Meneguzzi Nenhum comentário

Vereador já apresentou 72 ofícios às pastas da prefeitura, comissões do Legislativo e entidades

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) encerra o primeiro trimestre de 2019 com a apresentação de 58 indicações de melhorias e sugestões de obras para o Executivo. Dentre elas se destaca a ideia de criar a Central de Atendimento ao Cidadão, que permitiria aos caxienses uma gama de serviços num único espaço e a aplicação de vacinas antigripais a domicílio em pessoas idosas de difícil locomoção e enfermos. O número é maior que no mesmo período de 2017, quando foram 51 documentos desse tipo.

Além das indicações, o vereador já protocolou dois projetos de lei em 2019, depois de deixar a presidência da Câmara, em 02 de janeiro. Trata-se da publicação de portarias de atos de pessoal de servidores públicos efetivos e CCs no Diário Oficial Eletrônico; a segunda proposta visa a orientação de idosos que frequentam casas lotéricas e agências bancárias sobre golpes financeiros, com o conto do bilhete premiado.

Também foram apresentados por Meneguzzi 72 ofícios a diversas entidades, secretarias municipais e às comissões do Legislativo. O vereador também já protocolou seis pedidos de informações ao prefeito, sobre atividades do Executivo e um sobre o atendimento da RGE em Caxias do Sul após sua fusão com a RGE Sul. Esse último documento também gerou uma reunião pública que debateu a situação da concessionária nas zonas urbanas e rurais do município.

Meneguzzi diz manter a postura a qual se comprometeu no início do mandato, em janeiro de 2017. Segundo ele, a missão do vereador, além de fiscalizar, é sugerir e propor caminhos. “Tenho sido incansável. Foram diversas reuniões até aqui, inúmeros ofícios e quase 60 indicações. Esse é o meu papel: ouvir, fotografar, levar à tribuna, indicar soluções e também fazer denúncias. Nenhuma luta é em vão”, salienta.

Além dos dois projetos protocolados em 2019, outras 15 proposições foram apresentadas por Meneguzzi em 2017: 12 de autoria própria e três em conjunto com a bancada do PSB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *