Meneguzzi apoia atividade de estudantes caxienses em defesa do meio ambiente

agosto 23, 2019

Grupo está programando uma manifestação para este sábado, 24 de agosto, na Praça Dante Alighieri

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) apoia a atividade que será realizada pelos estudantes da Escola Estadual Irmão José Otão, em defesa do meio ambiente. Ele recebeu, na tarde da quinta-feira, 22 de agosto, as estudantes Laura e Priscila, que são as organizadoras da manifestação que vai acontecer no sábado, 24 de agosto, às 16h, na Praça Dante Alighieri.

A atividade tem o objetivo de mostrar a preocupação da juventude com as notícias de devastação da Amazônia e por isso, querem refletir sobre a importância da defesa do meio ambiente. “Achei sensacional a iniciativa, ainda mais se tratando de duas jovens do ensino médio, que estão à frente do evento. Quando me deparo com jovens assim, ainda acredito num país melhor”, completa Meneguzzi.

Meneguzzi quer informações sobre renovação de contrato para administração da UPA Zona Norte

agosto 22, 2019

Vereador protocolou requerimento em regime de urgência e solicita prestação de contas do IGH desde setembro de 2017

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) protocolou, na tarde desta quinta-feira, 22 de agosto, pedido de informações em regime de urgência. Composto por seis questões, o documento visa saber sobre a renovação ou não do contrato com o Instituto de Gestão e Humanização (IGH), entidade que administra a UPA Zona Norte. O convênio termina no dia 19 de setembro de 2019 e há informações de falta de interesse da instituição baiana em continuar os atendimentos em Caxias do Sul.

Meneguzzi pede que o Executivo envie cópia dos relatórios trimestrais da comissão de avaliação da UPA Zona Norte, composta por servidores municipais, do período de 20 de setembro de 2017 a agosto de 2019. Ele pede cópia das prestações de contas do IGH, desde o início do contrato, bem como a cópia dos empenhos e pagamentos realizados pelo município à entidade.

O parlamentar também questiona sobre o resultado das denúncias de falta de insumos e de problemas no atendimento, realizadas por ele em 2017 e 2019 e que foram protocoladas na Secretaria da Saúde e no gabinete do prefeito. Meneguzzi pede o envio do relatório das providências tomadas em relação aos documentos do seu gabinete.

Por fim, Meneguzzi pede que o Executivo anexe cópia da documentação e certidão de filantropia do Instituto de Gestão e Humanização, dentro da validade. “A única alternativa de atendimento no inverno tem sido a UPA Zona Norte, que tem sobrecarregado profissionais. Não temos o PA 24h, ou a UPA Central. Precisamos esclarecer o que vai acontecer, se vai haver renovação de contrato ou se irão lançar um novo edital para seleção de nova empresa. Caxias não pode ficar desassistida e falta menos de um mês para finalizar o contrato”, explica.

O requerimento será votado na sessão da próxima terça-feira, 27 de agosto.

Meneguzzi pede que Corregedoria do Município investigue e abra sindicância sobre horas extras aos sábados no CES

agosto 22, 2019

Parlamentar entregou cópias das folhas do relógio ponto, que apontam mais de 20 horas extras ao mês, de um único profissional

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) protocolou, na tarde desta quinta-feira, 22 de agosto, pedido à Corregedoria-Geral do Município para que investigue e abra sindicância para apurar as horas extras de um único profissional médico, aos sábados, no Centro Especializado em Saúde (CES). O pedido de averiguação se deu depois de o parlamentar ter recebido as respostas ao requerimento de informações feito por ele à Secretaria Municipal da Saúde sobre a atuação daquela unidade e da carga horária de seu efetivo de médicos.

No documento, Meneguzzi explica que recebeu denúncias de que havia um profissional médico que estava realizando plantões extras aos sábados no CES, quando o local não abre para atendimento à comunidade. Por isso fez um pedido de informações à Secretaria Municipal da Saúde sobre os horários de atendimento do CES e o que fazem os médicos aos sábados, bem como o registro dos pontos.

De acordo com a pasta, aos sábados é feita a triagem e também a interpretação de eletrocardiogramas. No entanto, Meneguzzi estranha o fato de, no período de janeiro a junho de 2019, apenas um profissional médico ter feito horas extras. Há meses em que esse profissional realizou mais de 20h de plantão aos sábados. Por coincidência, esse médico é esposo da diretora do CES.

Meneguzzi já levou o assunto ao plenário da Câmara e disse que buscaria esclarecer a situação, tendo em vista, sobretudo, que há emprego de dinheiro público. “É suficiente apenas um médico para fazer todos esses procedimentos que foram fornecidos pela Secretaria da Saúde no CES? Outra pergunta que eu faço: Por que sempre o mesmo médico? Sempre o mesmo médico, marido da diretora do CES, fazendo hora extra todos os sábados? Se é tão importante assim, e é pela justificativa da Secretaria da Saúde, por que outros médicos não são colocados na escala de trabalho do CES aos sábados?”, indaga.

As folhas ponto recebidas não foram assinadas pelo secretário Júlio Freitas, mas foram recebidas pelo vereador como documentos oficiais do Executivo caxiense.

Meneguzzi enaltece projetos de formação de jovens e geração de emprego e renda

agosto 21, 2019

Vereador falou sobre ação do Exército e recordou a iniciativa do Sindicato dos Metalúrgicos, que criou um banco de currículos

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) foi à tribuna da Câmara Municipal durante o Grande Expediente da sessão desta quarta-feira, 21 de agosto, para enaltecer os projetos de formação de jovens, bem como as iniciativas de geração de emprego e renda. Ele destacou a atuação do 3º Grupo de Artilharia Antiaérea de Caxias do Sul (3º Gaaae), que é a primeira instituição militar do Brasil a certificar jovens que realizam cursos profissionalizantes: as aulas são voltadas à gastronomia, mecânica e eletricidade.

Meneguzzi também lembrou da iniciativa do Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul, que criou um banco de currículos. O movimento teve início em 16 de agosto e nos primeiros três dias, foram recebidos mais de 250 currículos, conforme a entidade. sindicato. O projeto se chama Banco de Currículos Metalúrgicos. Nos últimos anos, os postos de trabalho no setor reduziram de 50 mil para 35 mil na região.

Da tribuna, o vereador apontou para a necessidade do cumprimento da lei do Jovem Aprendiz, que permite aos jovens a formação e posterior inserção no mercado de trabalho. “Muitos jovens estão procurando uma oportunidade de estágio, uma oportunidade de colocação profissional. Quando a gente tem uma notícia assim a gente não pode deixar de destacar. É bom lembrar que as empresas de médio e grande porte são obrigadas também a contratar 5% no mínimo e 15% no máximo do total de empregados que demandem também a formação profissional. Muitas empresas não cumprem esse percentual”, salientou Meneguzzi.

Meneguzzi questiona horas extras de médico do CES aos sábados

agosto 20, 2019

Vereador foi à tribuna do Legislativo para esclarecer respostas ao pedido de informações de sua autoria

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) foi à tribuna do Legislativo caxiense, na sessão desta terça-feira, 20 de agosto, para esclarecer as respostas ao pedido de informações de sua autoria, que solicitava esclarecimentos sobre a carga horária dos médicos que atuam no Centro Especializado em Saúde (CES). Ele foi à tribuna e contestou os registros do ponto funcional e questionou o fato de apenas um médico fazer plantões extras aos sábados, quando o local permanece fechado para atendimento à comunidade.

Ao perguntar se o CES funciona aos finais de semana, a Secretaria Municipal da Saúde respondeu que aos sábados e domingos pela manhã, funciona o Serviço de Assistência Domiciliar (SAD). Além disso, segundo o documento, aos sábados de manhã, os médicos envolvidos com o Projeto de Matriciamento da Rede Básica nas áreas de maior demanda (Gastro, Cardio, Dermato e Ortopedia) realizam, no Centro, através do SISSAP — Lista de Espera, registrar as orientações e devolutivas de avaliações para os Médicos da Rede Básica. Também no sábado pela manhã os Cardiologistas concluem a interpretação de todos os eletrocardiogramas da semana (são feitos semanalmente no CES em torno de 400 eletrocardiogramas).

Meneguzzi, no entanto, questiona que, de janeiro a junho de 2019, apenas um médico, que é o esposo da diretora do CES, trabalhou aos sábados, somando mais de 20 horas extras mensais, em alguns períodos.  Então a pergunta que fica é a seguinte: é suficiente apenas um médico para fazer todos esses procedimentos que foram fornecidos pela Secretaria da Saúde no CES? Outra pergunta que eu faço: Por que sempre o mesmo médico? Sempre o mesmo médico, marido da diretora do CES, fazendo hora extra todos os sábados? Se é tão importante assim, e é pela justificativa da Secretaria da Saúde, por que outros médicos não são colocados na escala de trabalho do CES aos sábados”, indagou na tribuna.

O parlamentar explicou que tomará medidas a fim de esclarecer se os outros 60 profissionais médicos não realizam esses plantões extras por falta de interesse ou se há algum acordo interno para que apenas o esposo da diretora possa trabalhar aos sábados. Ele não descarta a intenção de enviar a documentação para a Corregedoria do Município ou ao Ministério Público, pois considera abusiva a situação, sobretudo com relação aos cofres públicos.

 

Em sessão emocionante, fotógrafa Liliane Giordano recebe Título de Cidadã Caxiense

agosto 20, 2019

Homenagem foi indicação do vereador Alberto Meneguzzi e teve a presença de representantes do setor cultural

A fotógrafa Liliane Giordano recebeu, na noite da segunda-feira, 19 de agosto, o Título de Cidadã Caxiense, em sessão solene no plenário do Legislativo. A homenagem foi proposta pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB) emocionou a todos os participantes e contou com a presença de representantes do setor cultural de Caxias do Sul. O ato foi presidido pela vereadora Paula Ioris (PSDB).

Em seu discurso, Meneguzzi citou que a fotografia, na comunicação, é a arte de eternizar os momentos em imagens. O parlamentar citou como exemplo as galerias de ex-prefeitos e ex-presidentes da Câmara de Caxias do Sul, localizada no saguão e na sala da presidência. Além disso, ele citou a aprovação, em 2017, da lei que formaliza a realização anual da Semana Municipal da Fotografia, que neste ano chega à 12ª edição.

Ao homenagear Liliane, o vereador fez memória da história da profissional que iniciou sua carreira na área da informática. Salientou o talento, a humildade, a capacidade empreendedora da fotógrafa. “Ela adotou Caxias, ela sempre deu o máximo de si para tornar a cultura caxiense mais sólida. Além disso, como professora, compartilha o conhecimento com jovens, adultos e nas igrejas, comunidades, ONGs e escolas, faz muitas ações voltadas ao ensino da arte de fotografar. Muito obrigado por tudo o que tu representas para Caxias”, concluiu Meneguzzi.

Liliane nasceu em Esmeralda/RS e veio para Caxias do Sul aos 22 anos de idade. Seu gosto pelo mundo da imagem não surgiu pelo resultado da fotografia em si, mas pelo que acontecia no processo, como a câmera funcionava e qual era a reação das pessoas frente a ela. Com o advento da fotografia digital, ela conciliou seus conhecimentos de informática com o mundo da fotografia.

Em 2007, Liliane iniciou a Sala de Fotografia, onde passou a dar cursos focados no processo, analisando como os estudantes reagiam às aulas e o que mudava em suas vidas. Aos poucos, isso se tornou um percurso didático, com aulas focadas na contribuição do estudante para a leitura da visualidade como um todo. Em 2018, lançou a “Liliane Giordano Arte em Roupa” que consiste na fabricação, com tiragem limitada, de peças de vestuário com estampas das fotografias feitas por ela.

Também é professora do Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG) e ministra cursos, oficinas e palestras gratuitas sobre fotografia e sua importância social. No seu trabalho comunitário e pela valorização da fotografia e da cultura caxiense, Liliane foi uma das fundadoras do Clube do Fotógrafo de Caxias do Sul. Também uma das incentivadoras e realizadoras da Semana da Fotografia de Caxias do Sul.

Após receber o diploma de Cidadã Caxiense, Liliane foi à tribuna da Câmara e emocionou a plateia com sua história de vida. Ela agradeceu pela homenagem e fez memória de sua família, que lhe ensinou os valores humanos e profissionais. “Eu escolhi morar em Caxias e Caxias me acolheu. Agradeço as oportunidades de trabalho, das universidades e também de conviver entre os jovens, criando com eles. Tudo isso me permite ajudar a construir uma cidade melhor, com pitadas de amor”, pontuou.

Até o dia 30 de agosto, a comunidade caxiense pode conferir a exposição “Cidadãos do Mundo”, da fotógrafa Liliane Giordano. São quadros que mostram sorrisos e linhas faciais de pessoas de diferentes culturas. A mostra está localizada no Espaço Cultural Mário Crosa.

Meneguzzi se reúne com o presidente do Simecs e trata da importância da ocupação do prédio do Senai José Gazola

agosto 19, 2019

No encontro, trataram sobre temas como os cenários político e econômico de Caxias do Sul

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) se reuniu, na tarde desta segunda-feira, 19 de agosto, com o presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul (Simecs), Paulo Spanholi. Durante a visita de cortesia, o parlamentar cumprimentou o empresário pela posse na presidência da entidade, no mês de julho.

Ainda durante o encontro, Meneguzzi ressaltou a importância do Simecs buscar junto à Fiergs e ao sistema “S” que o prédio do antigo Senai José Gazola, localizado no bairro São José, seja destinado à formação profissional dos jovens caxienses. Entre as pautas também estiveram os cenários político e econômico de Caxias do Sul. Spanholi se comprometeu em intermediar o assunto junto à reunião da direção do sindicato.

Para Meneguzzi, o encontro com o dirigente sindical demonstra a importância do diálogo entre o poder público e a sociedade civil. “Precisamos construir essas pontes, falar sobre a formação da mão de obra dos nossos jovens e debater as necessidades da nossa cidade. Caxias do Sul é grande, é forte porque o diálogo sempre foi um elo muito forte entre a comunidade, o Executivo e o Legislativo”, salientou.

Meneguzzi pede que Ministério do Trabalho realize vistoria nas obras da UPA Central

agosto 16, 2019

Parlamentar citou a demora na conclusão das reformas e a falta de transparência do Executivo sobre a situação do prédio

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) encaminhou, na tarde desta sexta-feira, 16 de agosto, ofício ao chefe da Secretaria do Trabalho e Previdência Social, antigo Ministério do Trabalho, em Caxias do Sul. No documento, o parlamentar pede que Vânius Corte realize vistoria nas obras do Pronto Atendimento 24h, que será denominado de UPA Central.

Meneguzzi justifica preocupação com a demora na entrega das obras de reforma do local, que está fechado desde outubro de 2018, bem como com as condições de trabalho de quem está executando as adequações. Além disso, cita a falta de transparência do Executivo municipal sobre a situação do prédio, sendo que não há prazo para reabertura dos serviços. Não se tem conhecimento sobre o estágio do andamento das obras e já foi negada a visita à Comissão de Saúde da Câmara, pelas secretarias municipais da Saúde e de Planejamento.

De acordo com Meneguzzi, a vistoria do Ministério do Trabalho pode ajudar o município nas questões pertinentes à finalização das obras, bem como do restabelecimento da prestação dos serviços de atendimento em saúde. “Nós, vereadores, não temos a liberação para visitar as obras e fiscalizar o uso do dinheiro público, que é nossa prerrogativa. Já pedi ao MP que intermedeie essa situação com o Executivo. Precisamos de transparência, inclusive se há condições de trabalho para que tudo fique pronto e seja seguro para a população usar a UPA Central”, explica.

Liliane Giordano recebe título de Cidadã Caxiense no Dia Mundial da Fotografia

agosto 16, 2019

Indicada por Meneguzzi, homenagem acontece na segunda-feira, 19 de agosto às 19h

A fotógrafa Liliane Giordano receberá o título de Cidadã Caxiense pelo Legislativo municipal. A matéria foi idealizada pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB) que destaca Liliane como ativista cultural e social. A homenagem acontece na segunda-feira, 19 de agosto de 2019 (Dia Mundial da Fotografia), às 19h, no plenário Deputado Nadyr Rossetti.

O parlamentar afirma que a profissional empenhou esforços em proporcionar cursos de inclusão no mercado de trabalho, entre outros. “Pelo que ela realiza, principalmente nos projetos sociais e como empreendedora é que sugeria homenagem, que foi acolhida por unanimidade dos vereadores”, frisa Meneguzzi.

Liliane nasceu em Esmeralda/RS e veio para Caxias do Sul aos 22 anos de idade. Em função de sua curiosidade sobre o funcionamento das máquinas, dedicou os estudos iniciais à informática. Tentando descobrir o que acontecia dentro de um computador, construiu uma sólida carreira de 18 anos nessa área.

Seu gosto pelo mundo da imagem não surgiu pelo resultado da fotografia em si, mas pelo que acontecia no processo, como a câmera funcionava e qual era a reação das pessoas frente a ela. E assim a mudança de área foi natural, sobretudo com o advento da fotografia digital, que permitiu a Liliane conciliar seus conhecimentos de informática com o mundo da fotografia.

A matéria destaca que ela aproveitou a criação do curso superior em Fotografia na Universidade de Caxias do Sul (UCS), um dos primeiros do Brasil, para obter graduação em 2005. Também é graduada em Tecnologia em Processamento de Dados pela UCS (1997) e possui especialização em Ciência da Computação pela UFRGS (2000).

Em 2007, iniciou a Sala de Fotografia, onde passou a dar cursos focados no processo, analisando como os estudantes reagiam às aulas e o que mudava em suas vidas. Aos poucos, isso se tornou um percurso didático, com aulas focadas na contribuição do estudante para a leitura da visualidade como um todo.

Segundo informações do documento, ao longo de sua trajetória na fotografia, foram cerca de 20 exposições individuais, 30 exposições coletivas e oito premiações. Além de diversas participações em bancas de concursos fotográficos, mais de 100 turmas no Curso de Fotografia e mais de 1 mil alunos na Sala de Fotografia.

Atualmente, Liliane busca novos horizontes para sua fotografia. Em 2018, lançou a “Liliane Giordano Arte em Roupa” que consiste na fabricação, com tiragem limitada, de peças de vestuário com estampas das fotografias feitas por ela.

Também é professora do Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG) e ministra cursos, oficinas e palestras gratuitas sobre fotografia e sua importância social. No seu trabalho comunitário e pela valorização da fotografia e da cultura caxiense, Liliane foi uma das fundadoras do Clube do Fotógrafo de Caxias do Sul. Também uma das incentivadoras e realizadoras da Semana da Fotografia de Caxias do Sul.

Fiscalização mais branda nas estradas irá aumentar número de mortes, lamenta Meneguzzi

agosto 15, 2019

Para o vereador, mudanças como a retirada de radares móveis e fixos, bem como a desconsideração da cadeirinha das crianças irão causar graves consequências

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) foi à tribuna na sessão desta quinta-feira, 15 de agosto, para criticar os discursos do presidente Jair Bolsonaro (PSL), bem como o projeto de lei protocolado pelo Planalto, para a revisão do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). De acordo com o parlamentar, as mudanças causam a flexibilização das leis, o que coloca em risco condutores e pedestres.

Para Meneguzzi, a fiscalização mais branda nas estradas e a retirada de radares fixos e móveis são graves alterações, que se juntam à desconsideração da cadeirinha das crianças no assento traseiro dos veículos. Se for aprovada, a nova lei prevê que os pais que não utilizarem o dispositivo para o transporte de crianças de zero a seis anos sejam advertidos em vez de multados, como acontece hoje.

Para exemplificar, o parlamentar disse, em 2018, foram 33 acidentes com morte na cidade e de janeiro de 2019 até esta quinta-feira, 38 pessoas vieram a óbito no trânsito de Caxias do Sul. “Educação de trânsito é para criança, nas escolas e tem que cada vez mais se investir nisso para crianças e para jovens. O cidadão que já tem uma carteira, o cidadão que já dirige, precisa ser multado se ele infringir a lei”, considerou.

Ainda de acordo com o parlamentar, o limite de pontuação da CNH passar de 20 para 40 pontos e a renovação de cinco para 10 anos são demandas políticas, que não levam em conta pareceres técnicos de quem construiu a legislação de trânsito ao longo de várias décadas. “Até o exame toxicológico que deveria ser aprimorado, está se flexibilizando. Sobre os idosos, quer dizer de dois anos e meio para cinco anos, aí não é só uma questão técnica, é questão médica, não só políticas”, completou.