Meneguzzi Nenhum comentário

Entre outras perguntas está o andamento do processo de transformação jurídica da empresa

Motivado por dúvidas sobre o futuro da Farmácia do Ipam, o vereador Alberto Meneguzzi (PSB) protocolou, nesta sexta-feira, 11 de janeiro, pedido de informações sobre a situação financeira da empresa. No requerimento, o parlamentar busca saber sobre o andamento do processo de transformação jurídica de sociedade limitada para sociedade anônima (SA), além de perguntar quais são os projetos da administração municipal para o futuro da unidade farmacêutica.

Questionamentos sobre o número de pessoas que está aderindo ao Programa de Demissões Voluntárias (PDV) e os convênios mantidos e encerrados entre a Farmácia do Ipam e empresas caxienses, desde janeiro de 2017, também constam na lista. Meneguzzi também pede que a direção anexe os editais e devidos extratos de lances mínimos e homologações, nas licitações para contratação de empresa contábil, tanto em 2016 quanto em 2018.

De acordo com Meneguzzi, no Portal da Transparência, até novembro de 2018, a Farmácia do Ipam tinha um lucro líquido acumulado de R$ 316.452,80, não apresentando justificativa para o PDV. “Em 2017 fiz um pedido de informações sobre a transparência na Farmácia do Ipam e nos dados contábeis. Na época, nos responderam que a transformação jurídica estava na PGM. Depois, ninguém veio a público dizer como está essa situação, que é uma determinação do Ministério Público, para não fechar a Farmácia”, completa.

O documento ainda pede quantas e quais pessoas se desligaram da Farmácia do Ipam desde janeiro de 2017, bem como se houve contratações para compor o quadro de funcionários da unidade. Protocolado nesta sexta-feira, o pedido de informações deve ser votado na sessão representativa da terça-feira, dia 15. A partir disso, o Executivo terá 30 dias para responder as dúvidas de Meneguzzi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *