Liliane Giordano recebe título de Cidadã Caxiense no Dia Mundial da Fotografia

agosto 16, 2019

Indicada por Meneguzzi, homenagem acontece na segunda-feira, 19 de agosto às 19h

A fotógrafa Liliane Giordano receberá o título de Cidadã Caxiense pelo Legislativo municipal. A matéria foi idealizada pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB) que destaca Liliane como ativista cultural e social. A homenagem acontece na segunda-feira, 19 de agosto de 2019 (Dia Mundial da Fotografia), às 19h, no plenário Deputado Nadyr Rossetti.

O parlamentar afirma que a profissional empenhou esforços em proporcionar cursos de inclusão no mercado de trabalho, entre outros. “Pelo que ela realiza, principalmente nos projetos sociais e como empreendedora é que sugeria homenagem, que foi acolhida por unanimidade dos vereadores”, frisa Meneguzzi.

Liliane nasceu em Esmeralda/RS e veio para Caxias do Sul aos 22 anos de idade. Em função de sua curiosidade sobre o funcionamento das máquinas, dedicou os estudos iniciais à informática. Tentando descobrir o que acontecia dentro de um computador, construiu uma sólida carreira de 18 anos nessa área.

Seu gosto pelo mundo da imagem não surgiu pelo resultado da fotografia em si, mas pelo que acontecia no processo, como a câmera funcionava e qual era a reação das pessoas frente a ela. E assim a mudança de área foi natural, sobretudo com o advento da fotografia digital, que permitiu a Liliane conciliar seus conhecimentos de informática com o mundo da fotografia.

A matéria destaca que ela aproveitou a criação do curso superior em Fotografia na Universidade de Caxias do Sul (UCS), um dos primeiros do Brasil, para obter graduação em 2005. Também é graduada em Tecnologia em Processamento de Dados pela UCS (1997) e possui especialização em Ciência da Computação pela UFRGS (2000).

Em 2007, iniciou a Sala de Fotografia, onde passou a dar cursos focados no processo, analisando como os estudantes reagiam às aulas e o que mudava em suas vidas. Aos poucos, isso se tornou um percurso didático, com aulas focadas na contribuição do estudante para a leitura da visualidade como um todo.

Segundo informações do documento, ao longo de sua trajetória na fotografia, foram cerca de 20 exposições individuais, 30 exposições coletivas e oito premiações. Além de diversas participações em bancas de concursos fotográficos, mais de 100 turmas no Curso de Fotografia e mais de 1 mil alunos na Sala de Fotografia.

Atualmente, Liliane busca novos horizontes para sua fotografia. Em 2018, lançou a “Liliane Giordano Arte em Roupa” que consiste na fabricação, com tiragem limitada, de peças de vestuário com estampas das fotografias feitas por ela.

Também é professora do Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG) e ministra cursos, oficinas e palestras gratuitas sobre fotografia e sua importância social. No seu trabalho comunitário e pela valorização da fotografia e da cultura caxiense, Liliane foi uma das fundadoras do Clube do Fotógrafo de Caxias do Sul. Também uma das incentivadoras e realizadoras da Semana da Fotografia de Caxias do Sul.

Confira as vagas do Sine Caxias para esta sexta-feira, 16 de agosto

agosto 15, 2019

VAGAS SINE CAXIAS DO SUL – 16/08/2019

ATENDENTE DE LOJA
AGENTE DE PORTARIA
ALMOXARIFADO
AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO
AUXILIAR DE LIMPEZA
AUXILIAR DE COZINHA
CHAPEADOR
CHAPEIRO
CONSULTOR DE VENDAS
COSTUREIRA DE MÁQUINA OVERLOQUE
COSTUREIRA
COZINHEIRO
DENTISTA
EDUCADOR INFANTIL
ESTOFADOR DE MÓVEIS
ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL
ENCANADOR
ESTOFADOR
FRENTISTA PCD
FRESADOR
INSPETOR DE QUALIDADE
LABORATORISTA D4E ENSAIOS QUÍMICOS
MATRIZEIRO
MARCENEIRO
MONTADOR SOLDADOR
MECÂNICO DE MANUTENÇÃO DE AUTOMÓVEIS
OPERADOR DE EMPILHADEIRA
OPERADOR DE CAIXA
OPERADOR DE EXTRUSORA
OPERADOR DE ELETROEROSÃO
OPERADOR DE INJETORA DE PLÁSTICO
OPERADOR DE MÁQUINA
POLIDOR DE METAIS
PREPARADOR DE TORNO REVÓLVER
PROGRAMADOR DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
PROMOTOR DE VENDAS
PUBLICITÁRIO
RECEPCIONISTA
SOLDADOR
SERRALHEIRO
TORNEIRO CNC
TÉCNICO ELETRÔNICO
TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO
VENDEDOR DE COMÉRCIO
VENDEDOR PRACISTA
VENDEDOR INTERNO

OBS. AS VAGAS ACIMA ESTARÃO DISPONÍVEIS DE ACORDO COM O NÚMERO DE CANDIDATOS SOLICITADOS PELO EMPREGADOR.

PCD VAGAS EXCLUSIVAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA (COM LAUDO MÉDICO)

Meneguzzi destaca premiação da Metadados, como uma das melhores empresas para se trabalhar

agosto 15, 2019

Parlamentar homenageou a empresa que nasceu em Caxias e atua em diversas partes do Brasil

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) parabenizou, na manhã desta quinta-feira, 15 de agosto, a Metadados Assessoria e Sistemas. Pela segunda vez, a empresa caxiense foi considerada uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil. O anúncio do prêmio Great Place to Work (GPTW), padrão de excelência para a definição dos ambientes de trabalho de destaque, ocorreu nesta segunda-feira, dia 12 de agosto, no Espaço das Américas em São Paulo. A marca especializada na oferta de soluções tecnológicas e serviços para a gestão de Recursos Humanos conquistou a 26ª posição na categoria médias empresas (de 100 a 999 colaboradores).

A empresa tem 191 colaboradores e três unidades, em Caxias do Sul, Porto Alegre e em Barueri, além de uma gama de mais de 1.200 clientes. “É uma empresa que nos orgulha, uma empresa caxiense e como é bom esses servidores, esses funcionários tendo essa vontade de trabalhar numa empresa que oferece todas as condições possíveis, todo ambiente possível para que os seus servidores façam o melhor e por essa razão que foi escolhido uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil”, salientou Meneguzzi.

Meneguzzi é favorável a abertura de CPI da Saúde em Caxias do Sul

agosto 15, 2019

Bancada do PSB acredita que é necessário investigar problemas administrativos e estruturais da gestão municipal

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) se posicionou de forma favorável a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar problemas relacionados à saúde pública de Caxias do Sul. Durante a sessão ordinária desta quinta-feira, 15 de agosto, ele foi à tribuna, no espaço do Grande Expediente, onde citou a sobrecarga de trabalho dos funcionários da UPA Zona Norte e o mau atendimento, bem como a falta de transparência sobre as obras na UPA Central.

Da tribuna, Meneguzzi revelou que as duas organizações que concorrem no certame para administrar a UPA Central, antigo Pronto Atendimento 24h, registram problemas e autos de infração nas unidades que dirigem em diversas partes do Brasil. São mais de 200 multas aplicadas pelo Ministério do Trabalho, atual Secretaria Especial do Trabalho e Previdência, às empresas Pró-Saúde e Insaúde.

A CPI é uma proposição da bancada do Partido Socialista Brasileiro (PSB), para que se investiguem problemas administrativos e estruturais da gestão municipal. Meneguzzi recordou que o orçamento da saúde em Caxias do Sul gira próximo dos R$ 500 milhões anuais e que, por isso, é necessário fiscalizar o bom uso dos recursos públicos “Está na hora de a gente ir mais a fundo na investigação desses recursos, dessas empresas e das ações desse governo na área da saúde”, apontou.

Para ser instaurada, a CPI precisa ter a anuência de um terço dos parlamentares, ou seja, de oito vereadores.

Meneguzzi reitera posição contra terceirização da UPA Central

agosto 14, 2019

Durante a sessão ordinária, o vereador citou que as organizações que concorrem no certame já possuem problemas com a justiça em diversas partes do Brasil

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) reiterou seu posicionamento contrário à gestão compartilhada na UPA Central, antigo Pronto Atendimento 24h, em Caxias. Durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 14 de agosto, ele citou que as organizações que concorrem ao certame já têm problemas com a justiça em diversas partes do país. O parlamentar defende que os serviços de saúde pública sejam realizados por servidores de carreira, já que a terceirização já tem dado problemas muito sérios na UPA Zona Norte.

Ele explicou ainda a importância do pedido que fez, em conjunto com o vereador Kiko Girardi (PSD) ao Ministério Público Estadual, para poderem realizar uma visita às obras da UPA Central, uma vez que a fiscalização é função dos vereadores e o Executivo não tem permitido essa vistoria. “Espero que o Ministério Público nos dê uma resposta rápida, porque tudo tem parado no Ministério Público, e a gente não vê a contrapartida, a gente não vê as respostas rápidas do Ministério Público. Nós queremos saber como é que estão essas obras, em que pé andam, o que foi feito, porque tem dinheiro público ali”, salientou Meneguzzi.

 

Promulgada lei de Meneguzzi que obriga publicação de atos de pessoal do poder público no Diário Oficial Eletrônico de Caxias

agosto 9, 2019

Executivo havia alegado vício de origem da proposta e geração de despesas ao município

O presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, vereador Flavio Cassina (PTB) promulgou, na tarde desta sexta-feira, 09 de agosto, a Lei 8.415/2019. De autoria do vereador Alberto Meneguzzi (PSB), a proposta obriga a publicação dos atos relativos aos servidores públicos do Poder Executivo, administração indireta, empresa controlada e do Legislativo no Diário Oficial Eletrônico.

Segundo a Lei, os todo e qualquer ato, como nomeação, exoneração, relotação e férias, dentre outros, somente terão validade jurídica mediante publicação no Diário Oficial Eletrônico. O documento acrescenta que o regramento se estende aos servidores públicos de provimento efetivo, em Função Gratificada (FG) ou em Cargo em Comissão (CC). A proposta havia sido aprovada por unanimidade em 13 de junho deste ano e foi vetada pelo prefeito. O Executivo justificou vício de origem e geração de despesas ao município. Na sessão de 1º de agosto, os vereadores derrubaram o veto.

Para Meneguzzi, a nova Lei tem o simples objetivo de dar transparência às ações do poder público no emprego do dinheiro que é da população, o que deve ser feito com responsabilidade. “As pessoas têm o direito de acompanhar a vida funcional dos servidores como forma de preservar o próprio servidor e o poder público. Precisamos publicar essas informações de forma rápida, a um ou dois cliques do cidadão ou da imprensa. O Diário Oficial Eletrônico é um grande veículo e porta-voz dessa transparência. E que os cidadãos nos ajudem a fiscalizar”, salienta o vereador.

A Lei entra em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial Eletrônico, o que deve acontecer na segunda-feira.

Meneguzzi destaca importância da educação no trânsito em reunião da Comissão Temporária da Bicicleta

agosto 8, 2019

Encontro aconteceu na noite da quarta-feira, na Câmara Municipal; vereador integra o grupo que pensa alternativas e políticas públicas para os ciclistas

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) participou, na noite da quarta-feira, 07 de agosto, da reunião da Comissão Especial Temporária da Bicicleta da Câmara Municipal de Caxias do Sul. O encontro teve a presença da psicóloga e professora da UCS, Raquel Boff, e do fiscal da Escola Pública de Trânsito de Caxias do Sul, Leonardo Hackbart. Durante a plenária, que contou com a participação de mais de 30 ciclistas, foram levantados perfis de comportamento e ideias que auxiliem a mudar o cenário do trânsito na cidade.

Para Meneguzzi, a educação no trânsito é fundamental para que haja uma convivência melhor entre atletas, ciclistas, pedestres e motoristas. Além disso, o parlamentar destacou a importância das ações da Secretaria de Trânsito. “Eu sou favorável às ações de fiscalização, com blitz e multas, caso as coisas não estejam certas. Precisamos educar nossas crianças e jovens, sobretudo os que estão nas auto escolas, para que sejam tolerantes e respeitem os demais. Isso é trânsito seguro”, salienta.

Falta de definição sobre novo coordenador da 4ª CRE preocupa Meneguzzi

agosto 7, 2019

Vereador sustenta a necessidade de ocupação do cargo por profissional técnico e não político, para que o governo do Estado seja coerente com seu discurso

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) se disse preocupado com a falta de agilidade do governo do Rio Grande do Sul na nomeação do novo coordenador ou nova coordenadora da 4ª Coordenadoria Regional de Educação (4ªCRE), em Caxias do Sul. Ele utilizou o Pequeno Expediente da sessão desta quarta-feira, 07 de agosto, para lamentar a demora e a contratação de empresa de fora do Estado para realizar o processo de seleção.

De acordo com Meneguzzi, o segundo semestre já está em andamento e até então permanece uma indefinição sobre o caro que, para ele, precisa ser ocupado por profissional técnico e não político. Somente assim, o Executivo estadual seria coerente com seu discurso. “Bom, é proibido? Não é, mas não seria descente, não é um critério justo se tem todo esse discurso de fazer uma gestão técnica e botar gente técnica para coordenadoria de Educação”, salientou.

 

Meneguzzi participa da entrega da Comenda Mérito Raul Randon de Metalmecânica

agosto 7, 2019

João Francescutti, Nilva Randon e o Senai Nilo Peçanha foram os primeiros homenageados com a honraria, criada este ano

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) participou, na noite desta terça-feira, 06 de agosto, da entrega da Comenda Mérito Raul Randon de Metalmecânica, criada neste ano. Os homenageados foram agraciados em sessão solene da Câmara Municipal de Caxias do Sul. Através do requerimento 100/2019, a distinção se destinou a João Francescutti e a Nilva Randon, além do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) Nilo Peçanha.

João Francescutti é diretor da Susin Francescutti Metalúrgica, empresa que fundou com outros sócios em 1954 e que se tornou referência nacional e internacional em qualidade, na produção de virabrequins e comandos de válvulas. Nilva Randon é viúva do empresário Raul Randon, fundador das Empresas Randon, que completou 70 anos 2019, com 11 mil funcionários e atuação em mais de 100 países.

O Centro de Formação Profissional Senai Nilo Peçanha é uma escola de educação profissional voltada para indústria, inaugurado em 1944, em Caxias do Sul. Atua, principalmente, em cursos de aprendizagem industrial, a fim de atender ao segmento, nas áreas de metalmecânica, elétrica, eletroeletrônica, gráfica e gestão. Possui área construída de 2.666 metros quadrados, com laboratórios, salas de aula e setores de apoio, possibilitando que, além dos cursos de aprendizagem, sejam oferecidos para comunidade cursos de iniciação, aperfeiçoamento e qualificação profissional.

Após receberem as honrarias, os homenageados da noite prestaram agradecimentos. Diversas autoridades prestigiaram a cerimônia, além das princesas da 32ª Festa Nacional da Uva, Milena Caregnato e Viviane Gaelzer.

Meneguzzi está preocupado com o edital de seleção de empresa para administrar a UPA Central

agosto 5, 2019

Parlamentar tem sido muito procurado por servidores e ex-funcionários do IGH, empresa que administra a UPA Zona Norte, para denunciar falta de pessoal e de insumos

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) está preocupado com o edital lançado pela prefeitura de Caxias do Sul para a contratação de uma entidade para administrar a UPA Central, antigo Pronto Atendimento 24h. De acordo com ele, a atual administração, além de não consultar o Conselho de Saúde, não observa algumas dificuldades como as encontradas na UPA Zona Norte, por exemplo.

Nesse sentido, Meneguzzi tem sido muito procurado por servidores e ex-funcionários do Instituto de Gestão e Humanização (IGH), que administra a UPA Zona Norte, para denunciar a falta de médicos, de enfermeiros e também de materiais e insumos. E, de acordo com órgãos e institutos de saúde do país, o edital da UPA Central tem algumas deficiências que podem acarretar em problemas iguais ou maiores.

Conforme matéria veiculada pela imprensa local, nesta segunda-feira, 05 de agosto, alguns itens do processo são questionados: a sessão reservada para análise das propostas, que pode ferir a transparência na seleção, a qualificação das interessadas que não mencionam a prestação de contas anterior a dois anos, a terceirização, que não foi aceita pelo Conselho Municipal de Saúde, e que cria risco de demandas trabalhistas e previdenciárias, e a seleção dos médicos, uma vez que a prefeitura exige que faça concurso seletivo, mas se for frustrado poderia empregar médicos por meio de contratos de prestação de serviço.

Para Meneguzzi, o certame precisa ser revisto, uma vez que a comunidade não pode pagar caro para ter um atendimento de qualidade questionável, como acontece na UPA Zona Norte. “Lá, de acordo com a Secretaria do Trabalho e Previdência, são diversas as infrações, como a contratação de médicos como pessoa jurídica, o que não pode acontecer. São 23 autos de infração contra o IGH e é esse tipo de empresa que queremos que continue atendendo os caxienses? Não podemos esquecer que são mais de R$ 30 milhões investidos na empresa que atua na Zona Norte e a avaliação da comunidade não é das melhores”, salienta.