Meneguzzi Nenhum comentário

Intenção do Legislativo é de aproximar a Casa dos líderes comunitários e ajudar no encaminhamento das demandas

Marta Gomes da Silva, do bairro Vinhedos, abordou problemas com relação à coleta de lixo – Foto Vitória Bordin

O presidente da Câmara Municipal, Alberto Meneguzzi (PSB), esteve reunido, na manhã desta segunda-feira, 26 de fevereiro, com os presidentes das associações de moradores dos bairros Santa Fé e Vinhedos. A iniciativa teve o objetivo de aproximar os líderes comunitários do Legislativo, com a finalidade de acolher as demandas e servir como ponte para os encaminhamentos ao Executivo. Na oportunidade, eles também relataram alguns problemas de suas comunidades, os projetos sociais e trabalhos realizados.

A presidente da Associação de Moradores do Bairro (Amob) Vinhedos, Marta Gomes da Silva, relatou problemas com a coleta de lixo. De acordo com ela, a Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca) deixa a desejar ao recolher os resíduos, sobretudo nas imediações da avenida Honeyde Bertussi, onde está localizado o centro comunitário e a Academia da Melhor Idade (Amei).

Joevil Silva, da Amob Santa Fé, abordou problemas com a saúde, a mobilidade e a infraestrutura da comunidade – Foto Felipe Padilha

Já o presidente da Amob Santa Fé, Joevil Reis da Silva, trouxe a dificuldade no acesso à Unidade Básica de Saúde (UBS), uma vez que existe falta de médico e o técnico de enfermagem está licenciado. Entretanto, a maior demanda apresentada foi referente à rotatória de acesso ao bairro, em frente à Codeca. Em dezembro de 2017 ficou definido entre o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) e Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM), que a construção deverá iniciar na segunda quinzena de março deste ano. Além disso, Silva destacou a falta de investimento em infraestrutura.

Os líderes comunitários falaram ainda, sobre projetos sociais desenvolvidos pelas associações. No Vinhedos, as lideranças estão organizando cursos de português para os imigrantes senegaleses, em contrapartida, eles se comprometem no ensino do francês e de sua cultura local. No bairro também existe uma biblioteca comunitária. Já no Santa Fé, projetos mantidos por congregações religiosas, com o apoio da comunidade, têm se mostrado eficazes no cuidado e assistência aos adolescentes e jovens.

O presidente da Câmara ressaltou a importância do encontro com as lideranças e a intenção do Legislativo de se aproximar e dar visibilidade às demandas e projetos das comunidades por meio de programas na TV Câmara. “Estamos juntos e queremos mostrar o que existe de bom e o que precisa de atenção nos bairros. Isso serve também para valorizar as Amobs, que fazem um trabalho muito bom e anônimo, na maioria das vezes”, conclui Meneguzzi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *