Meneguzzi Nenhum comentário

Parlamentar acredita que o momento é de economia nos cofres públicos

“Não é o momento!”. Assim se manifestou o vereador Alberto Meneguzzi/PSB na sessão desta terça-feira (28), sobre a nomeação de cinco cargos comissionados (CCs) pelo Executivo, no final da tarde da última quinta-feira (23), com salários que variam de R$ 3 mil a R$ 8 mil. Ele ponderou que o Legislativo tem feito uma série de cortes de despesas para devolver ao governo municipal utilizar em obras e prestação de serviços. Enquanto isso, na opinião dele, o governo municipal aumenta o gasto com pagamento de pessoal, segundo ele, atendendo questões políticas.

Tendo em vista a situação, Meneguzzi pediu que o Executivo revogue as portarias de nomeação. “De forma alguma, a questão é pessoal contra quem foi nomeado. Não é hora de contratação e de novas nomeações. É hora de enxugar custos e diminuir as despesas”, afirmou.

O parlamentar ressaltou que o atual governo alertou sobre o déficit de R$ 52 milhões recebido da gestão passada, que poderia acarretar dificuldade no pagamento de salários do funcionalismo público municipal. Além disso, de que haveria, entre outras medidas, suspensão de novas nomeações.

“Na manhã da última quinta-feira, ficamos aqui na Câmara, discutindo maneiras de economizar, porque a pressão em cima de nós vereadores para reduzir salários é grande na sociedade. Quando no fim da tarde, fomos surpreendidos no Diário Oficial com a nomeação de cinco CCs, para contemplar partidos e aliados. Onde está a sensibilidade do prefeito Cassina, que autorizou as nomeações? Isso é vergonhoso, principalmente agora, em época de pandemia”, salientou.

Alberto Meneguzzi indicou que o Executivo cumpra meta definida no início da gestão e suspenda nomeações.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *