Meneguzzi Nenhum comentário

Vereador ressaltou a mobilização da categoria e a atuação do Cpers

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB se manifestou, na sessão desta quinta-feira (21), em favor da luta do magistério público estadual contra o pacote de medias enviado pelo governador Eduardo Leite/PSDB à Assembleia Legislativa. Ele lembrou que foi aluno de escola estadual, onde presidiu o Grêmio Estudantil da escola Estadual Emílio Meyer.

O parlamentar destacou que, naquela época (1987), enfrentou uma greve de quase 100 dias. Lembrou ainda do drama dos professores, que neste governo, recebem os salários atrasados e de forma parcelada. “Isso é um desrespeito ao trabalho do professor”, afirmou.

Meneguzzi salientou sobre a média salarial dos professores estaduais, que é de R$ 3.023, sendo que na segurança pública é de R$ 10 mil, assim como na Susepe e na Brigada Militar. Na Polícia Civil, a média chega a R$ 14 mil. “Não que as outras categorias devam ganhar mal, mas o professor deveria ganhar mais, deveria ganhar melhor. Então a luta de vocês é a nossa luta também do PSB”, enfatizou.

O vereador também destacou o trabalho do Cpers/Sindicato. “O importante é a luta, e o Cpers faz essa luta há muito tempo. Toda vez que faz essa luta ele é acusado de ser partidário. Mas, se não fosse a luta do Cpers, a educação, que já está ruim, estaria pior”, avaliou Meneguzzi.

Ouça a notícia em podcast

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *