Meneguzzi visita Hospital Virvi Ramos para conhecer o plano de contingenciamento de inverno

junho 11, 2019

Apesar das boas condições e do contrato que prevê 2,2 mil consultas, parlamentar acredita que a medida ainda é tímida

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) visitou, na tarde desta terça-feira, 11 de junho, o Hospital Virvi Ramos e a clínica de saúde Clélia Manfro, com a finalidade de conhecer os detalhes do plano de contingenciamento de inverno contratado pela prefeitura. O parlamentar esteve reunido com a diretora executiva de saúde e educação da instituição, Cleciane Simsen e verificou as instalações onde estão sendo realizados os atendimentos do SUS.

De acordo com a direção do Hospital Virvi Ramos, além dos 72 leitos já adquiridos pelo município para atendimento à população, a prefeitura contratou outros 15 para dar suporte às internações dos meses de inverno. No documento celebrado entre a Secretaria Municipal da Saúde e a instituição, estão previstas 2,2 mil consultas de baixa complexidade a cada mês, de segunda a sexta-feira, das 10h às 20h. Segundo Cleciane, foram contratados oito médicos, além de equipe de enfermagem e recepção.

Para Meneguzzi, apesar das boas condições de atendimento junto ao Virvi Ramos, e do contrato de consultas para dar suporte, o plano de contingenciamento de inverno ainda é tímido, uma vez que a UPA Zona Norte está sobrecarregada, com menos servidores nas escalas e não houve contato para a compra de leitos junto aos hospitais Geral e Pompéia. “Entendo que a prefeitura tenha feito pesquisa e visto os horários de mais fluxo, mas o inverno ainda não começou. Não sabemos se o frio será intenso e temos apenas uma opção além da UPA, porque não temos informações sobre o Pronto Atendimento 24h”, explica.

Meneguzzi classifica como tímido o plano de contingenciamento para o inverno

junho 6, 2019

Vereador repercutiu notícias da imprensa e disse que a prefeitura deixou de cumprir prazo para entrega de obras no Postão 24h 

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) classificou como tímido o plano de contingenciamento para o período de inverno, anunciado pela prefeitura de Caxias do Sul. Em duas oportunidades, o parlamentar se manifestou sobre o tema durante a sessão desta quinta-feira, 06 de junho. No primeiro momento, ele repercutiu as notícias da imprensa local e disse que a prefeitura deixou de cumprir o prazo de entrega da UPA Central, antigo Postão 24h, fechado desde outubro de 2018.

Para Meneguzzi, as informações repassadas pela imprensa são reais, enquanto a nota enviada pelo Executivo, explicando o plano de contingenciamento tentam esconder o verdadeiro motivo da compra de leitos e serviços junto ao Hospital Virvi Ramos e à Clínica Clélia Manfro. “Então se a manchete de um está errado a outra está superfaturada. O plano de contingenciamento, para mim, e muito tímido. Eu acho muito tímido, embora importante, esse plano. Não vejo nenhum erro nessa manchete porque o município não cumpriu o prazo do Postão e vai gastar um milhão em função disso. Eu esperava muito mais desse plano. É importante, mas é um jeitinho”, criticou.

Durante a plenária, Meneguzzi foi à tribuna e também esclareceu que a compra dos leitos e atendimentos, na ordem de  R$ 1,1 milhão, para os meses de inverno aconteceram junto da iniciativa privada. De acordo com os contatos feitos pelo gabinete com as direções dos hospitais Geral e Pompéia, não houve sequer contato para aumentar os contratos de consultas e internações com essas unidades que atendem o SUS em Caxias. “E sim, a prefeitura não está cumprindo prazo. Está fora do prazo. Esse plano de contingenciamento é de segunda a sexta, somente. Quer dizer, no final de semana, quando as pessoas procuram, quando há uma procura ainda maior na UPA Zona Norte, tem que esperar até segunda-feira”, apontou.

Ele ainda citou que a empresa IGH, que gerencia a UPA Zona Norte ainda não havia depositado os salários dos colaboradores, pago geralmente no segundo dia útil até esta quinta-feira. Explanou que o atendimento poderá encontrar dificuldades, uma vez que na última semana houve o desligamento de nove profissionais e até então não aconteceu a reposição para integrar as escalas e plantões. Por fim, Meneguzzi voltou a denunciar a ambulância, um veículo Fiat Doblò, que transporte diversos pacientes ao mesmo tempo, e sem a supervisão técnica necessária.

 

 

Meneguzzi comemora anúncio de abertura da Farmácia Básica mais cedo, para proteger usuários do frio

abril 29, 2019

Medida atende a sugestão do vereador, que protocolou ofício pedindo que as portas fossem abertas mais cedo para acolher os caxienses

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) comemorou ao saber, no final da tarde desta segunda-feira, 29 de abril, que o Executivo caxiense acatou sua sugestão, para que a Farmácia Básica de Saúde tenha seu horário estendido e abra mais cedo. A medida, que entra em vigor na quinta-feira, 02 de maio, tem o objetivo de acolher melhor os caxienses e protegê-los do frio, uma vez que as filas se formam desde o início da manhã e o atendimento iniciava somente às 08h. A partir de agora, o funcionamento do local será das 07h às 18h.

A sugestão do parlamentar também vale para o Centro Especializado em Saúde (CES). Entretanto, essa medida não será adotada para o espaço reservado às consultas. “O ofício que encaminhei no dia 15 de abril, pedia que a abertura fosse ainda mais cedo, às 05h30 ou 06h, mas não precisaria começar o atendimento, somente humanizar o atendimento. Já é um grande avanço a abertura às 07h, porque os caxienses precisam  ter saúde mais digna e isso deve acontecer sobretudo neste período de outono e inverno”, completa.

Meneguzzi sugere que CES e UBSs tenham portões abertos antes para abrigar pacientes do frio e da chuva

abril 15, 2019

Medida não implicaria em mudanças no horário de atendimento dos locais, mas em humanizar a saúde

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) protocolou indicação na manhã desta segunda-feira, 15 de abril, na qual sugere à Secretaria Municipal da Saúde, que o Centro Especializado em Saúde e as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) tenham seus portões abertos mais cedo, durante o inverno, para abrigar os pacientes do frio e da chuva. Se adotada, a medida não alteraria o horário de atendimento, mas humanizaria o trato com os usuários do SUS.

No documento, Meneguzzi citou que passa diariamente em frente ao CES e percebe que dezenas de pessoas formam fila e, em dias de frio, chuva e umidade, permanecem ali expostas às intempéries climáticas desde muito cedo. O vereador indicou que a abertura dos portões nas UBSs e no Centro Especializado seja por volta das 5h30, dependendo da demanda de cada lugar.

De acordo com o parlamentar, a saúde e outros serviços que são essenciais à vida precisam ser cada vez mais humanizados e essa é uma sugestão simples, que preveniria doenças respiratórias nos usuários do SUS. “Nosso caminho é esse: propor soluções, apontar alternativas. Proporcionando um lugar digno para as pessoas aguardarem atendimento, muitas vezes, isso não se reverte em gripes, pneumonias e outros problemas. Humanizando esse atendimento podemos ajudar a salvar vidas”, salienta.

Meneguzzi também deve enviar a sugestão para o Sine, uma vez que tanto na agência de São Pelegrino, para a emissão de RG, quanto no centro, para as vagas de trabalho, seguro-desemprego e confecção de Carteira de Trabalho, se formam filas desde as primeiras horas da manhã. O vereador também aguarda a resposta do município sobre a possibilidade da criação da Central de Atendimento ao Cidadão para disponibilizar mais serviços à população em um único espaço. Ele já sugeriu essa medida por três vezes: em 2017, 2018 e no início de 2019.