Aprovado por unanimidade projeto de Meneguzzi que regulamenta a Semana da Fotografia

novembro 30, 2017

Matéria, que foi sugerida pelas lideranças do setor, visa firmar a realização anual do evento

O plenário da Câmara aprovou, por unanimidade, na sessão desta quinta-feira, 30 de novembro, o Projeto de Lei 123/2017. De autoria do vereador Alberto Meneguzzi (PSB), a matéria regulamenta a Semana Municipal da Fotografia, a ser realizada anualmente, na segunda quinzena de agosto. A demanda foi apresentada pelas lideranças do segmento, tendo em vista que em 2017 foi realizada a 10ª edição do evento, que não contava com qualquer aporte legal. O objetivo da iniciativa é valorizar os profissionais do mercado fotográfico de Caxias do Sul.

Ler mais

Proposta de Meneguzzi sobre Semana da Fotografia será votada nesta quinta

novembro 29, 2017

Matéria está ligada à cultura caxiense e busca firmar a realização anual do evento

O Projeto de Lei (PL) 123/2017, que institui a Semana Municipal da Fotografia, estará na pauta de discussões e votação do plenário da Câmara nesta quinta-feira (30/11). Idealizada pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB) e protocolada em agosto deste ano, a matéria recebeu parecer favorável das comissões de Constituição, Justiça e Legislação e de Educação, que abrange a área cultural.

Ler mais

Meneguzzi formaliza novas denúncias sobre UPA

novembro 28, 2017

Documentos apontam irregularidades na administração e foram expedidos para a secretaria e ministérios

O vereador Alberto Meneguzzi (PSB) encaminhou nesta segunda-feira (27/11) de novembro novos ofícios ao Ministério do Trabalho, Ministério Público Estadual, Ministério Público e Secretaria Municipal da Saúde. Nos documentos, o parlamentar dá ciência de outras denúncias recebidas por parte de ex-colaboradores do Instituto de Gestão e Humanização (IGH) sobre irregularidades na UPA Zona Norte. Além disso, pede que os órgãos tomem as devidas providências para a solução dos problemas.

“Enviei aos órgãos documentos que somam novas irregularidades àquelas que apresentei em 10 de novembro. Além das questões salariais e de CLT, temos a quarteirização do setor de pediatria da Unidade e o despreparo dos gestores do IGH. As novas denúncias são fruto de mais de três horas de conversa com profissionais que trabalhavam na UPA e dão conta da falta de medicamentos e da administração de soro fisiológico puro, sem qualquer remédio, em diversos pacientes”, explica Meneguzzi.

Acredita Caxias é apresentado durante congresso de cidades digitais

novembro 28, 2017

O encontro reuniu mais de 300 representantes de uma centena de cidades brasileiras

Foto: Milena Bartelle

 Depois de receber o prêmio Projeto Inovador 2017, o aplicativo Acredita Caxias foi apresentado durante o 5º Congresso Paranaense de Cidades Digitais, na manhã da sexta-feira (24/11). A exposição durou 15 minutos e teve a condução de Felipe Padilha, assessor do idealizador da ferramenta, o vereador caxiense Alberto Meneguzzi/PSB.

A apresentação teve o mote: “Acredita Caxias: elo de comunicação entre a comunidade e o poder público”. Mostrou os números dos primeiros 70 dias de lançamento do software. Padilha destacou o potencial agregador do aplicativo, uma vez que permite à comunidade encaminhar suas demandas e ao vereador reunir as informações e encaminhar as soluções ao Executivo.

 

Ler mais

Acredita Caxias recebe reconhecimento nacional em congresso de cidades digitais

novembro 26, 2017

Foto: Milena Bartelle

Aplicativo idealizado por Meneguzzi é referência em inovação para gestão pública

O aplicativo Acredita Caxias, recebeu na manhã desta quinta-feira (23/11) o prêmio Projeto Inovador 2017, no 5º Congresso Paranaense de Cidades Digitais, em São José dos Pinhais. Idealizada pelo vereador Alberto Meneguzzi/PSB, a ferramenta contabiliza 265 downloads, 44 demandas recebidas, das quais 32 foram atendidas ou estão em fase de execução pelo poder público. O montante representa uma média de 70% na efetividade das solicitações.

O prêmio Projeto Inovador 2017, promovido pela Rede Cidade Digital, foi entregue para iniciativas que buscam técnicas ou ferramentas que ainda não eram utilizadas e que gerem resultados positivos para a gestão pública e vida dos cidadãos. O aplicativo Acredita Caxias foi lançado em 11 de setembro e surgiu para facilitar o acesso da população ao gabinete do vereador Meneguzz e dar acompanhamento efetivo às demandas e pedidos da comunidade, além de poder fiscalizar as linhas do transporte coletivo. Depois de fazer o download gratuito, em seus smartphones, e realizarem um cadastro simples, com nome, e-mail e telefone, os cidadãos poderão fotografar a situação que necessita de encaminhamento, preencher um pequeno histórico do problema e enviar para o gabinete.

 

Ler mais

Meneguzzi reencaminha solicitação de reformas em escola infantil

novembro 22, 2017
Foto: Felipe Padilha

Parlamentar entregou documento à secretária de Educação

O vereador Alberto Meneguzzi/PSB reencaminhou nesta quarta-feira (22/11) ofício ao gabinete do prefeito Daniel Guerra/PRB e à secretária de Educação, Marina Matiello, no qual solicita urgência nos reparos à estrutura física da Escola de Educação Infantil Nosso Amiguinho. A instituição, no loteamento Aeroporto, atende mais de 100 crianças de zero a seis anos. Em visita à instituição, em 9 de agosto, o parlamentar constatou diversos problemas, sobretudo com relação ao telhado do prédio.

Em 11 de agosto, Meneguzzi encaminhou o documento pela primeira vez. A resposta da Secretaria Municipal de Educação foi que o processo de licitação de empreitada global para a reforma já havia sido lançado e nos dias posteriores haveria a abertura dos envelopes. A última movimentação do certame, no entanto, aconteceu em 10 de outubro, com a adjudicação. De lá para cá, não houve assinatura do contrato. Na última terça-feira, 21 de novembro, o parlamentar recebeu um vídeo, no qual, com a chuva, é possível perceber a água infiltrando por meio das luminárias e forro de PVC.

Ler mais

Alberto Meneguzzi expõe irregularidades na gestão da UPA Zona Norte

novembro 18, 2017

O Instituto de Gestão e Humanização (IGH), da Bahia, que venceu licitação e gere, de forma compartilhada com a Prefeitura de Caxias do Sul, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Norte, é alvo de irregularidades por parte de seus colaboradores, conforme relato do vereador Alberto Meneguzzi/PSB. Na sessão ordinária desta quinta-feira (09/11), ele expôs parte das denúncias. Disse que elas totalizam quase quatro horas de gravação.

Meneguzzi informou que encaminhará o assunto aos vereadores Chico Guerra/PRB, líder do governo municipal na Câmara, e Renato Oliveira/PCdoB, presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (CSMA) da Casa, além do Ministério Público e do Sindicato dos Enfermeiros do Rio Grande do Sul.

O parlamentar destacou que o IGH já foi apontado pelo Ministério do Trabalho por não ter apresentado os exames admissionais dos funcionários, uma vez que a instituição não conta com o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO). Pelos apontamentos, a empresa de medicina do trabalho teria enviado os documentos diretamente ao instituto. Meneguzzi, no entanto, disse que a administração continua cometendo infrações, principalmente no que se refere ao trato com os trabalhadores.

Confira as irregularidades apontadas por colaboradores da UPA Zona Norte:

– Propaganda enganosa no que se refere à questão salarial. O edital de seleção de enfermeiros tinha como salário fixo R$ 2.814, mas os profissionais têm recebido R$ 2.301, infração comprovada em contracheques. Trata-se do menor piso da categoria no município;

– Desconto da contribuição sindical. Os colaboradores que estavam trabalhando contribuíram no tempo correto, isto é, em março, mas o desconto de R$ 76,10 de cada trabalhador foi feito novamente no contracheque de outubro;

3 – Desrespeito ao pagamento de adicional noturno. Ao salário das mulheres, conforme o artigo 381 da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), deve ser acrescido 20%, além de cada hora computada ser de 52 minutos e 30 segundos, o que não tem ocorrido. O adicional noturno deve ser pago das 22h até o final do expediente, mas o IGH paga o direito somente das 22h às 5h;

4 – O Sindicato dos Enfermeiros do Estado estabelece que o trabalho, em domingos e feriados, quando não compensados em dias úteis, deve ser recompensado no valor de 120%, bem como horas extras, que devem pagas em 50%, nas primeiras duas, e 100% nas demais. Isso não vem ocorrendo na UPA Zona Norte;

5 – Enfermeiros têm feito mais de 12 horas de plantão por falta de profissionais, já que quatro foram demitidos e não houve reposição;

6 – Ilegalidade pelo não pagamento de horas extras e alocação do tempo excedente. O IGH permitirá que os funcionários tirem as horas extras a partir de dezembro e somente em plantões noturnos;

– O IGH exigiu que os trabalhadores fizessem o curso de BLS, para atendimento emergencial, como pré-requisito de admissão. Não houve qualquer abono por parte da empresa. Trabalhadores desembolsaram R$ 320 para realizarem a qualificação em clínicas particulares e R$ 240 na UPA Zona Norte.

– Faltam linhas telefônicas na unidade. Não há contato direto com a Central de Regulação de Leitos, a Secretaria Municipal da Saúde e hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Enfermeiras têm passado seus números de celular particulares, para contatarem com setores;

– Higienizadores, motoristas e seguranças seriam contratados de forma direta pelo IGH, conforme edital, mas foram contratados por meio de outras empresas terceirizadas. Esse fator não dá a eles direito a uma hora de intervalo;

O IGH também exigiu que os trabalhadores da UPA usassem calça e calçados brancos, mas só disponibilizaram um jaleco e um óculos de proteção. Os demais itens precisaram ser comprados pelos trabalhadores. Também foi adquirido, sem qualquer reembolso, um kit de material de escritório, no valor de R$ 100.

“Quando perguntados pelos funcionários sobre a precariedade de materiais e de profissionais, a resposta dos responsáveis pelo IGH é única: ‘na Bahia, é assim’”, ponderou Meneguzzi. O vereador também mencionou que faltam auxiliares de laboratório e que a UPA tem apenas uma biomédica. A situação faz com que as enfermeiras tenham de manusear materiais biológicos.

A UPA conta com apenas um médico de emergência que atua no setor de Pediatria. Meneguzzi definiu essa infração como a mais grave, já que, conforme protocolo, a unidade deveria contar com três médicos, sendo um para o gerenciamento dos atendimentos e outros dois para os consultórios ambulatoriais. Segundo as denúncias, em diversas situações, apenas dois profissionais precisam dar conta de todo o processo.

O vereador também questionou se uma unidade de pronto atendimento pode funcionar sem qualquer ambulância. Conforme relatos, há apenas um veículo de transporte cuja maca não pode ser colocada verticalmente, pois a porta não fecha. Em casos mais graves, as equipes têm de acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), para o deslocamento de pacientes. “O contrato de gestão compartilhada do município com o IGH custa, aproximadamente, R$ 1,8 milhão/mês. Uma empresa de emergências médicas fez uma proposta à empresa, com destinação de uma ambulância completa, com paramédico 24h, no valor de R$ 7 mil, o que foi considerado caro”, criticou ele.

A falta de materiais também é recorrente na UPA. Micropore, por exemplo, foi comprado para os primeiros 15 dias de funcionamento do local, e não está mais disponível. O esparadrapo, que causa maior agressão à pele, tem sido utilizado nos usuários. Outra crítica se refere à falta de compressas de limpeza para os setores; o IGH tem disponibilizado apenas cinco unidades por semana, alegando que o custo unitário, de R$ 1,30, é muito alto para a compra de grandes quantidades.

Os trabalhadores também reclamaram que só uma pessoa administra a chave de uma sala onde estão armazenados maca rígida, colar cervical e tala maleável. Em uma situação, um adolescente de 14 anos chegou à UPA com o cotovelo quebrado e foi encaminhado a um hospital imobilizado com uma tala improvisada feita de papelão.

Os vereadores Elói Frizzo/PSB e Paulo Perico/PMDB compartilharam das preocupações. Perico alertou que o IGH é alvo de denúncias, em outros locais do Brasil, e que não se pode admitir que as mesmas irregularidades, constatadas em outros locais, ocorram em Caxias do Sul. Frizzo alertou para outros problemas com IGH e disse que quem contrata mal, paga duas vezes.

Projeto de Meneguzzi que regulamenta a Semana da Fotografia em Caxias deve entrar na pauta da Câmara na semana que vem

novembro 18, 2017

O projeto de lei (PL) 123/2017, que institui a Semana Municipal da Fotografia deve ser votado em 15 dias na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul. Idealizado pelo vereador Alberto Meneguzzi/PSB e protocolado ainda em agosto deste ano, o projeto de lei (PL) 123/2017, que institui a Semana Municipal da Fotografia já recebeu parecer favorável e deve entrar na pauta de discussões na semana que vem. De acordo com o parlamentar, o evento é organizado por diversas entidades, desde 2008, mas não possui regulamentação. A iniciativa visa a firmar a sua realização anual, independente de qualquer administração que esteja à frente do Executivo.

O PL propõe que o evento aconteça anualmente, na segunda quinzena de agosto, tendo como integrante o dia 19 do mesmo mês, quando é comemorado o Dia Mundial da Fotografia. “A Semana da Fotografia já existe, e a Secretaria Municipal da Cultura é a realizadora dessa programação, que conta com diversos parceiros, como a própria UCS, a FSG, o Clube do Fotógrafo e a Sala de Fotografia. No entanto, sem essa lei, a cada ano, é uma incógnita saber se vai acontecer ou não, se a Secretaria de Cultura e a Prefeitura abraçam ou não”, explicou Meneguzzi.

A Semana Municipal da Fotografia visa à valorização dos fotógrafos caxienses, bem como dos acervos fotográficos do município e a proximidade cultural dos cidadãos ao segmento. “Fotografia é história e comunicação ao mesmo tempo. Ao longo do tempo, a programação foi crescendo e ganhou uma expressão importantíssima. São exposições, cursos, oficinas, workshops, dentre outras atividades, sendo que a maioria possui acesso gratuito à população”, justificou.

Na sessão  do dia 10/08, o plenário recebeu a comissão de organização da 10ª Semana Municipal da Fotografia, que na ocasião fez a divulgação do evento e ressaltou a importância da regulamentação, em espaço de acordo de lideranças, na tribuna da Câmara. Naquele dia, a exposição do tema foi acompanhada por representantes do Museu Municipal, do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, bem como pela Secretaria Municipal da Cultura, representada pela coordenadora da unidade de Artes Visuais, Mona Carvalho.

Além de expandir as fronteiras da fotografia na cidade, a Semana da Fotografia faz uma reflexão do passado da arte, em Caxias do Sul, ao relembrar e homenagear importantes nomes de fotógrafos caxienses, como Domingos Mancuso, Walter Brugger, Joel Jordani, Mauro de Blanco e Ulysses Geremia.

O projeto tem apoio da bancada do Partido Socialista Brasileiro (PSB) e contou com a assinatura dos vereadores Edi Carlos Pereira de Souza e Elói Frizzo.

Meneguzzi comemora mudança de endereço da Feira do Agricultor do Santa Catarina

novembro 18, 2017

A tradicional Feira do Agricultor do Bairro Santa Catarina irá mudar de endereço, a partir do dia 6 de dezembro. A alteração é uma demanda de diversos moradores, sobretudo os idosos, que estavam impossibilitados de frequentar o local, tendo em vista que, até então, ela acontece numa rua íngreme. O gabinete do parlamentar recebeu o pedido da Associação de Moradores, visitou o logradouro atual, as ruas sugeridas pela comunidade e produziu um relatório, entregue à secretária Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Camila Sirena, em 25 de julho.

Com a mudança, a Feira do Agricultor passará a ser realizada na Rua Euzébio Beltrão de Queiróz, entre as ruas Governador Roberto Silveira e Dom Pedro II. O dia e o horário do ponto de comércio permanecem inalterados: sempre às quartas-feiras, das 6h às 9h.

“Nosso gabinete recebeu a demanda, porque, além de dificultar a participação de algumas pessoas, o local dificulta a entrada e a saída de veículos das residências. A Associação de Moradores buscou alternativas, e nós nos disponibilizamos em ajudar. Assim, eles sugeriram duas vias. Nós visitamos os locais, fotografamos e redigimos um relatório com os motivos explanados e encaminhamos a documentação para análise”, explicou Meneguzzi.

Prestação de contas de Meneguzzi reúne mais de 80 pessoas

novembro 18, 2017

 

Mais de 80 pessoas aceitaram participaram, na manhã deste sábado (11/11) do evento “Vida Comunitária: por que acreditar?”, no plenário Deputado Nadyr Rossetti, na Câmara Municipal de Caxias. Realizado pelo vereador Alberto Meneguzzi/PSB, o encontro contou com a presença de apoiadores, amigos e usuários do aplicativo Acredita Caxias.

No primeiro momento, Meneguzzi saudou os presentes, dentre os quais o presidente municipal do Partido Socialista Brasilieiro (PSB), Adriano Boff, o colega de bancada Edi Carlos Pereira de Souza e o presidente do Legilsativo, vereador Felipe Gremelmaier/PMDB. Logo depois, iniciou a prestação de contas dos primeiros 10 meses de mandato. Os números apresentados são referentes aos custos e economias do gabinete, bem como do trabalho realizado. Até a última sexta-feira, 10 de novembro, ele havia apresentado 253 indicações ao Executivo, 14 Projetos de Lei, sendo que dois desses já foram promulgados, e 345 inserções na mídia desde 1º de janeiro.

Ao falar sobre o aplicativo Acredita Caxias, o qual comemorou dois meses desde que foi lançado, Meneguzzi anunciou que a partir da segunda-feira (13/11) entra no ar o blog http://acredita.caxias.br/ , novo passo do mandato digital, que concentrará web rádio, web tv, e possibilidade de interação online com o gabinete via WhatsApp e chat. Na “Acredita TV”, os cidadãos poderão assistir toda a programação da TV Câmara Caxias. Já na “Acredita Rádio”, o vereador irá transmitir boletins diários, entrevistas, além de gravar programas e debates. “Não podemos esquecer da boa música e da evangelização. Além de programas sobre política, teremos espaços de mensagens religiosas, evangelização, aliada à boa música e à transparência”, explica. A prestação de contas foi concluída com um vídeo institucional, preparado pela assessoria, no qual expõe alguns de seus discursos, sugestões e proposições.

Na sequência, frei Jaime Bettega, palestrou ao grupo por mais de uma hora, sobre a importância da vida comunitária. Entre as abordagens do religioso, a necessidade dos cidadãos readiquirirem a afetividade pela política. Ele se disse surpreso por ser a primeira vez que compareceu à Câmara para um ato onde um político eleito presta contas de seu mandato.

Para concluir o encontro, os presentes fizeram um momento de oração, com o Pai-Nosso e o abraço da paz. “Procuramos fazer algo bem simples, como é nosso gabinete. Um momento de partilha, de encontro e amizade. Mostramos, da forma mais transparente possível, como é nossa rotina, nossos gastos, e no trabalho que isso refletiu. A presença desse número de pessoas me deixou muito feliz. A gente precisa acreidtar na política e eu acredito que ela é a única forma de fazermos o bem para o maior número de pessoas”, comemora Meneguzzi.