Meneguzzi Nenhum comentário

Vereador ressalta irregularidades do IGH e contratação do InSaúde

Alberto Meneguzzi/PSB considera grave a denúncia apresentada pelo presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS), Alexandre Silva, na sessão legislativa desta quarta-feira (04). Diante disso, o parlamentar acredita ser indispensável investigar cada detalhe do contrato do Instituto de Gestão e Humanização (IGH) com a UPA Zona Norte. Ele ressaltou também a necessidade de averiguar o contrato do Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão em Saúde (InSaúde) com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para a gestão compartilhada da nova UPA Central.

De acordo com Meneguzzi, é preciso analisar com atenção o edital de licitação. “Nós precisamos fazer uma investigação profunda na área da saúde e ela independe de prefeito. Falamos várias vezes em CPI. Talvez neste momento, em função até de todo esse processo de impeachment, não venha, mas ela precisa ser amadurecida. Quem assumir a prefeitura, se for o caso, que continue investigando. Que traga à luz todo esse processo da área da saúde porque nós estamos denunciando várias irregularidades aqui desde o início deste governo,” ressalta.

O parlamentar destaca que com todas essas questões que foram trazidas pelo presidente do Conselho Municipal de Saúde, fica difícil acreditar que a UPA Central será inaugurada no dia 14 de dezembro. “Eu vou continuar firme. A minha postura em relação à saúde vai continuar sendo de investigação e de apontar problemas e soluções, independente de qual seja o prefeito, de qual partido esteja lá,” concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *