Meneguzzi Nenhum comentário

Parlamentar lamenta aumento da gasolina e sistema de relacionamento da rede bancária com os clientes

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB se pronunciou, na sessão desta terça-feira (28), sobre assuntos que ele considera pontuais em período de pandemia. Ele começou falando sobre a majoração do preço da gasolina, em Caxias do Sul. Segundo o parlamentar, há muita desculpa para a majoração do preço e falta concorrência. O parlamentar ressaltou que o preço está em cerca de R$ 4,50 e não há muita diferença entre os postos. “Deveria ter uma ação mais específica, inclusive, do Ministério Público. É um absurdo que a gente continue com os mesmos problemas em relação ao preço aqui em Caxias e, nas cidades da região, um preço mais em conta, enquanto a distância das refinarias é quase a mesma. O consumidor é vítima novamente dessa questão”, salientou.

Meneguzzi também lamentou a falta de estrutura dos bancos para o atendimento dos clientes nesta pandemia. Conforme ele, faltam funcionários e eficiência nos protocolos adotados pela rede bancária. O vereador destacou que há muita fila, apesar do agendamento. Problemas que não se justificam devido ao lucro destas instituições. “Os bancos têm um lucro estratosférico e não conseguem organizar um atendimento decente para a população. Parece que um idoso não é bem-vindo numa agência, pois muitos não sabem mexer no aplicativo. Façam um protocolo decente para seus clientes”, ressaltou.

O parlamentar também pediu explicações sobre reclamações de beneficiários da Bolsa Emergencial, do governo federal, cujo saldo teria sumido do aplicativo Caixa Tem. “Além do auxílio emergencial chegar nas mãos de quem não precisa e quando chega para quem precisa, o dinheiro some. Não se sabe se é ação de golpistas e os bancos, às vezes, não dão a devida explicação e as pessoas ficam sem explicação”, enfatizou.

Ainda de acordo com Meneguzzi, o Executivo precisa implementar ações mais efetivas contra o desemprego gerado pelo fechamento de muitas empresas nesta pandemia. O vereador citou ações como a criação da Agência Municipal de Emprego e a reativação da Comissão Tripartite de Emprego. Além disso, pediu melhor atendimento da Sala do Empreendedor. “Algumas pessoas procuram agora orientações, estão ligando e não estão obtendo o retorno. A Secretaria de Desenvolvimento não consegue auxiliar os empreendedores que estão quebrando, até agora não mostrou nada nesse período de crise”, afirmou.

Ouça a notícia em podcast

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *