Meneguzzi preside homenagem aos 75 anos da Escola Abramo Eberle

dezembro 3, 2018

Em sua fala, presidente do Legislativo ressaltou a importância da educação na construção do caráter 

O presidente do Legislativo caxiense, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), presidiu, na noite de sábado, 1º de dezembro, a solenidade que outorgou à Escola Estadual Abramo Eberle o Prêmio Caxias do Sul, na passagem dos seus 75 anos de fundação. A cerimônia aconteceu durante jantar realizado no restaurante Don Augusto, por iniciativa da vereadora Gladis Frizzo/MDB, e contou com a presença de centenas de pessoas, entre alunos, familiares e egressos do colégio.

Em seu pronunciamento, Meneguzzi ressaltou a importância da educação na construção do caráter das crianças, adolescentes e jovens e pediu que ninguém desista da educação. “Sabemos das dificuldades da educação pública, mas vale o nosso esforço, seja como professores, alunos, pais ou políticos, para que nossos estudantes sejam cidadãos melhores”, salientou.

Na oportunidade, Gladis fez uso da palavra em nome do Parlamento caxiense. Ela enalteceu o trabalho da instituição, cujas atividades remontam a 1º de dezembro de 1943. No ano de 1971, foi inaugurado o novo prédio do Grupo Escolar Abramo Eberle, onde funciona até hoje. Em 12 de dezembro de 2000, pela portaria de alteração de designação 00313, o colégio passou a se chamar Escola Estadual de Ensino Fundamental Abramo Eberle, localizada no bairro Jardim América.

De acordo com a vereadora, atualmente, a escola comporta, em média, 300 alunos entre os turnos da manhã e da tarde, contemplando o Ensino Fundamental de nove anos. Conta também, com um quadro de 30 profissionais da educação, incluindo equipe diretiva, professores e funcionários. “Estive pensando: quantos jovens, quantas crianças receberam, nessa escola, o conhecimento e o ensinamento? É uma escola de primeira qualidade. Esperamos que ela possa formar muitas celebridades, médicos, professores, enfermeiros e todas as profissões que nos ajudam a viver melhor”, apontou.

Após receber o Prêmio Caxias do Sul, a diretora da Escola Estadual Abramo Eberle, Maria Mesquita, agradeceu a homenagem da Câmara Municipal à instituição. Segundo ela, ao longo dos seus 75 anos, o colégio manteve um dos preceitos de seu patrono, a família. “Nós sempre dizemos: é como uma grande família. E são sete décadas e meia de de conquistas, de vitórias, de construção e de luta para que a educação pública cumprisse seu papel de formar cidadãos”, finalizou.

Além de Gladis e do chefe do Legislativo, Alberto Meneguzzi, também estavam presentes o presidente da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo (CECTICDLT), vereador Paulo Périco/MDB e demais autoridades políticas e do segmento educacional. A cerimônia contou, ainda, com apresentações artísticas de estudantes da instituição.

O Prêmio Caxias do Sul foi instituído pelo decreto legislativo 186/A, de 8 de setembro de 2006, a partir da iniciativa dos ex-vereadores Francisco de Assis Spiandorello e Getulio Demori. É outorgado a pessoas ou entidades, locais ou de outros municípios, que se destaquem por serviços prestados à comunidade caxiense, nos mais diferentes campos de ação.

Meneguzzi realiza visita às empresas que receberão Selo Empresa Inclusiva

agosto 21, 2018

Presidente do Legislativo se encontrou com a presidência da Associação São Carlos e a direção da Eaton

O presidente do Legislativo caxiense, Alberto Meneguzzi (PSB), realizou visitas nesta terça-feira, 21 de agosto, às organizações que serão homenageadas com o Selo Empresa Inclusiva 2018. O parlamentar se reuniu, ainda pela manhã, com a presidente da Associação Educadora São Carlos (AESC), Irmã Helena Ferrarini, onde conheceu a entidade, que é mantenedora de obras como o Centro de Atendimento ao Migrante (CAM) e Colégio São Carlos, dentre outras. Ele apresentou a honraria que será entregue durante a sessão ordinária da quarta-feira, 22 de agosto.

No período da tarde, Meneguzzi visitou as dependências da Eaton Corporation. A empresa multinacional, com sede em Dublin, emprega 422 funcionários em Caxias do Sul, das quais 25 são pessoas com deficiência. Além disso, a organização desenvolve frentes de trabalho para a inclusão de mulheres e jovens nas mais diversas funções. O representante do Legislativo foi recebido pelos gerente-geral da unidade, Luciano Beltrame, e pelos gerentes da fábrica, Bruno Andrade, da engenharia, Rafaela Fernandes, e de Recursos Humanos, Rosangela Schmachtenberg.

Durante a visita, Meneguzzi colocou a estrutura da Câmara Municipal à disposição da empresa e salientou a importância de ouvir e visualizar novos projetos, além de possibilitar a troca de experiências. O parlamentar revelou que irá sugerir à Escola do Legislativo a realização de momentos para compartilhar informações e cases realizados pela Eaton. “Quando a gente sai de si e visita outros espaços, aprende novas técnicas, novos jeitos de trabalhar a inclusão e a construção de uma sociedade melhor. O Parlamento tem muito a aprender”, pontuou.

O Selo Empresa Inclusiva foi instituído pelo decreto legislativo 283/A, de 22 de maio de 2012, a partir da iniciativa da vereadora Denise Pessôa/PT. Em 2017, com o Decreto Legislativo 362, o selo passou a ser entregue a cada dois anos, sempre nos pares. As indicações partem da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Segurança (CDHCS), em conjunto com uma comissão formada também por outras entidades, como o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Meneguzzi prestigia premiação da Bienal Brasileira de Fotografia Preto e Branco

agosto 5, 2018

Presidente do Legislativo destacou a importância do evento para o segmento cultural de Caxias

O presidente do Legislativo caxiense, Alberto Meneguzzi (PSB), participou, na noite de sábado, 04 de agosto, da solenidade de premiação da trigésima edição da Bienal Brasileira de Arte Fotográfica Preto e Branco. O evento segue até 30 de agosto, na Casa da Cultura de Caxias do Sul. Durante a cerimônia, o parlamentar fez uso da palavra e destacou a importância do evento, sediado neste ano pelo Clube do Fotógrafo de Caxias do Sul, para a cultura local.

De acordo com Meneguzzi, Caxias do Sul está num caminho árduo de desenvolvimento do setor cultural, sobretudo pela falta de políticas públicas destinadas ao setor. “Recordo que, ano passado, quando tomei posse na Câmara, recebi algumas lideranças da fotografia caxiense que relataram a existência de uma semana municipal há 10 anos, mas que ainda não havia sido regulamentada. Foi aí que protocolamos a Lei, que foi aprovada e sancionada”, comentou.

A Bienal é o maior maior evento fotográfico interclubes do país e irá trazer a Caxias do Sul, até 30 de agosto, renomados fotógrafos. Realizada de forma itinerante, a cada ano, um fotoclube se responsabiliza por sediar a programação, sendo que todas as atividades são gratuitas e abertas ao público em geral.

Além das oficinas, palestras e demais atividades, a Bienal caxiense conta uma das mais belas exposições coletivas no que se refere a imagens autorais de cunho artístico. A cada edição, conforme a organização, participam mais de 3 mil fotografias, que são submetidas a uma seleção realizada por um corpo de jurados, que escolhem as 150 melhores imagens que farão parte da mostra. Dentre elas são destacadas as medalhas de Ouro, Prata e Bronze, e mais 17 Menções Honrosas.

Meneguzzi também participou da abertura da mostra, que pode ser visitada na Galeria Municipal de Arte Gerd Bornheim, na Casa da Cultura, de segunda a sexta-feira das 8h às 18h e, aos sábados, das 10h às 16h.   

A XXX Bienal Brasileira de Arte Fotográfica Preto e Branco também integra a 11ª edição da Semana Municipal da Fotografia de Caxias do Sul, que terá sua abertura oficial em 10 de agosto, às 19h e seu encerramento em 25 de agosto. O Legislativo caxiense também participa do evento, com a exposição “Linhas Poéticas”, de Nilva Damian e Sandra Puente, no Espaço Cultural Mário Crosa, de 20 a 31 de agosto.

Proposta pelo vereador Alberto Meneguzzi em 10 de agosto de 2017, a Lei 8.253, de 29 de dezembro de 2017, foi aprovada por unanimidade pelos vereadores caxienses. Ela regulamenta a realização do evento durante a segunda quinzena de agosto, contendo o dia 19 desse mês, quando se comemora o Dia Mundial da Fotografia.

Meneguzzi recebe prefeita de Pelotas

junho 18, 2018

Encontro também foi acompanhado pelos vereadores Paula Ioris (PSDB), Adiló Didomenico (PTB), Felipe Gremelmaier (PMDB) e Velocino Uez/PDT

O Legislativo caxiense recebeu, na tarde desta segunda-feira, 18 de junho, a visita da prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas (PSDB). Ela esteve na cidade para apresentar o programa “Pacto Pelotas Pela Paz”, em evento promovido pela Comissão Temporária Especial para o Enfrentamento da Violência e participou de encontro institucional com o presidente da Câmara, Alberto Meneguzzi (PSB). Participaram ainda os vereadores Adiló Didomenico (PTB), Felipe Gremelmaier (PMDB) e Velocino Uez (PDT). A chefe do Executivo pelotense foi acompanhada pela presidente da Comissão, Paula Ioris (PSDB).

Na oportunidade, Meneguzzi fez a acolhida em nome da Casa e agradeceu à visita e a disponibilidade de Paula Mascarenhas em partilhar as experiências desenvolvidas em Pelotas para a redução da criminalidade. “Faz bem compartilhar e aprendermos juntos. Aqui em Caxias vários vereadores citaram a prefeita Paula e pediram que o nosso Executivo proponha um pacto pela paz, além de um movimento parecido para a saúde pública”, completou.

A prefeita aproveitou o espaço para expressar que as cidades da Zona Sul do Estado se espelham em Caxias do Sul como modelo de desenvolvimento econômico e humano. Paula Mascarenhas recordou as medidas de segurança implantadas em sua gestão à frente do Executivo. Conforme as estatísticas, o projeto de governo tem reduzido significativamente os índices de violência na cidade.

Ao final do encontro, ele presenteou Paula Mascarenhas com o livro “Democracia, memória e cidadania: 125 anos do Poder Legislativo em Caxias do Sul”.

Meneguzzi recebe presidente do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria

junho 4, 2018

Encontro institucional também tratou sobre agenda propositiva para a gestão da empresa Festa da Uva

O chefe do Legislativo caxiense, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), recebeu, na tarde desta segunda-feira, 04 de junho, o presidente do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria da Região Uva e Vinho, Vicente Perini. Durante o encontro institucional, trataram sobre a importância da abertura de diálogo entre o poder público e os diversos setores da sociedade caxiense, tendo em vista o desenvolvimento econômico da cidade e da região.

Na oportunidade, Perini citou como exemplo a província de Mendoza, na Argentina. Relatou, que em visita ao país vizinho, percebeu a existência de uma estrutura conjunta, das autoridades e dos empresários, que permite o melhor atendimento, seja nos hotéis, no comércio e restaurantes. Ponderou, no entanto, que Caxias do Sul precisa de investimentos na área do turismo, com a implementação de políticas do setor. “Ou a gente encampa as lutas e pautas juntos, ou nada segue”, resumiu.

A reunião também tratou de agenda propositiva para a gestão da empresa Festa Nacional da Uva Turismo e Empreendimentos S/A. Para o dirigente sindical, o complexo da Festa da Uva precisa de uma gestão que o torne viável, uma vez que, por ser empresa de economia mista, as licitações tornam a manutenção mais demorada e onerosa.

De acordo com Meneguzzi, o encontro tratou de ouvir o principal dirigente sindical de um dos setores mais notáveis da economia caxiense. Ambos puderam conversar sobre a importância do Legislativo caxiense para o fortalecimento da democracia e da participação cidadã. “Agendamos essa reunião com o objetivo de fortalecer o diálogo, porque a Câmara deve estar aberta aos diversos setores da comunidade. E com muita humildade, pedi que o presidente Perini sugerisse pautas e demandas, além de avaliar o andamento da Casa”, completa.

Entre outros encontros, Meneguzzi tem estabelecido diálogo com diversas entidades, como a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC), os sindicatos Rural e dos Trabalhadores, Agricultores Familiares (STR), além das forças políticas e entidades sociais de Caxias do Sul. Ao final do encontro, ele presenteou Perini com o livro “Democracia, memória e cidadania: 125 anos do Poder Legislativo em Caxias do Sul”.

Sugerido por Meneguzzi ainda em 2017, mutirão de saúde ainda não aconteceu

maio 19, 2018

Matéria veiculada na imprensa de Caxias do Sul, em 18 de maio, reafirma necessidade da iniciativa

Cinco documentos encaminhados à prefeitura e à Secretaria Municipal da Saúde e nenhuma providência tomada. Essa foi a conclusão do vereador Alberto Meneguzzi (PSB) ao ler matéria veiculada na imprensa de Caxias do Sul na sexta-feira, 18 de maio, mostrando o posicionamento de uma especialista em gestão hospitalar favorável à realização de mutirões de saúde como saída ao alto número de pacientes que aguardam por cirurgias, no município.

Ainda em janeiro de 2017, quando integrante da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (CSMA) da Câmara, Meneguzzi e os demais vereadores do grupo sugeriram ao então secretário da Saúde, Darcy Ribeiro Pinto Filho a realização de um grande mutirão que reduzisse as consultas represadas, os exames e procedimentos cirúrgicos. A resposta foi negativa, pois de acordo com Pinto Filho, a pasta precisaria passar por reestruturação.

Percebendo o número de pessoas que procuravam o seu gabinete, Meneguzzi encaminhou indicação ao prefeito Daniel Guerra (PRB) e à Secretaria, onde sugeria a realização da iniciativa e citava como exemplo o mutirão realizado pelo município de Canoas, que em um final de semana realizou mais de 12.000 atendimentos. Sem respostas, repetiu a entrega do documento em 13 de abril.

Apesar da realização de um mutirão odontológico e da promessa da secretária de Saúde, Deysi Piovesan, que a execução da sugestão de Meneguzzi estava sendo planejada, em julho de 2017 e a mesma fala ter sido feita pelo próprio prefeito, em entrevista à imprensa, nada aconteceu. Nesse sentido, o vereador encaminhou pela quarta vez, indicação na qual referendava que a medida reduziria o sofrimento de muitos caxienses.

Atualmente Caxias do Sul amarga uma fila de espera superior 4.450 pacientes para cirurgias eletivas, isto é, não urgentes, e centenas de pessoas que aguardam para consultas especializadas e/ou exames pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em todas as sugestões enviadas, Meneguzzi citava a possibilidade da realização de parcerias com os hospitais privados e clínicas particulares, mesma indicação feita pela especialista na reportagem.

De acordo com o parlamentar, ao invés de voltar suas prioridades ao projeto de terceirização do Pronto Atendimento 24h, o Executivo deveria possibilitar condições de trabalho aos servidores, chamar novos médicos e evoluir na negociação de parcerias com as clínicas e hospitais de Caxias do Sul. “Há mais de um ano estamos indicando isso, mas reduzir a fila não é prioridade. Como vereador, dentro das atribuições que tenho de sugerir, propor e fiscalizar, tenho feito minha parte”, conclui Meneguzzi.

Neste ano, período em que atua como presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, Meneguzzi não pode apresentar novas indicações e/ou proposições, tendo em vista o cumprimento ao que prevê a Lei Orgânica do Município e o Regimento Interno da Câmara.

Confere as indicações feitas por Meneguzzi sobre a necessidade da realização de um mutirão de saúde em Caxias do Sul

 

Indicações sobre anecessidade de ummutirão de saúde

Meneguzzi recebe visita da Comissão de anexação de Cazuza Ferreira e Juá a Caxias do Sul

maio 10, 2018

Presidente do Legislativo e membros da frente parlamentar conversaram sobre ida do grupo a Brasília, na próxima semana

O Legislativo caxiense recebeu, na tarde desta quarta-feira, 09 de maio, a visita institucional da Comissão Comunitária de Anexação Cazuza Ferreira a Juá a Caxias do Sul. A comitiva foi recebida pelo presidente da Câmara, vereador Alberto Meneguzzi (PSB) e pelos membros da Frente Parlamentar Pró-anexação de Cazuza Ferreira e Juá à cidade de Caxias do Sul, Ricardo Daneluz (PDT) e Adiló Didomenico (PTB).

Participaram do encontro, a presidente da Comissão, Rejane Gil, o vice-presidente e membros do conselho deliberativo, Ivan Melo, Francisco Rech e Noredi de Lima, respectivamente. A principal pauta da reunião foi a viajem do grupo a Brasília, na próxima segunda-feira, 14 de maio. Eles devem se reunir com os líderes das bancadas na Câmara dos Deputados, com o objetivo de pressionar a discussão e votação do projeto de lei complementar 137/2015, que dispõe sobre o procedimento para a criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de municípios, em todo o Brasil.

No encontro, a comissão fez um resgate histórico da luta, que agora tem chance de um desfecho. De acordo com o vice-presidente do conselho deliberativo, Ivan Melo, moradores de ambas as comunidades já expressaram publicamente o desejo do desmembramento de São Francisco de Paula e posterior anexação a Caxias do Sul. “Aguardamos essa lei para que possamos fazer o plebiscito, junto à eleição deste ano”.

O presidente da Câmara, Alberto Meneguzzi, agradeceu a visita e colocou a estrutura da Casa à disposição da comissão e da frente parlamentar. Demonstrou apoio e ressaltou que o Legislativo tem sido muito combativo em todas as frentes de trabalho com vistas ao desenvolvimento de Caxias. “Vocês tem realizado um trabalho muito importante. A mobilização mostra o quanto a cidade está preocupada não só consigo mesmo, mas com a região. Essa anexação possivelmente irá desenvolver esses distritos”, comentou.

Ao final do encontro, o presidente da Frente Parlamentar Pró-anexação de Cazuza Ferreira e Juá à cidade de Caxias do Sul, Ricardo Daneluz (PDT), recordou a moção aprovada por unanimidade no plenário da Câmara, em 23 de março, e entregou uma cópia do documento para ser protocolada em Brasília. “Essa aprovação unânime é uma manifestação de apoio político que a Câmara dá ao trabalho e à causa”.

Meneguzzi se reúne com coordenador da Acessibilidade e direção do HG

abril 2, 2018

Gabinete da Presidência

Vereador Alberto Meneguzzi

02 de abril de 2018

08h – Meneguzzi se reuniu com a equipe de assessoria da presidência e do seu gabinete para tratar da programação da semana e de outras ações que estão sendo implementadas no âmbito do Legislativo, como a conversação da Casa e os editais de licitação.

Encontro tratou sobre a reforma administrativa do Executivo – Foto Felipe Padilha

08h30 – Meneguzzi se reuniu com o chefe de gabinete da prefeitura, Júlio César Freitas da Rosa, a secretária de Recursos Humanos e Logística, Vangelisa Lorandi e a presidente da Fundação de Assistência Social (FAS), Rosana Menegotto, para tratar de assuntos referentes à reforma administrativa a ser implantada pelo Executivo e que deve passar, obrigatoriamente, pela decisão do plenário da Câmara. Participaram da reunião a presidente da Comissão do Idoso, vereadora Gladis Frizzo/PMDB e sua assessoria, além da diretora legislativa, Eliana Tedesco. Meneguzzi aconselhou a comitiva a repensar algumas das mudanças pretendidas, ou intensificar o debate com os vereadores, sobretudo com relação aos cargos ocupados por funções gratificadas (FG). Para o presidente da Câmara, o governo irá escolher servidores de sua confiança, o que não é garantia de continuidade e recuperação histórica, e não tirará o viés político da função.

Início das obras será assinado em 19 de abril – Foto Felipe Padilha

10h30 – Meneguzzi, o presidente da Comissão de Legislação Participativa e Comunitária (CLPC), vereador Adiló Didomenico (PTB), e o presidente da Associação de Moradores do Bairro Santa Fé, Joevil Reis da Silva, tiveram encontro com o secretário de Trânsito, Transportes e Mobilidade, Cristiano de Abreu Soares. Na oportunidade, Soares convidou os parlamentares e o líder comunitário para a assinatura da ordem de início das obras do trevo de acesso ao Bairro Santa Fé, na RSC-453, em 19 de abril. Os parlamentares salientaram que é uma reivindicação antiga dos moradores da região, devido a trânsito intenso e inúmeros acidentes e óbitos.

14h30 – Meneguzzi participou da reunião da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara, com a direção do Hospital Geral, sobre a situação econômico-financeira da entidade. Ficou definido que a pauta será levada ao Parlamento Regional, na reunião de 06 de abril, e será proposto um debate acerca da divisão de contas para o custeio da instituição.

Tibiriçá (e), tratou sobre projeto que versa sobre o símbolo do autismo – Foto Felipe Padilha

15h – Recepção ao coordenador da Coordenadoria de Acessibilidade da prefeitura, Tibiriçá Maineri e sua equipe, que fizeram visita de cortesia ao presidente do Legislativo e conversaram, também sobre o projeto de lei em pauta para a inserção do símbolo do autismo em supermercados e outros locais, para permitir atendimento ágil aos familiares dos autistas.

Reunião falou sobre importância do debate permanente relacionado ao HG na Câmara – Foto Felipe Padilha

16h – Reunião com o diretor-executivo da Fundação Universidade de Caxias do Sul, Gilberto Quissini e o diretor-geral do Hospital Geral, Sandro Junqueira. Os gestores pediram que Meneguzzi, como presidente da Câmara, ajude a manter sempre na pauta do Legislativo os assuntos relacionados à situação econômico-financeira da instituição.