Meneguzzi Nenhum comentário

Município alegou ainda não ter disponibilidade de custear reforma, com gastos na ordem de R$ 130 mil

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) recebeu, nesta quarta-feira, 18 de abril, resposta ao ofício que encaminhou à Secretaria Municipal da Educação (Smed), no qual pede que o Executivo faç aos reparos necessários na sala da educação infantil, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Abramo Pezzi. A instituição, localizada no loteamento Castelo, tem um cômodo que seria dedicado ao acolhimento de 40 crianças de quatro e cinco anos, interditado desde 2016. No documento, a prefeitura explica que não possui verba em caixa para a reforma, que se aproxima dos R$ 130 mil.

Situação da sala de aula interditada, em março de 2018 – Foto Felipe Padilha

Para Meneguzzi, que em 2017 integrou a Comissão de Educação da Câmara, o Executivo precisa resolver o problema o quanto antes, visto que seriam 40 crianças a menos na fila da educação infantil. “Temos um orçamento de quase 2 bilhões e a prefeitura diz que não é possível destacar 130 mil para reformar uma sala de aula e refazer a estrutura necessária. Isso é de se lamentar, porque a educação continua sendo jogada para segundo plano”, completou

No parecer, a Smed diz que a sala foi interditada em outubro de 2016, depois da movimentação excessiva do muro de contenção da escola ocasionado por chuvas torrenciais. Os técnicos esclarecem que o projeto e seus acessórios foram finalizados em 1º de outubro de 2017 e que não estão sendo poupados esforços para viabilizar a reforma.

À época, Meneguzzi também havia encaminhado cópia do mesmo documento, acompanhado de registros fotográficos, ao Ministério Público para que apurasse a situação e desse os devidos apontamentos. No entanto, o MP ainda não se manifestou sobre a situação. O documento do Executivo finaliza esclarecendo que “o primeiro recurso alcançado será aplicado para execução desta obra”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *