Meneguzzi Nenhum comentário

Meneguzzi integra o grupo parlamentar que protocolou a matéria

O integrante do Bloco Social Trabalhista do legislativo caxiense, vereador Alberto Meneguzzi/PSB, juntamente com os colegas de bancada, Edi Carlos Pereira de Souza, e Rodrigo Beltrão; e Gustavo Toigo e Rafael Bueno/PDT, protocolaram nesta terça-feira (16), um projeto de lei que visa incentivar pessoas curadas de Covid-19 a doarem plasma convalescente para ajudar no tratamento de outros doentes

A matéria prevê isenção do IPTU e um certificado de “Amigo da Saúde”, com base na Nota Técnica Nº 21/2020, do Ministério da Saúde. A norma permite a coleta e transfusão de plasma convalescente para uso experimental no tratamento destes pacientes. A proposta é de que a isenção do IPTU seria concedida por cinco anos a partir da data da doação, aplicável a um único imóvel por doador.

Conforme Meneguzzi, uma forma de ampliar as doações. “Acredito que o benefício fiscal seja um incentivo a mais para que mais pessoas curadas do Covid-19 possam se conscientizar sobre a importância da doação. Entretanto, que este não seja o motivo principal, afinal o amor ao próximo deve ser o sentimento que precisamos cultivar com mais intensidade neste momento de pandemia, onde a esperança de ultrapassarmos essa situação renasça no coração de cada brasileiro”, ressalta.

Podem ser doadores, pessoas de 18 a 60 anos, que foram infectadas pelo Coronavírus e tiveram testagem positiva por meio do teste PCR. Além disso, que estejam há mais de 28 dias recuperados, sem sintomas da doença e não apresentam outras doenças infecciosas.

SAIBA MAIS

Ao contrair um vírus como o causador da Covid-19, o sistema imunológico do paciente cria anticorpos. Esses anticorpos são encontrados no plasma, que é a parte líquida do sangue. O plasma com esses anticorpos de combate à infecção é chamado de “plasma convalescente”. Esse plasma rico em anticorpos pode ser coletado de uma pessoa recuperada da doença e depois transfundido para um paciente que ainda está em tratamento contra o vírus. O procedimento pode auxiliar o sistema imunológico do doente e acelerar a recuperação.

Ouça a notícia em podcast

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *