Alberto Meneguzzi critica publicações do prefeito em redes sociais

julho 31, 2019

O vereador citou um caso específico em que Daniel Guerra afirmou economia de gastos do poder Executivo em publicidade

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) ocupou a tribuna na sessão desta quarta-feira, 31 de julho, e falou sobre as declarações do prefeito Daniel Guerra, em redes sociais. Como jornalista, o parlamentar destacou que os veículos não são perfeitos e que também erram, mas disse que quem sistematicamente ataca os profissionais de comunicação está atacando o estado de direito e se torna um álibi dos omissos.

O parlamentar destacou uma publicação do prefeito em uma rede social, em que afirma ter economizado verba em publicidade e investido em saúde e educação. O vereador Elói Frizzo (PSB) complementou que a postagem se deu após a apresentação do projeto de lei que regula a publicidade, por arte do poder Executivo.

Meneguzzi cobrou que o prefeito também publicasse nas redes sociais, onde foram investidos os valores economizados pelo Executivo. Ele ainda lamentou que um prefeito eleito de forma democrática e legítima agisse de maneira tão autoritária no trato com a população. Na ótica do socialista, a maneira mais prática de prestar contas para os caxienses é simplesmente atender a imprensa e não proibir as pessoas de fazer perguntas.

Repudiando o ataque frequente, Meneguzzi afirmou que isso é característica de um ditador. Para o vereador, a eleição de 2016 foi plebiscitária, sendo que as pessoas votaram pela mudança, sem ter consciência do candidato que estavam elegendo. Meneguzzi disse que o prefeito precisa sair da campanha eleitoral e colocar em prática o que prometeu.

O socialista ainda falou sobre um pedido de informações sobre o edital que envolve o serviço de acolhimento em família e o programa de apadrinhamento. Para ele, a diferença entre a entidade que venceu a licitação e a que ficou em segundo lugar foi muito pequena. Ele ainda destacou que um dos membros da entidade vencedora tem ligação familiar com Daniel Guerra.

Meneguzzi critica cortes na educação e reitera necessidade da mobilização dos estudantes

maio 14, 2019

Da tribuna, parlamentar também falou que prefeito, secretários e vereadores devem defender os investimentos para a educação pública

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) foi à tribuna da Câmara Municipal, na sessão desta terça-feira, 14 de maio, para criticar os cortes que o governo federal tem anunciou, nos investimentos relacionados à educação pública. Entretanto, reiterou a necessidade da mobilização dos estudantes, que devem fazer repercutir nas redes sociais e também em ações do dia a dia o seu descontentamento com a medida.

Além disso, Meneguzzi teceu críticas à postura do Executivo municipal, que não tem demonstrado preocupação diante do anúncio do governo Jair Bolsonaro (PSL), de cortar 30% do orçamento do Ministério da Educação. Ele ainda comentou que essas ações impopulares praticadas pelos políticos são aprendizados para a sociedade. “Nós temos que observar quais são as linhas oferecidas pelos candidatos quando eles se candidatam, quando eles colocam seus nomes”, salientou.

Da tribuna, ele ainda esclareceu que os boatos de que a prefeitura quer reduzir a estrutura da Secretaria do Esporte e Lazer, fazendo com que ela se torne um departamento da Secretaria Municipal da Educação passa por uma decisão política. Meneguzzi criticou, contudo, o modelo de economia que o Executivo tem feito, o que leva a interromper diversos projetos para crianças, jovens e idosos. “Têm os secretários municipais que vêm em reuniões aqui na Câmara e dizem: nós temos que 19 milhões de recursos em caixas. Como é que o senhor economizou? Economizei no Fiesporte. O Fiesporte tem sido moeda de troca desse governo. Eles dizem que diminuir o Fiesporte é economizar. É o Financiarte, o Fiesporte, enfim, isso para esse governo é economia”, apontou.

Ao final, fez mais uma crítica aos políticos que se dizem da “nova política”. De acordo com Meneguzzi, quem se diz gestor, na maioria das vezes, prejudicam a economia, o presente e o futuro da população. “Todos esses políticos que entraram com a ideia de gestor estão acabando com o esporte, com a cultura e estão acabando com a educação e eles se dizem gestores e muitos de nós aplaudimos eles. Esses são os caras novos. Então isso que sirva de aprendizado para todos nós, que a gente pense quais são os programas políticos e esses candidatos”, concluiu.

Projeto de Meneguzzi que prevê publicação de atos de pessoal no Diário Oficial Eletrônico ganha parecer constitucional

maio 7, 2019

Proposta deve seguir para apreciação do plenário da Câmara e pode se tornar lei nos próximos dias

A Comissão de Constituição, Justiça e Legislação (CCJL) da Câmara Municipal de Caxias do Sul deu parecer favorável ao Projeto de Lei 7/2019, de autoria do vereador Alberto Meneguzzi (PSB). A proposição sinaliza que somente terão validade jurídica as nomeações, exonerações, relotações, Funções Gratificadas (FGs) e trocas de padrão dos Cargos em Comissão (CCs) publicadas no Diário Oficial Eletrônico do Município.

De acordo com a proposta, o procedimento se estende aos servidores do Executivo, administração indireta, autarquias, Festa Nacional da Uva e também ao Legislativo caxiense. O parlamentar acredita que a publicação no Diário Oficial Eletrônico é mais uma forma de possibilitar ao cidadão fiscalizar o emprego dos recursos públicos. “O poder público precisa ser transparente. O recado das urnas foi claro: os cidadãos querem transparência e economia”, salienta.

Para Meneguzzi, a intenção de dar mais transparência aos atos da administração também é importante para a valorização dos servidores. Ele recorda que o Legislativo, em janeiro de 2018, também passou a disponibilizar as folhas de pagamento de todos os cargos efetivos e comissionados. “Se não há nada de ilegal, não há porque não publicar. Em âmbito federal e estadual é assim: publica-se as portarias no Diário Oficial. Transparência pela metade não é transparência”, completa.

De acordo com ele, a viabilidade constitucional da matéria é um passo importante para que ela seja analisada. A proposta deve seguir para apreciação do plenário da Câmara e pode se tornar lei nos próximos dias.

Aprovado pedido de informações de Meneguzzi sobre processo de contratação de estagiários da Prefeitura

abril 30, 2019

Vereador deve propor a realização de processo seletivo para a contratação de estagiários

Foi aprovado, na sessão plenária desta terça-feira, 30 de abril, o requerimento 62/2019, que solicita informações ao poder Executivo e à Secretaria Municipal de Recursos Humanos e Logística, sobre o regime de contratação dos estagiários da Prefeitura e suas secretarias. De autoria do vereador Alberto Meneguzzi (PSB), ele quer saber, dentre outros questionamentos, o número de estagiários que a Prefeitura possui, se há empresa responsável pelo processo seletivo e se há previsão de novas contratações, bem como o custo anual do Executivo, secretarias e do Instituto de Previdência e Assistência Municipal (IPAM).

O pedido de informações foi acolhido pela unanimidade dos parlamentares. Segundo a Lei Orgânica Municipal, o Executivo terá 30 dias para enviar as respostas ao Legislativo.

DELIBERAÇÃO SOBRE O REQUERIMENTO nº 62/2019 (votação):

ADILÓ DIDOMENICO PTB Sim

ALBERTO MENEGUZZI PSB Sim

ALCEU THOMÉ PTB Sim

ARLINDO BANDEIRA PP Sim

CLAIR DE LIMA GIRARDI PSD Sim

DENISE DA SILVA PESSÔA PT Sim

EDI CARLOS PEREIRA DE SOUZA PSB Sim

EDIO ELÓI FRIZZO PSB Sim

EDSON DA ROSA MDB Sim

ELISANDRO FIUZA PRB Sim

FELIPE GREMELMAIER MDB Sim

FLÁVIO GUIDO CASSINA PTB Presente

GLADIS FRIZZO MDB Sim

GUSTAVO LUIS TOIGO PDT Ausente

PAULA IORIS PSDB Sim

PAULO FERNANDO PERICO MDB Sim

RAFAEL BUENO PDT Sim

RENATO JOSÉ FERREIRA DE OLIVEIRA PCdoB Sim

RICARDO DANELUZ PDT Sim

RODRIGO MOREIRA BELTRÃO PT Sim

TATIANE FRIZZO SD Sim

TIBIRIÇÁ VIANNA MAINERI PRB Sim

VELOCINO JOÃO UEZ PDT Sim

Meneguzzi reencaminha sugestão de Central de Atendimento ao Cidadão ao Executivo

janeiro 3, 2019

Indicação visa reunir serviços de emprego, emissão de documentos e abertura de empresas num único espaço

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) encaminhou, nesta quinta-feira, 03 de janeiro, indicação ao Executivo para a criação da Central de Atendimento ao Cidadão. A intenção é reunir, num único espaço, órgãos que emitam Carteira de Trabalho e de Identidade, agência do Sine, posto da Junta Comercial do Rio Grande do Sul, os conselhos municipais, bem como uma unidade física do Alô Caxias e do Procon, além de outros serviços à comunidade. O parlamentar sugeriu que a repartição seja constituída junto ao complexo da Maesa.

Meneguzzi protocolou a sugestão nos meses de março e novembro de 2017 e, no entanto, não obteve resposta da administração municipal. De acordo com ele, as pessoas são obrigadas a percorrer todo o centro e arredores para acessar alguns serviços básicos. “Caxias tem mais de 500 mil habitantes e as pessoas precisam fazer uma peregrinação pelos órgãos públicos. Para fazer a Carteira de Identidade, tem de ir até São Pelegrino. Já a Carteira de Trabalho, por exemplo, é solicitada na agência do Sine”, comenta o vereador.

No documento, Meneguzzi elenca 17 serviços importantes para compor essa Central. Dentre eles estão os cursos do Sebrae e a sala do empreendedor. Postos das Receitas Federal e Estadual, da Defensoria Pública e da Central de Vagas Escolares também são reivindicados, bem como uma unidade da Farmácia Básica. “Precisamos pensar nas pessoas. E nós pensamos num espaço amplo, com vários serviços e que possibilitem aos caxienses o atendimento digno e a rapidez necessária”, conclui.

Meneguzzi divulga a prestação de contas do Legislativo caxiense em 2018

dezembro 20, 2018

Presidente da Câmara informa que o valor devolvido ao Executivo será de R$ 9,4 milhões

O presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), divulgou, nesta quinta-feira, 20 de dezembro, a prestação de contas institucional, referente ao corrente ano de 2018. O valor devolvido ao Executivo será de R$ 9.404.567,05, como resultado da gestão financeira da Casa. Com ações sustentadas na transparência, na cultura e na educação, o Legislativo caxiense atraiu a participação de cerca de 60 mil pessoas. “Procuramos fazer do Legislativo um poder transparente e acessível ao povo não apenas no discurso, mas também na prática”, enfatizou Meneguzzi.

O balanço de atividades dos últimos 12 meses registrou 129 sessões ordinárias, espaço em que são feitos pronunciamentos e apreciadas matérias legislativas, que podem virar leis e favorecer a comunidade. Foram quase 20 audiências públicas, com medidas voltadas a diversos temas, tais como: educação, saúde, turismo, cultura e desenvolvimento urbano, econômico e social. Aconteceram 45 visitas guiadas à Casa do Povo, envolvendo 1.733 pessoas, sendo, na maioria, estudantes e docentes.

A produção legislativa contabilizou mais de 180 projetos protocolados e margem superior a 1 mil indicações, com pedidos de providências a órgãos da administração pública. Em plenário, os vereadores votaram mais de 300 proposições.

A inovação também fez parte da gestão deste ano, que inaugurou uma rotina de transmissões, ao vivo, por meio de canais da Câmara nas redes sociais (Facebook e YouTube). Mais de 380 mil internautas conferiram sessões ordinárias, audiências públicas e processos licitatórios. Houve avanços no processo da Rádio Câmara Caxias do Sul, com dois relevantes encaminhamentos: a conquista do número do canal aberto (103,5 FM) e a execução do projeto técnico que já está em Brasília (DF), a fim de viabilizar a implantação de um novo veículo de comunicação institucional.

A grade da TV Câmara Caxias (canal 16 da NET) passou por reformulações, com maior integração à internet. O site (www.camaracaxias.rs.gov.br) recebeu melhorias de layout e acesso às informações. No Portal da Transparência, todas as folhas de pagamento passaram a ser abertas e detalhadas.

Além do presidente Alberto Meneguzzi, integraram a Mesa Diretora 2018 os parlamentares Ricardo Daneluz/PDT (1° vice-presidente), Flavio Cassina/PTB (2° vice-presidente), Gladis Frizzo/MDB (1ª secretária) e Renato Oliveira/PCdoB (2° secretário). Atualmente, o Legislativo caxiense é composto por 23 vereadores, num total de 12 bancadas.

Meneguzzi participa de almoço solidário de final de ano da Câmara

dezembro 11, 2018

Foram servidas mais de 50 refeições com arrecadação de alimentos não perecíveis

O presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), participou, da ação solidária da do Legislativo que movimentou o salão de festas da Casa, nesta segunda-feira, 10 de dezembro. Na oportunidade, foi realizado um almoço beneficente e foram arrecadados alimentos não perecíveis, os quais serão destinados à Campanha Natal sem Fome – Fome não é fake. O mote é coordenado pela Organização Não Governamental (ONG) Ação da Cidadania e visa arrecadar os mantimentos para distribuí-los às famílias carentes.

Ao todo, foram servidas mais de 50 refeições e as arrecadações serão repassadas integralmente à campanha beneficiada. A iniciativa foi organizada pelo setor de Relações Públicas do Parlamento e teve a presença dos vereadores Adiló Didomenico (PTB), Alceu Tomé (PTB), Edi Carlos de Souza (PSB), Ricardo Daneluz (PDT) e Velocino Uez (PDT).

Meneguzzi prestigia formatura do Projeto Pescar São José

dezembro 7, 2018

Presidente do Legislativo, que acompanhou ações da turma em 2018, ressaltou o trabalho desenvolvido pelos educadores

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) prestigiou, na noite de quinta-feira, 06 de dezembro, a formatura da 9ª e 10ª turmas do Projeto Pescar da Paróquia São José. O parlamentar compôs a mesa principal, junto aos dirigentes e educadores da unidade e, ao fazer uso da palavra, ressaltou o trabalho desenvolvido pela equipe e incentivou os 38 concluintes do curso de Iniciação Profissional em Produção Mecânica a buscarem seus sonhos e objetivos.

Ele recordou que, em maio deste ano, levou o técnico da Seleção Brasileira, Tite, para conversar com a turma. Ao longo de 2018, Meneguzzi também acompanhou as diversas atividades realizadas pelo Pescar São José e salientou a necessidade de que mais pessoas acreditem nos jovens. “Galera, não desistam dos sonhos de vocês. Sejam bons cidadãos, sejam bons trabalhadores, bons pais, boas mães, bons filhos. Quanto jovens gostariam de ter essa oportunidade e ainda não puderam ter. Que tenhamos cada vez mais gente engajada nesses trabalhos com juventude. Eu acredito nos jovens”, finalizou.

Meneguzzi recebe a visita da direção do Fátima Saúde

novembro 28, 2018

Vereador ressaltou a importância da organização de saúde, pelo investimento e empregos gerados

O presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), recebeu, na tarde desta quarta-feira, 28 de novembro, membros da direção do Fátima Saúde. Acompanhados pelo vereador Ricardo Daneluz (PDT), o diretor superintendente da operadora de saúde, Rodrigo Ramos e o sócio da instituição, professor Abrelino Vazatta, agradeceram ao Legislativo pela homenagem concedida à entidade, na passagem de suas três décadas de existência.

Na oportunidade, Ramos comentou que a homenagem, proposta por Daneluz, e entregue em 21 de novembro, incentiva o Fátima Saúde a prestar os serviços de saúde suplementar com qualidade e atendimento cada vez mais qualificadas. O professor Vazatta, por sua vez, fez memória da história de 30 anos da instituição, que sempre se preocupou com os caxienses e, sobretudo, com os trabalhadores das empesas da cidade.

Meneguzzi aproveitou o encontro para agradecer o trabalho desenvolvido e colocar a Câmara Municipal à disposição da instituição de saúde. Segundo ele, apesar de simples, a homenagem remete à importância social da organização que também investe em cultura e esporte. “É uma forma de dizer muito obrigado por tudo o que vocês representam, os empregos que geram e a coragem de investir nessa cidade”, completou.

Durante a reunião, ficou acertado que, no início de 2019, será realizada uma edição do Programa Visitas Legislativas na instituição. Nesse dia, os vereadores terão a oportunidade de conhecer a estrutura funcional do Fátima Saúde. Ao final do encontro, Meneguzzi presenteou o professor Vazatta com o livro “Democracia, Memória e Cidadania: 125 anos do Poder Legislativo em Caxias do Sul”.