Meneguzzi Nenhum comentário

Entre as reclamações, o fim do projeto Canoagem para Idosos e alteração no programa Conviver

O presidente do Legislativo caxiense, Alberto Meneguzzi (PSB), recebeu, na tarde desta quinta-feira, 08 de março, representantes da Associação de Moradores do Bairro Santa Lúcia (Amob). Acompanhado pelo presidente, Gilfredo De Camillis, o grupo pediu o auxílio da Câmara Municipal na mediação do diálogo com a Fundação de Assistência Social (FAS) e a Secretaria Municipal do Esporte e Lazer (Smel) para a manutenção do projeto Canoagem para Idosos e do programa Conviver.

De acordo com as lideranças comunitárias, as aulas de canoagem, que aconteciam junto ao às represas do Complexo Dal Bó, foram encerradas em fevereiro de 2018, deixando a população dos cinco bairros atendidos desassistidos quanto às atividades de convivência e fortalecimento de vínculos. O projeto, que era mantido pelo Conselho Municipal do Idoso (CMI), por meio do Fundo Municipal do Idoso (FUMDI), atendia 75 idosos, com aulas duas vezes por semana.

Além das aulas, oferecidas de forma gratuita, os participantes contavam com transporte, alimentação e uniforme fornecidos pelo projeto. Os encontros eram realizados pela Associação Caxiense de Canoagem (Accan), com quatro professores de Educação Física.

A outra situação apresentada pelo grupo foi a mudança de horário das aulas do programa Conviver, no salão da comunidade. Segundo eles, as aulas de ginástica com os professores da Smel aconteciam às quartas-feiras pela manhã e, neste ano, passaram a ser realizados à tarde, o que estaria inviabilizando alguns idosos de participarem das atividades.

Meneguzzi recebeu os pedidos e irá encaminhá-los à Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo (CECTICDLT). O objetivo desse passo é que o grupo de parlamentares promova o entendimento e o diálogo entre as demandas da comunidade e os serviços a serem oferecidos pelo poder público. “Já fizemos contato com a Smel e com a FAS para entender o que está acontecendo. Com isso, vamos dar as respostas aos líderes comunitários e dar os encaminhamentos internos da Casa, para que se promova o diálogo sobre essas solicitações da população”, sublinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *