Meneguzzi critica a falta de movimentação para a reposição de professores nas escolas estaduais

junho 5, 2019

Para o vereador, além de recorrentes, os problemas prejudicam o aprendizado das crianças e jovens

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) criticou, durante a sessão da terça-feira, 04 de junho, a falta de movimentação para a reposição de professores na rede estadual de ensino em Caxias do Sul. De acordo com ele, além dos docentes que se aposentam e se exoneram, os problemas estruturais de diversas instituições são recorrentes. Para ele, esses e outros fatores prejudicam o aprendizado das crianças e jovens.

Durante a sua fala, o parlamentar também citou que a ausência de docentes nas salas de aulas de diversas escolas e, sobretudo dos educandários do meio rural, se deve ao parcelamento dos salários por parte do governo gaúcho e também à situações de violência escolar. “Várias as escolas estão sem professores, os professores estão sofrendo com violência escolar, os alunos estão desinteressados, os pais estão desinteressados, as escolas não têm estrutura e ainda faltam colegas. Então os alunos acabam ficando às vezes sem aula e fora do colégio”, pontua.

Para Meneguzzi, prioridade deve ser a reforma e a construção de novas escolas

abril 20, 2019

Parlamentar afirma que os R$ 22 milhões projetados para o kit escolar possam ser utilizados para garantir estruturas adequadas de educação

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) se manifestou publicamente sobre o projeto de lei do prefeito Daniel Guerra (PRB), protocolado na última quinta-feira, 18 de abril, o qual prevê investimento de R$ 22 milhões a cada ano para fornecimento de uniforme aos estudantes da rede municipal de ensino de Caxias do Sul. Na visão do parlamentar, a prioridade deve ser o uso desse recurso na reforma e construção de novas escolas.

Publicado em suas redes sociais durante a Sexta-feira Santa, 19 de abril, o texto foi reproduzido pelo jornal Pioneiro deste sábado e domingo, 20 e 21, como abertura da coluna de política, assinada pela jornalista Rosilene Pozza. Meneguzzi considera importante fornecer o kit escolar, mas o momento é propício para investir nas estruturas. “Não é questão de ser contra: as crianças precisam estudar. O que faz mais sentido, ir para a escola e não ter o uniforme padronizado ou ter o uniforme e não ter escola? Basta ver o que aconteceu essa semana na escola Atiliano Pinguelo, com a queda de um muro. São várias as escolas com problemas de estrutura”, salienta.

Aprovada Lei assinada por Meneguzzi sobre divulgação de lista de espera da Educação Infantil

março 26, 2019

O texto, que segue para sanção ou veto do Executivo, foi protocolado pelos integrantes da Bancada do PSB, vereadores Alberto Meneguzzi, Edi Carlos Pereira de Souza e Edio Elói Frizzo

A divulgação da lista de espera na Educação Infantil poderá virar uma exigência ao município caxiense, tendo em vista que o projeto de lei 189/2017, que trata do assunto, recebeu a aprovação unânime dos parlamentares, nesta terça-feira (26/03). O texto, que segue para sanção ou veto do Executivo, foi protocolado pelos integrantes da Bancada do PSB, vereadores Alberto Meneguzzi, Edi Carlos Pereira de Souza e Edio Elói Frizzo.

“Parece um projeto simples, mas que toca em um aspecto fundamental para garantir direitos às pessoas: a transparência. Com ela, se evita o jeitinho. E passa a ser observada a necessidade, adotando critérios para a concessão das vagas a quem realmente precisa”, avalia Frizzo.

O conceito de transparência também foi defendido por Meneguzzi, lembrando que, quando foi presidente da Câmara (2018), inseriu a divulgação do conteúdo dos contracheques dos servidores no site da Casa, para que a população possa conferir o uso dos recursos públicos. Disse que o município deveria adotar sistemas eletrônicos para acompanhamento de serviços, como aplicativos e outros programas. Na questão da Educação Infantil, Meneguzzi considerou ser constrangedor para os parlamentares receber ligações de mãe e pais, desesperados, pedindo vagas aos filhos, e não conseguirem ajudar.

Na ótica do vereador Ricardo Daneluz (PDT), a adoção de critérios ajudaria a atender com mais eficiência tal demanda. Também da bancada do PDT, Gustavo Toigo defendeu mais atenção à primeira infância, fase que integra a Educação Infantil. Na visão do vereador Rafael Bueno (PDT), que elogiou os autores da matéria, essa proposta vem consolidar em lei algo que já é executado no município há alguns anos. O pedetista aproveitou para cobrar da atual administração vagas para uma fila de espera que, segundo ele, envolve 5 mil crianças atualmente.

O parlamentar Kiko Girardi (PSD) também cumprimentou os vereadores socialistas pela ideia e acredita que seria oportuno estendê-la para a área da saúde. De acordo com o líder de governo no Legislativo, vereador Elisandro Fiuza (PRB), a Casa já autorizou a prefeitura a efetuar financiamentos que serão também usados para melhorar o acesso ou a consulta da comunidade a serviços por meio de aplicativos e outras plataformas eletrônicas.

Pela proposta, a lista de divulgação de vagas da Educação Infantil deve conter a ordem de espera e contemplar individualmente cada unidade dessa etapa de ensino viabilizada pelo município e as escolas particulares onde foram compradas vagas.

Caso a proposição for sancionada, essa divulgação deverá apresentar as seguintes informações: nome do requerente, número de protocolo, data e hora da inscrição, número total de vagas atendidas pelo município e total de vagas disponíveis.

O PL também ressalta que a lista deverá ser afixada em local bem visível na Secretaria Municipal da Educação, além de ser disponibilizada no site oficial do município de Caxias do Sul.

Por fim, o texto diz que as informações serão de inteira responsabilidade do Poder Executivo municipal, devendo ser atualizadas imediatamente, sempre que houver alteração na disponibilidade das vagas.

O projeto de lei em discussão de número 189/2017 tem outro PL apensado, o de número 99/2018, devido à semelhança de conteúdo. Esse PL 99/2018 é de autoria do vereador Edson da Rosa (MDB).

Meneguzzi manifesta preocupação com estrutura de escola em Loreto da 2ª Légua

março 11, 2019

Vereador visitou a instituição, conversou com pais e equipe diretiva; entre os problemas, turmas que dividem a mesma sala de aula

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) visitou, na manhã desta segunda-feira, 11 de março, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Caetano Costamilan, na localidade de Loreto da 2ª Légua. Ele foi convidado pelos pais de alguns estudantes, sobretudo por fazer parte da Comissão de Educação da Câmara. O deslocamento teve o objetivo de conhecer a estrutura do prédio que atende a mais de 130 alunos e ouvir as demandas da comunidade escolar.

Meneguzzi manifestou preocupação com a estrutura da escola, uma vez que diversas turmas dividem a mesma sala de aula concomitantemente. De acordo com o vereador, além de dificultar o ensino, a situação pode representar problemas na aprendizagem dos alunos do interior caxiense. Entre outras demandas já solicitadas pela direção e professores, está a revisão da rede elétrica, que pode colocar em risco a vida de estudantes e professores.

A situação do Atendimento Educacional Especializado (AEE) e a falta de investimento do Executivo na Escola Caetano Costamilan serão levados pelo vereador à Secretaria Municipal da Educação e também à Comissão de Educação da Câmara. “Essas crianças e as famílias deles precisam ser respeitados. Educação é investimento e por isso já encaminhei indicação à Smed, para que providencie, com urgência, atenção a essa localidade, uma vez que são atendidas crianças e adolescentes de diversas comunidades da regão de Forqueta”, salienta.

Projeto assinado por Meneguzzi para divulgação da lista de espera na Educação Infantil deve ser votado nos próximos dias

março 8, 2019

Proposta é da bancada do PSB e passou em primeira discussão na sessão da quinta-feira, 07 de março

Assinado pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB) como um dos autores, o projeto de lei 189/2017, que dispõe sobre a divulgação da lista de espera para vagas na Educação Infantil em Caxias do Sul, deve ser votado nos próximos dias, no plenário da Câmara Municipal. Pela proposta, que é de autoria da bancada do PSB, essa lista deve conter a ordem de espera para vagas na Educação Infantil e contemplar individualmente cada unidade dessa etapa de ensino viabilizada pelo município e as escolas particulares onde foram compradas vagas.

O projeto passou em primeira discussão na sessão ordinária da quinta-feira, 07 de março. De acordo com a matéria, a divulgação deve apresentar o nome do requerente, número de protocolo, data e hora da inscrição, número total de vagas atendidas pelo município e total de vagas disponíveis. A proposição também ressalta que a lista deverá ser afixada em local bem visível na Secretaria Municipal da Educação, além de ser disponibilizada no site oficial do município de Caxias do Sul.

Por fim, o texto diz que as informações serão de inteira responsabilidade do Poder Executivo municipal, devendo ser atualizadas imediatamente, sempre que houver alteração na disponibilidade das vagas. De acordo com Meneguzzi, a proposta é simples e demanda mais de bom senso do que de dispositivo legal. “São coisas que nem precisariam de lei. Bastaria o poder público pensar na transparência e na melhoria dos atendimentos. São inúmeras as pessoas que nos procuram sem saber o que fazer, porque não são chamadas. Se virar lei, pelo menos saberemos a quantas anda a fila”, completa.

Assinaram o projeto, também como autores, os vereadores Edi Carlos Pereira de Souza e Elói Frizzo.

Meneguzzi se reúne com promotora do MP para tratar de escolas municipais

novembro 18, 2018

Durante o encontro vereador relatou situações de remanejo de estudantes em Ana Rech e Vila Cristina

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) esteve reunido, na tarde da última sexta-feira, 16 de novembro, com a promotora Simone Martini, no Ministério Público Estadual, para tratar de demandas das comunidades escolares de Santa Bárbara, interior de Ana Rech, e Caravaggio da Terceira Légua, em Vila Cristina. Durante o encontro, o parlamentar relatou situações de remanejo de estudantes, uma vez que a Secretaria Municipal da Educação (Smed) pretende fechar turmas e instalar os alunos em escolas da rede estadual de ensino.

De acordo com Meneguzzi, em Santa Bárbara de Ana Rech, a Escola Municipal Vitório Rech Segundo atende estudantes do 1º ao 6º anos, além da educação infantil. A Smed, no entanto, sem prévia consulta à comunidade, decidiu pelo fechamento da turma do 6º ano e o envio dos alunos para a Escola Estadual Irmão Guerini. Os pais organizaram um abaixo assinado, que foi protocolado na Secretaria e também foi recebido pela promotora.

Já em Caravaggio da Terceira Légua, a Escola Municipal Assis Brasil tem alunos de 1º ao 5º anos, no entanto, há um entendimento das comunidades que a região necessita de uma creche para atendimento de crianças de zero a cinco anos e a Smed teria apontado aquela instituição como a possível escola infantil. No entanto, para isso, as crianças precisariam ser remanejadas à Escola Estadual Doutor Renato Del Mese, em Vila Cristina. Os pais reconhecem a necessidade da creche, mas não concordam com o fechamento da escola regular. Inclusive, houve votação e a decisão da maioria foi pela manutenção do serviço prestado atualmente.

De acordo com a promotora Simone Martini, será realizada uma audiência pública, mediada pelo Ministério Público, na Escola Assis Brasil, no próximo dia 24 de novembro. Ela ressaltou a legalidade das duas ações do Executivo, uma vez que forneceria transporte escolar a todos os estudantes. A dúvida, no entanto, se dá com relação à condução dos processos.

Para Meneguzzi, houve falta de transparência em ambos os processos. Segundo ele, a falta de diálogo do Executivo com as comunidades e a comunicação tardia das decisões, visto que em Ana Rech a decisão foi comunicada na segunda quinzena de setembro e houve uma reunião geral para ciência das definições no dia 30 de outubro e as matrículas finalizam em 25 de novembro. “Entendo a legalidade, mas é algo que passa por cima da decisão de quem mora nas localidades e que, sequer, foi construída junto com essas famílias. Se precisa mudar, pelo menos que se construa o diálogo e um processo de transição. Estamos tentando intermediar, para que os pais possam ter tranquilidade e as crianças possam continuar seu caminho pedagógico na normalidade”, salienta.

 

Meneguzzi recebe demandas de escolas públicas caxienses

outubro 19, 2018

Parlamentar esteve em Vila Cristina e no bairro Desvio Rizzo para conversar com diretoras das instituições

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) realizou visitas a duas escolas públicas caxienses, na manhã desta sexta-feira, 19 de outubro. No primeiro momento, o parlamentar esteve no distrito de Vila Cristina, onde se reuniu com a diretora da Escola Municipal de Ensino Fundamental Assis Brasil, Madalena Debastiani e com o pai de uma aluna, Eleandro Razadori. Localizada em Caravaggio da 3ª Légua, a instituição atende 27 estudantes do 1º ao 5º ano, e esteve em risco de ser fechada para sediar uma creche pública.

Na ocasião, Madalena e Razadori pediram o apoio de Meneguzzi para evitar que a Escola Assis Brasil encerre suas atividades e os alunos sejam encaminhados para a rede estadual. “Segundo eles, existe demanda de atendimento e a comunidade escolar votou e escolheu, por 30 votos a 10, que quer a continuidade do colégio. Além disso, se colocaram à disposição para ajudar a char a alternativa para a escola infantil. Nosso gabinete irá interceder, sem dúvidas pela comunidade, porque as crianças precisam ter acesso cada vez mais fácil ao ensino”, salientou.

A segunda visita foi à Escola Estadual de Ensino Médio Ivonne Triches dos Reis, localizada no Desvio Rizzo. Lá, Meneguzzi se reuniu com a diretora, Laura Jane. A principal demanda daquela instituição é o calçamento da rua Isidoro Dias Lopes, onde os alunos embarcam e desembarcam para acessar o prédio. O parlamentar se prontificou em intermediar um encontro da gestora com o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Leandro Pavan, para esclarecer se há viabilidade para a obra.

Ao final do encontro, Meneguzzi também se reuniu com os membros do Grêmio Estudantil, para uma troca de experiências. O parlamentar recordou de sua vida escolar e incentivou os jovens a buscarem formação e engajamento comunitário. “Vocês são muito importantes para a sociedade e para a escola. E se eu posso deixar um recado para vocês é: nunca se cansem de buscar os objetivos de vocês, com ética e honestidade”, salientou.

Meneguzzi prestigia entrega de reformas na Escola Rosário de São Francisco

agosto 21, 2018

Presidente do Legislativo parabenizou parceria do poder público com a Fundação Marcopolo

O presidente do Legislativo caxiense, Alberto Meneguzzi (PSB), prestigiou, na manhã desta terça-feira, 21 de agosto, a entrega das obras do telhado e instalações elétricas da Escola Municipal de Ensino Fundamental Rosário de São Francisco, no bairro Charqueadas. Na oportunidade, o parlamentar parabenizou a parceria entre o Executivo e a Fundação Marcopolo, que viabilizou as melhorias por meio do Projeto Escolas.

As festividades foram complementadas com apresentações artísticas dos estudantes da instituição. Crianças da educação infantil representaram um ônibus, carro-chefe da empresa Marcopolo e um grupo de alunas do 7º ano dançaram ao som de “Eterno Aprendiz”. Na abertura da solenidade, a turma do 5º ano apresentou canções populares a partir da percussão com materiais reciclados.

O Projeto Escolas surgiu em 2003 após um mapeamento feito junto aos colaboradores da Marcopolo que sugeriram que a Fundação Marcopolo realizasse um trabalho educativo nas escolas do município de Caxias do Sul. Desde então, cerca de 4,2 mil estudantes foram beneficiados com o projeto em oito escolas. Além das melhorias estruturais, a comunidade escolar recebe formações pedagógicas e os alunos participam de diversas oficinas junto à entidade. O projeto deve durar três anos na Rosário de São Francisco.

Para Meneguzzi, parcerias são necessárias para dar conta dos investimentos necessários para que os alunos estudem com qualidade. “A Escola Rosário de São Francisco está de parabéns por ter buscado esse convênio com a Marcopolo e não ter desistido. Em oito meses, essa união de esforços rendeu muito e está dando frutos”, salienta.

Meneguzzi prestigia abertura de feira do livro no Colégio Madre Imilda

agosto 14, 2018

Presidente do Legislativo entregou à escola obra referente aos 125 anos da Câmara Municipal

O Legislativo caxiense prestigiou, na manhã desta terça-feira, 14 de agosto, a solenidade de abertura da Feira do Livro do Colégio Madre Imilda. O presidente da Câmara, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), representou a Casa e elogiou a iniciativa, especialmente porque incentiva as crianças e jovens a se apaixonarem pela leitura. Durante o ato, o parlamentar conversou com a equipe diretiva da instituição, coordenada pela irmã Claire da Silva, da congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria.

A temática do evento, que segue até a próxima quinta-feira (16/08), faz referência aos 90 anos do colégio, comemorados agora em 2018. De acordo com Meneguzzi, o educandário, com suas ações e proposta pedagógica, marcou o crescimento do bairro Nossa Senhora de Lourdes e formou diversas lideranças da comunidade caxiense. “Mostras, bate-papos culturais e feiras como esta aproximam os estudantes da realidade. Nossos jovens precisam sonhar mais. Que outras escolas, mesmo no sacrifício diário, possam seguir esse exemplo”, completou.

Ao final da solenidade, Meneguzzi entregou à instituição de ensino o livro “Democracia, memória e cidadania: 125 anos do Poder Legislativo em Caxias do Sul”.

Meneguzzi comemora reinício das atividades da Escola Infantil Nosso Amiguinho

agosto 1, 2018

Após visita e solicitações do parlamentar, instalações foram totalmente reformadas, no bairro Esplanada

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) visitou, na tarde desta quarta-feira, 1º de agosto, as instalações da Escola de Educação Infantil Nosso Amiguinho, no loteamento Aeroporto, bairro Esplanada. Na ocasião, conversou com a diretora e professoras da instituição, que reiniciou suas atividades após seis meses fechada para obras. Foi a partir de visita realizada pelo parlamentar em 09 de agosto de 2017 e o pedido de providências enviado ao Executivo em duas oportunidades, que o prédio passou por reforma completa.

Durante a visita, o parlamentar constatou diversos problemas, sobretudo com relação ao telhado do prédio. À época, Meneguzzi encaminhou documento ao gabinete do prefeito Daniel Guerra (PRB) e à secretária da Educação, Marina Matiello. Menos de trinta dias após a manifestação do vereador, a prefeitura anunciou edital de licitação para a contratação de empreiteira para a reforma geral do prédio. A instituição, no loteamento Aeroporto, atendia mais de 100 crianças de zero a seis anos. Com a reforma, a Escola Nosso Amiguinho passará a atender 120 alunos.

Dentre outros problemas, a escola não possuía Alvará de Prevenção e Proteção Contra Incêndios (APPCI), como era exigido de qualquer edificação. Na época, em dias de chuva, os funcionários precisavam retirar os bebês e os berços e colocá-los em outro espaço. E, de acordo com um laudo do Corpo de Bombeiros, ainda em 2015, o prédio tinha goteiras em todas as salas. A obra, considerada urgente devido às condições do prédio, incluiu reformas no telhado, piso, banheiros, rede elétrica e parte externa.

As principais mudanças foram realizadas no telhamento, em que foram trocadas as calhas, reforçada a estrutura do telhado e colocadas telhas com revestimento termoacústico. Além disso, foi reformada toda a parte elétrica da escola, com colocação de novos equipamentos de telefonia, sistema contra descargas elétricas e iluminação de emergência. Os muros externos foram pintados e o piso das salas e dos banheiros foi trocado.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o vereador Alberto Meneguzzi (PSB) comemorou a reforma que permitirá o atendimento, com segurança, das crianças e famílias da região do Esplanada. “Estou feliz em retornar aqui e ver a Escola completamente reformada. Faço questão de registrar, porque no ano passado nós cobramos providências e agora, mais crianças dessa região da cidade serão atendidas”, salientou.