Meneguzzi recebe presidente da Microempa para dialogar sobre políticas de empreendedorismo

julho 26, 2019

Parlamentar e liderança do setor empresarial conversaram sobre propostas para o desenvolvimento da economia local a partir das micro e pequenas empresas

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) recebeu, na manhã desta sexta-feira, 26 de julho, a presidente da Associação das Empresas de Pequeno Porte da Região Nordeste do RS (Microempa), Luiz Colombo Dutra. Na oportunidade, o parlamentar a cumprimentou pelo trabalho desenvolvido à frente da entidade e ambos dialogaram sobre as políticas de empreendedorismo. Entre as pautas esteve a desburocratização da liberação de licenças e documentos, bem como propostas para o desenvolvimento da economia local  a partir das micro e pequenas empresas.

Para Meneguzzi esses encontros são importantes para o fortalecimento do diálogo entre o poder público e a iniciativa privada. “Temos procurado ajudar, intermediar, sugerir caminhos. Nosso mandato está de portas abertas para construir propostas que visem o bem comum e o desenvolvimento de Caxias”, salienta.

Meneguzzi recebe do prefeito o projeto da lei orçamentária anual de 2019

outubro 27, 2018

Para o ano que vem, estão previstos R$ 2,055 bilhões para os órgãos do poder público municipal

O presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), recebeu do prefeito Daniel Guerra (PRB), o projeto da lei orçamentária anual (LOA) de 2019. O ato aconteceu na tarde desta sexta-feira, 26 de outubro, na sala de reuniões da presidência. Para o exercício econômico-financeiro do ano que vem, aos órgãos do poder público local, está prevista uma receita consolidada no valor de R$ 2.055.545.939,93 (dois bilhões, cinquenta e cinco milhões, quinhentos e quarenta e cinco mil, novecentos e trinta e nove reais e noventa e três centavos).

A partir de agora, a matéria aguarda por disponibilização a contar da sessão ordinária da próxima terça-feira. Em seguida, será encaminhada para a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Fiscalização e Controle Orçamentário, presidida pelo vereador Gustavo Toigo (PDT).

Em breve, com agendamento prévio, acontecerá audiência pública para o detalhamento da proposta e o acolhimento de emendas de vereadores e pessoas e entidades inscritas no Cadastro do Legislativo (Calegis). A Casa terá que concluir a votação até o final deste ano.

Diante de secretários municipais, incluindo Magda Regina Wormann (de Gestão e Finanças), e do líder do governo na Câmara, vereador Chico Guerra, o prefeito Guerra destacou o compromisso com áreas essenciais. Garantiu que a proposta confere atenção às pessoas em vulnerabilidade social. O presidente Meneguzzi enfatizou que os vereadores analisarão a peça com responsabilidade.

No resumo da programação orçamentária por órgãos, a matéria especifica: Legislativo (R$ 38.717.149,32), Executivo/Administração Direta (R$ 1.299.021.196,96), Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto/Samae (R$ 229.915.000,00), Instituto de Previdência e Assistência Municipal/IPAM Saúde (R$ 108.977.138,30), Fundação de Assistência Municipal/FAS (R$ 71.763.658,19), Instituto de Previdência e Assistência Municipal/IPAM Previdência (R$ 307.151.797,16).

Em 13 de setembro passado, o Legislativo caxiense aprovou a lei de diretrizes orçamentárias (LDO), que embasou o projeto apresentado hoje. A LDO de 2019 foi de R$ 2.057.893.647,60. A LDO de 2018 havia fixado R$ 1,930 bilhão, enquanto que o orçamento para este ano foi de R$ 1,951 bilhão.

De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, os entes federativos precisam trabalhar sob o equilíbrio entre receitas e despesas. Ou seja, não gastarem além das próprias receitas.

Meneguzzi prestigia abertura da 27ª Mercopar

outubro 2, 2018

Feira segue até a próxima quinta, com o foco de aproximar micro e pequenas empresas

A Câmara Municipal de Caxias do Sul prestigiou, na tarde desta terça-feira, 02 de outubro, a solenidade de abertura da 27ª edição da Mercopar. A feira de inovação, a maior da América do Sul, realizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Rio Grande do Sul (Sebrae), segue até a próxima quinta-feira, 04 de outubro, no Parque da Festa da Uva. O presidente do Legislativo, vereador Alberto Meneguzzi (PSB) participou do ato.

Em sua 27ª edição, a Mercopar busca aproximar organizações nacionais e internacionais, possibilitando às micro e pequenas empresas a participação na cadeia produtiva de grandes grupos empresariais. Ao todo, são 193 expositores que apresentam produtos, serviços e principais lançamentos nos setores de automação industrial, borracha, eletroeletrônico, energia e meio ambiente, metalmecânico, movimentação e armazenagem, plástico e serviços industriais.

O evento reuniu diversas autoridades civis e políticas, além de representantes dos diversos segmentos que fazem parte da direção do Sebrae. Na oportunidade, Meneguzzi conversou com lideranças da indústria e colocou o Legislativo à disposição do setor. O líder de governo, vereador Chico Guerra (PRB), também esteve na solenidade.

Meneguzzi aponta necessidade de aproximação entre o poder público e a indústria

outubro 1, 2018

Relação entre o empresariado automobilístico e a classe política foi um dos temas do encontro

O presidente do Legislativo, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), participou nesta segunda-feira, 1º de outubro, da reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC). O futuro da indústria de autopeças foi o tema do encontro que contou com palestra do coordenador da área de engenharia de materiais da General Motors, Amauri Gentil.

Durante o evento, o palestrante falou sobre uma série de tendências da indústria automobilística e destacou o uso de carros elétricos, considerados ainda, uma novidade no Brasil. Conforme ele, as montadoras do país possuem tecnologia suficiente para a produção desses veículos. Por outro lado, o engenheiro acredita que faltam infraestruturas capazes de atender às demandas do setor. Entre elas estão os serviços viários, técnicos e de manutenção.

Além disso, apontou necessidades que ainda precisam ser pensadas para que os automóveis elétricos se tornem uma realidade presente. A padronização de plug-ins, baterias mais eficientes e a percepção do carro por meio do pedestre, são algumas das análises, feitas pelo palestrante, que facilitariam o acesso do consumidor a essa produto.

Meneguzzi questionou então sobre as possibilidades de relação que aproximem o empresário da classe política. Gentil respondeu que são necessárias políticas de governo que desenvolvam ações na área e incentivem o crescimento do setor.

Na oportunidade, explicou que a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) é a entidade responsável por levar os apontamentos do ramo ao governo federal. Também sugeriu que o Rio Grande do Sul demostre sua capacidade tecnológica por meio de parcerias, participação em feiras e congressos internacionais. Por fim, presidente da Câmara e palestrante lembraram juntos sobre a importância das eleições e do voto consciente para essa e outras áreas da economia.

Meneguzzi recebe novos proprietários da empresa Voges Motores

setembro 27, 2018

Visita institucional contou com a presença do administrador do grupo e do Sindicato dos Metalúrgios

O Legislativo caxiense recebeu, na tarde desta quinta-feira, 27 de setembro, o representante da França & Associados, grupo de investidores que adquiriu a Voges Motores, localizada na BR-116, no bairro São Ciro. Na oportunidade, Carlos França, foi recebido pelos presidentes da Câmara, Alberto Meneguzzi (PSB) e da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (CSMA), Renato Oliveira (PCdoB). O Sindicato dos Metalúrgicos foi representado pelo secretário-geral, Leandro Colognese, e pelo assessor jurídico, Valdecir Lima.

Durante o encontro, França explanou aos vereadores o projeto de expansão do grupo de investidores para Caxias do Sul, com a compra da Voges Motores. Segundo ele, o negócio se concretizou pelo intermédio do Sindicato dos Metalúrgicos. A nova direção irá assumir a administração a partir da próxima segunda-feira (1º/10), com o planejamento de aumentar o faturamento da empresa para R$ 10 milhões em 12 meses.

Ao final do encontro, Meneguzzi e Oliveira colocaram o Legislativo à disposição da Biehl Metalúrgica SA, grupo empresarial de São Leopoldo que adquiriu o plantel da Voges por R$ 40 milhões. Por meio dessas visitas, os investidores estão buscando a aproximação com os órgãos públicos, com a finalidade de obter as condições e licenças para passarem a operar em Caxias do Sul de forma regular desde o início das operações.

Para Meneguzzi, o encontro revela uma aproximação importante e uma ponte de diálogo construída desde o início. Segundo o presidente do Legislativo, Caxias do Sul precisa voltar a empregar para ter economia pujante e crescer. “Importante também saber que os funcionários da Voges que quiserem permanecer trabalhando serão recontratados. A Câmara é aliada na construção de uma cidade cada vez mais empreendedora e desenvolvida”, salientou.

França e os representantes do Sindicato dos Metalúrgicos foram presenteados com exemplares do livro “Democracia, Memória e Cidadania: 125 anos do Poder Legislativo em Caxias do Sul”.

Meneguzzi destaca importância da inclusão em inauguração de agência digital da Caixa

agosto 25, 2018

Parlamentar fez uso da palavra e enalteceu o trabalho dos servidores do banco estatal

O presidente do Legislativo, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), prestigiou, na tarde desta sexta-feira (24/08), a inauguração da primeira agência digital da Caixa Econômica Federal (CEF) no Rio Grande do Sul, em Caxias do Sul. A cerimônia também contou com a presença do presidente nacional do banco estatal, Nelson Antônio de Souza, do superintendente regional da Serra Gaúcha, Rodrigo Canani e da superintendente executivo de governo, Debora Bolzzoni.

Na oportunidade, Meneguzzi fez uso da palavra. Ele enalteceu o trabalho dos servidores da Caixa e salientou a importância da inclusão, para que mais pessoas tenham acesso aos serviços oferecidos pelo banco. O parlamentar recordou que atuou como estagiário da CEF em 1986. “Passados 32 anos da minha experiência de trabalhar na Caixa Federal e hoje como cliente, tenho a liberdade para falar que Caxias do Sul ganha um respaldo importante no Brasil”, ressaltou.

A agência digital da Caixa irá possibilitar ao clientes do banco mais uma forma de interação, de um jeito moderno e facilitado, contando com a interface humana e 14 horas de atendimento por dia: das 08h às 22h. O espaço está localizado na rua Moreira César, 2569, no bairro Pio X.

Meneguzzi acompanha assinatura de protocolo do MobiCaxias

agosto 23, 2018

Câmara Municipal é parceira institucional da Mobilização por Caxias

A Câmara Municipal de Caxias do Sul é parceira da Mobilização por Caxias (MobiCaxias). O grupo, formado pela união da Universidade de Caxias do Sul (UCS), Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC), sindicatos patronais e poder público, realizou assinatura do protocolo de intenções, na manhã desta quinta-feira (23/08). O presidente do Legislativo, Alberto Meneguzzi (PSB) participou, juntamente com outros parlamentares.

O MobiCaxias tem o objetivo de unir ideias e forças, para mobilizar a comunidade e pessoas já comprometidas com o desenvolvimento. Além disso, busca repensar o crescimento econômico e social de Caxias do Sul. O grupo de trabalho foi lançado em setembro de 2017 e conta com o apoio institucional do Legislativo, por meio da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Fiscalização e Controle Orçamentário (CDEFCO).

Na oportunidade, Meneguzzi se manifestou em nome da Câmara Municipal. O parlamentar ressaltou que o Legislativo está aberto ao debate e à construção coletiva na construção do futuro de Caxias do Sul. Ao recordar o trabalho conjunto realizado junto ao Parlamento Regional, o convidou os presentes para o debate que será realizado em 30 de agosto. A iniciativa acontecerá em parceria com CIC Serra, em Farroupilha. “Nossa cidade precisa discutir o turismo, o crescimento, as novas matrizes econômicas. Também precisamos conhecer as propostas de quem se propõem a governar o Rio Grande do Sul. Contem conosco”, resumiu.

A partir da assinatura do protocolo de intenções, o MobiCaxias irá formar diversas frentes de trabalho. Elas terão o objetivo de dinamizar projetos e buscar recursos junto ao poder público e à iniciativa privada.

Iniciativa de Meneguzzi para a inclusão de Caxias na Rota das Cervejarias ganha parecer favorável do governo do Estado

julho 10, 2018

Documento está em tramitação na Casa Civil gaúcha e será encaminhado à Assembleia

A iniciativa do vereador Alberto Meneguzzi (PSB) para a inclusão de Caxias do Sul na Rota das Cervejarias Artesanais do Rio Grande do Sul recebeu parecer favorável do governo do Estado. O pedido, protocolado em 14 de maio na Secretaria da Casa Civil, foi encaminhado ao gabinete do governador José Ivo Sartori (MDB). A partir daí, houve a designação para que a Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer se pronunciasse sobre a viabilidade.

O pedido foi assinado por Meneguzzi, que é presidente do Legislativo municipal, pelo prefeito, Daniel Guerra (PRB), com a anuência do presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC), Ivanir Gasparin. O ato que confirmou o interesse na adesão aconteceu em 10 de maio, durante encontro com representantes do setor cervejeiro de Caxias do Sul. A reunião foi a terceira movimentação promovida por Meneguzzi, com a intenção de favorecer o mercado da bebida artesanal, neste ano de 2018 e contou com a presença do proponente da matéria, deputado Elton Weber (PSB).

No final de janeiro, Meneguzzi se reuniu com lideranças do setor e produtores da bebida, além de representantes da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Rural e do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Caxias do Sul (STR). Em 19 de fevereiro, o vereador liderou comitiva num encontro com o prefeito Daniel Guerra (PRB), tendo em vista que a manifestação oficial de intenção para aderir ao projeto deveria partir do Executivo.

Caxias do Sul conta, atualmente, com 12 cervejarias artesanais, que fazem parte da Associação dos Produtores de Cerveja da Serra Gaúcha (Aprocerva/Serra), sendo que a cidade conta com 24 empresas do setor, além de um mercado em plena expansão. Ademais, são mais de 100 produtores caseiros de cerveja, os conhecidos “paneleiros” e que são representados pela Cervaserra.

Atualmente, 22 cidades gaúchas integram o roteiro, que tem viés turístico e visa facilitar o acesso dos cervejeiros às políticas de desenvolvimento do setor. De acordo com Meneguzzi, o parecer favorável é importante e representa mais um passo no processo cujo desfecho se dará após o encaminhamento à Assembleia Legislativa. “Temos que comemorar esse novo passo, que é a anuência do Executivo estadual. Iremos mobilizar a Secretaria de Turismo de Caxias, para que sejam promovidos encontros e ações preparatórias, antecipando a formalização legal”, revela.

Meneguzzi acredita que programa municipal de primeiro emprego ajudaria na retomada da economia

junho 23, 2018

Parlamentar já encaminhou sugestões ao Executivo e protocolou Projeto de Lei

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) avalia positivamente o desempenho da economia caxiense, que possibilitou a criação de 4.489 vagas de emprego no município, entre os meses de janeiro e maio. No entanto, para ele, se faz necessária a adoção de políticas públicas para fazer frente aos mais 30.000 desempregados de Caxias do Sul.

Entre as ações possíveis, o parlamentar destaca a implementação do Programa Municipal do Primeiro Emprego, que concederia descontos nos tributos às organizações que tivessem em seu quadro funcional jovens entre 16 e 29 anos. Nesse sentido, desde o início de 2017, Meneguzzi já encaminhou três indicações ao Executivo, de quem deveria partir a proposição. Entretanto, ao perceber a falta de respostas, no dia 06 de setembro, protocolou o Projeto de Lei Complementar 41/2017.

Na proposição, Meneguzzi sugere que a alíquota do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) cobrada das empresas caxienses que empreguem de 20% a 30% de jovens em situação de primeiro emprego, seja a mínima, ou seja, 2%, pelo prazo de cinco anos. O IBGE estima que quase 120.000 jovens, de 15 a 29 anos, residam em Caxias do Sul. “Precisamos pensar nos jovens, porque as vagas exigem experiência, mas como adquirir experiência se ninguém dá oportunidade? É um dilema e sabemos que as empresas não vão contratar se não ganharem algo em troca”, salienta.

Em 02 de agosto, o parlamentar também protocolou o Projeto de Lei 120/2017, que autoriza o município a criar uma estrutura, para captação e fomento de vagas de emprego, a chamada Agência Municipal de Emprego. A ideia surgiu após a constatação da falta de incentivos às agências do FGTAS/SINE, em Caxias do Sul, além das longas filas e poucas vagas ali disponibilizadas.

Meneguzzi propõe a criação da estrutura que funcione conveniada ao Ministério do Trabalho e permita a captação de vagas formais e de estágios, junto às empresas sediadas em Caxias do Sul, bem como, o cadastramento de currículos, formação básica e encaminhamento aos postos de trabalho. Essas matérias, no entanto, seguem em tramitação na Câmara, mas não podem ser votados neste ano, tendo em vista que o vereador é presidente do Legislativo.

O parlamentar ainda sugere a criação da Central de Atendimento ao Cidadão (CAC). Essa última indicação consistiria num espaço que reuniria 16 serviços, dentre os quais centrais de vagas de emprego e estágio, além da emissão de documentos e Carteira de Trabalho. “Eu acredito que boas ideias devem ser trazidas para a nossa realidade. Precisamos ajudar e beneficiar nossa juventude”, conclui Alberto Meneguzzi.

Meneguzzi promulga lei de concessão de incentivos fiscais para iniciativas tecnológicas

abril 25, 2018

Ato contou com a presença do proponente, vereador Flavio Cassina e apoiadores

O presidente do Legislativo caxiense, Alberto Meneguzzi (PSB), promulgou na manhã desta quarta-feira, 25 de abril, a lei municipal 8.279/2018. A matéria, que dispõe sobre a concessão, por parte do município, de incentivos fiscais a empresas que se estabelecerem, ampliarem a sua capacidade produtiva ou desenvolverem projetos, em Caxias do Sul, vale para iniciativas tecnológicas e de inovação, entre outros segmentos.

No ato, realizado na sala de reuniões da presidência, estiveram presentes o proponente, Flavio Cassina (PTB), que também preside a Comissão de Constituição, Justiça e Legislação e os vereadores Adiló Didomenico (PTB), Alceu Thome (PTB) e Gustavo Toigo (PDT). A diretora Legislativa, Eliana Tedesco, também acompanhou a promulgação da lei, que deve vigorar a partir de 1º de janeiro de 2019.

Aprovada, por unanimidade, na sessão ordinária do dia 06 de fevereiro de 2018, a proposição foi vetada, na íntegra, pelo prefeito Daniel Guerra (PRB), que alegou inconstitucionalidade em razão de apresentar vício material, “visto que fere os princípios da legalidade e da razoabilidade”. Em 17 de abril, o impedimento aplicado pelo chefe do Executivo foi derrubado, por maioria de 19 votos a dois.

O regramento contempla empresas que se instalarem na cidade, aumentarem a própria capacidade de produção ou comercialização. Os tributos envolvidos são IPTU (até o limite de 100%), ITBI (até o limite de 50%) e ISSQN (até o limite de 50%). Para indústrias, o prazo vale por cinco anos. Pode haver prorrogação por um ano, para cada três mil valores de referência municipal (VRM) de investimentos realizados, até o limite de dez anos. Cada VRM equivale a R$ 32,18.

A nova lei contém critérios semelhantes, a fim de estimularem isenções fiscais a prestadoras de serviços, empresas comerciais e projetos de base tecnológica ou inovação. Entre outros pontos, a matéria estipula exigências legais como documentos e outros dados, para a composição de ficha técnica.

Durante o ato de promulgação, Meneguzzi elogiou a proposta e classificou a matéria como importante para a cadeia produtiva da cidade, no desenvolvimento de projetos e suas respectivas ampliações. “Queremos que Caxias cresça e saia desse marasmo em que se encontra e, por isso, a Câmara aposta em ideias sólidas e que permitam o empreendedorismo e a economia colaborativa”, resumiu.