Meneguzzi Nenhum comentário

Encontro foi agendado pelo Legislativo e teve a presença do Executivo

A Câmara Municipal de Caxias do Sul promoveu, na tarde desta quarta-feira, 10 de outubro, uma reunião com representantes do Executivo para esclarecer aos vereadores e à comunidade os procedimentos para a reforma do Pronto Atendimento 24H. Eles foram recebidos pelo presidente Alberto Meneguzzi (PSB) e também pelo presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (CSMA), Renato Oliveira (PCdoB), além de outros parlamentares e assessores.

Na oportunidade, o secretário interino da Saúde e chefe de gabinete da prefeitura, Júlio César Freitas, e o secretário de Planejamento, Fernando Mondadori, explanaram aos parlamentares que, de acordo com laudos técnicos da Seplan, o Postão 24H não comportaria reformas, como as que fazem parte do projeto para transformar o local em Unidade de Pronto Atendimento (UPA) nível III, com o seu funcionamento normal. A partir disso, segundo eles, se justifica o fechamento do PA 24H, a partir de 17/10. As obras têm a previsão de 180 dias. Explicaram, ainda, o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a Prefeitura e o Ministério Público Federal e Estadual.

Depois disso, os vereadores apresentaram suas dúvidas. Foi unânime entre os parlamentares o pedido sobre o atendimento às demandas de mais de 320 pessoas que procuram o Postão diariamente. O Legislativo tem demonstrado preocupação com o processo estabelecido pela prefeitura, cujos rumores de encerramento das atividades do PA 24H e seu fechamento para reformas já circulavam há quase duas semanas.

Os representantes do Executivo falaram sobre o encaminhamento dos servidores municipais que atuam no PA 24H, em sua totalidade, para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), com a finalidade de reforçar a atenção básica. De acordo com os secretários, a porta de entrada dos pacientes, no Sistema Único de Saúde (SUS), deve ser feita nos postos de saúde dos bairros caxienses, durante a semana e, aos finais de semana, nos pronto atendimentos dos hospitais e na UPA Zona Norte.

Para o presidente da Câmara, vereador Alberto Meneguzzi, a preocupação dos vereadores está relacionada, sobretudo, aos atendimentos. “Quisemos saber onde os caxienses serão consultados, onde os exames são feitos, bem como a situação dos servidores. Queremos que esse processo seja bom para todos, poder público, comunidade caxiense e servidores”, finalizou.

Além de Meneguzzi e Renato Oliveira, participaram do encontro o líder de governo, Chico Guerra (PRB) e os vereadores Alceu Thomé (PTB), Edi Carlos Pereira de Souza (PSB), Edson da Rosa (MDB), Felipe Gremelmaier (MDB), Neri, O Carteiro (SD), Paula Ioris (PSDB), Ricardo Daneluz (PDT), Velocino Uez (PDT) e Wagner Petrini (PSB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *