Sine Caxias do Sul, Quarta-feira, 19 de fevereiro

fevereiro 18, 2020

Vagas do Sine 19/02/2020

AJUDANTE DE CARGA E DESCARGA DE MERCADORIA – ENTREVISTA 20/02

ANALISTA DE SUPORTE TÉCNICO

APONTADOR DE MÃO DE OBRA

AUXILIAR DE MANUTENÇÃO PREDIAL

AUXILIAR ADMINISTRATIVO

AUXILIAR DE COZINHA

AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO

BALCONISTA – URGENTE –

COBRADOR EXTERNO

CHAPEADOR DE AUTOMÓVEIS

CONSULTOR DE VENDAS

DESENHISTA PROJETISTA DE MÁQUINAS

DESENHISTA PROJETISTA MECÂNICO – ESTÁGIO- MEIO TURNO

ELETRICISTA

EMPREGADO DOMÉSTICO EM SERVIÇOS GERAIS

FRESADOR (FRESADORA UNIVERSAL)

GARÇOM

GERENTE DE BAR

INSTALADOR DE ISOLANTES ACÚSTICOS

INSTALADOR DE CENTRAIS TELEFÔNICAS

IMPRESSOR DE OFSETE (PLANO E ROTATIVO)

MARCENEIRO

MECÂNICO DE MANUTENÇÃO DE APARELHOS ESPORTIVOS E DE GINÁSTICA

MECÂNICO DE MANUTENÇÃO DE CAMINHÃO A DIESEL

MONITOR INFANTIL – PCD-

MONTADOR DE LETRAS DE CAIXA

MONTADOR DE FACHADAS

MONTADOR MECÂNICO (MÁQUINAS INDUSTRIAIS)

MECÂNICO DE MANUTENÇÃO DE MÁQUINAS EM GERAL

MECÂNICO DE MOTOR A DIESEL – URGENTE –

MECÂNICO DE AUTOMÓVEL

MONTADOR DE EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS

MOTORISTA DE CARGA A FRETE – ENTREVISTA 20/02 –

OFICIAL DE MANUTENÇÃO CIVIL – PEDREIRO – PCD

OPERADOR DE ESCAVADEIRA

OPERADOR DE CENTRO DE USINAGEM COM COMANDO NUMÉRICO

OPERADOR DE EXTRUSORA

OPERADOR DE RETROESCAVADEIRA

OPERADOR DE MAÇARICO DE CORTE

OPERADOR DE MÁQUINAS DE DOBRAR CHAPAS

OPERADOR DE MONTAGEM DE CILINDROS E MANCAIS

OPERADOR DE VENDAS (LOJAS) – PCD

OPERADOR DE MÁQUINAS – FERRAMENTAS CONVENCIONAIS –

OPERADOR DE TELEMARKETING

OPERADOR DE SISTEMAS DE INFORMÁTICA

OPERADOR ELETROMECÂNICO

PADEIRO CONFEITEIRO – URGENTE –

PEDREIRO

PREPARADOR DE TINTAS

POLIDOR DE AUTOMÓVEIS

REPARADOR DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS – URGENTE –

SERRALHEIRO – URGENTE –

SOLDADOR

SUPERVISOR DE COZINHA

SUPERVISOR DE MONTAGEM E INSTALAÇÃO ELETRÔNICA

SERVENTE DE OBRAS

TÉCNICO DE EDIFICAÇÕES

TÉCNICO DE OPERAÇÕES DE TELECOMUNICAÇÕES

TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO (INSTALAÇÃO) URGENTE

TÉCNICO DE OPERAÇÕES E SERVIÇOS BANCÁRIOS

TÉCNICO EM NUTRIÇÃO (TRABALHAR EM CARLOS BARBOSA)

TECNÓLOGO EM DESIGN GRÁFICO

TORNEIRO MECÂNICO

TORNEIRO CNC

VENDEDOR INTERNO

VENDEDOR PRACISTA

PCD – VAGAS EXCLUSIVAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA COM LAUDO MÉDICO

AS VAGAS DESCRITAS ACIMA ESTARÃO DISPONÍVEIS DE ACORDO COM O NÚMERO DE CANDIDATOS

SOLICITADOS PELO EMPREGADOR.

Meneguzzi sugere audiência pública sobre a situação do Loteamento Campos da Serra

fevereiro 14, 2020

A intenção é discutir sobre segurança, inadimplência e invasões

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB recebeu, na manhã desta sexta-feira (14), uma comitiva representando o Loteamento Campos da Serra. Participaram a presidente da Associação de Moradores (Amob), Janaina dos Ouros e o apoiador da entidade, Diego Soares, além do diretor da UAB, Paulo Saussen.

A comitiva apresentou algumas demandas do condomínio, que têm causado problemas para os moradores. Entre elas, a falta de segurança no local, principalmente, devido às frequentes invasões dos apartamentos desocupados. Outra demanda é a tarifa social do serviço de água do Samae. Recentemente, o alto índice de inadimplência das taxas de condomínio chegaram a ocasionar a suspensão do fornecimento de água em um dos blocos habitacionais.

Tendo em vista a situação, Alberto Meneguzzi encaminhou um ofício ao presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania (CDHC), vereador Renato Oliveira/PCdoB, sugerindo a realização de uma audiência pública. “São problemas graves que foram relatados pelas lideranças comunitárias, que precisam ser discutido com as autoridades. Infelizmente, o projeto habitacional do Campos da Serra não deu certo e agora precisamos encontrar as alternativas de solução para melhorar a segurança e questões de legislação que possam tranquilizar as centenas de famílias que vivem no local”, ressalta.

Meneguzzi denuncia caminhão da merenda escolar parado há um ano no pátio da Smed

fevereiro 12, 2020

Parlamentar revela equipamentos eletroeletrônicos e de cozinha estocados há três anos

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB denunciou, na sessão desta quarta-feira (12), situações de má gestão no material e na utilização da verba pública pela gestão anterior da Secretaria Municipal de Educação (Smed). No telão do plenário, ele mostrou fotos que revelam, pelo menos, duas situações consideradas graves, que revelam a má utilização do dinheiro público.

Uma delas é um caminhão-baú exclusivo para transporte de merenda escolar, que está parado no pátio do setor de Depósito e Manutenção da Smed, localizado na rua Luiz Michielon, no bairro Lourdes. Segundo informações, ele foi cedido pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc), em 2018, quando operou até dezembro daquele ano. Porém, está parado desde janeiro de 2019, devido ao término e a não-renovação do convênio pelo governo do prefeito cassado Daniel Guerra.

Alguém tem que dizer qual é o documento que falta. Por que o governo do Estado não corrigiu? É IPVA ou seguro? O motorista tem que ir para frente para trás com o caminhão para não descarregar a bateria. Isso é um mico. Recomendaria à ex-secretária Marina Matiello, que acrescentasse isso à prestação de contas dela, assim como outros ex-colegas estão fazendo nas redes sociais”, afirma.

Já no interior do depósito, diversos materiais eletroeletrônicos e de cozinha sem uso, estão estocados há mais de três anos. São ventiladores de teto, aquecedores, fornos elétricos, panelas, caçarolas, bules, chaleiras, balanças de alimentos e dois freezers também embalados. Eles foram adquiridos no final do governo do ex-prefeito Alceu Barbosa Velho. O destino seriam as escolas de educação infantil que seriam construídas na gestão posterior. Contudo, as obras não saíram e eles não foram encaminhados às escolas municipais, conforme a necessidade.

A gente vê o drama dos alunos e professores pelo excesso de calor e os ventiladores estão ali parados há três anos. Enquanto as escolas municipais e as escolinhas clamam por uma estrutura melhor para trabalhar, a gestão do ex-prefeito Daniel Guerra deixou como um de seus legados, este tipo de situação. Um absurdo tamanha falta de compromisso com a nossa educação e com o dinheiro público”, afirma.

Ouça a notícia em podcast

 

Meneguzzi indica Marcos Kirst para receber o título de Cidadão Caxiense

fevereiro 7, 2020

Jornalista nasceu em Ijuí e radicou-se há 28 anos em Caxias

Um encontro realizado mo gabinete do vereador Alberto Meneguzzi/PSB, nesta sexta-feira (07), marcou a comunicação oficial sobre a indicação do jornalista e escritor Marcos Fernando Kirst para receber o título de Cidadão Caxiense. Ele é graduado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), onde trabalhou por nos jornais A Razão e Diário de Santa Maria. Marcos nasceu em Ijuí e está radicado em Caxias do Sul desde 1992, atuou no jornal Pioneiro.

O Marcos é um profissional que exerce o jornalismo com ética e responsabilidade social. Como escritor, tem se dedicado a obras que preservam a nossa arte e a cultura. Nada mais justo que propormos a concessão deste título a esse caxiense que adotou Caxias há quase 30 anos como sua cidade de coração”, salienta Meneguzzi.

A reunião contou com a presença da esposa dele, Silvana Toazza e as amigas também da área de Comunicação, Sabrina Didoné e Margô Segat. Além delas, a fotógrafa Liliane Giordano, que recebeu a mesma honraria, em 19 de agosto (Dia Mundial da Fotografia) do ano passado, também por meio de proposição de Alberto Meneguzzi.

Conforme o Regimento interno, a indicação será protocolada por meio de Projeto de Decreto Legislativo e será submetida à votação em plenário. A data da sessão solene de entrega do título ainda não foi definida.

Vereador cobra definições do Executivo sobre o futuro do pronto atendimento em Caxias

fevereiro 5, 2020

Meneguzzi questiona posicionamento do governo municipal sobre denúncias contra o IGH e InSaúde

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB participou, na tarde desta quarta-feira (05), de uma reunião da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (CSMA) com o novo secretário municipal de Saúde, Jorge Olavo Castro. Também participaram a secretária de Governo, Grégora Fortuna dos Passos e os demais integrantes do grupo de trabalho.

Meneguzzi cobrou do gestor definições sobre várias situações que envolvem, principalmente, o pronto atendimento em Caxias. Entre os questionamentos, sobre a proposta de municipalização do serviço, o qual ele perguntou se a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) já calculou o custo da gestão própria e se o Município tem condições de arcar com esse valor.

O parlamentar também pediu esclarecimentos sobre uma suposta volta ao sistema de cotas no atendimento médico, e não por hora trabalhada, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), como era anteriormente. Olavo afirmou que o atual governo não pretende reimplantar as cotas. Ele ainda perguntou sobre as medidas adotadas pela nova gestão sobre o relatório de prestação de contas 2017/2019 do Instituto de Gestão e Humanização (IGH), que administra a UPA Zona Norte, que apontou a devolução R$ 1,9 milhão, referente a irregularidades financeiras na execução do contrato. Com relação ao estimadas emque devem ser aos cofres públicos.

Alberto Meneguzzi ainda revelou ao secretário, denúncias recebidas por ele, de que o Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão em Saúde (InSaúde), que assumiu a nova UPA Central em dezembro do ano passado, um mês depois já demitiu funcionários, sem ter pago as rescisões trabalhistas. Jorge Olavo disse que não tinha conhecimento dos fatos e afirmou adotar providências sobre a questão. “Contrataram os profissionais e 30 dias depois demitem eles, sem pagar o básico, que são os direitos trabalhistas. Direitos estes, que o IGH também descumpre há três anos, antes com a conivência do governo anterior, porque denúncias não faltaram de minha parte no Legislativo. Espero que esta nova gestão moralize a fiscalização do dinheiro público investido nos serviços de saúde à população”, afirmou. O secretário explicou que o pagamento ao InSaúde é feito proporcional aos serviços já instalados e a diferença vai para o Fundo de Reserva. Segundo Meneguzzi, um valor que fica inviabilizado e não pode ser utilizado para outro fim.

O vereador ainda cobrou providências contra as várias denúncias de assédio moral aos funcionários do IGH. O secretário informou que foram aberto processos de sindicância, ainda sem conclusão final. 

Defesa do Consumidor a Agricultura são temas de encontro entre Meneguzzi e Elton Weber

fevereiro 5, 2020

Vereador e deputado estadual do PSB abordaram bandeiras de luta semelhantes na Assembleia Legislativa e Câmara de Vereadores

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB recebeu, na manhã desta quarta-feira (05), o deputado estadual Elton Weber/PSB. Eles conversaram sobre vários assuntos, entre eles, ações parlamentares de defesa do consumidor.

O deputado é o presidente da Comissão Mista Permanente de Defesa do Consumidor e titular das Comissões de Constituição e Justiça e de Agricultura Pecuária e Cooperativismo. Na reunião, também destacaram projetos sobre a agricultura e diversas demandas de Caxias do Sul e região.

No final da reunião, Alberto Meneguzzi e Elton Weber, se encontraram com o presidente da Câmara de Vereadores Ricardo Daneluz/PDT. O deputado, desejou sucesso na gestão da Casa legislativa, este ano, e a colaboração da Assembleia Legislativa do Estado.

Meneguzzi pede ações redobradas de fiscalização no trânsito em Caxias

fevereiro 5, 2020

Parlamentar também solicita ações de prevenção à alcoolemia

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB se manifestou, na sessão desta quarta-feira (05), demonstrando a preocupação referente à falta de conscientização no trânsito. O parlamentar enviará ofício ao secretário de Trânsito, Transporte e Mobilidade, Alfonso Willenbring Júnior, pedindo mais fiscalização em Caxias do Sul.

Meneguzzi ressaltou dados de que, no ano passado, a Operação Balada Segura abordou 11.528 veículos. Destes, 777 condutores foram identificados dirigindo sob influência de álcool, sendo 20 presos em flagrante por atingir índice superior a 0,33 mg/l de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Segundo o vereador, as blitze desempenham um papel fundamental, pois ajudam a diminuir o número de acidentes e mortes no trânsito.

De acordo com Meneguzzi, também é importante que sejam realizadas ações de orientações antes da meia-noite. “Estou sugerindo mais ações fiscalizatórias e educativas no trânsito. Aquele que bebe e dirige é um irresponsável, que coloca não só não apenas a sua vida em risco, mas a vida de outras pessoas também. A simples presença de uma viatura, de um fiscal de trânsito já inibe uma ação errada de um condutor”, concluiu.

Meneguzzi pede mais acessibilidade aos contratos de gestão da saúde pública

fevereiro 4, 2020

Vereador defende amplo debate nos novos rumos do pronto atendimento

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB participou, na tarde desta terça-feira (04), da primeira reunião ordinária da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (CSMA). Ele é integrante do grupo de trabalho, que é presidido pelo vereador Rafael Bueno/PDT. Foram discutidos diversos temas, entre eles, o material encaminhado pelo parlamentar, referente à prestação de contas do Instituto de Gestão e Humanização (IGH), que administra a UPA Zona Norte, referente ao período 2017-2019, onde a comissão de avaliação apontou diversas irregularidades e cobrou a devolução de R$ 1,9 milhão aos cofres públicos.

Meneguzzi repassou à presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindiserv), Silvana Piroli, uma cópia do contrato com o  Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão em Saúde (InSaúde), que faz a gestão compartilhada da nova UPA Central. A líder sindical ressaltou a dificuldade em obter o texto por meio da gestão anterior e do Portal da Transparência. “O Executivo precisa dar mais transparência aos contratos. O cidadão precisa ter um acesso mais rápido e fácil a esse tipo de documento”, salienta Meneguzzi.

O parlamentar participará, na tarde desta quarta-feira (05), de uma reunião da Comissão com o prefeito Flavio Cassina e o novo secretário de Saúde, Jorge Olavo Hahn Castro. Um dos assuntos será o rumo do pronto atendimento em Caxias. “Defendo que precisa ser discutido amplamente com todos os setores envolvidos, como o Sindiserv, a Comissão e o Conselho de Saúde e o Executivo. A municipalização é um caminho gradual. A experiência que tivemos com o IGH e agora, com o InSaúde, nos faz acreditar que a terceirização foi uma decisão equivocada do governo anterior, que só trouxe prejuízo para o Município e para os cidadãos que precisam da rede pública de saúde”, afirmou.

Alberto Meneguzzi também se solidarizou com as reivindicações das Agentes Comunitárias de Saúde (ACSs) presentes à reunião. Elas estão preocupadas com a falta de estrutura de trabalho e foram solicitar o apoio dos integrantes do grupo de trabalho. A ideia da Comissão é promover uma audiência pública para tratar do tema.

Meneguzzi cobra melhor estrutura para a Central de Vagas escolares em Caxias

fevereiro 4, 2020

Parlamentar pede que Estado e Município disponibilizem local compatível com a prestação do serviço

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB se manifestou, na sessão de abertura do ano legislativo, realizada nesta terça-feira (04), sobre a atual situação da Central de Vagas das redes públicas estadual e municipal de ensino. Ele criticou a deficiência da estrutura física do órgão, administrado em conjunto pela 4ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) e Secretaria Municipal de Educação (Smed).

O parlamentar ressaltou que a Central funciona em um local que não comporta a demanda de atendimento. Para Meneguzzi, uma situação que afeta a qualidade do atendimento. “Todo ano, nós temos um festival de reclamações para os servidores, que estão sobrecarregados. A Central de Vagas precisa ser melhorada. É um sistema que não funciona. É necessário trocar o local. Tem que haver um outro local onde as pessoas possam ser melhor atendidas. Enquanto isso, nós vereadores temos que ficar procurando vaga para criança, se temos uma Central de Vagas que tem servidor pago, tem um orçamento para isso”, enfatiza.

Ouça a notícia em podcast

 

Alberto Meneguzzi propõe que Orquestra de Sopros vire patrimônio imaterial de Caxias

fevereiro 4, 2020

Status garantiria orçamento público para as atividades do grupo musical

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB protocolou, nesta terça-feira (04), um projeto de lei que visa reconhecer a Orquestra Municipal de Sopros como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Município. A proposição tem o apoio dos vereadores Denise Pessôa/PT, Edi Carlos Pereira de Souza e Wagner Petrini/PSB, Felipe Gremelmaier e Gladis Frizzo/MDB, Kiko Girardi/PSD e Rafael Bueno/PDT.

Na justificativa, Meneguzzi ressalta que a Orquestra Municipal de Sopros é considerada como um dos mais importantes grupos musicais de Caxias do Sul, atuando com um repertório popular e erudito. Ela foi fundada em 1997, desde quando tem desenvolvido uma significativa atividade artística e cultural na cidade, atingindo, anualmente, uma média de público de cerca de 35 mil expectadores.

É fundamental a manutenção das atividades do grupo, garantindo a disponibilização dos recursos públicos necessários para este fim, já que a Orquestra representa a excelência da arte musical e da cultura caxiense,” alega Meneguzzi.

Ouça a notícia em podcast