma característica que esta Casa tem é o zelo pelo não desperdício. Muitos vereadores já fazem isso (economia) nos gabinetes. Então, é injusto dizer que, de repente, esta Casa não tem esse cuidado, porque vários outros presidentes e Mesas Diretoras que nos antecederam tiveram esse cuidado. E a Câmara de Caxias é conhecida e reconhecida por outros legislativos como uma das mais zelosas com o dinheiro público”, afirmou.

Entretanto, na avaliação do presidente do Legislativo, diante de possíveis deboches ou episódios de bullying, Bandeira poderia ter levado o assunto à Mesa Diretora ou feito uma representação na Comissão de Ética. “O senhor é um vereador trabalhador e respeito todas as suas ponderações sobre economia na Casa. Da minha parte, nunca teve deboche em relação à sua cafeteira. Quem brincou com isso, no dia em que anunciou, foi o senhor mesmo, inclusive dizendo a marca do café. E, se o senhor se sente atacado, pode fazer uma representação na Comissão de Ética, dizendo quem faz bullying”, sugeriu Meneguzzi, que foi o único a pedir declaração de líder na plenária de hoje, 07 de março.

Diário da Presidência – 25/01/2018

janeiro 25, 2018

Gabinete da Presidência

Vereador Alberto Meneguzzi

25 de janeiro de 2018

Início do período da manhã dedicado às reuniões com as chefias dos setores da Câmara;

10h30 – Recepção à visita de cortesia do representante do governo do Estado do Rio Grande do Sul em Brasília, José Otaviano Fonseca, que colocou o escritório gaúcho no DF à disposição para intermediar assuntos de interesse dos caxienses. O encontro contou também com a presença do Coordenador Regional de Atuação Pró-Ativa Substituto da Advocacia da União, Vinícius de Azevedo Fonseca. Na pauta, as relações entre o município de Caxias do Sul e o governo estadual, e o contexto político gaúcho e federal. Meneguzzi agradeceu a visita e colocou também o Parlamento caxiense a serviço das relações institucionais com o governo do RS. Ao final, o presidente presenteou ambos com exemplares do livro “Democracia, Memória e Cidadania: 125 anos do Poder Legislativo em Caxias do Sul”;

Período da tarde dedicado às reuniões internas.

Diário da Presidência – 22/01/2018

janeiro 22, 2018

Gabinete da Presidência

Vereador Alberto Meneguzzi

22 de janeiro de 2018

07h30 – Reunião de pauta com a assessoria da presidência e o Chefe da Comunicação Social, Tales Armiliato, sobre os compromissos do dia e da semana, prioridades e ações para o bom andamento da Casa;

09h30 – Reunião com a equipe de comunicação da Câmara, para decisão de detalhes internos e brainstorming de ideias para a programação da TV Câmara Caxias. Entre as ideias, mostrar mais as atividades parlamentares, visitar os bairros e dar voz às lideranças comunitárias, produzir materiais curtos e com melhor qualidade de edição, ampliar a grade de convênios com as televisões públicas (TV Senado, TV Brasil, NBR). Desenvolver programetes de serviço para a população;

Restante do período da manhã dedicado às reuniões internas, com as chefias de setor;

14h30 – Reunião com a equipe de relações públicas da Câmara e o chefe da Comunicação Social, Tales Armiliato. Na pauta, os projetos de comunicação para o público interno da Casa e as parcerias e programas a serem desenvolvidos com a finalidade de aproximar ainda mais o Legislativo da comunidade;

15h30 – Recepção à visita de cortesia do ex-vereador e ex-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caxias do Sul (STR), Raimundo Bampi (PSB). O encontro tratou sobre a situação política do município, a safra da uva e o andamento das atividades legislativas. Ao final da reunião, Meneguzzi entregou a Bampi um exemplar do livro “Democracia, Memória e Cidadania: 125 anos do Poder Legislativo em Caxias do Sul”;

16h30 – Recepção à visita de cortesia do técnico de futsal e amigo pessoal, Jari da Rocha, o Jarico;

Meneguzzi e padre Leonardo conversaram sobre a situação política de Caxias e os desafios do Legislativo – Foto Felipe Padilha

17h30 – Visita de cortesia ao vigário-geral da diocese de Caxias do Sul, padre Leonardo Inácio Pereira, na paróquia São Pelegrino. Na conversa, os dois falaram sobre a situação política caxiense, os desafios de Meneguzzi frente à Câmara e o desfecho do convênio que previa cooperação entre o Município e a Paróquia para a abertura permanente dos portões da igreja, que é patrimônio cultural do RS, durante o horário comercial, a fim de facilitar o acesso da comunidade e dos turistas. O presidente da Câmara entregou também ao sacerdote, o livro dos 125 anos do Legislativo. Ao final do encontro, padre Leonardo concedeu uma bênção ao parlamentar e sua assessoria.