Meneguzzi 2 Comentários

Parlamentar encaminhou ofício reiterando a importância dos cursos para a educação profissional

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) pediu que o presidente do Conselho Regional do Senai-RS e novo gestor do Sebrae RS, Gilberto Porcelo Petry, estabeleça diálogo com as lideranças comunitárias da Zona Norte de Caxias do Sul sobre a manutenção da unidade José Gazola, no bairro São José. Em ofício enviado para parabenizar a posse do novo dirigente, o parlamentar reiterou a importância dos cursos para a educação profissional. A partir de 2019, as aulas antes ministradas no local passarão a acontecer no Senai Nilo Peçanha, no Exposição e na Mecatrônica, junto à Universidade de Caxias do Sul (UCS).

No documento, Meneguzzi explica que teve diversas reuniões com o diretor da unidade José Gazola e do Senai Mecatrônica, Fabiano Rath e também com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Caxias, Emílio Andreazza, além de dialogar com o representante da Serra na Fiergs, Reomar Slaviero, sobre o assunto. De acordo com o vereador, em todos esses encontros foi pedido fossem ouvidos os educadores e demais lideranças comunitárias da Zona Norte de Caxias do Sul antes de encerrar as atividades da José Gazola.

Ele recorda que, em agosto de 2018, visitou a unidade do Projeto Pescar São José e conversou com um jovem que cursava o Senai pela manhã na Mecatrônica, pela tarde fazia parte do Pescar e estudava no ensino médio noturno. Para percorrer uma distância de pouco mais de sete quilômetros, segundo Meneguzzi, ele demorou quase duas horas de ônibus e chegou ao Pescar atrasado e sem almoço. “Pedi que, se possível, se abra um canal de diálogo com a comunidade aqui de Caxias do Sul. Sei que ao dificultar o acesso, aumentar as distâncias, os estudantes se sentem desmotivados e logo desistem. Deixar de investir nos jovens é colocar mais dinheiro em segurança lá na frente”, salienta.

O documento foi enviado por e-mail para o canal institucional do gabinete da Fiergs.

— 2 comentários —

  1. O Senai José Gazola idealizado pelo Prof. Celso Reis Lopes, foi para atender a população carente da zona norte da cidade.
    E inconcebível fechar mais unidade do Senai em Caxias do Sul, cidade polo industrial, que formar mais mão de obra qualificada para as empresas. Onde estao as lideranças industriais que não fazem nada para coibir. Se continuar assim, logo Caxias vai cair em decadência. Anotem o que eu digo!

    • Paulo!!
      Obrigado pelo teu comentário!! Penso a mesma coisa, por isso, desde que fiquei sabendo que estavam pensando em fechar, no mês de agosto de 2018, promovi três reuniões – com o diretor do Senai José Gazola – com o secretário de Desenvolvimento Economico e com o presidente do Simecs. Levei o assunto para a tribuna da Câmara, encaminhei para a Comissão de Educação da Câmara, mas não nos ouviram. Por isso pedi que o novo presidente abra um canal de diálogo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *