Meneguzzi Nenhum comentário

Da tribuna, parlamentar também falou que prefeito, secretários e vereadores devem defender os investimentos para a educação pública

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) foi à tribuna da Câmara Municipal, na sessão desta terça-feira, 14 de maio, para criticar os cortes que o governo federal tem anunciou, nos investimentos relacionados à educação pública. Entretanto, reiterou a necessidade da mobilização dos estudantes, que devem fazer repercutir nas redes sociais e também em ações do dia a dia o seu descontentamento com a medida.

Além disso, Meneguzzi teceu críticas à postura do Executivo municipal, que não tem demonstrado preocupação diante do anúncio do governo Jair Bolsonaro (PSL), de cortar 30% do orçamento do Ministério da Educação. Ele ainda comentou que essas ações impopulares praticadas pelos políticos são aprendizados para a sociedade. “Nós temos que observar quais são as linhas oferecidas pelos candidatos quando eles se candidatam, quando eles colocam seus nomes”, salientou.

Da tribuna, ele ainda esclareceu que os boatos de que a prefeitura quer reduzir a estrutura da Secretaria do Esporte e Lazer, fazendo com que ela se torne um departamento da Secretaria Municipal da Educação passa por uma decisão política. Meneguzzi criticou, contudo, o modelo de economia que o Executivo tem feito, o que leva a interromper diversos projetos para crianças, jovens e idosos. “Têm os secretários municipais que vêm em reuniões aqui na Câmara e dizem: nós temos que 19 milhões de recursos em caixas. Como é que o senhor economizou? Economizei no Fiesporte. O Fiesporte tem sido moeda de troca desse governo. Eles dizem que diminuir o Fiesporte é economizar. É o Financiarte, o Fiesporte, enfim, isso para esse governo é economia”, apontou.

Ao final, fez mais uma crítica aos políticos que se dizem da “nova política”. De acordo com Meneguzzi, quem se diz gestor, na maioria das vezes, prejudicam a economia, o presente e o futuro da população. “Todos esses políticos que entraram com a ideia de gestor estão acabando com o esporte, com a cultura e estão acabando com a educação e eles se dizem gestores e muitos de nós aplaudimos eles. Esses são os caras novos. Então isso que sirva de aprendizado para todos nós, que a gente pense quais são os programas políticos e esses candidatos”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *