Meneguzzi Nenhum comentário

Alberto Meneguzzi/PSB participou, no final da tarde desta quarta-feira (10), de uma reunião com representantes do Executivo, vereadores, e Conselho Municipal de Saúde, entre outras entidades, onde foi apresentado o convênio que será assinado com a Fundação Universidade de Caxias do Sul (FUCS) para a gestão da UPA Zona Norte, a partir de 1º de julho. Também foi apresentado o projeto que será protocolado pelo governo municipal, solicitando autorização da Câmara para a assinatura do contrato, que será cumprido por meio da UCS.

O parlamentar entregou ao reitor da UCS, Evaldo Kuiava, um ofício destinado ao presidente da FUCS, José Quadros dos Santos, contendo uma cópia do relatório da Comissão de Avaliação do contrato com o Instituto de Gestão e Humanização (IGH). No documento, Meneguzzi pede que a nova gestora adote uma postura diferente da atual contratada, com relação ao tratamento e seleção de funcionários. Ele pede que seja reaproveitado ao máximo o atual quadro de pessoal, exceto os investigados por assédio moral. Além disso, sobre a utilização da verba pública, que pediu transparência na divulgação dos relatórios de prestação de contas. ”O IGH nunca teve respeito aos funcionários. Em pouco mais de três anos, foram dezenas de denúncias de assédio moral e descumprimento das leis trabalhistas por parte desta empresa falcatrua. Fui um dos vereadores eu mais fiscalizou essa empresa, que tem um histórico terrível de irregularidades”, salientou.

Conforme Meneguzzi, a expectativa é de que a nova gestão realize um trabalho observando os critérios da qualidade da prestação do serviço público, com responsabilidade social e fiscal. “A UCS tem a expertise de administrar o Hospital Geral e deverá atuar com a mesma ética e postura na gestão da UPA Zona Norte. Diferente do que ocorreu com o IGH. A nossa população merece um atendimento eficaz e de qualidade e é isso que nós, vereadores, esperamos deste novo contrato”, ressaltou.

 

CONFIRA OS ITENS ENCAMINHADOS POR MENEGUZZI

– Transparência na comunicação com os usuários do Sistema Único de Saúde, por meio de uma Assessoria de Comunicação eficiente, e na manutenção de um sistema digital de acesso à prestação de contas da verba pública investida pelo Município no convênio;

– Máximo reaproveitamento dos atuais funcionários do IGH, exceto cargos de chefia denunciados por assédio moral e outros procedimentos ilegais no exercício da função. Além disso, que o processo seletivo seja revestido da transparência exigida aos procedimentos do serviço público;

– Abertura de um canal permanente de diálogo com os funcionários e criação de um sistema de Endomarketing;

– Readequação dos protocolos e procedimentos para realização de exames laboratoriais e de transporte de pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *