Foto: Felipe Padilha
Meneguzzi Nenhum comentário
Foto: Felipe Padilha

Parlamentar entregou documento à secretária de Educação

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB reencaminhou nesta quarta-feira (22/11) ofício ao gabinete do prefeito Daniel Guerra/PRB e à secretária de Educação, Marina Matiello, no qual solicita urgência nos reparos à estrutura física da Escola de Educação Infantil Nosso Amiguinho. A instituição, no loteamento Aeroporto, atende mais de 100 crianças de zero a seis anos. Em visita à instituição, em 9 de agosto, o parlamentar constatou diversos problemas, sobretudo com relação ao telhado do prédio.

Em 11 de agosto, Meneguzzi encaminhou o documento pela primeira vez. A resposta da Secretaria Municipal de Educação foi que o processo de licitação de empreitada global para a reforma já havia sido lançado e nos dias posteriores haveria a abertura dos envelopes. A última movimentação do certame, no entanto, aconteceu em 10 de outubro, com a adjudicação. De lá para cá, não houve assinatura do contrato. Na última terça-feira, 21 de novembro, o parlamentar recebeu um vídeo, no qual, com a chuva, é possível perceber a água infiltrando por meio das luminárias e forro de PVC.

“A escola atende mais de cem crianças e a vida delas está em risco. Quando chove no berçário, por exemplo, os funcionários precisam retirar as crianças e os berços e colocá-los em outro espaço. E, de acordo com um laudo do Corpo de Bombeiros, ainda em 2015, o prédio tinha goteiras em todas as salas. Precisamos fazer algo, não podemos deixar que esse teto venha a cair. Assim, entreguei o documento nas mãos da secretária de Educação e protocolei no gabinete do prefeito, para que deem a máxima prioridade e urgência para os reparos nessa escolinha”, salienta Meneguzzi.

Dentre outros problemas, a escola não possui Alvará de Prevenção e Proteção Contra Incêndios (APPCI), como é exigido de qualquer edificação, sobretudo as que são habitadas por crianças e idosos. Uma certidão de ocorrência lavrada pelo 5º Comando Regional de Bombeiros – 1º Subgrupamento de Combate a Incêndio, explica que em outubro de 2015 houve uma vistoria no espaço e atesta os problemas no telhado. O documento diz, ainda, que a rede elétrica está úmida e passível de curtos circuítos.

No final do documento, o vereador se coloca à disposição da administração municipal para auxiliar no que for necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *