Meneguzzi Nenhum comentário

Parlamentar questiona procedimentos médicos e controle do Executivo sobre o contrato com o InSaúde

O plenário da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul aprovou, por unanimidade, na sessão desta terça-feira (06), o pedido de informações de autoria do integrante da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, vereador Alberto Meneguzzi/PSB. No documento, ele questiona o Executivo sobre o funcionamento, fiscalização e protocolos de contenção ao Coronavírus adotados pelo InSaúde, na UPA Central. Conforme a Lei Orgânica do Município, o Executivo terá até 30 dias de prazo para responder o documento.

Os questionamentos foram motivados por denúncias e informações recebidas de funcionários da unidade, que supõem descaso e negligência de atendimento, descumprimento das normas de prevenção ao Coronavírus, além de conivência e participação da direção do InSaúde em confraternizações internas, que culminaram com a demissão por justa de causa de 11 profissionais.

O pedido de informações contém 13 questionamentos, entre eles, o parlamentar pergunta qual a forma de fiscalização adotada pela Secretaria Municipal de Saúde em relação aos procedimentos médicos adotados pelo InSaúde na UPA Central, se houve apontamentos e pede as medidas adotadas para a regularização. Também questiona se houve sindicância ou processo administrativo para apurar a responsabilidade dos funcionários que foram demitidos por justa causa, no caso das confraternizações internas, e se eles foram repostos pelo InSaúde, entre outros esclarecimentos.

Alberto Meneguzzi também ressaltou que o contrato com a empresa encerra no dia 30 de outubro e que tem havido demissões de funcionários. “Houve uma promessa de que o InSaúde abriria edital para a contratação de novos profissionais na área de enfermagem. Eu desconheço esse edital. Sei de algumas supostas admissões que não passaram por esse edital. Quero saber também se a Comissão de Avaliação de gestão e prestação de contas já se reuniu, o que que foi detectado em relação às contas do InSaúde, porque apesar da campanha política, nós não podemos esquecer que a vida do Município prossegue a gente tem que continuar fiscalizando os contratos, ouvindo as pessoas que denunciam, continuar vendo os apontamentos e checando e pedindo informações”, justificou.

Foto: Gabriela Bento Alves

Esta e outras informações você confere também em:

https://acredita.caxias.br/rd/

https://www.facebook.com/meneguzzivereador40

Ouça a notícia em podcast

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *