Meneguzzi visita novo gerente regional do Ministério do Trabalho e Emprego

abril 30, 2018

Conversa entre o presidente do Legislativo e Vânius Corte aconteceu na manhã desta segunda-feira

O presidente do Legislativo caxiense, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), começou a manhã desta segunda-feira, 30 sde abril, fazendo uma visita ao novo gerente regional do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), em Caxias do Sul, Vânius Corte. O objetivo do encontro, de acordo com o parlamentar, foi solidarizar-se ao servidor e fiscal do MTE depois da Operação Timoneiro, da Polícia Federal, que prendeu o então gestor da unidade local, Júlio Cesar Goss, na última quarta-feira, 25 de abril, por suspeita de fraude na concessão do seguro-desemprego a mais de 7 mil beneficiários indevidos.

Conforme Meneguzzi, o trabalho do Ministério é de extrema importância para os milhares de trabalhadores que precisam de algum serviço prestado pela representação desse setor do Governo Federal, na Serra Gaúcha. Vânius Corte, que foi gerente regional de 2010 a 2017, assumiu interinamente a direção da agência regional, nesta segunda-feira. “Ele me garantiu que os recursos para seguro-desemprego voltam a ser feitos a partir da próxima quarta-feira, 02 de maio, bem como atendimento normal de outras demandas”.

Ainda, de acordo com Meneguzzi, depois do escândalo envolvendo Goss e a suspeita de desvio de quase R$ 20 milhões, o retorno de Corte à gerência do MTE representa a reconstrução de parte da dignidade ao Ministério do Trabalho e Emprego, que atende 43 municípios da região da Serra e tem corpo de servidores muito reduzido.

Meneguzzi apura denúncias de problemas com atendimento no Postão 24h

abril 30, 2018

Ao conversar com pacientes, vereador constatou demora e falta de médicos no Pronto Atendimento

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) visitou o Pronto Atendimento 24 horas na manhã desta segunda-feira, 30 de abril. Depois de receber denúncias de usuários pela demora no atendimento aos pacientes, foi até o local para apurar os fatos. Lá, se reuniu com o ex-diretor-geral do Postão, Dr. Érico Jordani, que lhe explicou o funcionamento das escalas médicas, mas ponderou que dos cinco profissionais que estariam de plantão, apenas dois se apresentaram. De acordo com Jornani, um dos três médicos que não apareceu chegou a enviar um atestado de saúde às 7h31 na manhã desta segunda-feira.

Ao entrar na sala de espera, Meneguzzi encontrou o espaço lotado e pacientes aguardando pelas consultas e procedimentos por mais de seis horas. O principal questionamento feito pelos cidadãos se devia à falta de respostas sobre a previsão do atendimento. Na oportunidade, Meneguzzi também conversou com alguns servidores que apontaram a falta de um profissional de referência para buscarem orientações ou um atendimento mais ágil. Isso porque Jordani pediu exoneração do cargo no final do mês de março e, até então, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) não nomeou o sucessor. Além disso, o Postão não dispõe de um diretor-técnico nomeado.

Meneguzzi registrou as demandas dos pacientes e também fotografou o espaço para fazer o encaminhamento à Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara. O parlamentar lamenta o fato da falta de médicos, mas avalia que a situação acaba sendo reflexo da falta de condições imposta pelo Executivo para que os servidores possam trabalhar. “Não existe ninguém para controlar, para orientar. Isso leva a algo muito preocupante: os médicos mandam justificativas de atestado para eles mesmos, meia hora antes de iniciar os próprios plantões. A situação que acompanhamos foi caótica”. Para ele, é preciso que o prefeito nomeie imediatamente uma nova direção para o Postão. “Ninguém mais aguenta, nem usuários e muito menos os servidores”, conclui Meneguzzi.

Donos do campinho

abril 29, 2018

Texto publicado na coluna Ponto de Vista do Jornal Lourdes – abril/2018

Meneguzzi reforça parceria com a UAB para a Semana da Comunicação

abril 27, 2018

Reunião teve a entrega dos materiais de divulgação para a entidade, que apoia o evento

O presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), reafirmou, na manhã desta sexta-feira, 27 de abril, a parceria com a União das Associações de Bairros (UAB), para a realização da 1ª Semana Municipal da Comunicação do Legislativo, que será realizada de 7 a 11 de maio. Ele e o chefe da Assessoria de Comunicação Social da Casa, Tales Armiliato, se reuniram com o diretor-executivo do órgão, Sérgio Campos, e entregaram material de divulgação.

Organizada pela Câmara, com o apoio do movimento comunitário, a programação terá palestras, bate-papos e painéis sobre o tema: “Por uma comunidade conectada: quais os caminhos?” Para outros detalhes, clique no link Semana da Comunicação. Todos os eventos serão abertos à comunidade e com entrada franca. A Câmara fornecerá, ainda, comprovante de participação, nas atividades.

Legislativo caxiense promove primeira Semana da Comunicação

abril 27, 2018

Programação prevê palestras, bate-papos e painéis sobre o mercado e a realidade regional

Com o tema “Por uma comunidade conectada: quais os caminhos?”, a Câmara Municipal de Caxias do Sul irá promover, de 07 a 11 de maio, a primeira edição da Semana Municipal da Comunicação. A conferência de abertura, às 19h da segunda-feira (07/05), terá a presença do doutor em Psicologia Social e Comunicação, Pedrinho Guareschi e será realizada no plenário da Casa. A partir das 18h, o convidado fará um bate-papo com leitores junto ao Casa de Leitura do Legislativo.

Na terça-feira (08/05), a partir das 19h30, o anfiteatro da Câmara sediará o painel “A formação acadêmica – mais teoria ou mais prática?”. A atividade será conduzida pelos coordenadores e professores dos cursos de comunicação social da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e do Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG).

No dia 09 de maio, a partir das 19h, acontece o debate “O mercado da comunicação e seus desafios”, com a presença do professor da PUCRS e ex-presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Celso Augusto Schröder e do ex-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Rádio e Televisão do RS, Antônio Caverna Peres. O diretor do Sindicato dos Jornalistas do RS, Roberto Carlos Dias e o vice-presidente da Associação Riograndense de Imprensa – Seccional Serra Gaúcha, Ricardo Dini, também estão confirmados.

A programação segue na quinta-feira, 10 de maio, com o painel “A informação como indutora de entretenimento, animação e cultura”, com a presença de docentes da UCS, FSG, do Centro Universitário UniFtec e do ator, dublador e locutor, Luiz Motta. Todas as atividades terão entrada franca e os eventos são abertos à comunidade.

Para o presidente do Legislativo, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), o evento serve como provocação para a criação de novos jeitos de comunicar. “A comunicação mudou, sim, mas continuamos com os meios tradicionais e ainda mais com a internet. Precisamos fazer diferente, inovar e precisamos construir juntos esses caminhos”, completou.

A lei 7.891/2014 institui a Semana Municipal da Comunicação, a ser realizada na segunda semana do mês de maio. A realização é da Câmara Municipal de Caxias do Sul, com o apoio da União das Associações de Bairros (UAB).

Mais uma elevação no preço do litro do diesel, aponta pesquisa de Meneguzzi

abril 27, 2018

Ranqueamento também mostra leve redução no valor da gasolina 

O gabinete do vereador Alberto Meneguzzi (PSB) divulgou, na manhã desta sexta-feira, 27 de abril, novo ranqueamento dos preços praticados pelas revendas de combustíveis de Caxias do Sul. Foram pesquisados 26 postos, sendo que três deles na forneceram as informações.

Em relação a pesquisa divulgada em 20 de abril, o valor do diesel mais uma vez aumentou. Foram 12 postos dos 26 pesquisados que reajustaram o preço. Já o valor do litro da gasolina se manteve em 16 estabelecimentos. Em sete deles houve uma pequena redução, nas bombas.

Compare os preços, analise, fiscalize e denuncie.

 

PDF 26-04-18

Meneguzzi promulga lei que estimula campanha de doação de sangue e órgãos

abril 26, 2018

Proposta do vereador Gustavo Toigo dispõe sobre ação permanente no transporte coletivo

O presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, Alberto Meneguzzi (PSB), promulgou, na tarde desta quinta-feira, 26 de abril, a lei municipal 8.279. A medida autoriza a concessionária do transporte coletivo urbano de passageiros do município a promover campanha permanente de estímulo à doação de sangue, medula óssea e órgãos.

A assinatura, realizada na sala de reuniões da presidência, contou com a presença do proponente, Gustavo Toigo (PDT), do presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (CSMA), vereador Renato Oliveira (PCdoB) e da assessora de imprensa da Viação Santa Tereza (Visate), Alexandra Duarte. Além deles, também acompanhou o ato, o integrante do Comitê Municipal de Doação de Órgãos e Tecidos (CMDOT) e presidente do Banco de Olhos do Hospital Geral (HG), Leandro Casiraghi.

O substitutivo 1/2015 do projeto de lei 260/2013, que autoriza a concessionária do sistema de transporte coletivo urbano de passageiros a promover campanha de estímulo à doação de sangue, foi aprovado por unanimidade, na sessão de 06 de abril de 2018. Para promover a conscientização, os ônibus poderão exibir a mensagem “Doe sangue, medula óssea e órgãos – ajude a salvar vidas” no interior ou na parte externa, por meio de mídia eletrônica ou cartazes. Toigo sugere que a ação ocorra durante a Semana de Conscientização da Importância de Doação de Sangue, celebrada sempre em novembro.

Por maioria de 19 votos a dois, o plenário da Câmara derrubou, em 19 de abril, o veto total do prefeito Daniel Guerra/PRB ao projeto. No documento, o chefe do Executivo explicou que se tratava de matéria inconstitucional por apresentar vício formal de iniciativa, o que fere o princípio da separação e independência entre os poderes.

Durante o ato de promulgação, Meneguzzi agradeceu a presença dos vereadores e representantes da concessionária do transporte coletivo e do representante CMDOT e do Banco de Olhos do HG. De acordo com o presidente do Legislativo, num universo de quase 9 mil leis, essa medida se destaca pelo diálogo e construção conjunta entre o vereador Toigo e Visate. “Que essa lei saia do papel e que por meio dela, muitas pessoas sejam sensibilizadas a doarem sangue, a medula e avisem sua família quanto à doação de órgãos. Contem com a Câmara”, sublinhou.

Meneguzzi participa de reunião alusiva aos 105 anos da Fundação Pio Sodalício

abril 25, 2018

A instituição é a mantenedora do Hospital Pompéia, que atingiu média de 81,4% de atendimentos SUS

A Câmara Municipal de Caxias do Sul participou, na tarde desta quarta-feira, 25 de abril, na sede administrativa do Hospital Pompéia, de uma reunião alusiva aos 105 anos da Fundação Pio Sodalício, mantenedora do órgão hospitalar. O presidente da Casa, vereador Alberto Meneguzzi (PSB), e o presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, vereador Renato Oliveira (PCdoB), prestigiaram a explanação do superintendente-geral do Pompéia, Francisco Ferrer. O dirigente salientou, sobretudo, a média de 81,4% de atendimentos via Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com o superintendente-geral, proporcionalmente, 60% da capacidade instalada do hospital atende por filantropia, dentro de um programa de humanização da saúde. Entre outros dados, Ferrer informou que são 293 leitos (176 deles destinados ao SUS), 1.430 funcionários ativos, mais de 500 médicos no corpo clínico, 14 mil internações/ano, 15 mil cirurgias/ano, 85 mil atendimentos ambulatoriais/ano e 2.400 refeições servidas/dia.

Meneguzzi promulga lei de concessão de incentivos fiscais para iniciativas tecnológicas

abril 25, 2018

Ato contou com a presença do proponente, vereador Flavio Cassina e apoiadores

O presidente do Legislativo caxiense, Alberto Meneguzzi (PSB), promulgou na manhã desta quarta-feira, 25 de abril, a lei municipal 8.279/2018. A matéria, que dispõe sobre a concessão, por parte do município, de incentivos fiscais a empresas que se estabelecerem, ampliarem a sua capacidade produtiva ou desenvolverem projetos, em Caxias do Sul, vale para iniciativas tecnológicas e de inovação, entre outros segmentos.

No ato, realizado na sala de reuniões da presidência, estiveram presentes o proponente, Flavio Cassina (PTB), que também preside a Comissão de Constituição, Justiça e Legislação e os vereadores Adiló Didomenico (PTB), Alceu Thome (PTB) e Gustavo Toigo (PDT). A diretora Legislativa, Eliana Tedesco, também acompanhou a promulgação da lei, que deve vigorar a partir de 1º de janeiro de 2019.

Aprovada, por unanimidade, na sessão ordinária do dia 06 de fevereiro de 2018, a proposição foi vetada, na íntegra, pelo prefeito Daniel Guerra (PRB), que alegou inconstitucionalidade em razão de apresentar vício material, “visto que fere os princípios da legalidade e da razoabilidade”. Em 17 de abril, o impedimento aplicado pelo chefe do Executivo foi derrubado, por maioria de 19 votos a dois.

O regramento contempla empresas que se instalarem na cidade, aumentarem a própria capacidade de produção ou comercialização. Os tributos envolvidos são IPTU (até o limite de 100%), ITBI (até o limite de 50%) e ISSQN (até o limite de 50%). Para indústrias, o prazo vale por cinco anos. Pode haver prorrogação por um ano, para cada três mil valores de referência municipal (VRM) de investimentos realizados, até o limite de dez anos. Cada VRM equivale a R$ 32,18.

A nova lei contém critérios semelhantes, a fim de estimularem isenções fiscais a prestadoras de serviços, empresas comerciais e projetos de base tecnológica ou inovação. Entre outros pontos, a matéria estipula exigências legais como documentos e outros dados, para a composição de ficha técnica.

Durante o ato de promulgação, Meneguzzi elogiou a proposta e classificou a matéria como importante para a cadeia produtiva da cidade, no desenvolvimento de projetos e suas respectivas ampliações. “Queremos que Caxias cresça e saia desse marasmo em que se encontra e, por isso, a Câmara aposta em ideias sólidas e que permitam o empreendedorismo e a economia colaborativa”, resumiu.