Meneguzzi Nenhum comentário

Documento visa defender o serviço público e a integridade da ECT; documento será enviado ao governo federal

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) protocolou, na manhã desta quinta-feira, 26 de setembro, moção de contrariedade ao movimento empregado pelo governo federal para o enfraquecimento do serviço público da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), bem como a possibilidade de privatização da instituição. O documento é em apoio à mobilização dos carteiros de Caxias do Sul, que se manifestaram na tribuna no último dia 17 de setembro.

A ECT é uma empresa pública de direito privado, vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A autarquia está presente nos mais de 5.500 municípios do país. Meneguzzi salienta que é necessário respeitar o interesse público e fortalecer as instituições e não sucatear os Correios. “O Legislativo caxiense é a caixa de ressonância das demandas da comunidade. A população também precisa de bom atendimento e agilidade na entrega de correspondências e encomendas. Sabemos que a decisão não é tomada aqui, mas podemos apoiar e fazer chegar às instâncias federais”, aponta.

Os vereadores Alceu Thomé (PTB), Denise Pessôa (PT), Edson da Rosa (MDB), Elói Frizzo (PSB), Edi Carlos Pereira de Souza (PSB), Gladis Frizzo (MDB), Kiko Girardi (PSD) e Renato Oliveira (PCdoB) também assinam como autores da moção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *