Justiça Eleitoral reitera que cadastro de eleitores não será prorrogado devido à pandemia

julho 8, 2020

Mesmo com a transferência das eleições, o prazo encerrou em maio

Conforme o calendário eleitoral, o dia 6 de maio foi o prazo para regularizar a situação cadastral, realizar inscrição, pedir transferência de domicílio ou troca de seção no mesmo município. O chefe da 169ª Zona Eleitoral de Caxias do Sul, Edson Borowisk, informa que, em função do adiamento das eleições municipais de outubro e mudança da data para 15 de novembro, muitos eleitores estão procurado informações sobre o título eleitoral, mas o prazo não será reaberto. Ele destaca que a data-limite está prevista no artigo 91, da Lei 9.504/1997 e não sofreu nenhuma alteração devido à pandemia do Coronavírus nem da transferência das eleições.

Ainda segundo Borowski, as empresas não necessitam do título de eleitor para a contratação de trabalhadores. Ele ressalta também que eventuais problemas com CPFs não estão relacionados com título de eleitor. Nestes casos, as informações devem ser obtidas na Receita Federal.

Ouça a notícia em podcast

 

 

 

 

 

 

 

Meneguzzi se reúne com juiz eleitoral e chefes de cartório para tratar de fake news

novembro 13, 2018

Presidente do Legislativo colocou TV Câmara à disposição para a produção de conteúdo informativo

O presidente do Legislativo caxiense, vereador Alberto Meneguzzi/PSB, esteve reunido, no final da tarde desta terça-feira (13/11), com o juiz eleitoral da 136ª Zona Eleitoral, Silvio Viezzer, e com os chefes de cartório da 136ª e 169ª Zonas Eleitorais, Vicente Cadore e Edson Borowski. Durante o encontro, o parlamentar agradeceu a dedicação da Justiça Eleitoral durante todo o período eleitoral 2018, além de colocar a TV Câmara Caxias (canal 16 da NET e www.camaracaxias.rs.gov.br) à disposição para a produção de conteúdo informativo.

Já a temática central da reunião foi voltada ao cuidado com a disseminação das notícias falsas durante as eleições 2018 e a projeção para que o fenômeno seja maior ainda no pleito municipal de 2020. Nesse sentido, Meneguzzi e o chefe da Assessoria de Comunicação Social da Câmara, Tales Armiliato, reforçaram a parceria com a Justiça Eleitoral, que promoveu palestras e programas especiais durante todo o ano, com a presença de Borowski e Cadore. “A nossa intenção é que o Legislativo possa dar voz às campanhas que estimulam o cidadão a pensar sobre a influência das fake news no cotidiano e nos processos eleitorais”, salientou.

Na oportunidade, Meneguzzi entregou um ofício a Viezzer, que agradeceu a parceria. Segundo o juíz, a luta é constante para que somente a verdade apareça e a maior arma é acreditar na imprensa séria. “A Câmara pode nos ajudar muito, sobretudo para informar o eleitor que não há fraude nas urnas. Essas suspeitas que são levantadas colocam a democracia em xeque”, avaliou.