Meneguzzi pede que Ministério do Trabalho realize vistoria nas obras da UPA Central

agosto 16, 2019

Parlamentar citou a demora na conclusão das reformas e a falta de transparência do Executivo sobre a situação do prédio

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) encaminhou, na tarde desta sexta-feira, 16 de agosto, ofício ao chefe da Secretaria do Trabalho e Previdência Social, antigo Ministério do Trabalho, em Caxias do Sul. No documento, o parlamentar pede que Vânius Corte realize vistoria nas obras do Pronto Atendimento 24h, que será denominado de UPA Central.

Meneguzzi justifica preocupação com a demora na entrega das obras de reforma do local, que está fechado desde outubro de 2018, bem como com as condições de trabalho de quem está executando as adequações. Além disso, cita a falta de transparência do Executivo municipal sobre a situação do prédio, sendo que não há prazo para reabertura dos serviços. Não se tem conhecimento sobre o estágio do andamento das obras e já foi negada a visita à Comissão de Saúde da Câmara, pelas secretarias municipais da Saúde e de Planejamento.

De acordo com Meneguzzi, a vistoria do Ministério do Trabalho pode ajudar o município nas questões pertinentes à finalização das obras, bem como do restabelecimento da prestação dos serviços de atendimento em saúde. “Nós, vereadores, não temos a liberação para visitar as obras e fiscalizar o uso do dinheiro público, que é nossa prerrogativa. Já pedi ao MP que intermedeie essa situação com o Executivo. Precisamos de transparência, inclusive se há condições de trabalho para que tudo fique pronto e seja seguro para a população usar a UPA Central”, explica.

Liliane Giordano recebe título de Cidadã Caxiense no Dia Mundial da Fotografia

agosto 16, 2019

Indicada por Meneguzzi, homenagem acontece na segunda-feira, 19 de agosto às 19h

A fotógrafa Liliane Giordano receberá o título de Cidadã Caxiense pelo Legislativo municipal. A matéria foi idealizada pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB) que destaca Liliane como ativista cultural e social. A homenagem acontece na segunda-feira, 19 de agosto de 2019 (Dia Mundial da Fotografia), às 19h, no plenário Deputado Nadyr Rossetti.

O parlamentar afirma que a profissional empenhou esforços em proporcionar cursos de inclusão no mercado de trabalho, entre outros. “Pelo que ela realiza, principalmente nos projetos sociais e como empreendedora é que sugeria homenagem, que foi acolhida por unanimidade dos vereadores”, frisa Meneguzzi.

Liliane nasceu em Esmeralda/RS e veio para Caxias do Sul aos 22 anos de idade. Em função de sua curiosidade sobre o funcionamento das máquinas, dedicou os estudos iniciais à informática. Tentando descobrir o que acontecia dentro de um computador, construiu uma sólida carreira de 18 anos nessa área.

Seu gosto pelo mundo da imagem não surgiu pelo resultado da fotografia em si, mas pelo que acontecia no processo, como a câmera funcionava e qual era a reação das pessoas frente a ela. E assim a mudança de área foi natural, sobretudo com o advento da fotografia digital, que permitiu a Liliane conciliar seus conhecimentos de informática com o mundo da fotografia.

A matéria destaca que ela aproveitou a criação do curso superior em Fotografia na Universidade de Caxias do Sul (UCS), um dos primeiros do Brasil, para obter graduação em 2005. Também é graduada em Tecnologia em Processamento de Dados pela UCS (1997) e possui especialização em Ciência da Computação pela UFRGS (2000).

Em 2007, iniciou a Sala de Fotografia, onde passou a dar cursos focados no processo, analisando como os estudantes reagiam às aulas e o que mudava em suas vidas. Aos poucos, isso se tornou um percurso didático, com aulas focadas na contribuição do estudante para a leitura da visualidade como um todo.

Segundo informações do documento, ao longo de sua trajetória na fotografia, foram cerca de 20 exposições individuais, 30 exposições coletivas e oito premiações. Além de diversas participações em bancas de concursos fotográficos, mais de 100 turmas no Curso de Fotografia e mais de 1 mil alunos na Sala de Fotografia.

Atualmente, Liliane busca novos horizontes para sua fotografia. Em 2018, lançou a “Liliane Giordano Arte em Roupa” que consiste na fabricação, com tiragem limitada, de peças de vestuário com estampas das fotografias feitas por ela.

Também é professora do Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG) e ministra cursos, oficinas e palestras gratuitas sobre fotografia e sua importância social. No seu trabalho comunitário e pela valorização da fotografia e da cultura caxiense, Liliane foi uma das fundadoras do Clube do Fotógrafo de Caxias do Sul. Também uma das incentivadoras e realizadoras da Semana da Fotografia de Caxias do Sul.

Fiscalização mais branda nas estradas irá aumentar número de mortes, lamenta Meneguzzi

agosto 15, 2019

Para o vereador, mudanças como a retirada de radares móveis e fixos, bem como a desconsideração da cadeirinha das crianças irão causar graves consequências

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) foi à tribuna na sessão desta quinta-feira, 15 de agosto, para criticar os discursos do presidente Jair Bolsonaro (PSL), bem como o projeto de lei protocolado pelo Planalto, para a revisão do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). De acordo com o parlamentar, as mudanças causam a flexibilização das leis, o que coloca em risco condutores e pedestres.

Para Meneguzzi, a fiscalização mais branda nas estradas e a retirada de radares fixos e móveis são graves alterações, que se juntam à desconsideração da cadeirinha das crianças no assento traseiro dos veículos. Se for aprovada, a nova lei prevê que os pais que não utilizarem o dispositivo para o transporte de crianças de zero a seis anos sejam advertidos em vez de multados, como acontece hoje.

Para exemplificar, o parlamentar disse, em 2018, foram 33 acidentes com morte na cidade e de janeiro de 2019 até esta quinta-feira, 38 pessoas vieram a óbito no trânsito de Caxias do Sul. “Educação de trânsito é para criança, nas escolas e tem que cada vez mais se investir nisso para crianças e para jovens. O cidadão que já tem uma carteira, o cidadão que já dirige, precisa ser multado se ele infringir a lei”, considerou.

Ainda de acordo com o parlamentar, o limite de pontuação da CNH passar de 20 para 40 pontos e a renovação de cinco para 10 anos são demandas políticas, que não levam em conta pareceres técnicos de quem construiu a legislação de trânsito ao longo de várias décadas. “Até o exame toxicológico que deveria ser aprimorado, está se flexibilizando. Sobre os idosos, quer dizer de dois anos e meio para cinco anos, aí não é só uma questão técnica, é questão médica, não só políticas”, completou.

 

Confira as vagas do Sine Caxias para esta sexta-feira, 16 de agosto

agosto 15, 2019

VAGAS SINE CAXIAS DO SUL – 16/08/2019

ATENDENTE DE LOJA
AGENTE DE PORTARIA
ALMOXARIFADO
AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO
AUXILIAR DE LIMPEZA
AUXILIAR DE COZINHA
CHAPEADOR
CHAPEIRO
CONSULTOR DE VENDAS
COSTUREIRA DE MÁQUINA OVERLOQUE
COSTUREIRA
COZINHEIRO
DENTISTA
EDUCADOR INFANTIL
ESTOFADOR DE MÓVEIS
ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL
ENCANADOR
ESTOFADOR
FRENTISTA PCD
FRESADOR
INSPETOR DE QUALIDADE
LABORATORISTA D4E ENSAIOS QUÍMICOS
MATRIZEIRO
MARCENEIRO
MONTADOR SOLDADOR
MECÂNICO DE MANUTENÇÃO DE AUTOMÓVEIS
OPERADOR DE EMPILHADEIRA
OPERADOR DE CAIXA
OPERADOR DE EXTRUSORA
OPERADOR DE ELETROEROSÃO
OPERADOR DE INJETORA DE PLÁSTICO
OPERADOR DE MÁQUINA
POLIDOR DE METAIS
PREPARADOR DE TORNO REVÓLVER
PROGRAMADOR DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
PROMOTOR DE VENDAS
PUBLICITÁRIO
RECEPCIONISTA
SOLDADOR
SERRALHEIRO
TORNEIRO CNC
TÉCNICO ELETRÔNICO
TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO
VENDEDOR DE COMÉRCIO
VENDEDOR PRACISTA
VENDEDOR INTERNO

OBS. AS VAGAS ACIMA ESTARÃO DISPONÍVEIS DE ACORDO COM O NÚMERO DE CANDIDATOS SOLICITADOS PELO EMPREGADOR.

PCD VAGAS EXCLUSIVAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA (COM LAUDO MÉDICO)

Meneguzzi destaca premiação da Metadados, como uma das melhores empresas para se trabalhar

agosto 15, 2019

Parlamentar homenageou a empresa que nasceu em Caxias e atua em diversas partes do Brasil

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) parabenizou, na manhã desta quinta-feira, 15 de agosto, a Metadados Assessoria e Sistemas. Pela segunda vez, a empresa caxiense foi considerada uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil. O anúncio do prêmio Great Place to Work (GPTW), padrão de excelência para a definição dos ambientes de trabalho de destaque, ocorreu nesta segunda-feira, dia 12 de agosto, no Espaço das Américas em São Paulo. A marca especializada na oferta de soluções tecnológicas e serviços para a gestão de Recursos Humanos conquistou a 26ª posição na categoria médias empresas (de 100 a 999 colaboradores).

A empresa tem 191 colaboradores e três unidades, em Caxias do Sul, Porto Alegre e em Barueri, além de uma gama de mais de 1.200 clientes. “É uma empresa que nos orgulha, uma empresa caxiense e como é bom esses servidores, esses funcionários tendo essa vontade de trabalhar numa empresa que oferece todas as condições possíveis, todo ambiente possível para que os seus servidores façam o melhor e por essa razão que foi escolhido uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil”, salientou Meneguzzi.

Meneguzzi é favorável a abertura de CPI da Saúde em Caxias do Sul

agosto 15, 2019

Bancada do PSB acredita que é necessário investigar problemas administrativos e estruturais da gestão municipal

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) se posicionou de forma favorável a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar problemas relacionados à saúde pública de Caxias do Sul. Durante a sessão ordinária desta quinta-feira, 15 de agosto, ele foi à tribuna, no espaço do Grande Expediente, onde citou a sobrecarga de trabalho dos funcionários da UPA Zona Norte e o mau atendimento, bem como a falta de transparência sobre as obras na UPA Central.

Da tribuna, Meneguzzi revelou que as duas organizações que concorrem no certame para administrar a UPA Central, antigo Pronto Atendimento 24h, registram problemas e autos de infração nas unidades que dirigem em diversas partes do Brasil. São mais de 200 multas aplicadas pelo Ministério do Trabalho, atual Secretaria Especial do Trabalho e Previdência, às empresas Pró-Saúde e Insaúde.

A CPI é uma proposição da bancada do Partido Socialista Brasileiro (PSB), para que se investiguem problemas administrativos e estruturais da gestão municipal. Meneguzzi recordou que o orçamento da saúde em Caxias do Sul gira próximo dos R$ 500 milhões anuais e que, por isso, é necessário fiscalizar o bom uso dos recursos públicos “Está na hora de a gente ir mais a fundo na investigação desses recursos, dessas empresas e das ações desse governo na área da saúde”, apontou.

Para ser instaurada, a CPI precisa ter a anuência de um terço dos parlamentares, ou seja, de oito vereadores.

Meneguzzi reitera posição contra terceirização da UPA Central

agosto 14, 2019

Durante a sessão ordinária, o vereador citou que as organizações que concorrem no certame já possuem problemas com a justiça em diversas partes do Brasil

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) reiterou seu posicionamento contrário à gestão compartilhada na UPA Central, antigo Pronto Atendimento 24h, em Caxias. Durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 14 de agosto, ele citou que as organizações que concorrem ao certame já têm problemas com a justiça em diversas partes do país. O parlamentar defende que os serviços de saúde pública sejam realizados por servidores de carreira, já que a terceirização já tem dado problemas muito sérios na UPA Zona Norte.

Ele explicou ainda a importância do pedido que fez, em conjunto com o vereador Kiko Girardi (PSD) ao Ministério Público Estadual, para poderem realizar uma visita às obras da UPA Central, uma vez que a fiscalização é função dos vereadores e o Executivo não tem permitido essa vistoria. “Espero que o Ministério Público nos dê uma resposta rápida, porque tudo tem parado no Ministério Público, e a gente não vê a contrapartida, a gente não vê as respostas rápidas do Ministério Público. Nós queremos saber como é que estão essas obras, em que pé andam, o que foi feito, porque tem dinheiro público ali”, salientou Meneguzzi.

 

Meneguzzi e Kiko Girardi pedem que MP intermedeie visita às obras na UPA Central

agosto 13, 2019

Documento endereçado à promotora Adriana Chesani sugere que o Ministério Público também acompanhe a vistoria

Os vereadores Alberto Meneguzzi (PSB) e Kiko Girardi (PSD) protocolaram, na tarde desta terça-feira, 13 de agosto, ofício no Ministério Público Estadual, solicitando que o órgão intermedeie a visita dos parlamentares às obras da UPA Central. No documento, endereçado à promotora Adriana Chesani, é sugerido que o MP acompanhe a vistoria.

Meneguzzi e Kiko justificam que estão preocupados com os serviços de atendimento de saúde de Caxias do Sul, porque a UPA Zona Norte não tem dado conta de todas as demandas e o plano de contingenciamento anunciado pela prefeitura para o inverno apresenta falhas. Além disso, o Pronto Atendimento 24h, que passará a se chamar UPA Central, está fechado e sem prazo para reabertura. Não se tem conhecimento sobre o estágio do andamento das obras e já foi negada a visita à Comissão de Saúde da Câmara, pelas secretarias municipais da Saúde e de Planejamento.

De acordo com Meneguzzi, a visita se faz necessária para ver o andamento da reforma, bem como tirar dúvidas sobre a gestão compartilhada e licitações da UPA Central. “Já que não há uma liberação por parte da prefeitura para as visitas e não foram cumpridos os prazos que era de abertura ate abril e também não há garantia que vai abrir até o fim de 2019, precisamos saber o que está acontecendo e como está acontecendo”, explica.

Projeto Ser Mulher é apresentado na tribuna da Câmara caxiense, por meio de espaço intermediado por Meneguzzi

agosto 13, 2019

A representante Juliana Pletsch convidou para o evento promovido pelo grupo

Na sessão ordinária desta terça-feira, 13 de agosto, ocupou a tribuna do Legislativo caxiense a representante do grupo Ser Mulher, Juliana Pletsch. O objetivo da manifestação, feita por meio do gabinete do vereador Alberto Meneguzzi (PSB), foi apresentar o projeto aos vereadores e à comunidade. O Projeto Ser Mulher surgiu a partir da vivência de Juliana enquanto empreendedora. Segundo ela, que é formada em Medicina Veterinária, gerir seu próprio negócio se torna um desafio quando não se tem o conhecimento necessário. “Eu me vi em outras mulheres, cheias de habilidades e potenciais, mas que esses potenciais e habilidades precisavam ser sentidos de dentro para fora”, explicou.

A ideia, segundo Juliana, é fundamentada por três pilares: o desenvolvimento humano, a promoção do voluntariado e o fomento ao empreendedorismo. “Esse projeto também é um fomentador de arte e cultura, do pensamento crítico e reflexivo”, destacou. A cada dois meses, o grupo realiza um evento com palestras e debates. No intervalo entre cada evento, são realizadas ações com entidades parceiras. O próximo será neste sábado, 16 de fevereiro, das 13h às 17h30, no edifício Comercial Montaury (Rua Dr. Montaury, 2090), em Caxias do Sul. É exclusivo para mulheres.

Mais informações e inscrições pelo site: https://www.sympla.com.br/7-evento-do-projeto-ser-mulher__476330?s_src=443572

Meneguzzi saúda Hospital Pompéia pelos 106 anos de serviços prestados à comunidade

agosto 12, 2019

Atualmente, 60% dos seus 296 leitos são destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS); Instituição também é referência de traumatologia e cardiologia para a Serra Gaúcha

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) saúda o Hospital Pompéia pela passagem dos seus 106 anos, nesta segunda-feira, 12 de agosto. A instituição foi fundada, em 1913, pelo grupo de voluntárias Pio Sodalício das Damas de Caridade. Atualmente, a instituição é dirigida por Francisco Ferrer, com o apoio das Damas de Caridade. O estabelecimento foi construído com o apoio financeiro da comunidade. Por isso, os princípios da história do estabelecimento são focados na caridade, na solidariedade e no amor ao próximo.

O Hospital Pompéia, atualmente, disponibiliza 296 leitos, dos quais 60% são destinados ao sistema público de saúde. São cerca de 1.150 cirurgias de média e grande complexidades e 1300 internações mensais. Além disso, 98% do atendimento ambulatorial do Pompéia é pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A instituição conta com 1.500 colaboradores e três centros de saúde especializados para o atendimento de doenças crônicas: Instituto de Nefrologia (Innefro), Instituto do Câncer (Incan) e o Instituto de Cardiologia (Incardio).

Para marcar a data, o Pompéia vai realizar uma ação social no pátio do Hospital, onde os alunos da Escola de Saúde farão medição de pressão arterial e aplicação de testes de glicose. O grupo também vai oferecer orientações de saúde a população, além de uma série de atrações de lazer, como espaço para as crianças realizarem pinturas e atividades desenvolvidas pelos voluntários do Espanta Dodói. “Parabéns ao nosso Pompéia, parabéns à comunidade de Caxias. Eu luto por investimentos e pela saúde de qualidade. Luto para que a verba para a saúde seja ainda maior”, salienta Meneguzzi.