Meneguzzi Nenhum comentário

Entidade que representa empresas de comunicação ressaltou que irá pedirá para MP investigar a publicação

A Associação Riograndense de Imprensa – Seccional Serra (ARI Serra) emitiu nota oficial, na tarde desta quarta-feira, 27 de fevereiro, na qual repudia a manifestação do prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra (PRB), em suas redes sociais, onde deprecia a imprensa e diz que a “mamata” acabou. A medida se deu após o pedido do vereador Alberto Meneguzzi (PSB), na sessão do último dia 20 de fevereiro e reiterada na plenária da terça-feira, 26.

Na sessão ordinária da Câmara Municipal da manhã desta quarta-feira, 27 de fevereiro, o representante do Sindicatos dos Jornalistas Profissionais do RS, Roberto Carlos Dias, esteve no plenário da Casa e destacou que a publicação de Guerra afronta e agride o livre exercício da profissão, sugerindo censura e cerceamento por parte do chefe do Executivo. Segundo o dirigente, o jornalista tem direito e dever de tornar públicas informações positivas ou negativas sobre qualquer administração, a fim de alertar a comunidade.

Confira a nota da ARI Serra Gaúcha

NOTA DE REPÚDIO

A Associação Riograndense de Imprensa – ARI Serra Gaúcha repudia a manifestação do prefeito de Caxias do Sul no último dia 20. Em postagem em sua rede social, Daniel Guerra escreveu, em referência a um texto que circulava, sem autoria esclarecida: “Se a imprensa grita contra? É sinal de que é bom….”. E completou: “Com a gente aqui a mamata deles também acabou. Imperdível o texto, igual ao que ocorre em Caxias!”.

A seccional local da ARI solicita que o chefe do Executivo se retrate. A entidade também encaminhará ao Ministério Público a manifestação do prefeito e pedirá investigação sobre a referida “mamata”. A ARI Serra desconhece qualquer tipo de beneficiamento e entende que, se é do conhecimento do prefeito qualquer ilegalidade, é obrigação do mesmo denunciar ao MP e cobrar investigação. Havendo culpados, devem ser responsabilizados. Em não havendo, a responsabilidade recai sobre o prefeito. A generalização macula o nome de todos da imprensa, o que é inaceitável, visto o valoroso trabalho prestado, conforme a história e o dia a dia comprovam.

A ARI Serra esclarece à sociedade que a postura hostil de políticos à imprensa nada mais é do que a intenção de tirar o foco da fiscalização sobre o poder público, um dever inerente à profissão jornalística. Essas atitudes não nos impedirão de levar ao conhecimento do público os fatos, papel fundamental que cumprimos honradamente à democracia e à sociedade.

Associação Riograndense de Imprensa – ARI Serra Gaúcha

 

Confira a manifestação do Sindicato dos Jornalistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *