“Viver e não ter a vergonha de ser feliz” reúne mais de 200 participantes

novembro 29, 2019

Sétima edição do evento uniu arte e confraternização

Na noite desta quinta-feira (28), o vereador Alberto Meneguzzi/PSB participou do evento “Viver e não ter a vergonha de ser feliz”, realizado no salão da Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes. A atividade foi alusiva ao Dia Nacional de Ação de Graças e foi inspirado no programa Turma da Alegria, que Meneguzzi apresentava na Rádio São Francisco AM.

A sétima edição do bate papo teve como palestrantes a integrante da Congregação Irmãs de São José, irmã Apolonia Sulenta; Márcia Benin, Pablo Carlotto e o padre Renato Ariotti. Os convidados conduziram a palestra com palavras de otimismo, alegria, momentos de muita reflexão. Teve música, oração e agradecimento. O bate papo reuniu mais de 200 pessoas de diferentes idades. Adultos, crianças, idosos, participaram e dividiram momentos de grandes aprendizado.

No momento destinado à arte, houve a apresentação do Coral Vozes de Lourdes e do Grupo Girotondo, que tomou conta do espaço levando energia em forma de música. O tradicionalismo foi representado pela declamadora Romila Amaral. A festividade faz parte do calendário de eventos da Paróquia de Lourdes.

Foram momentos de alegria, aprendizado, troca de experiências,descontração, confraternização e, principalmente, de louvor à vida. Esse bem que Deus nos concedeu para praticarmos o amor ao próximo, a caridade e evoluirmos como seres humanos”, avaliou Meneguzzi.

Meneguzzi pede informações sobre acessibilidade no transporte individual de passageiros

novembro 29, 2019

Vereador questiona adaptação de táxis e veículos da Uber e outros aplicativos

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB protocolou, nesta sexta-feira (29), um pedido de informações à Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMTTM) sobre as condições de acessibilidade dos táxis e veículos que trabalham em transporte individual de passageiros por aplicativos em Caxias do Sul. A finalidade é verificar se o Município cumpre a Lei nr. 10.098/2000, mais conhecida como Lei da Acessibilidade. A legislação regulamenta a acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida nestes dois tipos de transporte.

A acessibilidade nesta modalidade de transporte também está prevista no Art. 51 da Lei Federal 13.146/2015 – Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência): “As frotas de empresas de táxi devem reservar 10% de seus veículos acessíveis à pessoa com deficiência”.

No requerimento, o parlamentar questiona se as leis municipais que regulamentam as duas modalidades deste serviço instituem a acessibilidade nos veículos, as condições estabelecidas nas duas legislações e o número de veículos adaptados que circulam atualmente no Município. Além disso, qual a forma de fiscalização realizada pelo Executivo com relação ao cumprimento das exigências legais.

A legislação impõe ao poder público, neste caso, o Executivo de Caxias, a responsabilidade de adotar as medidas para o cumprimento desta lei. É importante que se discuta esta questão, principalmente agora, com a Semana Municipal de Acessibilidade e Inclusão, promovida pelo Município. Temos uma Coordenadoria Municipal de Acessibilidade e nem mesmo o prédio da Prefeitura tem, ao seu redor, piso podotátil para o acesso de deficientes visuais”, afirma Meneguzzi.

Legislativo aprova questionamentos sobre saúde e segurança nas rodovias

novembro 28, 2019

Vereador quer esclarecimentos sobre falta de medicamentos e policiamento nas estradas da região

O plenário da Câmara de Vereadores aprovou, na sessão desta quinta-feira (28), dois pedidos de informação de autoria do vereador Alberto Meneguzzi/PSB. São documentos destinados ao Executivo municipal e à Polícia Rodoviária Estadual.

No primeiro documento, o parlamentar solicita esclarecimentos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) sobre a falta de medicamentos nas quatro farmácias administradas pelo Município. O pedido se deve a várias denúncias recebidas por Meneguzzi, sobre a falta de medicamentos nas farmácias Básica, Especializada, Territorial do Esplanada e do Componente Estratégico. No documento, o vereador questiona os medicamentos em falta, a previsão de regularização e quantos processos judiciais o Município responde tendo em vista o problema, entre outros quesitos.

A falta de remédios prejudica os pacientes que dependem do Município para fazer o tratamento. A maior parte dessas pessoas não tem dinheiro para comprar os medicamentos, cujo valor é bastante alto rede particular. Até remédios de uso contínuo, como a Insulina, estão em falta. Este fato demonstra a falta de planejamento e gestão da saúde pública de Caxias”, salienta.

VERANEIO

Em documento que será enviado ao 3º Comando Rodoviário da Brigada Militar, com sede em Bento Gonçalves, Alberto Meneguzzi solicita informações sobre a fiscalização no trecho da RSC-453 (Rota do Sol) e ERS-122. O parlamentar está preocupado com recentes informações veiculadas na mídia de Caxias, de que os controladores de velocidade (pardais) nas rodovias estaduais somente serão reinstalados depois do veraneio. Tendo em vista as informações da imprensa, Meneguzzi questiona o atual número de pardais que estarão em funcionamento durante o veraneio, o efetivo em serviço e se haverá incremento e/ou redução de policiais em serviço, entre outras perguntas.

Nesta época do ano aumenta bastante o movimento nas estradas estaduais da região. Os pardais são importantes instrumentos de controle e redução de velocidade. Além disso, é importante que haja incremento de policiais patrulhando as estradas. Muitas delas estão sem manutenção, o que facilita a ocorrência de acidentes”, acredita Meneguzzi.

Ouça a notícia em podcast

Meneguzzi questiona o Executivo sobre autorização de eventos em espaços públicos

novembro 28, 2019

Parlamentar reitera necessidade de mais esclarecimentos sobre o decreto municipal

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB protocolou nesta quinta-feira (28), um pedido de informações ao Executivo sobre os processos de autorização de eventos temporários em espaços públicos e privados em Caxias do Sul. O requerimento se refere ao Decreto Municipal nr. 19.736/2018. O objetivo do parlamentar é esclarecer dúvidas sobre a aplicação da referida legislação.

Segundo Meneguzzi, a adequação das normas, ocorrida no ano passado, tem causado polêmica em sua interpretação por parte do Executivo. “As alterações estão refletindo, inclusive, na vida política do Município”, avalia. Um dos reflexos está contido em uma das denúncias de impeachment do prefeito Daniel Guerra, em fase de investigação pela Câmara de Vereadores.

Nos depoimentos dos secretários de Urbanismo, Mirangela Rossi, e de Cultura, Joelmir da Silva Neto, à Comissão Processante, nesta semana, ficou evidenciado que o próprio Executivo não se entende, na avaliação dos processos. As informações servirão para avaliar os motivos que levaram à negativa dos pedidos”, reforça Meneguzzi.

QUESTIONAMENTOS:

1. Quantos processos de autorização de eventos foram protocolados na SMU, em 2019?

2. Quais pedidos foram autorizados no mesmo período?

3. Por quais motivos os processos foram negados?

4. Para que outras secretarias e órgãos foram solicitados pareceres com relação aos processos negados? Quais os pareceres apresentados?

 

Ouça a notícia em podcast

 

Meneguzzi contesta postura do Executivo na inclusão de Caxias na Rota das Cervejarias

novembro 27, 2019

Parlamentar critica tentativa do prefeito de se apoderar da articulação

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB se manifestou, na sessão desta quarta-feira (27), contra a tentativa do Executivo em assumir a paternidade da mobilização que levou à inclusão de Caxias do Sul e Farroupilha, na Rota das Cervejarias Artesanais do Estado. A matéria foi aprovada na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (26). O projeto de lei é de autoria do deputado estadual Elton Weber/PSB e foi assinada também pelos colegas Carlos Búrigo/MDB e Fran Somensi/Republicanos.

Na tribuna da Câmara, Meneguzzi repercutiu notícia enviada à imprensa e publicada no site da Prefeitura de Caxias. Na manhã desta quarta-feira, a assessoria de comunicação do Executivo informou que o prefeito Daniel Guerra é o autor da iniciativa que levou a reivindicação dos cervejeiros ao parlamento estadual, por meio do projeto de lei aprovado por unanimidade.

O parlamentar criticou o Executivo, afirmando que o prefeito aproveitou o momento para se vangloriar da aprovação da matéria, como se ele fosse o autor da ideia. “Esta é uma vitória da cidade, da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e da população. Destaco a importância do trabalho do deputado estadual Elton e dos deputados Búrigo e Fran Somensi. Este é um exemplo de trabalho em conjunto. Precisamos unir forças, independente da ideologia. É importante que a cidade cresça e tenha outras matrizes econômicas, como é o caso da Rota Cervejeira”, concluiu Meneguzzi.

Ouça a notícia em podcast

 

 

Meneguzzi comemora inclusão de Caxias e Farroupilha na Rota das Cervejarias

novembro 26, 2019

A reivindicação dos cervejeiros foi articulada desde 2017 pelo vereador Alberto Meneguzzi e o deputado Elton Weber

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB comemora a aprovação pela Assembleia Legislativa do Estado, nesta terça-feira (26), do projeto de lei que inclui Caxias do Sul e Farroupilha na Rota das Cervejarias Artesanais. A matéria é de autoria do deputado estadual Elton Weber/PSB e foi aprovada por unanimidade do plenário (48 a zero). O município de São José do Hortêncio também foi beneficiado.

Caxias do Sul é a terceira maior cidade do Brasil, em número de cervejarias artesanais, com 16 empresas e mais de 100 produtores caseiros. Os dois maiores produtores são Porto Alegre e Nova Lima (MG). A reivindicação inicial foi da Associação dos Produtores de Cerveja da Serra Gaúcha (Aprocerva/Serra), em 2017. Naquela época, Meneguzzi começou uma articulação, que envolveu a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC Caxias). A proposta foi aceita pelo deputado Elton, que protocolou o projeto no parlamento estadual.

A primeira reunião com Elton Weber e os representantes da Aprocerva sobre a proposta ocorreu no dia 9 de fevereiro de 2018, quando Meneguzzi era presidente da Câmara de Vereadores (foto). “Foram dois anos entre a construção e a aprovação da proposta. Um trabalho realizado pelo meu gabinete, que envolveu a articulação com o empresariado local, por meio da CIC Caxias, e os políticos da região. Acredito que a decisão unânime dos deputados estaduais irá refletir no desenvolvimento de Caxias e região, pela diversificação da matriz produtiva. Além disso, fomentando o setor de turismo, que é uma área que se apresenta bastante carente neste momento político de Caxias”, ressalta Meneguzzi.

De acordo com Elton Weber, os municípios possuem uma atividade fortemente cervejeira e se beneficiarão com a medida. “Ficamos bastante satisfeitos com a aprovação. Região tradicionalmente conhecida pela produção de vinhos, a Serra agora começa a se consolidar também como um dos principais polos cervejeiros do Brasil. Ressalto a parceria do vereador Alberto Meneguzzi, que sugeriu a inclusão de Caxias na Rota”, salientou Weber.

Legislativo de Caxias prestigia entrega do Prêmio ARI Serra Gaúcha

novembro 25, 2019

Destaques da imprensa foram homenageados pela entidade e CIC Caxias

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB representou a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, na reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), nesta segunda-feira (25), quando ocorreu a entrega do 12º Troféu ARI Serra Gaúcha. A realização foi da Associação Riograndense de Imprensa (ARI) – Seccional Serra Gaúcha e da CIC Caxias.

É uma forma de homenagem a todos aqueles que fazem um jornalismo sério, que lutam pela liberdade de expressão; os relações públicas que trabalham nas mais diferentes áreas e aos publicitários. Momento que representa um pedido de socorro, porque vivemos tempos bastante obscuros, também na área da comunicação. Nunca vivemos numa crise tão grande nesta área, com cobrança por parte da sociedade e pelo cerceamento da liberdade de imprensa. É importante para refletirmos sobre as fake news, a produção de conteúdo e o rumo dos comunicadores”, ressaltou.

Meneguzzi lamentou a falta de representatividade do Executivo de Caxias no evento. “Isso demonstra o desrespeito que o prefeito tem com a imprensa e com os profissionais de comunicação do município. Além disso, desmereceu a ARI, como uma entidade de classe comprometida com a seriedade, a ética e a defesa dos princípios democráticos”, salientou o parlamentar.

O evento contou com a presença do presidente da ARI, Luiz Adolfo Lino de Souza. Este ano, o troféu foi entregue para Marcos Fernando Kirst (Jornalismo Digital e Impresso), Juares Franco (Jornalismo Audiovisual), Celso Sgorla (Radiojornalismo), Lucinara Masiero (Assessoria de Imprensa), Gilmar Gomes (Imagem), Jomba Salim (Propaganda e Marketing), Neide Tomazzoni Michelon (Relações Públicas) e Guiomar Chies (Contribuição à Comunicação). A categoria Destaque Nacional ficou para o editor da Revista IstoÉ, Luís Antônio Giron, que palestrou sobre o tema “As redes sociais mataram a verdade?”.

Ouça a notícia em podcast

Programa proposto por Meneguzzi deverá incentivar o primeiro emprego

novembro 25, 2019

O objetivo é proporcionar a abertura de vagas e a capacitação profissional para os jovens

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de julho a setembro deste ano (3º trimestre), o Rio Grande do Sul atingiu a marca de 106 mil pessoas economicamente ativas, fora do mercado formal de trabalho há mais de dois anos. Eles representam 17,8% do total de desempregados: 540 mil trabalhadores. Entre eles, a maioria são jovens entre 18 e 24 anos. Uma grande parcela deles busca a primeira oportunidade de emprego com carteira assinada.

A situação do desemprego na juventude preocupa o vereador Alberto Meneguzzi/PSB. Ele é o autor de um projeto de lei, protocolado em 2017, que cria o Programa Municipal do Primeiro Emprego. A finalidade é instituir uma forma de incentivo à contratação de jovens entre 15 e 29 anos, mediante um incentivo fiscal por parte do Executivo. Conforme a proposta, as empresas de pequeno, médio e grande porte, que aderirem ao Programa, terão uma redução na alíquota do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), hoje fixada em 2%.

Segundo Meneguzzi, o Executivo precisa fazer a sua parte na promoção do emprego e da capacitação profissional dos jovens. “Cabe ao poder público a adoção de políticas voltadas à promoção do estágio, aprendizagem e trabalho para a juventude, bem como o apoio ao jovem trabalhador com deficiência, concedendo benefícios aos empresários que tornem atrativa a absorção dessa mão de obra proveniente da parcela jovem da sociedade”, ressalta.

A matéria foi assinada pelos colegas de bancada, Edi Carlos Pereira de Souza e Eloi Frizzo, como apoiadores. O texto tramita na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Finanças e Fiscalização Orçamentária e ainda passará pela Comissão de Direitos Humanos.

Ouça a notícia em podcast

Projeto que inclui Caxias na Rota das Cervejarias será votado nesta terça-feira

novembro 25, 2019

Matéria encaminhada por Meneguzzi também beneficia Farroupilha

O projeto de lei que altera a Lei 15.098/18, que instituiu a Região das Cervejarias Artesanais no Estado, incluindo os municípios de Caxias do Sul e Farroupilha, será votado na sessão desta terça-feira (26), na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre. A matéria estava na pauta da semana passada, mas não chegou a ser votada por falta de quórum. O projeto é de autoria do deputado estadual Elton Weber/PSB, que confirmou a entrada na pauta de votação ao vereador Alberto Meneguzzi/PSB, na manhã desta segunda-feira (25). A proposição também foi assinada pelos deputados Carlos Búrigo/MDB e Fran Somensi/Republicanos.

A articulação pela inclusão dos dois municípios na Rota começou há dois anos, quando Alberto Meneguzzi encaminhou a reivindicação da Associação dos Produtores de Cerveja da Serra Gaúcha (Aprocerva/Serra). A proposta foi referendada pela diretoria da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC Caxias).

A expectativa é de que o projeto seja aprovado nesta terça-feira. A aprovação dele deverá promover o desenvolvimento das cervejarias dos dois municípios, gerando mais empregos e novas fontes de turismo, pois Caxias é a terceira maior cidade do país em número de cervejarias. São 14 empresas artesanais e mais de 100 produtores caseiros”, ressalta o parlamentar.

Ouça a notícia em podcast

Meneguzzi questiona o Executivo sobre a falta de medicamentos

novembro 22, 2019

Parlamentar pede esclarecimentos referentes a denúncias de pacientes que aguardam a entrega dos remédios

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB protocolou, nesta sexta-feira (22), um pedido de informações ao Executivo sobre a falta de medicamentos nas quatro farmácias administradas pelo Município de Caxias do Sul. São cinco questões onde o parlamentar pretende esclarecer informações sobre a falta de remédios nas unidades.

O Gabinete de Meneguzzi recebeu várias denúncias de cidadãos sobre a falta de medicamentos nas farmácias Básica, Especializada, Territorial do Esplanada e de Componente Estratégico. Os órgãos são administrados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS)

Segundo Meneguzzi, o fato prejudica os pacientes que dependem da rede pública de saúde para fazer tratamento médico. “Há informações de que estão faltando até mesmo remédios de uso contínuo, como por exemplo, a insulina. Esta situação demonstra a falta de planejamento e de responsabilidade do Executivo para com os pacientes e a morosidade nas licitações de medicamentos”, conclui. O documento deverá ser votado na próxima semana.

QUESTIONAMENTOS:

1. Quais os medicamentos em falta nas quatro farmácias?

2. Desde quando cada medicamentos listado está em falta?

3. Qual a previsão de regularização de cada produto?

4. Qual a orientação da Secretaria de Saúde para os pacientes?

5. Quantos processos de judicialização de medicamentos o Município responde?

Ouça a notícia em podcast