Após pedido de Meneguzzi, ARI Serra Gaúcha repudia manifestação do prefeito Guerra

fevereiro 27, 2019

Entidade que representa empresas de comunicação ressaltou que irá pedirá para MP investigar a publicação

A Associação Riograndense de Imprensa – Seccional Serra (ARI Serra) emitiu nota oficial, na tarde desta quarta-feira, 27 de fevereiro, na qual repudia a manifestação do prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra (PRB), em suas redes sociais, onde deprecia a imprensa e diz que a “mamata” acabou. A medida se deu após o pedido do vereador Alberto Meneguzzi (PSB), na sessão do último dia 20 de fevereiro e reiterada na plenária da terça-feira, 26.

Na sessão ordinária da Câmara Municipal da manhã desta quarta-feira, 27 de fevereiro, o representante do Sindicatos dos Jornalistas Profissionais do RS, Roberto Carlos Dias, esteve no plenário da Casa e destacou que a publicação de Guerra afronta e agride o livre exercício da profissão, sugerindo censura e cerceamento por parte do chefe do Executivo. Segundo o dirigente, o jornalista tem direito e dever de tornar públicas informações positivas ou negativas sobre qualquer administração, a fim de alertar a comunidade.

Confira a nota da ARI Serra Gaúcha

NOTA DE REPÚDIO

A Associação Riograndense de Imprensa – ARI Serra Gaúcha repudia a manifestação do prefeito de Caxias do Sul no último dia 20. Em postagem em sua rede social, Daniel Guerra escreveu, em referência a um texto que circulava, sem autoria esclarecida: “Se a imprensa grita contra? É sinal de que é bom….”. E completou: “Com a gente aqui a mamata deles também acabou. Imperdível o texto, igual ao que ocorre em Caxias!”.

A seccional local da ARI solicita que o chefe do Executivo se retrate. A entidade também encaminhará ao Ministério Público a manifestação do prefeito e pedirá investigação sobre a referida “mamata”. A ARI Serra desconhece qualquer tipo de beneficiamento e entende que, se é do conhecimento do prefeito qualquer ilegalidade, é obrigação do mesmo denunciar ao MP e cobrar investigação. Havendo culpados, devem ser responsabilizados. Em não havendo, a responsabilidade recai sobre o prefeito. A generalização macula o nome de todos da imprensa, o que é inaceitável, visto o valoroso trabalho prestado, conforme a história e o dia a dia comprovam.

A ARI Serra esclarece à sociedade que a postura hostil de políticos à imprensa nada mais é do que a intenção de tirar o foco da fiscalização sobre o poder público, um dever inerente à profissão jornalística. Essas atitudes não nos impedirão de levar ao conhecimento do público os fatos, papel fundamental que cumprimos honradamente à democracia e à sociedade.

Associação Riograndense de Imprensa – ARI Serra Gaúcha

 

Confira a manifestação do Sindicato dos Jornalistas

Meneguzzi participa de painel e formação sobre Fraternidade e Políticas Públicas

fevereiro 26, 2019

Café & Debate abordou a temática da Campanha da Fraternidade 2019, promovida pela Igreja Católica

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) participou, na manhã do último sábado, 23 de fevereiro, do projeto Café & Debate, promovido pela Paulus Livraria. O painel tratou da temática da Campanha da Fraternidade 2019: Fraternidade e Políticas Públicas. A atividade teve a assessoria do presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica) e contou com a presença de dezenas de catequistas e lideranças da Igreja Católica.

De acordo com Meneguzzi, a Igreja Católica do Brasil cumpre seu papel social ao propor discussões sobre o acesso dos cidadãos às políticas e direitos que lhes são garantidos. “Para mim, como católico, catequista e também vereador, fica a mensagem de que precisamos ajudar as pessoas a refletirem e não se acomodarem. Ao contrário, precisam propor caminhos, sugerir ideias para que a sociedade caminhe para o bem-estar. Jesus nos ensina a pensar e também nos mostra a importância de não nos conformarmos com as condições impostas e sempre buscar o melhor para todos”, salienta.

A Campanha da Fraternidade 2019 terá sua abertura oficial no dia 06 de março, Quarta-feira de Cinzas e início da Quaresma em toda a Igreja.

Meneguzzi pede que Procon fiscalize operadora de TV por assinatura e puna falta da prestação do serviço

fevereiro 25, 2019

Parlamentar também enviou ofício à comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor da Assembleia Legislativa para que assunto seja colocado em pauta

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) enviou ofício ao Procon de Caxias do Sul, nesta segunda-feira, 25 de fevereiro, no qual relata problemas de usuários da operadora de TV por assinatura NET. Segundo as informações recebidas pelo parlamentar, desde a tarde de domingo, 24 de fevereiro, grande parte dos clientes da empresa estão sem a geração do sinal dos canais para a televisão. O serviço ainda não havia sido restabelecido até às 8h30 desta segunda.

No documento, Meneguzzi ressalta que não são raros os problemas com os serviços de telefone, internet e TV a cabo.  Além disso, ressaltou que a operadora NET sequer veio a público para explicar a seus clientes sobre os motivos do ocorrido e previsão de tempo de conserto. Por isso, pediu que a operadora seja notificada e obrigada a ressarcir seus clientes pelo tempo em que o sinal ficou interrompido.

Meneguzzi também encaminhou documento à comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor da Assembleia Legislativa. O colegiado é presidido pelo deputado Elton Weber (PSB). O vereador pede que o assunto seja colocado em pauta e discutido nas reuniões do grupo. “Os direitos do consumidor precisam ser respeitados e defendidos. Esse é o meu objetivo, enquanto vereador e também enquanto cidadão. Pagamos pelos bens e serviços e eles precisam nos ser garantidos”, salienta.

Meneguzzi apresenta ferramenta que possibilita motoristas serem avisados pelo rádio da presença de ciclistas

fevereiro 22, 2019

Dispositivo instalado junto à garrafa de água do desportista emite som que interfere no sinal da emissora num raio de 30 metros

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) foi à tribuna da Câmara Municipal de Caxias do Sul na sessão desta quinta-feira, 21 de fevereiro, para apresentar o Safety Bike Radio, ferramenta que possibilita que os motoristas sejam avisados pelo rádio do veículo sobre a presença de ciclistas nas vias. O parlamentar relatou que a idealizadora foi a rádio 98FM, de Belo Horizonte, em Minas e que foi procurado pelos desportistas para buscar parcerias junto às emissoras caxienses para viabilizar o uso.

A ferramenta consiste num dispositivo eletrônico instalado junto à garrafinha de água do desportista, que emite som capaz de interferir no sinal da emissora num raio de 30 metros dos ciclistas e avisar o motorista da presença de bicicletas nas proximidades. Meneguzzi apresentou dados da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM) que dão conta de 11 ciclistas mortos por atropelamento desde 2007, em Caxias. Nesse período, foram 170 óbitos de pessoas atropeladas.

Meneguzzi irá apresentar a proposta às emissoras de rádio FM de Caxias do Sul e também ao TecnoUCS, com a intenção de desenvolver dispositivo semelhante para os corredores. “Os ciclistas querem algo que dê a eles segurança e seria uma possibilidade realmente de segurança. E as nossas emissoras de rádio aqui de Caxias do Sul, elas tem uma abrangência regional”, explicou.

Meneguzzi visita comunidade de Santa Justina e confere demandas

fevereiro 21, 2019

Moradores apresentaram problemas com rede de esgoto na lateral da igreja da localidade

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) visitou, na tarde desta quinta-feira, 21 de fevereiro, a comunidade de Santa Justina, localidade que faz a divisa entre Caxias do Sul e Flores da Cunha. O parlamentar ouviu moradores que relataram problemas com uma rede de esgoto na lateral da igreja. Segundo Gilnei Sartor, os canos que atravessam o asfalto da VRS 331, também conhecida como Estrada Municipal Vereador Marcial Pisoni, estão obstruídos e não são suficientes para escoar a água da chuva.

Meneguzzi irá levar a demanda ao secretário de Obras e Serviços Públicos da prefeitura de Caxias do Sul e com o objetivo de intermediar uma visita ou encontro entre os moradores e o Executivo. “Precisamos estar sempre atentos às situações que a comunidade nos relata. Aqui, sobretudo nessa época de safra da uva, chove e a água acaba criando lâmina no asfalto e também barro nas proximidades da igreja. Queremos ser o meio de campo entre os moradores e o poder público”, salienta.

Na oportunidade, Meneguzzi também observou problemas no asfalto da estrada, que serve como via de escoamento da produção de uva. Ele deve solicitar ao município agilidade na realização da licitação para o recapeamento da camada asfáltica.

Aprovado pedido de informações de Meneguzzi sobre terreno do Senai José Gazola

fevereiro 21, 2019

Vereador protocolou o pedido, que recebeu acolhimento dos parlamentares

O requerimento nº 18/2019, que solicita informações ao Executivo sobre o terreno urbano onde está localizado o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) José Gazola, foi aprovado pela unanimidade dos vereadores, na sessão ordinária desta quinta-feira, 21 de fevereiro. Conforme Lei Orgânica da cidade, a prefeitura tem 30 dias para enviar as respostas ao Legislativo.

Protocolado na última segunda-feira, 18 de fevereiro pelo vereador Alberto Meneguzzi/PSB, o documento possui alguns questionamentos. Temendo um possível sucateamento do imóvel, o parlamentar quer saber se existe intenção do município em utilizar ou doar prédio para outras atividades, e ainda solicitou anexo do termo de doação daquela área.

O vereador Renato Oliveira/PCdoB parabenizou a atitude do socialista e criticou o desinteresse do poder público brasileiro em formar e qualificar pessoas.

REQUERIMENTO nº 18/2019 (votação):

ADILÓ DIDOMENICO PTB Sim

ALBERTO MENEGUZZI PSB Sim

ALCEU THOMÉ PTB Sim

ARLINDO BANDEIRA PP Sim

CLAIR DE LIMA GIRARDI PSD Sim

DENISE DA SILVA PESSÔA PT Sim

EDI CARLOS PEREIRA DE SOUZA PSB Ausente

EDIO ELÓI FRIZZO PSB Sim

EDSON DA ROSA MDB Sim

ELISANDRO FIUZA PRB Sim

FELIPE GREMELMAIER MDB Sim

FLÁVIO GUIDO CASSINA PTB Presente

GLADIS FRIZZO MDB Sim

GUSTAVO LUIS TOIGO PDT Sim

PAULA IORIS PSDB Sim

PAULO FERNANDO PERICO MDB Sim

RAFAEL BUENO PDT Sim

RENATO JOSÉ FERREIRA DE OLIVEIRA PCdoB Sim

RICARDO DANELUZ PDT Sim

RODRIGO MOREIRA BELTRÃO PT Não Votou

TATIANE FRIZZO SD Sim

TIBIRIÇÁ VIANNA MAINERI PRB Sim

VELOCINO JOÃO UEZ PDT Sim

Projeto de lei de Meneguzzi visa orientação aos idosos sobre o golpe do bilhete premiado

fevereiro 20, 2019

Proposição consiste na colocação de cartazes informativos e de alertas dos bancos e lotéricas nos saques de grande valor

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) protocolou, na tarde desta quarta-feira, 20 de fevereiro, projeto de lei que visa a orientação aos clientes de bancos e casas lotéricas de Caxias do Sul sobre os golpes financeiros. O público-alvo, de acordo com a proposta, são os idosos que são as vítimas mais fáceis, sobretudo do golpe do bilhete premiado.

A matéria obriga as instituições financeiras, agências bancárias e casas lotéricas a afixar avisos em suas dependências, em locais de fácil visualização, nos caixas e guichês, alertando seus clientes para os riscos desses crimes. Além disso, o projeto também prevê que os funcionários desses estabelecimentos alertem os idosos, de forma verbal, no ato do saque de valores superiores a R$ 2 mil.

Meneguzzi afirma que, apesar desses crimes serem praticados na rua ou mesmo por telefone, na maioria das vezes, a pessoa ludibriada vai até estabelecimentos bancários ou lotéricas para fazer o saque de valores altos. “A polícia faz a parte dela e investiga essas quadrilhas. Nós queremos que as pessoas sejam orientadas e se previnam dessas situações e um desses meios é o aviso impresso próximo do caixa eletrônico, do guichê e também a fala ‘olha, o senhor está consciente que esse é um valor alto? Sempre tenha cuidado para não cair nessas armadilhas’”, explica.

Caso aprovada, depois de virar lei, a fiscalização dos estabelecimentos caberá ao Procon.

Meneguzzi critica publicação em que prefeito Guerra despreza a imprensa caxiense

fevereiro 20, 2019

Vereador se posicionou contrário à postagem durante sessão legislativa e pediu à ARI Serra e ao Sindicato dos Jornalistas que se posicionem

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) se manifestou durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 20 de fevereiro, e criticou a publicação do prefeito Daniel Guerra (PRB), em suas redes sociais, na qual despreza a imprensa de Caxias do Sul. A postagem foi realizada no último dia 15, e remete a um blog onde está escrito: “Se a imprensa grita contra? É sinal de que é bom….”. Na legenda de sua página no Facebook, ele completa: “Com a gente aqui a mamata deles também ACABOU Imperdivel o texto, igual ao que ocorre em Caxias!”.

Para Meneguzzi, apesar de não citar explicitamente os jornais e demais empresas de comunicação de Caxias do Sul, Guerra desrespeita os veículos de imprensa e os profissionais que lutam pela verdade dos fatos e buscam dar à comunidade a possibilidade de pensar e refletir. “Lamento que o prefeito coloca todos os colegas da imprensa numa vala comum. Existe um movimento aqui em Caxias e também no Brasil todo, contra o jornalismo sério. Quando o prefeito faz isso, ofende a todos os jornalistas”, salientou.

Meneguzzi, que é jornalista e relações públicas, enviou ofício à Associação Riograndense de Imprensa, seccional Serra Gaúcha e ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul, para que se posicionem oficialmente a respeito do caso.

A pedido de Meneguzzi, Legislativo irá realizar reunião pública sobre a RGE em Caxias do Sul

fevereiro 19, 2019

Encontro está marcado para o dia 07 de março, às 19h, com transmissão ao vivo pela TV Câmara e redes sociais

A Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação (CDUTH) do Legislativo caxiense, marcou para o dia 07 de março, às 19h, reunião pública solicitada pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB), sobre a atuação da Rio Grande Energia, após a fusão da RGE com a RGE Sul. O encontro, aberto à comunidade, será realizado na Sala das Comissões Vereadora Geni Peteffi, com transmissão ao vivo pela TV Câmara Caxias e redes sociais.

De acordo com Meneguzzi, a reunião pública tem o objetivo de esclarecer aos vereadores e à comunidade caxiense sobre a estrutura da empresa após a fusão e a transferência da sede da concessionária de Caxias do Sul para São Leopoldo, no Vale dos Sinos. “Já me reuni com o Rafael Dalabrida, que é o gerente de operações e ele se colocou à disposição para construir uma ponte de diálogo com a população, para que tudo fique mais claro. Por isso, pedi que a CDUTH desse seguimento ao assunto e fomos atendidos. Esperamos que a comunidade compareça”, salienta.

A CDUTH é presidida pelo vereador Eloi Frizzo (PSB). A Câmara Municipal de Caxias do Sul está localizada na rua Alfredo Chaves, 1323, bairro Exposição.